Buscar

Gestão Tecnica

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 45 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 45 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 45 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 1/45
TÉCNICAS CONSTRUTIVASTÉCNICAS CONSTRUTIVAS
GESTÃO TÉCNICAGESTÃO TÉCNICA
Autor: Me. Kleber Aristides Ribeiro
Revisor : C ícero de Deus Rosa F i lho
IN IC IAR
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 2/45
introdução
Introdução
Olá, estudante, neste material vamos entender a importância do
desenvolvimento e do controle do gerenciamento de projetos, inclusive do
seu monitoramento na obra. Veremos como a estrutura analítica de projeto
detalhada auxilia no processo de orçamentação de uma construção, incluindo
o tempo de execução das tarefas, os recursos necessários para o
desenvolvimento e o custo de cada recurso em relação ao tempo da
atividade.
Além do gerenciamento de projetos, também compreenderemos os tipos de
Custo Unitário Básico da Construção pela Lei nº 4.591, que habilita a ABNT a
desenvolver normas (NBR 12.712/2006) e o Sindicato da Construção a divulgar
mensalmente esses custos aos interessados. As inovações sustentáveis nos
sistemas construtivos e ferramentas de controle na gestão de obras com a
construção enxuta e a inspeção predial também serão itens a serem
abordados neste módulo.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 3/45
A engenharia é uma ciência que desenvolve constantemente inovações para
resolver problemas para todas as outras áreas do conhecimento, porém, para
inovar, é preciso criar projetos os quais são providos de um ciclo de vida que
engloba as seguintes fases: iniciação, planejamento, execução,
controle/monitoramento e �nalização, e assim, seja entregue os resultados
esperados em relação aos objetivos de�nidos.
Uma vez que se conhece o escopo do projeto, seus processos, as atividades
relacionadas, os insumos e as ferramentas necessárias para efetivar os
produtos/serviços, também é possível inspecionar, analisar e avaliar o
procedimento de cada etapa e os resultados alcançados em cada uma delas.
Aqui veremos a importância de conhecer os elementos de cada etapa da
construção e como realizar sua racionalização e o controle dos processos,
além de como inspecionar as execuções durante e após ser realizada e, com
isso, analisar e avaliar os processos construtivos de uma obra. Iniciaremos
com o gerenciamento de projetos que apresenta as melhores práticas
Gestão TécnicaGestão Técnica
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 4/45
desenvolvidas pelo PMI ( Project Management Institute ) ou Instituto de
Gerenciamento de Projetos.
Gestão de Projetos
Vamos iniciar identi�cando o que é projeto. Segundo Valeriano (2015), o
projeto pode ser considerado um empreendimento temporário o qual se
caracteriza por um início e um �m em relação ao tempo e tem como
resultado um produto ou serviço. Carvalho (2015) corrobora com o conceito
destacando que o projeto é um processo único com atividades e operações
que devem ser controladas e coordenadas com duração determinada e com
início e término visando os resultados esperados do objetivo. Para Menezes
(2018), por outro lado, o processo é um conjunto de atividades inter-
relacionadas que interagem e têm iterações para se alcançar um objetivo ou
resultado.
Ciclo de Vida de um Projeto
Para Kerzner (2017), todo projeto é dotado de um ciclo de vida o qual possui
algumas fases, quais sejam: iniciação, planejamento, execução,
controle/monitoramento e �nalização, como pode ser visualizado no
infográ�co da Figura 4.1. Essas fases se inter-relacionam durante todo o ciclo,
pois, enquanto são realizados os estudos de viabilidade técnica/econômica,
são desenvolvidas outras atividades de planejamento e executados serviços
preliminares para a avaliação do terreno e dos materiais a serem utilizados na
construção.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 5/45
As dez áreas do framework do PMBoK são consideradas por gerentes de
projetos como as melhores práticas em gerenciamento de projetos, pois uma
vez desenvolvido o escopo juntamente com o aval do cliente no termo de
abertura, é possível desenvolver as atividades necessárias de cada etapa do
projeto, assim como de�nir os recursos humanos (RH) necessários para a
execução das operações, inclusive de�nir o custo da atividade em relação ao
tempo em que o colaborador irá realizar a atividade (KERZNER, 2017).
Tal ação envolverá ferramentas, máquinas, materiais, entre outros, que
também são contabilizados no custo de aquisições e os riscos envolvidos em
cada processo a ser executado. A comunicação no projeto é de vital impacto,
positivo ou negativo, para que as atividades sejam de�nidas, avisadas a
tempo e controladas durante a execução para avaliar sua qualidade. E com a
integração de todas as áreas, é possível manter o cliente ciente dos resultados
alcançados, seja esta comunicação por internet, telefone ou aplicativos
(VALERIANO, 2015).
Antes de iniciar os estudos de um projeto, deve-se criar o termo de abertura
de projeto, o qual é um contrato que de�ne o escopo inicial, elencando
somente as principais etapas necessárias para a conclusão do projeto, que
Figura 4.1 - Ciclo de vida do projeto 
Fonte: Adaptada de Kerzner (2017).
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 6/45
pode ser desenvolvida por meio da estrutura analítica de projeto (EAP), como
ilustra a Figura 4.2.
O PMI desenvolveu o PMBoK ( Project Management Body of Knowledge ) ou
Corpo de Conhecimento em Gestão de Projetos, que é um guia com as
melhores práticas em gerenciamento de projetos e que pode auxiliar no
controle e na racionalização dos projetos de construção civil, pois uma vez
de�nidos as atividades, os insumos e os colaboradores em cada atividade, é
possível de�nir a quantidade de material a ser utilizado em uma execução, o
tempo necessário e o custo envolvido. Com as informações de�nidas no início
do projeto, pode-se avaliar durante a execução se está sendo gasto o que foi
determinado, se está sendo utilizado material a mais (desperdício) ou se
faltou algum. Dessa forma, com os indicadores do processo, é possível avaliar
Figura 4.2 - Estrutura Analítica de Projeto (exemplo) 
Fonte: Elaborada pelo autor.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 7/45
se o projeto está em conformidade com o esperado ou não no objetivo
(VALERIANO, 2015).
Além da EAP, é possível desenvolver o grá�co de Gantt, que se utiliza da EAP
incrementando informações importantes e foi desenvolvido com a �nalidade
de expor a etapa do projeto, suas atividades, os recursos necessários, o custo
envolvido e sua duração, inclusive o inter-relacionamento das atividades e o
andamento do projeto, isto é, se este está adiantado, no prazo ou atrasado
(CARVALHO; RABECHINI JR, 2015).
A Figura 4.3 ilustra um exemplo do grá�co de Gantt onde foi utilizada a
ferramenta Gantt Project, um software gratuito para gerenciamento de
projetos.
Figura 4.3 - Grá�co de Gantt (exemplo) 
Fonte: Elaborada pelo autor.
Além do grá�co de Gantt, com esse aplicativo, é possível desenvolver o grá�co
PERT/CPM, que tem a função de apresentar a sequência das atividades
indicada por setas e determinar o caminho crítico do projeto, ou seja, de�nir
as atividades que não podem ser atrasadas, pois, caso atrasem, impactará
diretamente na duração do projeto, conforme ilustra a Figura 4.4.28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 8/45
Na estruturação dos serviços, deve-se de�nir os colaboradores que realizarão
as atividades e elencá-los durante o planejamento das atividades com os
devidos pro�ssionais e seus respectivos valores-hora, dessa forma, é possível
mensurar o valor da mão de obra de uma construção, conforme ilustrado na
Figura 4.5.
Figura 4.5 - Recursos Humanos e Execução 
Fonte: Elaborada pelo autor.
Após conhecermos um pouco do gerenciamento de projetos, veremos mais
adiante os principais elementos de custos �xos e variáveis para a composição
e a elaboração dos orçamentos. Claro que não se trata de uma regra, pois
cada empresa poderá adotar seu sistema de composição de elementos,
porém auxiliará nos seus primeiros orçamentos.
Figura 4.4 - Grá�co PERT/CPM 
Fonte: Elaborada pelo autor.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk%… 9/45
praticar
Vamos Praticar
A construção civil sempre entregará um produto �nal ao seu cliente, seja uma
edi�cação, uma obra de arte especial, uma reforma, um retro�t ou um restauro.
Dessa forma, para que se tenha controle das execuções das atividades das etapas
de um projeto, deve-se ter pelo menos um método de gestão de projetos para
iniciar e �nalizar a tempo e custo o empreendimento em conformidade com os
requisitos do cliente. Em relação ao contexto de gestão de projetos, avalie as
alternativas e assinale a resposta correta.
a) A gestão de projetos é um sistema de produção contínua.
b) A gestão de projetos é um sistema de facilitação do armazenamento do
produto.
c) A gestão de projetos é um sistema que de�ne o que o cliente deseja.
d) A gestão de projetos é um sistema que inicia, planeja, executa, controla e
�naliza o produto.
e) A gestão de projetos é um sistema que compra e entrega o produto ao
cliente.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 10/45
Aqui abordaremos como são realizadas as estimativas de orçamentos por
meio de leis e normas, as quais não são de�nitivas, mas que auxiliam num
primeiro momento. Depois conheceremos o detalhamento dos benefícios
(dividendos – lucros) e despesas (�xas e variáveis) da organização empresarial.
Então, vamos lá!
Custo Unitário Básico
No Brasil foi sancionada a Lei nº 4591 que dispõe sobre o condomínio em
edi�cações e as incorporações imobiliárias. No caso das incorporações
imobiliárias, a lei passa a incumbência da normalização à ABNT, a qual deve
realizar o desenvolvimento de normas com critérios para a de�nição do
cálculo de custos unitários de construção para o uso dos sindicatos da
construção dos estados brasileiros.
Além dos custos unitários da construção, a ABNT deve criar normas e critérios
para o orçamento do custo da construção, a avaliação do custo global da
obra, os modelos de memoriais descritivos dos acabamentos da edi�cação e
Orçamentos deOrçamentos de
ConstruçõesConstruções
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 11/45
critérios de alinhamento entre o cronograma da obra e os pagamentos das
prestações pelos compradores (BRASIL, 1964).
Entretanto a ABNT não insere todas as informações necessárias dos custos de
elevadores, contenções como paredes-diafragma, fundações, rebaixamento
de lençol freático, equipamentos e instalações, entre outros, na norma NBR
12.721/2006 - Avaliação de custos unitários de construção para incorporação
imobiliária e outras disposições para condomínios edilícios – Procedimento
(SINDUSCON-MG, 2007).
Além da Lei nº 4591 que impõe aos sindicatos os valores de custo unitário
brasileiro, existe o Sistema Nacional de Pesquisas de Custos e Índices da
Construção Civil (SINAPI) que divulga os custos de referência para materiais,
mão de obra, serviços e equipamentos que fazem parte da composição do
orçamento da construção. Contudo, da mesma forma que a ABNT e em
consequência os sindicatos da construção, o SINAPI também não dispõe de
todos os custos.
Por �m, existe a Tabela de Composições e Preços para Orçamentos, ou o
TCPO, uma base de dados com as principais referências de custos unitários
da construção que pode ser consultada pela internet. Foi desenvolvida pela
Editora PINI com informações de construções já realizadas por empresas
brasileiras, porém tem um custo mensal para acesso aos dados e
informações.
Os sindicatos da construção brasileira devem divulgar mensalmente o custo
unitário básico por metro cúbico, quando se trata de materiais comprados em
volumes, e o custo unitário brasileiro em metro quadrado da construção
(BRASIL, 1964).
Com os custos unitários básicos, é possível realizar um orçamento estimado
de uma construção por metro quadrado, entretanto deve-se levar em conta
outras informações especí�cas que não estão embutidas nesse custo.
Bene�ícios e Despesas Indiretas (BDI)
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 12/45
O BDI é uma forma de avaliar os custos diretos, caso dos custos unitários
básicos ou da formação da composição dos custos unitários de materiais e
mão de obra desenvolvida pela própria empresa, e os custos indiretos,
compostos por elementos como os tributos municipais, estaduais e federais,
além de seguros, custo �nanceiro sobre contratos, margem de incerteza e
administração central (CREA-MG, 2007). 
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 13/45
saibamais
Saiba mais
O BDI pode ser calculado levando-se em
consideração os itens já citados com a
equação 1 (CREA-MG, 2007, p. 30).
Equação 1
Onde:
AC - Administração Central : rateio de
custos administrativos das obras e da
construtora, que podem variar de 7% a 20%.
CF - Custo Financeiro : correções
monetárias de pagamentos de contratos.
MI - Margem de Incerteza : estimativas de
custos realizada pela contratante, que
podem variar de 5% a 10%.
TM - Tributos Municipais : exemplo é o ISS,
que pode variar de 0% a 5%.
TE - Tributos Estaduais : exemplo é o ICMS,
que pode variar de 17% a 18%.
TF - Tributos Federais : PIS de 0,65%;
COFINS de 3%; CSLL varia de 1% a 3%; INSS
de 11%, em casos especí�cos, um adicional
BDI (%) = [( ) − 1] × 1001+AC+CF+MI
1−(TM+TE+TF+L)
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 14/45
Quanti�icação e Racionalização
A quanti�cação dos materiais pode ser realizada em relação ao seu volume ou
em relação à área na qual se pretende construir, por exemplo, para saber o
volume de concreto de um pilar, é necessário conhecer o pé direito (superfície
da laje de trabalho até a parte inferior da laje superior) da edi�cação, a
largura e o seu comprimento. Vamos imaginar um pé direito de 2,70 m, uma
largura de 0,25 m e um comprimento de 0,40 m. Com esses valores, podemos
multiplicar os três e obter o volume de 0,27 m³ para o pilar, mas se houvesse
10 pilares com as mesmas dimensões, chegaríamos a 2,7 m³, ou seja,
utilizaríamos 2,7 m³ de concreto nestes pilares (sem levar em conta as
armações, embora fosse um pequeno acréscimo que teríamos para as perdas
na mistura, no transporte, no lançamento e no adensamento).
Vamos agora quanti�car os blocos de um pano (vão entre pilares e lajes) de
2,70 m de pé direito e distância entre pilares de 4 m. Teríamos uma parede de
10,8 m², e se utilizarmos um bloco de vedação com furos na horizontal
(vazados na horizontal) com dimensões de 39 cm de comprimento (B1), 19 cm
dealtura (B2), 14 cm de largura (B3), vamos veri�car quantos blocos serão
necessários para fechar esse vão sem levar em consideração o espaço de
encunhamento da parede. Para de�nir a quantidade de blocos por metro
quadrado, utilizaremos a equação 2.
n=1/((B1+Eh)x(B2+Ev))    Equação 2
Onde:
de 20%; IRPJ de 15%, deve ser multiplicado
para cada tipo de ramo de atividade.
L - Lucro : lucro anual, que pode ser
presumido ou arbitrado. Varia conforme o
ramo de atividade.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 15/45
n       - Número de blocos (m²)
B1   - Comprimento do bloco (m)
Eh   - Espessura da argamassa na horizontal (m)
B2   - Altura do bloco (m)
Ev   - Espessura da argamassa na vertical (m)
n=1/((0,39+0,01)x(0,19+0,01))=12,5 blocos/m²
Também podemos quanti�car a argamassa que será utilizada por m² na
equação 3.
v=(1-n*(B1*B2))*B3 Equação 3.
