Buscar

Simulado Língua Portuguesa - 9 ano - Material do Professor

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 16 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 16 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 16 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

PRO
FES
SORMA
TE
RI
A
L 
D
O
Simulado Língua Portuguesa - 9º ano
LÍNGUA PORTUGUESA 3 
www.moderna.com.br 
Questão 1 �������������������������������������� 
Inferir informações implícitas em distintos textos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: A
Justificativas:
A Alternativa correta. A intenção do Lobo, desde o 
início da narrativa, era a de devorar o pequeno 
Cordeiro. 
B Alternativa incorreta. O Lobo certamente ame-
drontou o Cordeiro. No entanto, não era essa a 
intenção da fera, e sim devorar o pequeno animal. 
C Alternativa incorreta. O Lobo, em dado momento 
da narrativa, desejou encontrar o pai do Cordeiro. 
Contudo, seu real desejo era o de devorar o Cor-
deiro.
D Alternativa incorreta. A intenção do Lobo não era 
apenas demonstrar sua autoridade ou intimidar o 
Cordeiro, mas, através dos argumentos apresen-
tados, buscava justificativas para devorá-lo.
Questão 2 ��������������������������������������
Inferir informações implícitas em distintos textos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas: 
A Alternativa incorreta. Apesar de aparecer uma 
menina no último quadrinho, o menino está ape-
nas contando para ela algo que aconteceu com 
ele e seu pai. Sendo assim, o motivo de a noite 
ter sido legal não está relacionado com a presen-
ça da amiga. 
B Alternativa incorreta. O menino, aparentemente, 
achou interessante o efeito provocado pela luz 
das velas no ambiente, como oportunidade para 
diversão. No entanto, não foi este o motivo de ele 
ter se divertido tanto. 
C Alternativa incorreta. Por conta da queda de ener-
gia elétrica, o menino foi dormir mais tarde do que 
de costume. Porém, essa informação não pode 
ser corroborada pelos acontecimentos descritos 
no texto. 
D Alternativa correta. O menino avaliou aquela 
como a noite mais legal de sua vida devido ao 
fato de que, sem energia elétrica, o pai pegou um 
livro e leu histórias à luz de vela, provocando uma 
aproximação prazerosa entre pai e filho. 
4 LÍNGUA PORTUGUESA
www.moderna.com.br 
Questão 3 ��������������������������������������
Identificar o uso de recursos persuasivos em textos 
verbais e não verbais.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. A campanha não menciona 
a obrigatoriedade da vacinação, mas sim a cons-
cientização da sua importância.
B Alternativa incorreta. O texto-base informa que a 
vacina previne os riscos de internações nos leitos 
de UTI, contudo, não cita as medidas para evitar 
o contágio pelo vírus.
C Alternativa incorreta. O texto-base aborda a im-
portância da vacina, porém não fornece informa-
ções sobre os pacientes internados. 
D Alternativa correta. A campanha incentiva a popu-
lação a se vacinar. A informação de que a vacina 
previne os casos de internação nos leitos de UTI 
e a imagem de uma paciente internada reforçam 
esta mensagem.
Questão 4 ��������������������������������������
Analisar o uso de figuras de linguagem como estratégia 
argumentativa. 
Grau de dificuldade: Difícil
Gabarito: B
Justificativas:
A Alternativa incorreta. A aprovação de atividade 
minerária na Serra do Curral não apresenta figu-
ra de linguagem como estratégia argumentativa, 
mas a preocupação da população de Belo Hori-
zonte com as consequências que podem advir 
desta atividade. 
B Alternativa correta. A figura de linguagem conhe-
cida como “comparação” está caracterizada na 
equiparação da Serra do Curral ao Pão de Açú-
car, no Rio de Janeiro, como um símbolo impor-
tante da cidade.
C Alternativa incorreta. O parecer emitido pela Se-
cretaria do Meio Ambiente não apresenta figura 
de linguagem como estratégia argumentativa, 
mas um relatório técnico, com base em análise de 
dados. 
D Alternativa incorreta. A Área Diretamente Afeta-
da representa a área total do empreendimento 
em hectares. Esta é uma informação técnica que 
pesa na reação da população da capital mineira, 
e não apresenta, em sua formulação, nenhuma 
figura de linguagem. 
LÍNGUA PORTUGUESA 5 
www.moderna.com.br 
Questão 5 ��������������������������������������
Identificar elementos constitutivos de textos 
pertencentes ao domínio jornalístico/midiático.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. Nesta notícia, a informação 
referida compõe outra parte do texto, no caso, o 
primeiro parágrafo.
B Alternativa incorreta. O subtítulo não costuma 
apresentar informações como data ou horas, ele 
normalmente amplia o entendimento da manche-
te.
C Alternativa incorreta. A manchete é um chama-
mento para a notícia; datas não costumam com-
por esta parte.
D Alternativa correta. A informação solicitada pelo 
comando é encontrada na parte chamada lead, 
correspondente ao primeiro parágrafo de uma no-
tícia, onde se encontra a maioria das informações 
relevantes. 
Questão 6 ��������������������������������������
Identificar elementos constitutivos de gêneros de 
divulgação científica.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O texto-base não apresenta 
uma narrativa detalhada e a descrição dos sinto-
mas do diabetes, mas argumentos científicos ex-
pressos em uma linguagem de fácil entendimento. 
B Alternativa incorreta. O texto-base não contém 
informações sobre a importância de medidas de 
prevenção contra o diabetes, mas as caracterís-
ticas gerais da doença, apresentadas através de 
linguagem de fácil entendimento.
C Alternativa incorreta. O texto-base não apresen-
ta as especificidades do gênero argumentativo 
científico acadêmico, que utiliza uma linguagem 
técnica a respeito do diabetes. A linguagem é de 
fácil entendimento, ainda que seja sobre conheci-
mentos científicos. 
D Alternativa correta. O texto-base, de fato, apre-
senta conhecimentos científicos por meio de uma 
linguagem de fácil entendimento para o público 
leigo se informar sobre o diabetes.
6 LÍNGUA PORTUGUESA
www.moderna.com.br 
Questão 7 ��������������������������������������
Distinguir fatos de opiniões em textos.
Grau de dificuldade: Difícil
Gabarito: C
Justificativas: 
A Alternativa incorreta. Os versos em Questão re-
presentam apenas o relato pelo eu-lírico de um 
fato que lhe ocorre às vezes, pela madrugada, no 
qual não emite nenhum juízo de valor.
B Alternativa incorreta. Nos versos, o interlocutor do 
eu-lírico questiona-o sobre os assuntos dos quais 
conversa com as estrelas, tentando compreender 
seu comportamento, mas não emite opinião a res-
peito dos fatos. 
C Alternativa correta. A opinião do eu-lírico está 
configurada na afirmação “só quem ama é capaz 
de ouvir e entender as estrelas”, comprovando o 
caráter sonhador e apaixonado dos enamorados. 
D Alternativa incorreta. Os versos apresentam tão 
somente o relato pelo eu-lírico de que, mesmo 
pela manhã, ainda olha para o céu deserto, em 
busca das estrelas que o sol se encarregou de 
“apagar” com sua luminosidade, não havendo ne-
les vestígios de opinião.
Questão 8 ��������������������������������������
Analisar a intertextualidade entre textos literários ou 
entre estes e outros textos verbais ou não verbais.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: D
Justificativas: 
A Alternativa incorreta. A intertextualidade presente 
no texto 2, ao se referir ao mito de Narciso (texto 
1), não é a de um sujeito apaixonado por si mes-
mo, mas a de um indivíduo que se autorrejeita.
B Alternativa incorreta. A intertextualidade presente 
no texto 2, ao se referir ao mito de Narciso (texto 
1), não é a de um indivíduo com bons pensamen-
tos, mas a de alguém com aversão a si mesmo.
