A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Apostila_de_logística

Pré-visualização | Página 2 de 4

de uma empresa nas importantes fases do seu negócio.
*
*
*
ERP
 DEFINIÇÃO:
 É uma arquitetura de software que facilita o fluxo de informações entre todas as atividades de uma empresa, como fabricação, logística, finanças, RH
*
*
*
Origens da Logística
Atividade econômica das mais antigas
Desde que o homem começou a trocar bens, ele foi obrigado a se utilizar: 
estoques
armazenagem			Sistema Logístico
transporte 
Origem logística: 
Área militar : Logística – derivado do cargo maréchal des logis - exército francês no séc. XVII
Logis (aquartelamento)
Papel da logística nas grandes guerras - Independência dos EUA, II Guerra Mundial, Guerra Golfo....
*
*
*
OBJETIVO DA LOGÍSTICA INTEGRADA
*
*
*
MODERNA LOGÍSTICA (integrada) 
Procura Incorporar:
Prazos previamente acertados e cumpridos integralmente, ao longo de toda a cadeia de suprimento; 
Integração efetiva e sistêmica entre todos os setores da empresa;
Integração efetiva e estreita (parcerias) com fornecedores e clientes;
Busca a otimização global, envolvendo a racionalização dos processos e a redução de custos em toda a cadeia de suprimentos;
Satisfação plena do cliente, mantendo nível de serviço preestabelecido e adequado.
*
*
*
LOGÍSTICA
A logística deve ser vista como o elo de ligação entre o mercado e a atividade operacional da empresa, tendo seu raio de ação sobre toda a organização até a entrega do produto final.
*
*
*
LOGÍSTICA
A logística é o processo de gerenciar estrategicamente a aquisição, movimentação e armazenagem de materiais, peças e produtos acabados (e os fluxos de informações correlatas) através da organização e seus canais de marketing, de modo a poder maximizar as lucratividades presente e futura através do atendimento dos pedidos a baixo custo.
Os Valores Agregados por um “Sistema Logístico” :
	Valor Lugar;
Valor Tempo;
Valor Qualidade; e
Valor da Informação.
*
*
*
 Evolução da Logística e Mercado
Gerenciamento do Tráfego
Mercado Internacional
1930
1950
1990
1970
As Forças Convergem . . .
LOGÍSTICA
MERCADO
*
*
*
Gerenciamento da Cadeia de Suprimento
Globalização
1930
1950
1990
1970
Gerenciamento Logístico
Mercado Multinacional
Gerenciamento do Tráfego
Mercado Internacional
LOGÍSTICA
MERCADO
As Forças Convergem . . .
 Evolução da Logística e Mercado
*
*
*
Relacionamento tradicional (comercial) desafiado
Aumento da participação dos importados no varejo (produtos e know-how)
 Novos participantes ditando novas regras
Abertura comercial
Competição mais acirrada = busca diferenciação
Os novos padrões de exigência dos consumidores
Estabilidade dos preços
 Estímulos para Mudanças
*
*
*
 Ferramentas Disponíveis para a Mudança
 Emissão automática de pedidos
 Gerenciamento por categorias
 Reposição contínua
 EDI
 ABC - Custeio por atividades
 Paletização
 Cross docking
 Just in time
 Nota Fiscal Eletrônica
*
*
*
MUDANÇAS
Quando os ventos das mudanças chegam, alguns constroem abrigos outros constroem moinhos
*
*
*
MUDAR: O DESAFIO
“É COMO TENTAR RECONSTRUIR UM AVIÃO EM PLENO VÔO”
*
*
*
TENDÊNCIAS
“ Concorrência moderna tornou muito mais difícil manter vantagem em relação aos seus concorrentes. As empresas passaram a imitar umas as outras, em ritmo acelerado. Restando apenas 2 caminhos:
 Diferenciação ou preço baixo” 
Michael PORTER
*
*
*
TENDÊNCIAS
Clientes passam a ser incorporados aos processos de projetos de desenvolvimento, produção e vendas
Deixam de vender apenas produtos para passar a vender serviços 
Mercado ultra segmentado e muito competitivo
Mudanças permanentes nos canais de distribuição
*
*
*
TENDÊNCIAS
Os prognósticos e pesquisa não conseguem apresentar um modo de ação claro
Ciclo de vida de produtos e serviços cada vez mais curtos
O novo mercado trata de: gente, troca de valores, troca de conhecimento
Relacionamento
*
*
*
A Nova Economia a Logística
As regras do jogo no setor industrial e de serviços estão se alterando rapidamente e, por este motivo, é preciso a adoção de novos modelos mentais que repensem os conceitos até então vigentes. (Hagel et. al, 1999).