Onde:
v       - Volume de argamassa (m³)
n     - Quantidade de blocos/m²
B1   - Comprimento do bloco (m)
B2   - Altura do bloco (m)
B3   - Largura do bloco (m)
v=(1-12,5*(0,39*0,19))*0,14=0,010325m³
Dessa forma, podemos identi�car a quantidade de blocos para 10,8 m² de
parede e a quantidade ou volume de argamassa necessária para o
assentamento dos blocos para esse vão. Se multiplicarmos a área da parede
(10,8 m²) pela quantidade de blocos por metro quadrado (12,5 blocos/m²),
chegaremos a um valor de 135 blocos no total para construir a parede. E para
a argamassa, se multiplicarmos a área da parede (10,8 m²) pelo volume de
argamassa (de 0,010325 m³), chegaremos a um volume de 0,11151 m³.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 16/45
reflita
Re�ita
Re�ita sobre o assunto: um estudante
de quinto semestre de engenharia
civil, ao realizar uma entrevista para
um estágio, não soube quanti�car o
volume de concreto com um projeto
executivo de fôrmas de uma edícula
de 10 m². Nesta atividade o recrutador
queria saber se o candidato teria
conhecimentos básicos para
determinar o volume de concreto
necessário para contratá-lo, porém o
candidato não conseguiu realizar a
atividade. Neste caso o aluno não
necessitaria de conhecimentos
especí�cos, apenas identi�car a área
dos elementos estruturais e suas
devidas alturas para determinar o
volume do concreto, seja por peça ou
volume total.
Esse tipo de contabilização de�nirá a quantidade de materiais necessários
para a vedação desse pano, porém sempre existirá perdas em transportes no
canteiro de obras e a empresa deverá de�nir qual será a porcentagem
aceitável para as construções e assim racionalizar os materiais comprados
com os utilizados e as perdas ocorridas, entre outros fatores como furtos ou
roubos. Isso porque, uma vez quanti�cado os materiais, pode-se avaliar se a
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 17/45
obra está dando prejuízo ou sendo executada em conformidade com os
resultados esperados.
praticar
Vamos Praticar
O orçamento é a fase mais importante para as organizações, pois com o orçamento
é possível avaliar a viabilidade técnica e econômica para o desenvolvimento de um
produto ou serviço. Por sua vez, para se obter o orçamento, deve-se conhecer todos
os processos que incluem os custos �xos e variáveis da empresa. Considerando os
custos unitários básicos, analise as a�rmativas a seguir.
I – O custo unitário básico é de�nido pela Lei nº 4.591.
II – Os sindicatos da construção podem divulgar o CUB anualmente.
III – A ABNT tem a atribuição de desenvolver normas e critérios para o CUB.
IV – O orçamento global é de�nido pelos sindicatos da construção.
Está correto o que se a�rma em:
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) III, apenas.
d) IV, apenas.
e) I, II e III, apenas.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 18/45
Muitas tecnologias vêm surgindo na área de materiais de construção civil
devido aos avanços na engenharia de materiais, inclusive nos sistemas e
processos construtivos que vêm adotando os sistemas como a da construção
enxuta e redução de desperdício, as quais são metodologias que trazem
resultados para a organização. Aqui veremos um pouco sobre os métodos de
construção da superestrutura com Light Steel Frame (LSF) e Lajes Bubbledeck
(esferas de plástico) e as técnicas adotadas para redução de estoque, limpeza,
organização e melhorias constantes no canteiro de obras.
Per�is Leves
O Light Steel Frame (LSF) é um sistema construtivo industrializado que não
utiliza água para construção, além da execução rápida, racionalizada e com
qualidade. O LSF é fabricado com per�s de aço conformados a frio e
galvanizado para a maior proteção do material, triplicando sua vida útil. Para
a construção com a estrutura de LSF, os principais elementos são:
Inovações eInovações e
SustentabilidadeSustentabilidade
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 19/45
per�l em U montante;
per�l em U de acabamento;
guias de painéis;
ombreiras montantes;
per�s de verga e contraverga;
vigas do tipo I ou U secundárias;
vigas do tipo I ou U de piso;
per�l de cumeeira;
per�l tipo caibro;
viga de forro;
bloqueador (travas);
�ta metálica.
Além desses elementos, ainda existem os painéis de fechamento externos e
internos ou placas. Os painéis ou placas podem ser de madeira recobertos
por material cimentício (painéis estruturais) ou placas cimentícias também
utilizados para áreas molhadas e para as áreas secas com placas de madeira
ou placas de gesso acartonado (painéis ou placas não estruturais). A Figura
4.6 ilustra o sistema Light Steel Frame . 
Figura 4.6 - Estrutura de madeira 
Fonte: Hywit Dimyadi / 123RF.
O LSF oferece muitas vantagens em relação aos materiais largamente
consumidos na construção civil como o concreto, a madeira, o plástico, entre
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 20/45
outros, e pode ser caracterizado da seguinte forma:
proporciona resistências mecânicas como compressão, tração,
�exão, torção e cisalhamento;
processo construtivo seco, não utiliza água, limpo e de rápida
execução;
fácil de instalar, pois os per�s são previamente perfurados e
produzidos em dimensões preestabelecidas, o que facilita o
transporte e o manuseio do material;
os per�s são leves, o que aumenta a rapidez de montagem da
estrutura;
dentre os outros materiais, é 100% reciclável, e o melhor é que não
perde suas propriedades, podendo ser levado ao processo de
fabricação com a matéria-prima do aço (sustentável).
Entretanto é necessário mão de obra quali�cada para a construção dessa
estrutura. Outro ponto importante é a impermeabilização, que deve ser
realizada de forma a evitar concentração de água em pontos como juntas de
pisos, juntas entre piso e parede.
A estrutura Light Steel Frame foi concebida e a mais recente estrutura leve de
madeira, Light Wood Frame , são utilizadas desde o século XIX nos Estados
Figura 4.7 - Estrutura de madeira 
Fonte: Dmitry Petrov-Korsukov / 123RF.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 21/45
Unidos, como ilustra a Figura 4.7.
O Processo Construtivo de LWF é um método racionalizado, limpo e
sustentável, além de oferecer vantagens como: ser leve e resistente à
compressão, �exão, torção, tração e cisalhamento em relação ao concreto,
além de ser inclusive de baixo custo, porém suas desvantagens estão na água
enos predadores, caso o material não seja tratado e mantido ao longo do
tempo.
Laje com Esferas de Plástico
Um novo processo construtivo que está em ascensão é a laje que utiliza
esferas de plástico para reduzir a quantidade de concreto, seja na redução
direta no volume de concreto utilizado para a laje, seja na redução de pilares
e vigas utilizadas para suportar a carga advinda da laje.
saibamais
Saiba mais
O Light Wood Frame é um tipo de estrutura
que está sendo cada vez mais utilizada para
construção de residências de baixo custo que
se enquadram no programa Minha Casa
Minha Vida. Apesar de não ser um sistema
novo de construção, o Brasil iniciou agora
sua utilização, além do Light Steel Frame
(LWF). Veja um estudo realizado sobre este
processo a seguir.
ACESSAR
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1678-86212018000300309&script=sci_arttext&tlng=pt
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 22/45
saibamais
Saiba mais
O processo construtivo com esferas de
plástico em lajes proporciona redução de
custo com relação a menor quantidade de
pilares e vigas, ou seja, redução na
quantidade de concreto necessário na
estrutura. As lajes podem ser concretadas in
loco ou podem ser pré-fabricadas e
instaladas com o auxílio do guincho. Veja
como foi realizado o edifício garagem do
Aeroporto Galeão no Rio de Janeiro.
ACESSAR
A Engenharia Civil está concentrando seus esforços para reduzir o consumo
de recursos naturais e, portanto, utilizando materiais sustentáveis que são
utilizados para favorecer gerações futuras. A Engenharia tem um papel vital
para o desenvolvimento de materiais e uso consciente das matérias primas e
insumos numa construção enxuta e sustentável.
Construção Enxuta
Na indústria da construção civil, ao se realizar construções, mesmo com
controles de processos construtivos, ainda existem muitos desperdícios em
várias situações como o excesso de perda em:
produção;
transporte de materiais e insumos;
processos de produção;
https://sustentarqui.com.br/aeroporto-do-galeao-usa-laje-com-tecnologia-sustentavel/
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 23/45
produção com defeitos;
armazenamento;
movimentação de pessoas;
ociosidade.
Entretanto, a Engenharia Civil vem adotando sistemas que auxiliam o controle
de desperdícios com algumas ferramentas já consolidadas no mercado de
produção automotiva como o 5S, KANBAN, Just in Time (JIT), ANDON, os quais
serão abordados a seguir.
Segundo Koskela (2012), a construção enxuta propicia melhorias no processo
construtivo como:
redução de atividades que não agregam valor;
redução de tempo na execução e variabilidade de matéria-prima;
redução do ciclo de produção;
simpli�cação e redução de etapas da obra;
contratação de mão de obra multifuncional;
aumento da transparência dos processos construtivos – identi�cação
de erros;
melhorias contínuas nos processos e o balanceamento deles;
realização de avaliações comparativas com novas tecnologias.
Ferramenta 5S
A ferramenta 5S foi desenvolvida com o intuito de organizar os ambientes
onde os colaboradores exercem suas funções e foi determinada em cinco
situações elencadas da seguinte maneira:
SEIRI: utilização;
SEITON: organização;
SEISON: limpeza;
SEIKETSU: preservação;
SHITSUKE: autodisciplina.
Os colaboradores devem ser treinados para organização, limpeza e
preservação dos ambientes de trabalho. Isso porque manter os ambientes
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 24/45
propicia a facilidade de locomoção, visualização e execução de suas
atividades.
Ferramenta KANBAN
O Kanban é uma ferramenta que auxilia o processo de produção com
indicações das atividades que estão sendo executadas, ou seja, informa a
necessidade de material para continuar a produção, com isso, elimina o
estoque intermediário, inclusive facilita a locomoção no ambiente em que se
está trabalhando.
O Kanban funciona com dispositivos eletrônicos (sinalização) ou com cartões
com cores verde, amarelo e vermelho, que indicam a quantidade de matéria-
prima, insumo e produtos disponíveis e servem para informar e controlar a
ordem das ações em um processo sequencial.
O Kanban pode ser classi�cado conforme os seguintes critérios:
produção: de�ne a quantidade e o tipo de matéria-prima, insumo ou
produto que deve ser utilizado ou produzido na próxima etapa;
requisição: de�ne a retirada de matéria-prima, insumo ou produto do
processo anterior para o posterior;
fornecedor: solicita matéria-prima, insumo e produtos direto ao
fornecedor;
estoque central: também considerado um Kanban de requisição, pois
requisita matéria-prima, insumos e produtos aos ambientes de
produção;
estoque mínimo: requisita ao estoque central materiais quando a
sinalização ou cartão (vermelho: baixo estoque; amarelo: atenção
para requisição; verde: estoque normal; branco: indicativo de
produção).
Ferramenta ANDON
O Andon é uma ferramenta que se utiliza de dispositivos visuais com sinais
sonoros e luminosos com cores que de�nem as situações da produção. As
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 25/45
cores mais utilizadas nessa ferramenta são:
verde: a produção do setor foi concluída com êxito;
amarela: indica o setor com problemas em algum processo ou
atividade;
vermelha: indica que a produção está sendo afetada e deve ser
resolvida.
Os problemas de falha em equipamento ou falta de material são
comunicados por iluminação do ambiente problemático e são imediatamente
informados aos setores competentes para sua devida resolução.
Sistema Just in Time (JIT)
O sistema Just in Time utiliza-se das ferramentas para atender ao cliente
interno e externo no momento exato com a requisição e a entrega da
quantidade correta, produto correto com a �nalidade da redução de
desperdícios.
Os principais elementos do JIT são:
PDCA;
Kanban;
ANDON;
colaborador multifuncional;
arranjo físico;
controle de qualidade;
fornecedores.
O JIT é uma produção puxada pela demanda dos processos de fabricação. Um
exemplo são as armações para demanda das fundações ou pilares, as quais
são solicitadas à central de armações, que irá produzir a quantidade
necessária com vergalhões e �os de aços, inclusive arames ou soldagem.