C Alternativa incorreta. A intertextualidade presente 
no texto 2, ao se referir ao mito de Narciso (texto 
1), não é a de um sujeito com projetos contraditó-
rios, mas a de uma pessoa movida pela aversão 
de si mesma.
D Alternativa correta. A intertextualidade presente 
no texto 2, ao se referir ao mito de Narciso (texto 
1), é a de uma pessoa com rejeição a si própria. 
Questão 9 ��������������������������������������Analisar as marcas de parcialidade em textos 
jornalísticos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: C
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O trecho destacado mencio-
na as comunidades locais, no entanto, não é cen-
tralizado neste fato, mas em suas bibliotecas.
B Alternativa incorreta. O trecho destacado cita 
como os americanos aprendem, contudo, não re-
aliza uma crítica ao método.
C Alternativa correta. O trecho destacado apresen-
ta parcialidade do jornalista, porque, ao empregar 
o adjetivo “essencial”, manifestando-se sobre a 
importância das bibliotecas para a aprendizagem 
e para a comunidade americana, demonstra seu 
posicionamento. 
D Alternativa incorreta. O trecho destacado cita o 
envolvimento das comunidades locais, porém não 
questiona essa ação. 
LÍNGUA PORTUGUESA 7 
www.moderna.com.br 
Questão 10 �������������������������������������
Analisar marcas de parcialidade em textos jornalísticos.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: A
Justificativas:
A Alternativa correta. O jornalista se posiciona quan-
to aos resultados alcançados com o programa, 
afirmando que o programa federal é um sucesso.
B Alternativa incorreta. O jornalista informa qual o 
objetivo do programa, que é o acesso à universi-
dade para a juventude camponesa, mas não se 
posiciona.
C Alternativa incorreta. O jornalista aponta um fato: 
as alterações que foram realizadas no cronogra-
ma da universidade no período da pandemia.
D Alternativa incorreta. O jornalista somente informa 
que há um trâmite legal para o ingresso na univer-
sidade que será encaminhado, sem juízo de valor.
Questão 11 �������������������������������������
Avaliar a fidedignidade de informações sobre um 
mesmo fato divulgado em diferentes veículos e mídias.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: B
Justificativas:
A Alternativa incorreta. Ambos os textos divulgaram 
números, contudo, apenas eles não garantem a 
veracidade dos dados. 
B Alternativa correta. Um dos mecanismos utiliza-
dos para aferir a veracidade das informações pre-
sentes nos textos é observar a origem de fontes, 
necessariamente confiáveis, como as agências de 
notícias renomadas. 
C Alternativa incorreta. Dados estatísticos estão 
presentes no infográfico, porém, depoimentos de 
refugiados não aparecem em nenhum dos textos.
D Alternativa incorreta. Estratégias de comparação 
servem como estratégia argumentativa, mas não 
garantem a veracidade ao texto.
Questão 12 �������������������������������������
Avaliar a fidedignidade de informações sobre um 
mesmo fato divulgado em diferentes veículos e mídias.
Grau de dificuldade: Difícil
Gabarito: B
Justificativas: 
A Alternativa incorreta. Não há menção ao compor-
tamento seguro ou de prevenção de infecções 
nos textos. Tanto o trecho da notícia como o car-
taz apresentam apenas dados sobre a atual situ-
ação da epidemia de HIV no Distrito Federal e no 
Brasil. 
B Alternativa correta. Os dois textos recorrem a da-
dos obtidos através de estudos e pesquisas rea-
lizadas por instituições renomadas para garantir 
a veracidade das informações apresentadas nos 
dois textos. 
C Alternativa incorreta. Os textos não apresentam 
formas de prevenção com base no cotidiano, ape-
nas uma orientação acerca de possíveis indícios 
de infecções por ISTs, informações estas que não 
colaboram para a veracidade dos dados divulga-
dos em ambos os textos.
