Buscar

Avaliação II - Individual - Práticas de Mecânica dos Fluídos (19048)

Prévia do material em texto

28/11/2023, 13:12 Avaliação II - Individual
about:blank 1/6
Prova Impressa
GABARITO | Avaliação II - Individual (Cod.:889195)
Peso da Avaliação 1,50
Prova 74017582
Qtd. de Questões 10
Acertos/Erros 10/0
Nota 10,00
[Laboratório Virtual - Perda de Carga Distribuída] No experimento Perda de Carga Distribuída, é 
possível analisar e verificar na prática o fenômeno de perda de carga distribuída em tubulações de 
diferentes diâmetros, materiais e em diferentes vazões.
Execute a prática virtual para um escoamento de água com vazão de aproximadamente 3000 L/h pela 
tubulação de acrílico (diâmetro de 25 mm e rugosidade nula) e determine qual é a queda de pressão 
(em mm c.a.) pela leitura do manômetro em "U" acoplado nos dois pontos desta tubulação. Nesse 
sentido, assinale a alternativa CORRETA:
DICA: Faça a leitura do diferencial da altura de coluna de água do manômetro em "U" acoplado em 
dois pontos com distância de 1 m entre eles na tubulação de acrílico com diâmetro de 25 mm para a 
vazão de 3000 L/h. Você deve medir o diferencial de altura total entre as duas colunas de água no 
manômetro de tubo em “U”.
A 98 mm c.a.
B 76 mm c.a.
C 112 mm c.a.
D 222 mm c.a.
A força de flutuação ou empuxo, que também é conhecido como Princípio de Arquimedes, é a 
força exercida por um fluido sobre um objeto submerso ou flutuante, apresentando direção vertical e 
sentido para cima. Com base nesse conceito, assinale a alternativa CORRETA:
A Um cubo de gelo flutua na água líquida porque sua massa específica é maior do que a massa
específica da água líquida.
B Quando a massa específica de um corpo é igual à massa específica do fluido, o corpo permanece
totalmente imerso em repouso em qualquer ponto do fluido.
C A densidade relativa de um corpo não influencia a sua capacidade de flutuação.
 VOLTAR
A+ Alterar modo de visualização
1
2
28/11/2023, 13:12 Avaliação II - Individual
about:blank 2/6
D Um navio tem maior flutuação quando navega pela água doce de um rio do que quando navega
pela água salgada do mar.
A força de flutuação ou empuxo, que também é conhecido como Princípio de Arquimedes, é a 
força exercida por um fluido sobre um objeto submerso ou flutuante, apresentando direção vertical e 
sentido para cima. Com base nesse conceito, qual é a definição da fórmula para cálculo da força de 
flutuação de um fluido?
A Força de flutuação = densidade do fluido · velocidade do corpo · volume de fluido deslocado
pelo corpo.
B Força de flutuação = densidade do fluido · aceleração da gravidade · volume de fluido deslocado
pelo corpo.
C Força de flutuação = viscosidade do fluido · aceleração da gravidade · volume de fluido
deslocado pelo corpo.
D Força de flutuação = viscosidade do corpo · aceleração da gravidade · volume do corpo.
A equação de Bernoulli pode ser aplicada para descrever o balanço de energias mecânicas em 
um escoamento de fluido em regime permanente. A partir de um somatório da energia potencial, 
energia cinética e energia de fluxo de um fluido, é possível determinar a sua carga hidráulica de 
escoamento. Com base no balanço de energia mecânica aplicado ao escoamento em regime 
permanente de um fluido e nas formas de apresentação da equação de Bernoulli, faça uma análise 
dimensional das equações apresentadas e associe os itens, utilizando o código a seguir:
I- Essa forma da equação de Bernoulli apresenta os termos de energia mecânica na unidade de 
pressão, por exemplo, "Pascal".
II- Essa forma da equação de Bernoulli apresenta os termos de energia mecânica na unidade de 
energia por peso de fluido, por exemplo, "J/N".
III- Essa forma da equação de Bernoulli apresenta os termos de energia mecânica na unidade de 
energia por massa, por exemplo, "J/kg".
A II - I - III.
B II - III - I.
C I - II - III.
3
4
28/11/2023, 13:12 Avaliação II - Individual
about:blank 3/6
D III - I - II.
No experimento Perda de Carga Distribuída, é possível analisar e verificar na prática o 
fenômeno de perda de carga distribuída em tubulações de diferentes diâmetros, materiais e em 
diferentes vazões. Considerando a equação de Bernoulli para escoamentos, analise as sentenças a 
seguir:
I- Para calcular o fator de atrito (f) em um escoamento laminar (Re < 2300), é necessário conhecer a 
rugosidade relativa da tubulação.
II- Para uma vazão constante ajustada no rotâmetro da bancada experimental, a velocidade do 
escoamento será maior no tubo de cobre (diâmetro de 28 mm) e menor no tubo de PVC (diâmetro de 
25 mm).
III- Para uma vazão constante ajustada no rotâmetro da bancada experimental, a velocidade do 
escoamento será maior no tubo de cobre (diâmetro de 28 mm) e menor no tubo de PVC (diâmetro de 
32 mm).
Assinale a alternativa CORRETA:
A Somente a sentença II está correta.
B As sentenças I e II estão corretas.
C Somente a sentença III está correta.
D As sentenças I e III estão corretas.
[Laboratório Virtual - Perda de Carga Distribuída] No experimento Perda de Carga Distribuída, é 
possível analisar e verificar na prática o fenômeno de perda de carga distribuída em tubulações de 
diferentes diâmetros, materiais e em diferentes vazões.
Execute a prática virtual para um escoamento de água com vazão de aproximadamente 2200 L/h pela 
tubulação de PVC (diâmetro de 25 mm e rugosidade nula) e determine o valor da perda de carga 
distribuída (ou queda de pressão) pela tubulação em milímetros de coluna de água (mm c.a.) e em 
Pascal (Pa). Adote massa específica da água 1000 kg/m³ e aceleração da gravidade 9,81 m/s².
Assinale a alternativa CORRETA:
DICA: Faça a leitura do diferencial da altura de coluna de água do manômetro em "U" acoplado em 
dois pontos com distância de 1 m entre eles na tubulação de PVC com diâmetro de 25 mm para a 
vazão de 2200 L/h. Você deve medir o diferencial de altura total entre as duas colunas de água no 
manômetro de tubo em “U”. Para converter esse valor (mm c.a.) na unidade de pressão em Pascal, 
convertemos o diferencial de altura da coluna de água do manômetro para metros de coluna de água 
(m c.a.) e multiplicamos pelo peso específico do fluido do escoamento (água).
A Delta P = 61 mm c.a. + 61 mm c.a. = 122 mm c.a. ou 1196,82 Pa.
5
6
28/11/2023, 13:12 Avaliação II - Individual
about:blank 4/6
B Delta P = 30 mm c.a. + 30 mm c.a. = 60 mm c.a. ou 588,6 Pa.
C Delta P = 84 mm c.a. + 84 mm c.a. = 168 mm c.a. ou 824,04 Pa.
D Delta P = 122 mm c.a. + 122 mm c.a. = 244 mm c.a. ou 2393,64 Pa.
A estabilidade de corpos imersos e flutuantes tem grande importância, principalmente no projeto 
de navios e submarinos. A análise da estabilidade é mais complexa para os corpos flutuantes do que 
para os corpos imersos, uma vez que o centro de empuxo pode assumir diferentes posições em relação 
ao centro de gravidade, dependendo da forma do corpo e da posição na qual ele está flutuando. Com 
base nesse conceito, análise as figuras que representam a estabilidade de uma bola sobre uma 
superfície (uma analogia para a estabilidade de corpos flutuantes) e associe os itens, utilizando o 
código a seguir:
I- Instável.
II- Neutramente estável.
III- Estável.
A III - I - II.
7
28/11/2023, 13:12 Avaliação II - Individual
about:blank 5/6
B II - I - III.
C III - II - I.
D I - III - II.
A deflexão no tubo manômetro é de "h" metros quando a pressão no tanque é de 150 kPa 
absoluta, conforme ilustrado na figura a seguir. O líquido manométrico é mercúrio (densidade = 
13600 kg/m³). Se o líquido manométrico for substituído por óleo (densidade = 800 kg/m³) e a pressão 
no tanque for mantida constante, o que acontecerá com o valor "h" da deflexão no tubo do 
manômetro?
A A deflexão "h" diminuirá, pois o óleo é, geralmente, mais viscoso do que o mercúrio.
B A deflexão "h" aumentará, pois o óleo tem peso específico menor do que o mercúrio,
necessitando de uma deflexão de coluna maior para equilibrar a pressão no tanque.
C A deflexão "h" permanecerá constante, pois a densidade do líquido não influencia a deflexão da
altura da coluna do líquido a dada pressão.
D A deflexão"h" diminuirá, pois o óleo tem peso específico maior do que o mercúrio, necessitando
de uma deflexão de coluna menor para equilibrar a pressão no tanque.
No experimento Perda de Carga Distribuída, é possível analisar e verificar na prática o 
fenômeno de perda de carga distribuída em tubulações de diferentes diâmetros, materiais e em 
diferentes vazões. Considerando a equação de Bernoulli para escoamentos, analise as sentenças a 
seguir:
I- Com a leitura de vazão no rotâmetro da bancada experimental e o conhecimento do diâmetro do 
tubo utilizado no experimento, é possível calcular a velocidade do escoamento do fluido.
II- Para calcular o número de Reynolds (Re), é necessário conhecer a velocidade ou a vazão do 
escoamento.
III- Para uma vazão constante ajustada no rotâmetro da bancada experimental, a velocidade do 
escoamento não se altera em função da mudança do diâmetro da tubulação.
Assinale a alternativa CORRETA:
A As sentenças I e III estão corretas.
8
9
28/11/2023, 13:12 Avaliação II - Individual
about:blank 6/6
B Somente a sentença II está correta.
C Somente a sentença III está correta.
D As sentenças I e II estão corretas.
A deflexão no tubo manômetro é de "h" metros quando a pressão no tanque é de 150 kPa 
absoluta, conforme ilustrado na figura a seguir. O líquido manométrico é mercúrio (densidade = 
13600 kg/m³). Se o líquido manométrico for substituído por água (densidade = 1000 kg/m³) e a 
pressão no tanque for mantida constante, o que acontecerá com o valor "h" da deflexão no tubo do 
manômetro?
A A deflexão "h" permanecerá constante, pois a densidade do líquido não influencia a deflexão da
altura da coluna do líquido a dada pressão.
B A deflexão "h" aumentará, pois a água tem peso específico maior do que o mercúrio.
C A deflexão "h" aumentará, pois a água tem peso específico menor do que o mercúrio.
D A deflexão "h" diminuirá, pois a água tem densidade menor do que o mercúrio.
10
Imprimir

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes