Buscar

1 AULA INTRODUÇÃO_PROJETO INCÊNDIO

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 45 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 45 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 45 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

INSTALAÇÕES ESPECIAIS
 PROJETO PREVENTIVO DE 
INCÊNDIO
Profª Ana Paula Pupo 
Curso Técnico em Edificações – Campus Florianópolis
 
Objetivos da Aula:
● Importância do Projeto de Prevenção de Incêndio.
● Objetivos do Projeto.
● Incêndios Históricos.
● Legislações Gerais.
● Instruções Normativas.
● Legislação Federal.
Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo 2
 
IMPORTÂNCIA DO PROJETO DE PREVENÇÃO 
DE INCÊNDIO
CONSCIÊNCIA
“O projeto de prevenção contra incêndio primeiramente busca 
salvaguardar as vidas que irão fraquentar tal empreendimento” 
(Instrução Normativa).
Falta de Cultura Prevencionista
Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo 3
 
IMPORTÂNCIA DO PROJETO DE PREVENÇÃO 
DE INCÊNDIO
Qual é a média de tempo que devemos combater 
o “início de incêndio”?
Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo 4
 
IMPORTÂNCIA DO PROJETO DE PREVENÇÃO 
DE INCÊNDIO
Qual é a média de tempo que devemos combater o “início de 
incêndio”?
3 minutos
“O INCÊNDIO OCORRE ONDE A PREVENÇÃO FALHA” 
(CBSC)
“O INCÊNDIO SE APAGA NO PROJETO”.
Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo 5
 
Quais são as principais causas de um 
incêndio?
7Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
● Fenômeno termoelétrico (curto-circuito, sobrecarga...):
● Ação humana intencional (dolo, criminoso); (ex. Florestal é 
normalmente realizada pelo homem);
● Ação humana não intencional (imprudência, negligencia)
● Causa acidental (defeito de fabricação, ...)
● Fenômeno natural (descarga atmosféricas,...)
● Fenômenos químicos (reação exotérmicas)
(Fonte: Corpo de Bombeiro Santa Catarina)
Principais Causas de Incêndio:
8Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
OBJETIVO DO PROJETO DE PREVENÇÃO DE 
INCÊNDIO
PROTEÇÃO DA VIDA 
HUMANA
PROTEÇÃO 
PATRIMÔNIO
CONTINUIDADE 
DO PROJETO 
PRODUTIVO
Qualquer ambiente 
utilizado pelo homem 
que possa ser 
considerado local de 
risco de incêndio.
- Edificações
- Móveis
- Equipamentos
- Bens de calor 
inestimável (arquitetura 
histórica, bibliotecas, 
museu, etc)
Prejuízos
9Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Minimizar as Perdas em caso de incêndio:
● Perdas Humanas:
● Perdas Econômicas:
Diretas: afetam os elementos construtivos e materiais contidos no edifício.
Indiretas: afetam a moradia e comércio desenvolvida no edifício. 
● Perdas Sociais:
● Lesões físicas e cicatrizes irremediáveis;
● Fechamento de empresas na edificação e ao seu redor;
● Contaminação ambiental (rio, mar, …);
● Sentimento de insegurança na sociedade;
● Perda de patrimônios históricos. 
(Informações fonte: Empresa Securiton)
10Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
IMPORTÂNCIA DO PROJETO DE PREVENÇÃO 
DE INCÊNDIO
PROJETISTA PROPRIETÁRIO ANÁLISE DO 
PROJETO/
FISCALIZAÇÃO
Profissional envolvido 
no desenvolvimento 
de projetos 
(Engenheiro Civil ou 
Arquiteto) deve ter 
conhecimento sobre 
segurança contra 
incêndio.
Cuidar com o 
pensamento de 
redução de custos.
Responsabilidade civil 
e criminal.
Poucos profissionais 
para realizar 
fiscalização novas ou 
existentes.
- Corpo de Bombeiro/ 
Prefeituras.
11Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
OBJETIVO DO PROJETO DE PREVENÇÃO DE 
INCÊNDIO
Questões a serem levantadas:
● Quais as atividades desenvolvidas na edificação?
● Quais as possíveis fontes de fogo na edificação?
● Qual o tipo de material que foi executado a obra (estrutural, 
revestimento, etc)?
● As condições físicas/mentais dos ocupantes.
● Há pessoas treinadas para organizar uma desocupação com 
rapidez?
● Etc.
12Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
INCÊNDIOS HISTÓRICOS.
13Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
 
 Roma – 64 d. c. 
70% da cidade destruída.
Fonte: Pintura a óleo de Hubert Robert.
14Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
 Londres: 
- Data de 1666, com 4 
dias de fogo;
- Marco para o 
desenvolvimento de 
legislação e 
equipamentos para o 
controle do fogo.
Fonte: O grande fogo em Londres, 1675.
15Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
 
 Gran Circo Norte-
Americano (Niterói-RJ);
- Fogo criminoso;
- Ausência de requisito 
de fuga;
- Preocupação com rota 
de fuga (Instalações 
provisórias.)
Fonte: Acervo jornal Folha de São Paulo.
16Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
Fonte: Acervo jornal Folha de São Paulo.
 
Montadora de automóveis 
Volkswagen (São Bernardo 
do Campo), 1970;
- estoque de materiais para 
tapeçaria como espumas e 
borrachas.
- Parâmetros de 
classificação dos 
materiais foram revistos; 
- Carga de incêndio;
17Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
Fonte: ONO, 2016.
 
Edifício Andraus/ SP (1972).
18Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
- Início do Incêndio: Luminoso da 
fachada - problemas elétricos;
-Resgate aéreo dos 
sobreviventes;
 
Edifício Andraus/ SP (1972).
Fonte: ONO, 2016. 19Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
Fonte: Acervo jornal Folha de São Paulo.
 
 Edifício Joelma (São Paulo), 
1974;
- Muitos ocupantes foram para 
a laje e não puderam ser 
resgatados;
- Não tinha escada de 
emergência;
- Primeiras Normas do Estado 
de São Paulo relacionadas a 
prevenção de Incêndio;
20Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
Fonte: Acervo jornal Folha de São Paulo.
 
Boate Kiss, Santa Maria/RS.
- A espuma de isolamento acústica 
não tinham proteção contra o fogo;
- Atualização de normas;
21Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Recentes
Museu Nacional do Rio de Janeiro, 2018.
Fonte: globo.com
Museu da Língua Portuguesa, São Paulo, 2015.
Fonte: globo.com
Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Recentes
Catedral Notre-Dame de Paris, 2019.
Fonte: Fondation du Patrimoine, 2019.
Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Incêndios Históricos
Fonte: Corpo de Bombeiro Militar de Santa Cataria
http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/jornal-do-almoco/videos/v/relembre-o-episodio-do-incendio-no-
mercado-publico-de-florianopolis/2606937/
 
O quanto é suficiente?
O quanto é importante?
Mercado Municipal de Florianópolis, 
Agosto de 2005.
24Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
LEGISLAÇÕES E NORMATIZAÇÃO
25Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO
(NSCI)
Eu devo seguir a NBR ou a Legislação Estadual?
OBRIGATÓRIO diferente de ORIENTADORAS.
- Normas Estaduais possui caráter obrigatório.
O Corpo de Bombeiros possui respaldo legal dos governos 
estaduais para confeccionar o seu regulamento de segurança 
contra incêndio e as normas técnicas pertinentes a essa área de 
atuação.
- NBR’s atuam como normas orientadoras, ou seja, não possuem 
caráter de obrigatoriedade.
26Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
● SEMPRE DÊ PRIORIDADE À LEGISLAÇÃO ESTADUAL, e aquilo 
que a legislação não regular suficientemente, você utiliza a NBR.
● Quando você precisar SABER QUAIS OS SISTEMAS DE 
SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO QUE SÃO EXIGIDOS para a 
sua edificação, sempre utilize a legislação estadual.
Exemplo:
 NBR 10897 (2014) de chuveiros automáticos que serve de parâmetro 
para todo o Brasil;
Obs: A NBR 10897 é baseada na NFPA 13 (norma americana), que 
regulamenta o sistema de chuveiros automáticos nos EUA. 
NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO
(NSCI)
27Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO
(NSCI)
●Lei 16.157/2013 (publicada em 11/11/2013) 
●Decreto 1.957/2013 (publicado em 31/12/2013);
● Lei Federal 13.425 ( 30/03/2017/ “Lei Kiss”);
●Instruções Normativas do Corpo de Bombeiros;
 OBJETIVO das NSCI:
 Fixar os requisitosmínimos para a segurança contra incêndio e 
pânico das edificações, objetivando a proteção de pessoas e bens.
28Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Lei 16.157/2013
Esta Lei Estadual institui as normas e os requisitos mínimos 
para a prevenção e segurança contra incêndio e pânico em 
imóveis em SC, com o objetivo de resguardar a vida das 
pessoas e reduzir danos ao meio ambiente e ao patrimônio, nos 
casos de:
➢ I – regularização dos imóveis;
➢ II – construção
➢ III – mudança de ocupação ou uso;
➢ IV – reforma ou alteração de área;
➢ V – promoção de eventos.
29Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Lei 16.157/2013
Sanções Administrativas:
I – advertência;
II – multa
III – embargo de obra;
IV –interdição de imóvel ; “No caso de grande risco”
V – cassação de atestado de vistoria.
30Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Lei 16.157/2013
Capítulo III – das Responsabilidades
Art. 8º O autor do projeto de construção, reforma, alteração 
de área construída, mudança de ocupação ou de uso de 
imóvel é responsável pelo seu detalhamento técnico em 
ralação aos sistemas e às medidas de segurança contra 
incêndio e pânico
31Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Lei 16.157/2013
Capítulo III – das Responsabilidades
Art. 9º O proprietário do imóvel e o seu possuidor direto ou 
indireto são responsáveis por:
I – manter os dispositivos e sistemas de segurança contra 
incêndio e pânico em condições de utilização; e
II – adotar os dispositivos e sistemas de segurança contra 
incêndio e pânico adequados à efetiva utilização do imóvel.
32Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Art 10. Ao CBMSC compete o exercício do poder de polícia 
administrativa para assegurar o adequado cumprimento das 
NSCI.
§ 2º Compete ao CBMSC normatizar e regulamentar os 
sistemas e as medidas de segurança contra incêndio e pânico, 
por meio de Instrução Normativa.
Lei 16.157/2013
33Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Lei federal nº 13.425, de 30 de março de 2017
(“Lei Kiss”)
● Estabelece diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e 
combate a incêndio e a desastres em estabelecimentos, 
edificações e áreas de reunião de público.
● O corpo de bombeiros não é mais o único agente 
fiscalizador dos projetos de combate a incêndio. Agora, nas 
cidades que não possuem corpos de bombeiros, deve ser 
criado um convênio entre prefeitura e corpo de bombeiros, 
para que o município possa ter equipe fiscalizadora e treinada.
34Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Lei federal nº 13.425, de 30 de março de 2017
(“Lei Kiss”)
V - prevê responsabilidades para os órgãos de fiscalização do 
exercício das profissões das áreas de engenharia e de arquitetura, 
na forma que especifica.
– proteger a vida e a integridade dos ocupantes das edificações, 
estruturas e áreas de risco em caso de incêndio;
– prevenir e combater a propagação de incêndios, reduzindo 
danos ao meio ambiente e ao patrimônio;
– proporcionar meios para controlar e extinguir incêndios;
– fortalecer a atuação do Corpo de Bombeiros ou entidades locais, 
a fim de garantir as condições necessárias às operações voltadas 
para o adequado atendimento das medidas de segurança contra 
incêndio e pânico nas edificações e áreas de risco.
35Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Normas Técnicas
ABNT/CB-24 – Comitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio.
36Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Instrução Normativas
http://www.cbm.sc.gov.br/dat/
37Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Instrução Normativas
IN 001 – Da atividade técnica (17/04/2015);
IN 002 – Infrações administrativas;
IN 003 – Carga de incêndio;
IN 004 – Em elaboração;
IN 005 – Edificações existentes (30/04/2015);
IN 006 – Sistema preventivo extintores (01/08/2017);
IN 007 – Sistema hidráulico preventivo (01/08/2017);
IN 008 – Instalações gás combustível (GLP e GN);
IN 009 – Sistema de saídas de emergência; (em revisão) 
IN 010 – SPCDA (pára-raios);
IN 011 – Sistema iluminação emergência (01/08/2017);
IN 012 – Sistema de alarme e detecção de incêndio;
38Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Instrução Normativas
IN 013 – Sinalização abandono local (01/08/2017);
IN 014 – revogada;
IN 015 – Sistema de chuveiros automáticos (Sprinklers);
IN 016 – Sistema de gases limpos e CO2;
IN 017 – Sistema de água nebulizada;
IN 018 – Controle materiais revestimento e acabamento;
IN 019 – revogada;
IN 020 – Parques para armazenamento de líquidos inflamáveis e 
combustíveis;
IN 021 – Postos para reabastecimento de combustíveis (líquidos inflamáveis 
e GNV);
IN 022 – Instalações para reabastecimento de combustível de uso privativo;
IN 023 – revogada;
IN 024 – Eventos transitórios e praças desportivas;
IN 025 – Rede pública de hidrantes;
39Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Instrução Normativas
IN 026 – Matas nativas e reflorestamento;
IN 027 – Prevenção em espetáculos pirotécnicos;
IN 028 – Brigada de incêndio;
IN 029 – Postos de revenda de GLP (PRGLP);
IN 030 – Armas, munições, explosivos e fogos artifício;
IN 031 – Plano de emergência;
IN 032 – Caldeiras e vasos de pressão;
IN 033 – Parques aquáticos, piscinas e congêneres;
IN 034 – Atividades agropastoris e silos.
40Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
Instrução Normativas
(Visão do Corpo de Bombeiro)
- Instrução Normativa ↔ NBR (aproximar);
- Responsabilidade compartilhada (CBM x Arq./Eng.º);
- Simplificação das Instruções Normativas;
- Diminuir o tempo: Análise de Projeto e Vistorias;
- Padronizar processos;
- Aumentar a fiscalização e segurança das edificações; 
- Consolidar o poder de polícia Adm. do CBMSC.
41Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
PROBLEMAS ENCONTRADOS
1) Show pirotécnico em ambiente fechado.
2) Uso de fogo de artifício inadequado.
3) Espuma infamável como revestimento.
4) Falha em extintor de incêndio.
5) Falta de aviso sobre o incêndio.
6) A boate estava superlotada.
7) Havia apenas uma porta de saída.
8) Obstáculos impediram a saída do público.
9) Saída foi barrada por seguranças.
10) Sinalização de emergência inadequada.
11) Sistema de exaustão bloqueado.
12) Falta de outros itens de segurança – apenas 
uma saída de segurança (mínimo 2) e não 
dispunha de chuveiro automático (sprinklers). / 
sistema de saída de fumaça.
Fonte: g1.globo.com/rs/notcia/2015/01/dois-anos-depois-veja-24-erros-que-contribuiram-para-tragedia-na-kiss 42Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
PROBLEMAS ENCONTRADOS
17) Documento fraudado regularizou 
abertura.
18) Boate tinha “laranjas” como sócios.
19) Alvará contra incêndio emitido por 
software.
20) Leis contra incêndio poucos claras.
Etc.
13) Funcionários e seguranças sem 
treinamento.
14) Obras sem autorização ou 
responsável técnico
15) Fiscalização permitiu funcionamento 
irregular. (Segundo a polícia, a danceteria 
foi fiscalizada e multada seis vezes, mas 
nunca foi fechada para regularização. A 
polícia indiciou quatro servidores 
municipais por homicídio culposo por 
suposta negligência, mas o MP não 
considerou ilícita a conduta deles e 
arquivou as denúncias.)
16) Falhas na concessão dos alvarás.
(5 bombeiros foram denunciados por não 
terem fiscalizado adequadamente a 
boate).
Fonte: g1.globo.com/rs/notcia/2015/01/dois-anos-depois-veja-24-erros-que-contribuiram-para-tragedia-na-kiss 43Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
BATIVIDADE
1. Descreva o sistema de prevenção de incêndio do 
prédio onde você mora, trabalha, ou frequenta? 
44Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo
 
BREFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS
PUPO CORREIA, A. P. Apostila Projeto Prevenção de 
Incêndio. IFSC, Florianópolis, 2020.
BRETANO, Telmo. A Proteção Contra Incêndio no Projeto de 
Edificações. 3 ed. Porto Alegre, 2015.
BRETANO, Telmo. Instalações Hidráulicas de Combate a 
Incêndio nas Edificações.4. ed. Porto Alegre. EDIPUCRD, 
2011.
Instruções Normativas - Corpo de Bombeiro de Santa 
Catarina.
Normas Técnicas – ABNT.
45Aula Instalações Especiais – Profa. Ana Paula Pupo