Buscar

AVALIACAO 6 DIREITO AGRÁRIO E AMBIENTAL

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Iniciado em
	Sunday, 26 Nov 2023, 16:43
	Estado
	Finalizada
	Concluída em
	Sunday, 26 Nov 2023, 17:17
	Tempo empregado
	34 minutos 53 segundos
	Avaliar
	1,02 de um máximo de 1,70(60%)
Parte superior do formulário
Questão 1
Correto
Atingiu 0,34 de 0,34
Marcar questão
Texto da questão
Analise a reportagem abaixo:
 
“Duas empresas condenadas por dano ambiental em Santos.
As empresas Libra Terminais S/A e Tomé Engenharia e Transportes Ltda foram condenadas a pagar, solidariamente, R$ 100 mil de indenização por danos ambientais causados pelo derramamento de óleo lubrificante no estuário de Santos/SP. A sentença foi proferida pelo juiz federal José Denilson Branco, titular da 1ª Vara Federal em Santos.
A ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) narra que o acidente ocorreu em outubro de 2002, durante o serviço de manutenção de uma empilhadeira, realizado indevidamente por funcionários da empresa Tomé Engenharia Transportes no pátio do terminal portuário. Cerca de 10 litros de óleo do motor da empilhadeira escoaram até um bueiro da rede de drenagem pluvial, sendo então lançados nas águas do estuário, agravando ainda mais a situação de uma área considerada degradada.
Na sentença, José Denilson ressalta que não há como minimizar a responsabilidade das rés pelo fato do derramamento de óleo ter ocorrido neste local. Para o juiz, consentir com essa situação ‘representará indiscutivelmente a aceitação permanente da degradação ambiental, pois não serão dadas oportunidades para sua recuperação’.
Em outro trecho da decisão, o magistrado afirma que, ‘se todos justificarem a não-responsabilização pela quantidade ínfima ou porque o ambiente já se encontra degradado, nunca chegaremos à consagração constitucional de que todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado’.
O valor de indenização foi fixado com base no grau de vulnerabilidade da área atingida, a persistência do produto na natureza e o volume derramado. Os recursos serão utilizados na aplicação de ações ou projetos que visem à recuperação do estuário de Santos.
Na ação, o MPF também havia pedido que as empresas fossem condenadas à perda de incentivos e benefícios fiscais concedidos pelo Poder Público e a participação em linhas de financiamento em estabelecimentos de crédito. No entanto, José Denilson indeferiu esses pedidos em virtude de as rés terem adotado, posteriormente aos fatos, medidas de prevenção de acidentes. (JSM)”
Fonte: https://www.cjf.jus.br/cjf/outras-noticias/2012-1/outubro/duas-empresas-condenadas-por-dano-ambiental-em-santos
 
Diante de tal reportagem, assinale a alternativa que aponta o princípio que poderia ser aplicado ao caso para sancionar os responsáveis pelo dano ambiental:
a.
Princípio do poluidor-pagador.
b.
Princípio da responsabilização da pessoa jurídica.
c.
Princípio do perdão ambiental.
d.
Princípio do menor dano ambiental.
e.
Princípio da insignificância.
Questão 2
Incorreto
Atingiu 0,00 de 0,34
Marcar questão
Texto da questão
Analise o trecho extraído da reportagem referente ao uso racional da água:
 
“Sustentabilidade ganha espaço e uso racional da água é incorporado ao dia a dia das pessoas e empresas em Campo Grande.
Quase o volume de duas piscina olímpicas: 4,405 milhões de litros. Essa é a quantidade de água que um sul-mato-grossense que viva 76 anos – estimativa média de vida no país, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – vai consumir em sua existência.
A quantidade é grande e ganha ainda mais importância quando confrontada com a informação de que menos 1% de toda a água do planeta é potável e está disponível para consumo. O assunto está estimulando uma profunda reflexão e mudança de postura de pessoas e empresas. O objetivo é usar de modo mais sustentável os recursos hídricos, pensando no agora, mas principalmente no futuro.
‘Estamos gastando a um tempo um planeta que não é nosso. É dos nossos filhos, dos nossos descendentes e que usamos achando que ainda estamos vivendo bem. Temos de repensar as atitudes que tomamos. Temos que fazer no local em que vivemos. Fazer a nossa parte’.
A opinião contundente é da mestre em Desenvolvimento Local e bacharel em Turismo Marta Soller. Em sua casa, no bairro Jardim Noroeste, em Campo Grande, ela coloca em prática tudo o que aprende sobre sustentabilidade. Entre as principais ações está o uso racional da água. Veja abaixo reportagem em vídeo sobre o assunto. [...]”
Fonte: https://g1.globo.com/ms/mato-grosso-do-sul/noticia/2021/11/07/sustentabilidade-ganha-espaco-e-uso-racional-da-agua-e-incorporado-ao-dia-a-dia-das-pessoas-e-empresas-em-campo-grande.ghtml
 