D Alternativa incorreta. Textos descritivos das doen-
ças infectocontagiosas não garantem a veracida-
de dos dados apresentados.
8 LÍNGUA PORTUGUESA
www.moderna.com.br 
Questão 13 �������������������������������������
Analisar os efeitos de sentido decorrentes dos 
mecanismos de construção de textos jornalísticos/
midiáticos.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: A
Justificativas:
A Alternativa correta. Os trechos entre aspas confe-
rem credibilidade à notícia ao trazer falas de auto-
ridades oficiais envolvidas nos eventos relatados, 
que corroboram a veracidade do fato noticiado.
B Alternativa incorreta. As falas entre aspas não 
apresentam ambiguidade, tampouco duplo senti-
do, tratando-se simplesmente de opiniões de au-
toridades envolvidas nos eventos.
C Alternativa incorreta. Os trechos entre aspas 
não são longos, na verdade, são orações curtas, 
construídas com um vocabulário simples.
D Alternativa incorreta. Não há exagero no uso dos 
adjetivos e advérbios nas falas dos entrevistados. 
Apesar de subjetivas, as falas corroboram a vera-
cidade dos fatos pela autoridade política que os 
representa.
Questão 14 �������������������������������������
Analisar os processos de referenciação lexical e 
pronominal.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: B
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O pronome relativo “que” 
não se refere à expressão destacada, pois, ape-
sar de os voluntários de Curitiba também atuarem 
no projeto que transforma tecidos em roupas para 
serem doadas a crianças carentes, eles não fo-
ram os pioneiros do projeto.
B Alternativa correta. O pronome relativo “que” se 
refere à expressão “a senhora dos Estados Uni-
dos”, a qual, além de funcionar como sujeito da 
oração, foi a inspiradora de Carla Gabardo.
C Alternativa incorreta. O pronome “que” introduz a 
oração “criava vestidos a partir de fronhas e do-
ava” e retoma a senhora dos Estados Unidos, e 
não Carla Gabardo, que se inspirou na referida 
senhora.
D Alternativa incorreta. O pronome relativo “que” 
não se refere à expressão “crianças carentes”. 
As crianças representam a quem se destinam as 
doações, e não quem criava vestidos a partir de 
fronhas.
LÍNGUA PORTUGUESA 9 
www.moderna.com.br 
Questão 15 �������������������������������������
Analisar os processos de referenciação lexical e 
pronominal.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O termo “debates” não faz 
referência ao relatório do Painel Intergovernamen-
tal de Mudanças Climáticas da ONU, que eviden-
cia os problemas de diversas regiões, inclusive do 
Nordeste brasileiro.
B Alternativa incorreta. A palavra “debates” não se 
refere à experiência de pequenos agricultores no 
enfrentamento da grave crise climática, em desta-
que no Programa Bem Viver.
C Alternativa incorreta. O termo “debates” não faz 
referência à busca de garantias para a aplicação 
“plena e efetiva” dos direitos de acesso à informa-
ção ambiental, entre outros, embora tais garan-
tias estejam entre os temas elencados durante o 
evento.
D Alternativa correta. A palavra “debates” se refere 
à discussão de estratégias conjuntas para a defe-
sa do meio ambiente e da vida dos ativistas, du-
rante a Conferência das Partes (COP 1), no Chile.
Questão 16 �������������������������������������
Identificar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e 
argumentos em textos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: B
Justificativas:
A Alternativa incorreta. A informação de que costu-
ma ser seguro o uso do celular ao dirigir não está 
explícita no texto, além de esse ato ser proibido 
pelo Código de Trânsito Brasileiro. 
B Alternativa correta. O Código de Trânsito Brasilei-
ro proíbe o uso do celular enquanto se dirige, por 
colocar a vida das pessoas (motoristas e pedes-
tres) em risco.
C Alternativa incorreta. A informação de que a atitu-
de corriqueira parece inofensiva é opinião do au-
tor do texto, não um posicionamento do Código de 
Trânsito Brasileiro.
D Alternativa incorreta. O Código de Trânsito Brasi-
leiro proíbe o uso do celular ao volante, e ele não 
pode ser utilizado em nenhum momento, inclusive 
quando se está parado em semáforo ou em con-
gestionamento.
10 LÍNGUA PORTUGUESA
www.moderna.com.br 
Questão 17 �������������������������������������
Identificar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e 
argumentos em textos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. Não faz parte da visão pes-
soal do autor um “projeto de violência” e “rebeldia 
humana”, logo, a Alternativa não pode ser consi-
derada como tesedo texto. 
B Alternativa incorreta. O texto aponta a solidarie-
dade como fundante de um projeto de caráter po-
lítico e não norteador, como resistência ativa ao 
capitalismo ultraliberal.
C Alternativa incorreta. Para o autor do texto, a so-
lidariedade não domina o movimento capitalista 
ultraliberal, na verdade, ela é um movimento de 
oposição ao capitalismo.
D Alternativa correta. A solidariedade é vista como a 
possibilidade de um novo tempo em que a socie-
dade seja mais fraterna, humana e rebelde. Fica 
explícita a tese/opinião/posicionamento sobre o 
termo em questão.
Questão 18 �������������������������������������
Identificar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e 
argumentos em textos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O texto não defende o pro-
jeto por si só, mas relata que o projeto resulta da 
pesquisa com objetivo de propor iniciativas contra 
a violência a crianças e adolescentes no ambiente 
de internet.
B Alternativa incorreta. O texto informa a respeito da 
pesquisa realizada, mas não defende uma preo-
cupação com a pesquisa, e sim com iniciativas de 
combate à violência contra crianças e adolescen-
tes no ambiente virtual. 
C Alternativa incorreta. Os materiais educativos fo-
ram produzidos como uma das ações resultantes 
do projeto, visando a prevenção à violência virtual 
contra crianças e adolescentes. 
D Alternativa correta. O projeto descrito no texto tem 
como preocupação a prevenção da violência con-
tra crianças e adolescentes na internet.
LÍNGUA PORTUGUESA 11 
www.moderna.com.br 
Questão 19 �������������������������������������
Analisar efeitos de sentido produzido pelo uso de 
formas de apropriação textual (paráfrase, citação etc.).
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: A
Justificativas:
A Alternativa correta. A citação de Aparecida se 
configura como um esclarecimento da finalidade 
do Conselho da Comunidade, uma vez que ela 
explica o motivo pelo qual o Conselho foi criado.
B Alternativa incorreta. A população se envolve no 
processo visitando presídios e participando da 
realidade de pessoas presas. Contudo, o texto 
afirma que, a partir do debate na década de 80, 
é papel do Conselho esta atribuição, por meio de 
representantes da sociedade civil, e não da popu-
lação. 
C Alternativa incorreta. Cabe à sociedade participar 
do debate da política penitenciária envolto na Lei 
de Execução Penal, mas, conforme o texto, este 
debate ocorreu na década de 80.
D Alternativa incorreta. A comunidade deve participar 
da implantação da política penitenciária, já que, 
conforme o texto, esta política já foi elaborada.
Questão 20 �������������������������������������
Identificar os recursos de modalização em textos 
diversos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: C
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O texto-base, através da ex-
pressão modalizadora “Pode ter sido...”, remete 
a uma hipótese, e não à causa evidente do surgi-
mento da doença.
B Alternativa incorreta. O texto-base, através da ex-
pressão modalizadora “Pode ter sido...”, não faz 
uso da impessoalidade, ao contrário, evidencia 
que o sujeito da expressão é o termo “poluição”.
C Alternativa correta. A expressão modalizadora 
“Pode ter sido...” remete a uma hipótese, de uma 
chance de que a poluição pode, sim, ser a causa-
dora de uma doença, pois direciona o conteúdo 
enunciado para o campo da “possibilidade”.
D Alternativa incorreta. Ao usar o verbo modal 
“pode”, o texto-base não faz menção ao fato de 
que a poluição é a causadora de uma doença, 
mas sim aponta a sua possibilidade.
12 LÍNGUA PORTUGUESA
www.moderna.com.br 
Questão 21 �������������������������������������
Analisar os elementos constitutivos de textos 
pertencentes ao domínio literário.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O texto, embora relate o dra-
ma de um amor que enfrenta obstáculos para se 
realizar, não pertence ao gênero dramático tea-
tral, em que atores representam personagens em 
cena, em um palco. Mesmo podendo estes serem 
escritos em versos, falta ao texto em Questão as 
marcas típicas deste gênero.
B Alternativa incorreta. O texto não pode ser anali-
sado como um conto, já que este gênero textual é 
produzido em prosa, embora ocorra a narrativa da 
história do amor de Jacó e Raquel.
C Alternativa incorreta. O texto em Questão não se 
trata de um romance, que é um texto literário em 
prosa com uma estrutura complexa, vários perso-
nagens e fatos que se entrelaçam no tempo e no 
espaço. 
D Alternativa correta. O texto é um poema de for-
ma fixa conhecido como “soneto”, cuja estrutura 
se caracteriza por quatorze versos organizados 
em quatro estrofes, sendo dois quartetos e dois 
tercetos, além da presença de rimas e ritmo que 
conferem melodia ao texto.
Questão 22 �������������������������������������
Analisar os mecanismos de progressão textual.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: C
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O conectivo destacado não 
estabelece uma relação textual temporal, e sim de 
oposição em relação à afirmação anterior. 
B Alternativa incorreta. O conectivo apresentado in-
dica uma relação de oposição, e não de exclusão 
em relação à afirmação anterior. 
C Alternativa correta. A conjunção “mas” contribuiu 
para a progressão textual, estabelecendo a rela-
ção de oposição com o segmento anterior.
D Alternativa incorreta. O conectivo estabelece, no 
contexto estudado, uma relação de oposição, e 
não de finalidade em relação à afirmação anterior.
Questão 23 �������������������������������������
Analisar os mecanismos que contribuem para a 
progressão textual.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: C
Justificativas:
A Alternativa incorreta. A expressão de severidade 
do rosto de Garcia não aponta a causa do tremor 
dos dedos de Maria Luísa, mas indica uma simul-
taneidade na ocorrência das duas ações. 
B Alternativa incorreta. A expressão de severidade 
de Garcia não aponta a finalidade para a qual os 
dedos de Maria Luísa pareciam trêmulos, mas 
mostra que as duas ações acontecem ao mesmo 
tempo. 
C Alternativa correta. As ações de tremer os dedos 
de Maria Luísa e a expressão de severidade de 
Garcia aconteciam na mesma medida, na mes-
ma proporção, após uma conversa desagradável 
ocorrida anteriormente.
D Alternativa incorreta. A expressão de severidade 
no rosto de Garcia não se torna uma consequên-
cia para o fato de Maria Luísa apresentar dedos 
trêmulos, e sim são fatos concomitantes.
LÍNGUA PORTUGUESA 13 
www.moderna.com.br 
Questão 24 �������������������������������������
Analisar os efeitos de sentido dos tempos, modos e/ou 
vozes verbais com base no gênero textual e na intenção 
comunicativa.
Grau de dificuldade: Difícil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O sentido empregado nas 
expressões não é o de informar sobre a privati-
zação da vida e dos direitos humanos e a entre-
ga do Estado às empresas, mas sim, num tom de 
protesto, exortar que se proceda a essas ações.
B Alternativa incorreta. O sentido empregado no 
texto não foi o de afirmar que a vida e os direitos 
humanos serão privatizados e os Estados entre-
gues a empresas, mas sim protestar contra essa 
possibilidade. 