O conceito de mercado único, onde as fronteiras geográficas e sócio-culturais são minimizadas já é uma realidade.
*
*
*
A Nova Economia a Logística 
Conectividade, virtualidade, capacidade de adaptação, rapidez, emoção e inovação são palavras chaves para qualquer organização que queira participar da Internet.
O maior salto é dado por aquelas empresas que entenderam o novo conceito de “valor”, como este pode ser criado, disperso e administrado nas organizações.
*
*
*
A Nova Economia a Logística 
A Internet traz uma mudança do equilíbrio de poder dos fornecedores para os clientes.
Marketing, logística e distribuição são os departamentos que mais estão mudando.
Surgem novos modelos de venda (B2B, B2C, pay as you use) e mensuração de performance (page view, etc).
*
*
*
A Nova Economia a Logística 
A essência da Internet está em estabelecer e reforçar conexões entre as pessoas – com base na troca de informações. Assim, a entrega da declaração do Imposto de Renda pela Internet é cômoda ao cidadão, e mais fácil de ser manuseada pela Secretaria da Receita Federal. Da mesma forma, os serviços bancários passam a ter outra dimensão (Ex: pagar contas sem sair de casa).
*
*
*
A Nova Economia a Logística 
A Internet é interativa, e propicia que os próprios consumidores façam a maior parte do trabalho.
A Internet traz uma mudança do modelo da estratégia de mídia – por permitir uma comunicação um a um.
Os usuários vão proativamente ao site procurar um produto, informação ou serviço.
*
*
*
A Nova Economia a Logística.
O que muda?
1.PRODUTO/ SERVIÇO
1.1.O produto precisa ser fisicamente experimentado antes da decisão da compra? 
ex: Carro, roupa, verduras 
Em casos onde é necessário a experiência física, o MKT on-line deve focar o estímulo, o interesse e o desejo, conduzindo o comprador ao local da venda ou tentando gerar uma experiência.
*
*
*
A Nova Economia a Logística. 
O que muda?
PRODUTO/ SERVIÇO
1.2.O produto/oferta é simples ou complexo de ser entendido? 
Produtos complexos e que necessitam de especialistas para orientar seu manuseio/funcionamento são menos prováveis de serem vendidos pela web.
*
*
*
A Nova Economia a Logística. 
O que muda?
PRODUTO/ SERVIÇO
1.3. Qual a natureza da oferta? É um produto físico ou virtual?
Ex: livros, CDs e artigos, podem ser despachados pela web. Em suma, tais produtos possuem uma parte de seu conteúdo que independe de ser manuseado no ponto-de-venda. Ex: O volume 5 da série Harry Potter.
*
*
*
A Nova Economia a Logística. 
O que muda?
PRODUTO/ SERVIÇO
1.4. O produto é de alta ou baixa tecnologia?
Os usuários da Internet são inovadores tecnológicos. Produtos de alta tecnologia tendem a ser mais demandados pela WEB. Ex: eletro-eletrônicos
*
*
*
A Nova Economia a Logística. 
O que muda?
PRODUTO/ SERVIÇO
1.5. A Marca ou Produto são conhecidos?
Produtos padronizados e de grande conhecimento dos compradores têm maior probabilidade de serem vendidos pela WEB.
*
*
*
A Nova Economia a Logística. 
O que muda?
PRODUTO/ SERVIÇO
1.6. A oferta é focalizada em nichos globais?
A WEB é eficaz para o atingir nichos específicos (comunidades virtuais). Ex: CDs raros, mobílias antigas, interessados em genealogia...
*
*
*
A Nova Economia a Logística.
O que muda?
2. PREÇO
2.1. Quanto ao valor monetário. 
Itens muito caros ou muito baratos tendem a ter maior dificuldade de vendas pela WEB. 
*
*
*
A Nova Economia a Logística. 
O que muda?
PREÇO
2.2. Flexibilidade de Mudança de Preços
A pesquisa on-line permite grande comparação de preços entre produtos/ serviços. Produtos que possuem grande flexibilização de preços tendem a ser melhor sucedidos que produtos com preços estáveis. Ex: Leilões.
*
*
*
A Nova Economia a Logística.
 O que muda?
PREÇO
2.3. Entram em jogo os conceitos de valor agregado e valor percebido – em função da customização e do relacionamento.
*
*
*
A Nova Economia