Assinale a alternativa que corresponde ao princípio basilar para a teoria exposta na matéria jornalística:
a.
Princípio da exigibilidade do estudo prévio de impacto ambiental.
b.
Princípio da biodiversidade.
c.
Princípio da função socioambiental da propriedade.
d.
Princípio do desenvolvimento sustentável.
e.
Princípio da responsabilização pelo dano ambiental.
Questão 3
Correto
Atingiu 0,34 de 0,34
Marcar questão
Texto da questão
Analise a matéria abaixo:
 
“TRF4 condena a empresa Carbonífera Belluno por dano ambiental no rio Mãe Luzia (SC)
A empresa Carbonífera Belluno, com sede em Criciúma (SC), terá que pagar indenização no valor de R$ 350 mil por dano moral ambiental coletivo decorrente de transbordamento de água ácida da bacia de acumulação da Mina Morosini. A decisão é da 3ª turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).
A Carbonífera atua na área de extração e beneficiamento de carvão mineral. A empresa é responsável pela mina de carvão Morosini, atualmente inativa por estar em fase de licenciamento ambiental.
Em novembro de 2013, uma equipe do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), acompanhada de representantes da comunidade do Rio Mãe Luzia, realizou vistoria na Mina. No entanto, durante a visita equipe de fiscalização flagrou um transbordamento na bacia de acumulação da água ácida proveniente da mina subterrânea. A bacia tinha a função de acumular as águas ácidas vindas de subsolo e encaminhá-las para a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE).
Segundo o Ministério Público Federal (MPF), que moveu ação, por insuficiência no dimensionamento da bacia e por falta de manutenção no sistema de bombeamento, a água ácida estava transbordando e escorrendo para a drenagem natural e daí para o Rio Mãe Luzia.
O MPF obteve tutela antecipada determinando que a empresa implantasse, em novembro de 2014, um projeto técnico para desvio das águas de montante e tratamento de drenagem ácida da Mina Morosini, bem como manter o sistema de bombeamento e tratamento operando adequadamente, de forma a evitar novos transbordamentos. Na ação foi pedida indenização por danos morais coletivos.
A 4ª Vara Federal de Criciúma julgou procedente a ação e condenou a empresa a pagar indenização no valor de R$ 350 mil. A empresa recorreu ao tribunal alegando que o MPF não teria juntado os documentos necessários à comprovação do suposto transbordamento, bem como a origem e a qualidade das águas denominadas ácidas supostamente lançadas no Rio Mãe Luzia, refere que não há prova, documental, testemunhal ou pericial, da extensão dos danos.
O relator do caso, desembargador federal Fernando Quadros da Silva, negou a apelação da empresa e manteve o entendimento de primeira instância. [...]”
Fonte: https://www.trf4.jus.br/trf4/controlador.php?acao=noticia_visualizar&id_noticia=12899
 
Considerando o conteúdo da unidade, assinale a alternativa correta:
a.
Conforme o ordenamento jurídico vigente, não há constatação de dano ambiental no caso acima, tendo em vista a impossibilidade de penalização da pessoa jurídica na prática de crimes, ambientais ou não.
b.
Não há qualquer referência à Direito Ambiental no trecho jornalístico.
c.
A matéria acima trata de responsabilidade civil por dano ambiental.
d.
A matéria aponta o erro no julgamento do caso, tendo em vista a ausência de provas relacionando a atividade industrial à poluição nas águas do Rio Mãe Luzia.
e.
O cerne do texto aponta as medidasprocessuais adotadas pela Procuradoria Ambiental contra a empresa que praticou o dano ao meio ambiente.
Questão 4
Correto
Atingiu 0,34 de 0,34
Marcar questão
Texto da questão
Analise os princípios elencados abaixo:
 
1. Princípio da dignidade da pessoa humana.
2. Princípio da precaução.
3. Princípio do poluidor-pagador.
4. Princípio do investimento menos danoso.
 
De acordo com o conteúdo da unidade, assinale a alternativa que aponta o(s) princípio(s) que faz(em) parte do Direito Ambiental:
a.
1.
b.
2, 4.
c.
3, 4.
d.
1, 2, 3.
e.
4.
Questão 5
Incorreto
Atingiu 0,00 de 0,34
Marcar questão
Texto da questão
Analise o “caput” do artigo 225 da Constituição Federal:
 
“Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.”
BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ Constituicao/Constituiçao.htm. Acesso em: 09/05/2022.
 
Considerando os princípios e conceitos basilares do Direito Ambiental, o referido artigo diz respeito ao princípio do(a):
a.
Biodiversidade.
b.
Exigibilidade do estudo prévio de impacto ambiental.
c.
Responsabilização da sociedade pela preservação do meio ambiente.
d.
Dignidade da pessoa humana.
e.
Desenvolvimento sustentável.
PÚBLICA
PÚBLICA
PÚBLICA

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes