Buscar

Relatorio Direito ambiental

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

História do Direito Ambiental Brasileiro
Apesar de já haver algumas leis de proteção ambiental desde o governo
Getúlio Vargas, foi somente com a criação da Secretaria Especial do Meio
Ambiente (SEMA) em 1973 através da influência da conferência de Estocolmo
que se teve o início do Direito Ambiental Brasileiro.
Após em 1981 foi aprovado a Lei de Política Nacional de Meio Ambiente
que abrangeu os princípios que foram adotados em Estocolmo, formalizou o
regime sistêmico uma divisão de poder entre União, Estados e Municípios para
execução da Política Nacional de Meio Ambiente e criou o cadastro das entidades
poluidoras que tornava obrigatório o cadastramento e licenciamento para
qualquer atividade com risco de poluição. Tinha como recursos ambientais
protegidos por essa Lei: Os elementos da biosfera, a fauna, a flora e como
recursos hídricos as águas interiores, superficiais, subterrâneas, os estuários e o
mar territorial.
Proteção do Meio Ambiente
De acordo com a Lei de 1981 é caracterizado dano ambiental quando a
alteração do conjunto de elementos do meio ambiente natural, sendo encontrado
outros elementos que não fazem parte originalmente dele. A responsabilidade de
proteção sobre o meio ambiente é comum entre a União, Estado e Município,
sendo definida para cada um dos poderes suas competências. Atualmente a
maioria dos licenciamentos são feitos pelo Estado sendo delegado alguns desses
para os municípios com leis e órgãos ambientais.
Em 1985 foi criada a Lei 7347 que disciplina a ação civil pública de
responsabilidade por danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, a bens
e direitos de valor artístico, histórico, turístico entre outros.
Constitucionalização mundial do meio ambiente
Com diversos danos ambientais pelo mundo houve um movimento de
constitucionalização mundial do meio ambiente a partir dos meados da década
de 70 do século XX e no Brasil em 1988 foi criado com a constituição o capítulo
7 introduzindo o meio ambiente que definiu que todos têm direito ao meio
ambiente ecologicamente equilibrado.
Após uma década é criada a Lei de Crimes Ambientais de fevereiro de
1998, que coordena tanto sobre as sanções administrativas quanto sobre as
sanções penais devidas àqueles que cometerem crimes contra o meio ambiente.
Com o objetivo de não apenas punir e coibir condutas criminosas em relação ao
meio ambiente, como também promover a preservação e reparação das áreas
que sofreram danos.
Código Florestal de 1965
O Código Florestal Brasileiro foi criado em 1965 e estabeleceu o conceito
de área de preservação permanente e área de reserva legal criados para impedir
a degradação e preserva em todos os lugares parte das florestas em território
brasileiro e das demais formas de vegetação, também foi definido os direitos de
propriedade e restrições de uso para algumas regiões que compreendem estas
formações vegetais, os critérios para supressão e exploração da vegetação
nativa.