A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Apostila_de_logística

Pré-visualização | Página 4 de 4

estão dispostos a pagar por aquilo que a empresa ou pessoa quer lhes oferecer.
O valor não é medido pelo custo final, mas sim pela receita total, resultado do preço que a empresa estabelece para o produto, em função do mercado e do número de unidades que ela pode vender.
Cadeia de Valor
*
*
*
APOSTA:
“Ofereço algo ao mundo gastando X para isso, e aposto que o mundo perceberá valor na minha oferta e pagará Y por ela”
“como aposto que Y>X , tenho lucro e o direito de continuar existindo”
*
*
*
GERAÇÃO DE VALOR COMO ESTRATÉGIA COMPETITIVA
VALOR ?
UMA NOÇÃO QUE RELACIONA PREÇO COM “BENEFÍCIO”
“Um BigMac por $1 é um bom valor, eu pago”
“Um BigMac por $10? eu não pago” 
“(...é abstrato sim ,mas...é muito concreto, entendeu?)
*
*
*
Que tipos de 
OFERTAS DE VALOR 
existem?
Basicamente 2:
- As centradas em custo (in)
- As centradas no mercado (out)
Ambas têm o mesmo objetivo. Ter margem: Receita > Custo
*
*
*
A COMPETIÇÃO É SEMPRE COM BASE NO VALOR
McDonald’s
VALOR
CUSTO RELATIVO
 ALTO	 BAIXO
ALTO
BAIXO
Antiquarius
La Molle
Pizza Hut
(atenção perigo)
*
*
*
DUAS PERGUNTAS FUNDAMENTAIS
PARA QUEM?
OU
COMO?
OU
*
*
*
O MAPA DE ATIVIDADES
 O ESQUELETO DE SUA PROPOSTA DE VALOR
- OFEREÇA DEMAIS E VOCÊ MORRE,... DE MENOS E... MORRE TAMBÉM.
- A EMPRESA TEM DE DOMINAR PROFUNDAMENTE UM CONJUNTO DE COMPETÊNCIAS 
- HÁ COISAS QUE VOCÊ TEM QUE OFERECER; OUTRAS, É BOM OFERECER; OUTRAS AINDA, VOCÊ NÃO DEVE OFERECER
*
*
*
A LEI DO SACRIFÍCIO
TRADE OFF
“A FIM DE SE CONSEGUIR ALGUMA COISA É PRECISO DESISTIR DE ALGUMA COISA”
*
*
*
ESTRATÉGIA E IMPLEMENTAÇÃO
 SÃO ESSENCIAIS
*
*
*
As atividades de valor são formadas pelos processos físico-operacionais tecnologicamente distintos que uma empresa lança mão para criar um produto com certo valor para o mercado.
A cadeia de suprimentos é formada por uma seqüências de cadeias de valor, cada uma corresponde a uma das empresas que formam o sistema. A cadeia de valor é um conjunto de atividades interdependentes, esta interdependência é criada pelas interligações entre as atividades de valor, que são chamados de elos e correspondem as relações dentro e fora dela.
Todas as atividades que não agreguem valor ao produto devem ser eliminadas. 
Cadeia de Valor 
*
*
*
“ A vantagem competitiva não pode ser compreendida olhando-se uma firma como um todo. Ela deriva das muitas atividades discretas que uma organização desempenha projetando, produzindo, comercializando, entregando e apoiando seu produto. Cada uma dessas atividades pode contribuir para a posição de custo relativo da organização e criar a base de diferenciação...”
“Uma organização ganha vantagem competitiva quando executando estas atividades estrategicamente importantes de maneira mais barata ou melhor do que seus concorrentes.” 				Michel Porter
Cadeia de Valor
*
*
*
Pode-se dizer que o gerenciamento logístico tem potencial para auxiliar a organização a alcançar tanto a vantagem competitiva em custos e produtividade como a vantagem em valor, ou seja, valor percebido pelo comprador:
Melhor utilização de capacidades;
Redução de estoques;
Maior integração com os fornecedores;
Co-programação/integração de programação;
Serviço personalizado (diferenciação) ;
Estratégia do canal de distribuição;
Relacionamentos com os clientes;
Cadeia de Valor
*
*
*
 A CONCORRÊNCIA DESTRUTIVA pode e deve ser evitada pela DIFERENCIAÇÃO dos produtos. 
A concorrência destrutiva pode ser simplesmente a busca incessante por redução de custos.
A logística e o SCM podem fornecer a diferenciação necessária aos produtos, garantindo a perenidade das empresas em ambientes competitivos.
Cadeia de Valor 
*
*
*
Entidades participantes da cadeia;
Propriedade das entidades participantes (integração vertical);
Participação das entidades em outras cadeias (integração horizontal);
Relações de dependência;
Subsistemas físico e de informações e planejamento das operações;
Consumidor Final
Fornecedor
Industria
Produção 
Distribuição Física
Cadeia de Valor 
*
*
*
PONTOS-CHAVE
VALOR - É CONCRETO PORQUE É O QUE DETERMINA SE O CLIENTE VAI OU NÃO COLOCAR A MÃO NO BOLSO E COMPRAR DE VOCÊ; 
POSICIONAMENTO - QUAL SUA POSIÇÃO COMPETITIVA NA MENTE DO CONSUMIDOR;
ESTRATÉGIA - QUAL E COMO SERÁ A SUA APOSTA;
VANTAGEM COMPETITIVA SUSTENTÁVEL - O QUE FAZ COM QUE O CONSUMIDOR OPTE PELA SUA OFERTA