Buscar

consti

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

OAB XXXIV
DIREITO CONSTITUCIONAL
P O R L U A N A P A T R I C I A 
CONSTITUCIONALISMO X NEOCONSTITUCIONALISMO
surge no século XVIII com a Revolução dos Burgueses;
movimento moderno (caso caia alguma questão indagando se o constitucionalismo é
movimento moderno ou antigo);
teve três constitucionalismos importantes:
INGLATERRA: limitação do poder da coroa
EUA: criação dos termos: presidencialismo e federalismo
França: criação de um parlamento, lutar pelos interesses da brguesia
movimento político constituição política/ documento político ≠ documento
jurídico.
limitar o poder arbitrário (André Ramos Tavares)
surge no século XX, após a Segunda Guerra Mundial;
uma nova maneira de pensar;
centro do sistema;
direitos na prática igualdade na prática;
 aproximação do Direito com a moral;
político jurídico
Estado interventor;
Estado que participa;
Estado regulador; 
carga valorativa- axiológica- dignidade da pessoa humana e direitos fundamentais;
norma jurídica- imperatividade superioridade;
concretização dos valores constitucionalizados
CONSTITUCIONALISMO:
NEOCONSTITUCIONALISMO:
CONCEITO
Tem como principal defensor Ferdinand Lassalle, onde defendeu que uma Constituição
só seria legítima se representasse o efetivo poder social, refletindo as forças sociais que
constituem o poder. Caso isso não ocorresse, ela seria ilegítima, caracterizando-se como
uma simples “folha de papel”. A Constituição, segundo a conceituação de Lassalle,
seria, então, a somatória dos fatores reais do poder dentro de uma sociedade.
Principal defensor Carl Schimitt, onde a constituição seria a “decisão política
fundamental de um povo”, devendo tratar da estrutura de Estado, sua organização
política e assegurar e definir direitos e garantias fundamentais. Para Carl Schimitt a
constituição corresponde às normas materialmente constitucionais. Na sua visão, em razão
de ser a Constituição produto de certa decisão política, ela seria, nesse sentido, a decisão
política do titular do poder constituinte.
Hans Kelsen é o representante desse sentido conceitual. José Afonso da Silva, traduzindo o
pensamento de Kelsen, conclui que “... constituição é, então, considerada norma pura, puro
dever-ser, sem qualquer pretensão a fundamentação sociológica, política ou
filosófica. A concepção de Kelsen toma a palavra Constituição em dois sentidos: no lógico-
jurídico e no jurídico-positivo. De acordo com o primeiro, Constituição significa norma
fundamental hipotética, cuja função é servir de fundamento lógico transcendental
da validade da Constituição jurídico-positiva, que equivale à norma positiva suprema,
conjunto de normas que regula a criação de outras normas, lei nacional no seu mais
alto grau”.
Para J. H. Meirelles Teixeira, trata-se de “... uma formação objetiva de cultura que encerra, ao
mesmo tempo, elementos históricos, sociais e racionais, aí intervindo, portanto, não
apenas fatores reais (natureza humana, necessidades individuais e sociais concretas, raça,
geografia, uso, costumes, tradições, economia, técnicas), mas também espirituais
(sentimentos, ideias morais, políticas e religiosas, valores), ou ainda elementos puramente
racionais (técnicas jurídicas, formas políticas, instituições, formas e conceitos jurídicos a
priori), e finalmente elementos voluntaristas, pois não é possível negar-se o papel de
vontade humana, da livre adesão, da vontade política das comunidades sociais na adoção
desta ou daquela forma de convivência política e social, e de organização do Direito e do
Estado”.
SENTIDO SOCIOLÓGICO
SENTIDO POLÍTICO
SENTIDO JURÍDICO
SENTIDO CULTURAL
CLASSIFICAÇÃO
Outorgada: imposta pela vontade do governante. Ex: Constituição
de 1984, por Dom Pedro I e a Constituição de 1937, por Getúlio
Vargas.
Promulgada: elaborada pelos representantes do povo. Ex:
Constituição de 1988.
Cesarista (bonapartista): elaborada pelo governante, mas
referendada (sancionada) posteriormente por meio de referendo.
Visa apenas ratificar a vontade do detentor do poder.
Escrita: Constituição formada por um conjunto de regras
sistematizadas e organizadas em um único documento,
estabelecendo as normas fundamentais de um Estado. Ex:
Constituição de 1988.
Não- escrita: É formada por “textos” esparsos, reconhecidos pela
sociedade como fundamentais, e baseia-se nos usos, costumes,
jurisprudência, convenções. Ex: Constituição da Inglaterra.
Analítica (expansiva): são aquelas que abordam todos os assuntos
que os representantes do povo entenderem fundamentais..
Sintética (consisa): seriam aquelas enxutas, veiculadoras apenas
dos princípios fundamentais e estruturais do Estado, ou seja,
assuntos essenciais.
Material: aquele texto que contiver as normas fundamentais e
estruturais do Estado, a organização de seus órgãos, os direitos e
garantias fundamentais.
Formal: será aquela Constituição que elege como critério o processo
de sua formação, e não o conteúdo de suas normas. Assim, qualquer
regra nela contida terá o caráter de constitucional. A brasileira de
1988 é formal!
Histórica: decorre de uma lenta evolução histórica, reunindo a
história e as tradições de um povo. 
Dogmática: são elaboradas por uma Assembléia Legislativa,
refletindo os dogmas estruturais e fundamentais do estado. TODAS
AS CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS FORAM DOGMÁTICAS..
Rígidas: são aquelas Constituições que exigem, para a sua alteração
um procedimento mais rigoroso de suas normas.
Flexíveis: a dificuldade em alterar a Constituição é a mesma
encontrada para alterar uma lei que não é constitucional.
Semiflexíveis ou semirrígidas: são aquelas Constituições tanto
rígidas como flexíveis, ou seja, algumas matérias exigem um
processo de alteração mais dificultoso do que o exigido para
alteração das leis infraconstitucionais, enquanto outras não
requerem tal formalidade.
Imutáveis: seriam aquelas Constituições inalteráveis, verdadeiras
relíquias históricas61 e que se pretendem eternas, sendo também
denominadas permanentes, graníticas ou intocávei
super-rígida: além de possuir um processo legislativo diferenciado
para a alteração de suas normas (rígida), excepcionalmente, algumas
matérias apresentam-se como imutáveis (cláusulas pétreas, art. 60, §
4.º).
Garantista: limita o poder do Estado, fixando garantias e direitos
fundamentais ao povo;
Dirigente: organiza o Estado e estabelece normas de ação
(programáticaas) a serem seguidas pelo Estado.
QUANTO À ORIGEM: 
QUANTO À FORMA:
QUANTO À EXTENSÃO:
QUANTO AO CONTEÚDO:
QUANTO AO MODO DE ELABORAÇÃO:
QUANTO À ALTERABILIDADE:
QUANTO À FUNÇÃO:
CONSTITUCIONAL
CONSTITUCIONALISMO X NEOCONSTITUCIONALISMO
Direito ConstitucionalTeoria da Constituição ,Constitucionalismo
Ano: 2015 Banca: FGV Órgão: OAB Prova: FGV - 2015 - OAB - Exame de Ordem Unificado -
XVII - Primeira Fase
Dois advogados, com grande experiência profissional e com a justa preocupação de se
manterem atualizados, concluem que algumas ideias vêm influenciando mais
profundamente a percepção dos operadores do direito a respeito da ordem jurídica. Um
deles lembra que a Constituição brasileira vem funcionando como verdadeiro “filtro", de
forma a influenciar todas as normas do ordenamento pátrio com os seus valores. O
segundo, concordando, adiciona que o crescente reconhecimento da natureza normativo-
jurídica dos princípios pelos tribunais, especialmente pelo Supremo Tribunal Federal, tem
aproximado as concepções de direito e justiça (buscada no diálogo racional) e oferecido
um papel de maior destaque aos magistrados.
As posições apresentadas pelos advogados mantêm relação com uma concepção teórico-
jurídica que, no Brasil e em outros países, vem sendo denominada de 
Alternativas
A) neoconstitucionalismo.
B) positivismo-normativista.
C) neopositivismo.
D) jusnaturalismo.
Direito ConstitucionalPrincípios Fundamentais da República ,Poder Constituinte
Originário, Derivado e Decorrente - Reforma (Emendas e Revisão) e Mutação da
Constituição ,Forma, Sistema e Fundamentos da República( assuntos)
Ano: 2007 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: OAB Prova: CESPE - 2007- OAB - Exame
de Ordem - 1 - Primeira Fase
Acerca da teoria geral da Constituição Federal, assinale a opção correta.
Alternativas
A) O constitucionalismo, que pode ser conceituado como o movimento político-social que
pretende limitar o poder e estabelecer o rol de direitos e garantias fundamentais, está
diretamente relacionado com a ideologia socialista do início da primeira metade do
século XX.
B) O poder constituinte derivado decorrente é caracterizado essencialmente pela sua
ausência de vinculação a qualquer regra anterior, pela sua autonomia e pela sua
incondicionalidade.
C) O poder de reforma está limitado às chamadas cláusulas pétreas, entre as quais se
inclui a proibição de mudança do voto majoritário ou proporcional pelo voto distrital
misto.
D) O valor social do trabalho e da livre iniciativa é um dos fundamentos da República
Federativa do Brasil.
QUESTÕES
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/disciplinas/direito-direito-constitucional
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/disciplinas/direito-direito-constitucional/teoria-da-constituicao
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/disciplinas/direito-direito-constitucional/constitucionalismo
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/provas/fgv-2015-oab-exame-de-ordem-unificado-xvii-primeira-fase
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/disciplinas/direito-direito-constitucional
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/disciplinas/direito-direito-constitucional/principios-fundamentais-da-republica
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/disciplinas/direito-direito-constitucional/poder-constituinte-originario-derivado-e-decorrente-reforma-emendas-e-revisao-e-mutacao-da-constituicao
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/disciplinas/direito-direito-constitucional/forma-sistema-e-fundamentos-da-republica
https://www.qconcursos.com/questoes-da-oab/provas/cespe-2007-oab-exame-de-ordem-1-primeira-fase

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes