Buscar

Apol História e Historiografia da Escravidão no Brasil

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Questão 1/10 - História e Historiografia da Escravidão do Brasil
Leia o excerto de texto:
“Não obstante ser destacado o papel da pressão dos abolicionistas neste processo, fundamental foi também a participação dos próprios escravos, com sua atuação cotidiana ao longo do século XIX e nas últimas décadas do escravismo".
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PRADO JÚNIOR, Manoel Batista do. Conflitos e estratégias sociais em torno da liberdade: famílias escravas em Mangaratiba no século XIX. In. Caminhos da liberdade: histórias da abolição e do pós-abolição no Brasil. ABREU, Martha Abreu. PEREIRA, Matheus Serva (orgs.) Niterói: PPGHistória: UFF, 2011. p. 84-85.
Considerando a passagem de texto e os conteúdos do livro-base História e Historiografia da Escravidão no Brasil, assinale a alternativa correta sobre as medidas tomadas pelos abolicionistas antes da Lei Áurea:
	
	A
	Os caifazes, que era uma sociedade organizada que lutava pela abolição da escravatura, atuavam à luz do dia, por exemplo, quanto incentivavam abertamente a revolta de escravos.
	
	B
	As elites brancas protagonizaram as ações das sociedades secretas, principalmente arrecadando fundos para fugas de escravos e obtenção de alforrias.
	
	C
	Os escravos participavam ativamente das sociedades e clubes abolicionistas, assim como os que já estavam livres, que também promoviam ações em prol da abolição da escravidão no Brasil.
Você assinalou essa alternativa (C)
	
	D
	Por não saberem ler ou escrever, os escravos ou negros livres se organizavam de maneira violenta na causa da abolição, ou seja, não combatiam através da justiça ou ainda através de jornais.
	
	E
	Podemos apontar a Lei Áurea como um grande evento, e como os grandes eventos, ele não foi influenciado por eventos que o antecederam, como as lutas pela emancipação das sociedades abolicionistas.
LETRA C
_____________________________________________________________________
Questão 5/10 - História e Historiografia da Escravidão do Brasil
Leia o fragmento de texto:
“Uma boa quantidade de estudos tem demonstrado que o tráfico intra e interprovincial fora responsável por processos migratórios intensos, volumosos e prolongados, quando igualmente se verificaram profundas transformações na sociedade brasileira. "
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PIRES, Maria de Fátima Novaes. Travessias a caminho – Tráfico interprovincial de escravos, Bahia e São Paulo (1850-1880). Revista África(s), v. 04, n. 8, p. 63-78, jul. dez. 2017. p. 64.
Considerando a passagem de texto e os conteúdos do livro-base História e Historiografia da Escravidão no Brasil, assinale a alternativa correta sobre o tráfico intrarregional e interprovincial de escravos no século XIX:
	
	A
	O tráfico intraprovincial ocorria quando o escravo era vendido em uma região próxima, já o interprovincial era a venda do escravo na mesma cidade.
	
	B
	O tráfico intrarregional ocorria quando o escravo era vendido numa região próxima, já o tráfico interprovincial era realizado entre regiões distantes.
Você assinalou essa alternativa (B)
	
	C
	O tráfico interprovincial no século XIX ocorria de regiões do Sudeste, onde a produção de café diminuía, para a região Nordeste onde o comércio de cana-de-açúcar crescia.
	
	D
	A dinâmica de deslocamento do tráfico de escravos está relacionada à baixa expectativa de vida e natalidade, ou seja, regiões com baixa taxa de natalidade vendiam escravos para regiões com índices elevados.
	
	E
	O tráfico intrarregional e interprovincial se estabeleceu de acordo com a variação da pujança econômica das regiões, porém não tem relação com a questão da extinção do tráfico transatlântico.
LETRA B
_____________________________________________________________________
Questão 8/10 - História e Historiografia da Escravidão do Brasil
Atente para trecho de texto a seguir:
“Foram estabelecidos, pois, dispositivos que naturalizavam e legalizavam o castigo físico, bem como a sujeição das populações escravizadas e "formas de governo", institucionalizadas pelas leis e pela circulação de ideias como aquelas presentes em manuais especialmente elaborados para o uso dos senhores". 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SCHWARCZ Lilia Moritz; GOMES, Flávio dos Santos (Orgs). Dicionário da escravidão e liberdade: 50 textos críticos. São Paulo: Companhia das Letras, 2018. p. 27.
Considerando a passagem de texto e os conteúdos do livro-base História e Historiografia da Escravidão no Brasil, assinale a alternativa correta sobre os castigos físicos contra os escravos:
	
	A
	A violência, no entanto, não era aceitável e nem tolerável, a negociação sempre prevalecia.
	
	B
	Os castigos eram um elemento fundamental para disciplinar os escravos, estavam ligados diretamente ao sistema produtivo predominante.
Você assinalou essa alternativa (B)
	
	C
	Os castigos eram utilizados principalmente quando os escravos chegavam às fazendas, a maior parte dos historiadores acredita que eram utilizados com o intuito de disciplinar na chegada do escravo, e pouco utilizados no cotidiano de trabalho.
	
	D
	Diversos tratados católicos propagandeavam o uso da violência nos castigos como única forma de expiação dos pecados dos negros, portanto a Igreja como instituição não amenizou tais abusos por parte dos senhores.
	
	E
	Um escravo era sempre colocado como “carrasco”, ou seja, era ele que na maior parte das fazendas era responsável por desferir os piores castigos, a explicação é simples, quando um negro batia em outro, a obediência era maior por parte de quem era castigado.
LETRA B

Continue navegando