C Alternativa incorreta. O texto de Saramago lido 
pela personagem na tirinha não tem o sentido de 
uma indagação, mas sim de uma expressão de 
revolta e protesto contra as privatizações desen-
freadas que vêm ocorrendo em alguns países.
D Alternativa correta. As formas verbais destacadas 
foram empregadas com o sentido de exortar, in-
centivar enfaticamente a privatização da vida e 
dos direitos humanos. 
Questão 25 �������������������������������������
Inferir, em textos multissemióticos, efeitos de humor, 
ironia e/ou crítica.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: C
Justificativas:
A Alternativa incorreta. O cartum não se refere es-
pecificamente às condições desiguais de moradia 
da população em geral,mas critica a inseguran-
ça em que vivem as pessoas das classes menos 
privilegiadas, tendo que conviver com a falta de 
proteção do Estado e com “toques de recolher” 
decretados por marginais que, verdadeiramente, 
comandam essas comunidades.
B Alternativa incorreta. O balão do pensamento do 
pai não demonstra expectativa, mas sim a des-
crença em relação à solução das diversas carên-
cias do lugar onde vive com o filho, que não di-
zem respeito apenas à segurança, mas a todos os 
aspectos que fazem parte de suas vidas. 
C Alternativa correta. Na intersecção dos textos – 
verbal e não verbal – a crítica à falta de seguran-
ça pública nas comunidades mais carentes das 
cidades fica evidente a partir do título do cartum, 
da fala do garoto e da expressão de preocupação 
demonstrada em seus olhos arregalados, ao se 
referir ao “toque de recolher”.
D Alternativa incorreta. O filho, ao “acordar” o pai, 
que estava distraído, não está feliz. Na verdade, 
sua expressão facial denota preocupação devido 
ao toque de recolher decretado pelo poder parale-
lo, em função da pouca ou nenhuma intervenção 
do Estado.
14 LÍNGUA PORTUGUESA
www.moderna.com.br 
Questão 26 �������������������������������������
Inferir, em textos multissemióticos, efeitos de humor, 
ironia e/ou crítica.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: A
Justificativas:
A Alternativa correta. O homem apresenta uma ex-
pressão de apreensão nos três primeiros quadri-
nhos, o que leva a supor que ele esteja com medo 
do cão. No entanto, ao final, vemos que eles são 
parceiros de treinamento.
B Alternativa incorreta. O cachorro “dizer” que, no 
dia seguinte, o treinamento será intensificado não 
leva à suposição de que isso seja uma dica do 
cão para o homem, já que o homem não pede, 
explicitamente, dicas para o cão.
C Alternativa incorreta. O cão corre atrás do homem 
como se fosse mordê-lo e o homem aparenta es-
tar com medo do cão. No último quadrinho, po-
rém, essa hipótese é derrubada quando se revela 
que o cão está, na verdade, estimulando o ho-
mem a fazer exercício físico.
D Alternativa incorreta. O fato de o cachorro estar 
latindo nos três primeiros quadrinhos e, de repen-
te, começar a “falar” parece algo inusitado e en-
graçado. Mas o humor não reside nesse fato, e 
sim na quebra de expectativa que é configurada 
quando se nota que o cão está treinando o ho-
mem, no último quadrinho. 
Questão 27 �������������������������������������
Analisar as variedades linguísticas em textos.
Grau de dificuldade: Fácil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. Por se tratar da descrição de 
pessoas de uma mesma família, seria aceitável o 
emprego de uma certa coloquialidade nas expres-
sões, o que não se pode depreender da leitura do 
texto. Por isso não é possível analisar a lingua-
gem como coloquial.
B Alternativa incorreta. A linguagem utilizada no tex-
to, apenas pelo fato de que são citadas regiões 
do Brasil e comidas típicas, ao longo da descrição 
das personagens, por si só, não pode ser caracte-
rizada como linguagem regional.
C Alternativa incorreta. Pela simples menção a al-
guns termos típicos das atividades profissionais 
ou domésticas dos personagens descritos não se 
pode classificar a linguagem como profissional.
