Buscar

tics 3 Paciente com fibromialgia

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIFIPMoc 
Medicina 5° período 2023.2 
 
 
 
Erika Francinny Oliveira de Freitas 
 
 
 
Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) 
 
 
 
Paciente com fibromialgia 
 
 
 
Montes Claros 
2023 
PACIENTE COM FIBROMIALGIA 
Quais os sintomas mais comuns dos pacientes portadores de fibromialgia? Qual a 
melhor forma de abordar esta patologia? 
A fibromialgia também chamada de Síndrome de Joanina Dognini, a fibromialgia é 
uma condição dolorosa e crônica, que pode impedir que os pacientes tenham uma vida 
normal. Os sintomas mais comuns em pacientes portadores de fibromialgia incluem: 
 Dor Generalizada: A dor é o sintoma mais característico da fibromialgia. Ela é 
difusa e muitas vezes afeta várias áreas do corpo, incluindo músculos, articulações e 
tecidos moles. A dor é frequentemente descrita como uma sensação de queimação, 
latejamento ou rigidez. 
 Pontos de Pressão Sensíveis: Existem pontos específicos no corpo conhecidos como 
"pontos de pressão" ou "pontos gatilho" que são particularmente sensíveis ao toque 
em pessoas com fibromialgia. Esses pontos estão localizados em áreas como 
pescoço, ombros, peito, cotovelos, quadris e joelhos. 
 Fadiga: A fadiga é um sintoma comum e debilitante na fibromialgia. Mesmo após 
um sono adequado, os pacientes podem acordar se sentindo cansados e não 
revitalizados. A fadiga pode ser acompanhada por uma sensação geral de 
esgotamento. 
 Distúrbios do Sono: Problemas de sono, como insônia, sono não reparador e 
despertares frequentes durante a noite, são comuns em pessoas com fibromialgia. 
Esses distúrbios do sono contribuem para a fadiga e agravam outros sintomas. 
 Dificuldades Cognitivas: Conhecidas como "fibro neblina" ou "mente nebulosa", 
essas dificuldades cognitivas podem incluir problemas de memória, concentração, 
raciocínio claro e processamento de informações. 
 Sensibilidade Sensorial: Pacientes com fibromialgia frequentemente têm 
sensibilidade aumentada a estímulos sensoriais, como luzes intensas, sons altos e 
cheiros fortes. 
 Problemas Digestivos: Alguns pacientes podem experimentar distúrbios 
gastrointestinais, como síndrome do intestino irritável, que causa dor abdominal, 
inchaço, constipação ou diarreia. 
 Dores de Cabeça: Dores de cabeça, incluindo enxaquecas, podem ser um sintoma 
associado à fibromialgia. 
 Depressão e Ansiedade: É comum que pessoas com fibromialgia também 
apresentem sintomas de depressão e ansiedade. A dor crônica e os desafios 
associados à condição podem ter um impacto negativo na saúde mental. 
 Rigidez Matinal: Algumas pessoas com fibromialgia relatam sentir-se 
especialmente rígidas e doloridas pela manhã, o que pode dificultar o início do dia. 
 
A abordagem da fibromialgia envolve uma combinação de estratégias médicas, 
terapêuticas e de estilo de vida para ajudar a gerenciar os sintomas e melhorar a qualidade 
de vida. É importante ressaltar que não há uma abordagem única que funcione para todos os 
pacientes, pois a fibromialgia varia em termos de sintomas e gravidade de pessoa para 
pessoa. Aqui estão algumas formas de abordar essa patologia: 
 Consulta Médica Especializada: Comece consultando um médico, 
preferencialmente um reumatologista, que esteja familiarizado com a fibromialgia. 
Um diagnóstico preciso é crucial para desenvolver um plano de tratamento adequado. 
 Tratamento Medicamentoso: O médico pode prescrever medicamentos para 
controlar a dor, melhorar o sono e lidar com os sintomas associados. Isso pode incluir 
analgésicos, antidepressivos, anticonvulsivantes e relaxantes musculares. O 
tratamento deve ser personalizado para atender às necessidades individuais. 
 Exercícios Físicos: Um programa de exercícios de baixo impacto, como 
caminhadas, natação, ioga e tai chi, pode ajudar a melhorar a força muscular, a 
flexibilidade e a circulação. Consulte um fisioterapeuta para desenvolver um plano 
de exercícios adaptado às suas capacidades. 
 Terapias Físicas: Massagens terapêuticas, acupuntura e fisioterapia podem ajudar a 
aliviar a dor e melhorar a mobilidade. A liberação miofascial também pode ser 
benéfica para relaxar os músculos tensos. 
 Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC): A TCC pode ser útil para ajudar os 
pacientes a desenvolver habilidades de enfrentamento, gerenciar o estresse e reduzir 
a percepção da dor. Ela também pode abordar sintomas de ansiedade e depressão 
frequentemente associados à fibromialgia. 
 Educação sobre a Condição: Entender os mecanismos da fibromialgia e seus 
sintomas pode ajudar os pacientes a lidar com a condição de forma mais eficaz e a 
evitar sentimentos de isolamento. 
 Gerenciamento do Estresse: Técnicas de relaxamento, como meditação, respiração 
profunda e mindfulness, podem ajudar a reduzir o estresse, melhorando a resposta à 
dor. 
 Estabelecimento de Rotinas Saudáveis de Sono: Melhorar a higiene do sono, criar 
um ambiente propício ao descanso e manter horários regulares de sono pode ajudar 
a melhorar a qualidade do sono. 
 Nutrição balanceada: Uma dieta saudável e equilibrada pode ajudar a fornecer os 
nutrientes necessários para manter a energia e a saúde geral. 
 Rede de Apoio: Procure apoio emocional de amigos, familiares ou grupos de apoio 
para compartilhar experiências e estratégias de enfrentamento. 
 Comunicação com a Equipe Médica: Mantenha uma comunicação aberta com sua 
equipe médica sobre como você está respondendo ao tratamento. Isso permitirá 
ajustes conforme necessário. 
 
Referências 
1. Marques, Amelia Pasqual et al. Prevalence of fibromyalgia: literature 
reviewupdate. Revista Brasileira de Reumatologia [online]. 2017, v. 57, n. 4, pp. 
356-363. 
2. MOREIRA, C.; PINHEIRO, G. R. C.; NETO, J. F. M. Reumatologia Essencial. Rio 
de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

Outros materiais