A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
83 pág.
Lipídeos aula fundo branco 2011

Pré-visualização | Página 1 de 3

BROMATOLOGIA ANIMALBROMATOLOGIA ANIMAL
TCA: 1000TCA: 1000
CursoCurso de de MedicinaMedicina VeterinVeterinááriaria: 403: 403
Lipídios/Lipídeos
Prof. José Laerte Nörnberg
DTCA-NIDAL/CCR/UFSM
jlnornberg@smail.ufsm.br 
Lipídeos
A. Tamanho e formas variáveis
B. Característica comum
1. Insolúveis em água
Hidrofóbica
CH3
Hidrofílica
COOH
C. Densidade energética
– Um grama de gordura = 9,4 kcal de energia bruta
– Um grama de carboidratos = 4,15 kcal de energia bruta
– Gordura tem cerca de 2,25 vezes mais energia
– Relação O:H na molécula
Lipídeos
C. As gorduras apresentam maior quantidade de hidrogênio
em relação ao oxigênio em comparação com os
carboidratos
Gordura CHO
77% C 40% C
12% H 7% H
11% O2 53% O2
D. Gordura apresenta menor % de O2 do que CHO
Formas de Lipídeos
A. Lipídeos simples
a. Formam a maior % dos lipídeos
b. Gorduras, óleos e cêras
Formas dos Lipídeos
H3C - C - C - C
O
OH
Ácido butírico, 4 C
O
OH
H3C - C - C - C - C - C - C - C - C - C
Ácido capróico, 10 C
O
OH
H3C - C - C - C - C - C - C - C - C - C - C - C - C - C - C - C
Ácido palmítico, 16 C
B. Lipídeos Compostos
a. Ácidos graxos com alguma substância não lipídica
• EX. Fosfolipídeos – ácido fosfórico
Galactolipídeos – galactose
Lipoproteínas – proteínas
C. Lipídeos Derivados
a. Lipídeos derivados da hidrólise de lipídeos simples e 
compostos
b. Intermediários no metabolismo dos ácidos graxos
Formas dos Lipídeos
Classificação dos Lipídeos
A. Dois Tipos de Ácidos Graxos
a. Saturados – ligações simples
b. Insaturados – ligações duplas
O
OH
H H H H H H H H 
| | | | | | | | 
H3C - C - C - C - C - C - C - C - C – C| | | | | | | |
H H H H H H H H
O
OH
H H H H H 
| | | | | 
H3C - C - C = C - C = C - C - C - C – C| | | | | | |
H H H H H H H
(a )Primeiro átomo de carbono da ligação dupla, a partir do carbono carboxílico.
(b) Primeiro átomo de carbono da ligação dupla, a contar do terminal metil (posições que agrupam os ácidos
graxos em famílias e indicam por ex., C20:4 ω6 foi sintetizado a partir do C18: ω6
C20:4ω6C20:4 ∆5,8,11,14C20H32O2Araquidônico (eicosatetraenóico)
C18:3ω3C18:3 ∆9,12,15C18H30O2Linolênico (octadecatrienóico)
C18:2ω6C18:2 ∆9,12C18H32O2Linoléico (octadecadienóico)
C18:1ω9 (b)C18:1 ∆9C18H34O2Oléico (octadecenóico)
C16:1∆9 (a)C16H30O2Palmitoléico (hexadecenóico)
C18:0C18H36O2Esteárico (octadecanóico)
C16:0C16H32O2Palmítico (hexadecanóico)
C14:0C14H28O2Mirístico (tetradecanóico)
C12:0C12H24O2Láurico (dodecanóico)
C10:0C10H20O2Cáprico (decanóico)
C8:0C8H16O2Caprílico (octanóico)
C6:0C6H12O2Capróico (hexanóico)
C4:0C4H8O2Butírico (butanóico)
SímbolosFórmula empíricaÁcidos graxos
Nomenclatura empregada para ácidos graxos
B. Estrutura
a. Ácidos graxos
Classificação dos Lipídeos
O
OH
H3C - C - C - C - C - C - C - C - C - C
b. Glicerol
H 
|
H – C – OH
|
H – C – OH
|
H – C – OH
|
H 
Monoglicerídeo
O
C - C - C - C - C - C - C - C – CH3
H 
|
H – C – O -
|
H – C – OH
|
H – C – OH
|
H 
OH
OH
αααα
ββββ
δδδδ
Diglicerídeo
O
C - C - C - C - C - C - C - C – CH3
H 
|
H – C – O -
|
H – C – O -
|
H – C – OH
|
H 
OH
O
C - C - C - C - C - C - C - C – CH3
Triglicerídeo
O
C - C - C - C - C - C - C - C – CH3
H 
|
H – C – O -
|
H – C – O -
|
H – C – O -
|
H 
O
C - C - C - C - C - C - C - C – CH3
O
C - C - C - C - C - C - C - C – CH3
Classificação dos Lipídeos
C. Características Fisico-Químicas
a. Grau de saturação
1. Insaturados - líquidos em temperatura ambiente
2. Saturados – sólidos em temperatura ambiente
b. Comprimento da cadeia
Fosfolipídeos
A. Componentes da membrana celular
B. Atuam em funções enzimáticas
Lecitina-Fosfolipídeos
A. Possue glicerol, 2 ácidos graxos e ácido
fosfórico
B. Comumente usada no processamento
de alimentos
C. Mantém H2O e gordura em solução
Esteróis e Esteróides
Ex: Colesterol, estrogênio, testosterona, 
progesterona, sais biliares, ergosterol
Lipídeos mais importantes -
nutrição
Ácidos graxos Glicerol
Monoglicerídeos Diglicerídeos
Triglicerídeos Fosfolipídeos
Funções Nutricionais
A. Fontes de energia
B. Carreadores na absorção
C. Ácidos graxos essenciais
D. Membranas celulares - mamíferos
Função Nutricional
A. Fonte de energia
1. Oxidação da gordura produz CO2 + H2O + 
Energia
2. 2,25 vezes mais do que CHO
3. Pode substituir CHO (limites e custo)
B. Meio transportador para absorção
1. Vitaminas lipossolúveis - intestino
2. Lipoproteínas complexas - sangue
a. Colesterol – HDL, LDL
b. Hormônios sexuais
c. Vitaminas –A, D, E, K
Funcões Nutricionais
C. Ácidos Graxos Essenciais
1. Linoleico (18 C, 2 ligações duplas)
2. Linolênico (18 C, 3 ligações duplas)
3. Araquidônico (20 C, 4 ligações duplas)
a. Não são sintetizados
b. Precursores de ácidos graxos insaturados
Linolênico Araquidônico Prostaglandinas
Função Nutricional
4. Ácidos Graxos Essenciais ??
a) Componentes da membrana celular
b) Transporte – Lipoproteínas
c) Prostaglandinas- Funções:
• Regressão do corpo lúteo
• Contração muscular 
• Constrição de vasos sangüíneos
• Secreção de muco que recobre a parede do 
estômago
Funções Nutricionais
5. Ácidos Graxos Essenciais
– Sob o ponto de vista nutricional, há necessidade
de suplementar as dietas dos animais com AGE ?
6. Ruminantes: os AGE são produzidos pelos
MO
– Parte da parede celular passa para o ID
Fontes de Gordura
A. Plantas
– Sementes de oleaginosas – soja, algodão, canola: 18 –
36% lipídeos
– Grãos – milho, sorgo, trigo: 2 – 4% lipídeos
B. Animais
– Sebo e óleo
C. Dieta de seres humanos
– Óleos de soja, milho, arroz, girassol, dendê (palma).
D. Gorduras protegidas – rúmen inerte (by-pass)
– Ca + AG = gordura protegida (sais cálcicos de ácidos
graxos)
E. Digestibilidade média das gorduras = 80 – 90 %
Digestão, Absorção e Transporte de 
Lipídeos
A. Enzima Principal
– Lipase
1. Formas
a.Lipase gástrica
• Encontrada no estômago
• Baixa atividade em animais adultos
• É funcional em animais jovens
b.Lipase pancreática
• Principal enzima na digestão das gorduras
• Secretada com o suco pancreático
• Secretada na forma inativa
• Ativada por Ca no lúmen do intestino
B. Digestão dos Lipídeos
1. Estômago
• No estômago formam-se gotículas de gordura
• Através do piloro as gotículas passam para o ID
Digestão, Absorção e Transporte de 
Lipídeos
2. Intestino Delgado
Sais biliares e lipase
a. Bile
• Produzida no fígado
• Armazenada na vesícula biliar (exceto eqüínos)
• Secretada no duodeno
• Ações principais:
1. Emulsificação da gordura
2. Organiza os triglicerídeos para a lipase 
hidrolizar
b. Lipase
• Cliva os ácidos graxos ligados ao glicerol
Digestão, Absorção e Transporte de 
Lipídeos
+ Sais 
Biliares
Digestão, Absorção e Transporte de 
Lipídeos
Sais 
Biliares
HidrofóbicaHidrofílica
Lipase atua na clivagem do glicerol
LIPASE
Glicerol pode ser absorvido no Intestino Delgado
Glicerol
Clivagem do glicerol forma uma
estrutura conhecida como Micela
Micela = AG livres e bile
Micela interage com as microvilosidades intestinais
possibilitando a absorção
Micela Hidrofílica
Absorção de Lipídeos
Micela AGL Triglicerídeo
Colesterol
Fosfolipídeo
Proteína
Quilomicra
Quilomicra = Triglicerídeo (80%) + Proteína (2%)
Fosfolipídeo (7%) + Colesterol (11%)
Bile Glicerol
Glicerol
Lúmen Célula intestinal
Sangue ou
Linfa
Glicerol
Quilomicra
Triglicerídeo
Ácido Graxo Livre
Glicerol
Colesterol
Fosfolipídeo
Proteína
Absorção dos Lipídeos
Micela
Glicerol
Os TG da dieta são 
ressintetizados no retículo 
endoplasmático liso das 
células do epitélio 
intestinal, após a sua 
absorção. 
Eles são transportados para 
os tecidos (muscular, 
adiposo e hepático) pelas 
lipoproteínas denominadas 
Quilomicra
Vaso
Linfático
Capilar 
sangüíneo
Os TG sintetizados no 
fígado são transportados 
aos tecidos extra-