D Alternativa correta. A linguagem predominante é a 
variedade histórica, o que fica comprovado devi-
do à forte presença de arcaísmos (sublinhados no 
texto), ou seja, palavras que, embora ainda façam 
parte do léxico, caíram em desuso na língua por-
tuguesa no Brasil. 
LÍNGUA PORTUGUESA 15 
www.moderna.com.br 
Questão 28 �������������������������������������
Analisar os efeitos de sentido produzidos pelo uso de 
modalizadores em textos diversos.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. A expressão “realmente me 
pesa” não demonstra o que o eu-lírico sente, mui-
to menos o que vê, como também não há a indi-
cação de questionamento, e sim a afirmação em 
relação ao pesar que esse sentimento provoca.
B Alternativa incorreta. O texto não trata da incerte-
za em relação ao que sente o eu-lírico. Na verda-
de, apresenta a afirmação dos sentimentos cons-
tatados pelo pesar.
C Alternativa incorreta. O sentido da afirmação so-
bre o sentimento de pesar denotado através do 
modalizador “realmente” não apresenta nenhuma 
conotação de negatividade.
 D Alternativa correta. Percebe-se que esse senti-
mento, demarcado através da modalização “real-
mente”, indica uma reafirmação do sentimento de 
pesar, apresentado pela sua individualidade.
Questão 29 �������������������������������������
Avaliar a eficácia das estratégias argumentativas em 
textos de diferentes gêneros.
Grau de dificuldade: Difícil
Gabarito: D
Justificativas:
A Alternativa incorreta. A informação do número 
de casos e de óbitos por Covid-19 no Brasil não 
comprova a tese de que a desigualdade na distri-
buição das vacinas coloca todos (vacinados e não 
vacinados) em risco. 
B Alternativa incorreta. A afirmação de que a maio-
ria das pessoas sente que o pior da pandemia já 
passou e estaríamos perto de uma “normalidade” 
não comprova a tese de que a distribuição desi-
gual de vacinas prejudica a todos. Na verdade, 
este posicionamento coloca a nós todos longe de 
uma normalidade pós-pandemia devido à possibi-
lidade de surgimento de novas variantes imunes 
às vacinas. 
C Alternativa incorreta. O fato de o Brasil estar hoje 
em situação confortável em relação à pandemia 
devido ao sucesso da cobertura vacinal não com-
prova a tese defendida no texto, já que, mesmo 
com uma boa cobertura vacinal, o Brasil ainda 
não conseguiu vencer a pandemia, em parte devi-
do ao surgimento de novas variantes do vírus.
D Alternativa correta. A afirmação comprova a tese 
defendida pela autora, uma vez que a desigual-
dade na distribuição de vacinas no mundo parece 
ser o que mantém o vírus circulando e alimenta a 
possibilidade de surgimento de novas variantes, 
capazes de atingir inclusive as pessoas que tive-
ram acesso às vacinas. 
16 LÍNGUA PORTUGUESA
www.moderna.com.br 
Questão 30 �������������������������������������
Avaliar a eficácia das estratégias argumentativas em 
textos de diferentes gêneros.
Grau de dificuldade: Médio
Gabarito: A
Justificativas:
A Alternativa correta. O texto-base traz informações 
e argumentos que demonstram a gravidade das 
doenças em pessoas vulneráveis e a importância 
da vacinação defendida pela campanha.
B Alternativa incorreta. No texto-base não há infor-
mações sobre o aumento de casos da doença e o 
alto índice de mortes, mas sim sobre o alto índice 
de hospitalização.
C Alternativa incorreta. A campanha busca prevenir 
o surto das doenças e os casos graves que po-
dem levar à hospitalização, e não os casos leves.
D Alternativa incorreta. A campanha tem a função 
de tentar reduzir o número de pessoas hospitali-
zadas, devido ao alto nível de transmissão, e não 
o contrário.