Buscar

Teoria Política - Contribuição para o Serviço Social

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ANDRADINA 
FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DE ANDRADINA 
FACULDADES INTEGRADAS STELLA MARIS DE ANDRADINA 
 
 	 Adriely Marcela Pio Villalon 
 	 
Curso: Serviço Social 	 
Turma: 3º Semestre 2023 
Disciplina: Teoria Política 
Professor(a): Silena Pimentel 
Andradina- SP 
Quais as contribuições que a Teoria Política oferece ao acolhimento realizado pelo Assistente Social
A teoria política pode ser uma ferramenta essencial para o trabalho do assistente social, uma vez que proporciona uma compreensão mais aprofundada das relações de poder e das formas de exercício do poder nas diversas dimensões da vida social. 
A partir da teoria política, o assistente social pode compreender como as políticas públicas são criadas e implementadas, os interesses envolvidos nesse processo e como isso afeta as pessoas em situação de vulnerabilidade social.
Além disso, a teoria política pode ajudar o assistente social a enxergar a democracia, a participação e o diálogo como fundamentais para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva, possibilitando a construção e implementação dos processos de acolhimento mais democráticos e efetivos.
Por fim, a teoria política pode ser um instrumento útil para o assistente social refletir sobre questões éticas, como justiça social, equidade e direitos humanos, e orientar as práticas profissionais em direção a uma sociedade mais justa e igualitária. 
A assistência social é um campo de atuação que visa garantir a proteção social à população, com o objetivo de reduzir a desigualdade e promover o bem-estar social. Na teoria política, existem diferentes perspectivas sobre a assistência social e sobre o papel do Estado nesse processo.
Uma perspectiva conservadora argumenta que a assistência social deve ser limitada e apenas oferecida em casos extremos, sendo responsabilidade da família e da sociedade em geral cuidar de seus membros mais vulneráveis. Já uma perspectiva liberal defende que o Estado deve prover assistência social, mas de forma limitada e focalizada apenas em grupos mais necessitados.
Por outro lado, uma perspectiva social-democrata argumenta que o Estado deve ser responsável pela garantia dos direitos sociais, incluindo o direito à assistência social, como forma de promover a justiça social e a igualdade de oportunidades. Essa perspectiva argumenta ainda que a assistência social deve ser universal e oferecida a todos os cidadãos, independentemente de sua posição socioeconômica.
Por fim, a perspectiva marxista argumenta que a assistência social é necessária como forma de compensação para as desigualdades geradas pelo capitalismo e pelo sistema econômico vigente. Nessa perspectiva, a assistência social deveria ser vista como uma forma de transição para uma sociedade igualitária e justa, em que as desigualdades sociais e econômicas sejam eliminadas. 
Assim, a teoria política pode ser um importante suporte teórico para o trabalho do assistente social, permitindo que ele compreenda mais profundamente as redes de poder e as formas de organização da sociedade, e orientando suas práticas em direção a uma sociedade mais justa e igualitária.