Caso não tenha central de armações no canteiro de obras, o uso do JIT é de
extrema importância, pois será requisitada ao canteiro central ou a fábricas
de armações a quantidade com especi�cações de projeto, e esta demanda
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 26/45
deverá ser entregue no dia e hora de�nidos em cronograma, além de ser
inspecionada ao chegar na obra para identi�car se as armações estão com as
especi�cações e quantidades corretas no tempo certo. Pode ser sinalizada por
sistemas de Supply Chain (cadeia de suprimentos) ou página de internet do
fornecedor.
praticar
Vamos Praticar
A construção enxuta não é mais um pensamento, e sim uma realidade na indústria
da construção civil, uma vez que as empresas querem reduzir o desperdício e os
custos com tempo de retrabalho por erros de execução. Assim lança-se mão do uso
das ferramentas para mitigar os problemas nos processos construtivos. Em relação
ao contexto de construção enxuta, analise as a�rmativas a seguir.
I – A ferramenta 5S tem a função de organização, limpeza e preservação dos
ambientes.
II – A ferramenta Andon utiliza as sinalizações luminosas e sonoras para comunicar
problemas ou não.
III – O Just in Time é uma ferramenta que executa funções de avaliação�nanceira da
empresa.
IV – A ferramenta Kanban tem a função de limpeza, organização e preservação dos
ambientes organizacionais.
Está correto o que se a�rma em:
a) I e II, apenas.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 27/45
b) I e III, apenas.
c) II e IV, apenas.
d) I, II e III, apenas.
e) II, III e IV, apenas.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 28/45
A inspeção predial é uma das atribuições do engenheiro civil, ou seja, o
engenheiro deve conhecer os principais elementos da construção civil como
os projetos, melhores práticas de execução, materiais utilizados na
construção civil e como os usuários deveriam utilizar e manter a construção.
Aqui veremos o signi�cado de patologia, critérios de avaliação e inspeção
predial.
Patologia
Segundo Narvaes (2012, p. 257), “[...] patologia é o estudo das doenças [em
animais, plantas e humanos], suas origens, natureza e sintomas.” Assim,
podemos fazer uma analogia para o concreto, como no caso das anomalias
(patologia) que ocorrem após o concreto endurecido, podemos avaliar qual
foi a origem, a natureza e o sintoma de sua patologia.
As patologias nos elementos da construção civil são diversas, por esse motivo,
o engenheiro deve conhecer os tipos de projetos de engenharia civil, os
Inspeção PredialInspeção Predial
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 29/45
sistemas, o processo e as técnicas construtivas, os materiais utilizados para
construção e criar manuais de utilização e manutenção da construção para os
usuários com memoriais descritivos.
Pode-se classi�car a origem da patologia da seguinte forma:
projeto: arquitetônico, estrutural ou executivo;
execução: técnica, processo ou sistema construtivo;
material: composição química, defeitos de externalidades;
uso: inadequado ou incompatibilidade;
manutenção: preditiva, preventiva, corretiva ou emergencial.
Vamos avaliar um exemplo?
Problema : colapso de uma viga de concreto armado.
Manifestação Patológica : armação exposta, deformação excessiva, �ssuras.
Mecanismo : corrosão eletroquímica, perda de alcalinidade do concreto.
Causa : água, ar, CO2 direto na armação.
Natureza : insu�ciência de concreto no cobrimento, exposição da armação a
agentes agressivos.
Origem : projeto executivo: falha nas especi�cações de execução da viga.
Uma sequência importante de avaliação e diagnóstico de patologias pode ser
visualizada na Figura 4.8.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 30/45
Figura 4.8 - Inspeção e diagnóstico 
Fonte: Elaborada pelo autor.
O engenheiro deve conhecer o elemento para que se possa tirar conclusões,
mas, muitas vezes, somente o conhecimento não será su�ciente. Dessa
forma, pode-se ter auxílio de algumas ferramentas como o Ensaio não
Destrutivo (EnD), este deve ser sempre a primeira escolha para não agredir a
estrutura, e caso seja necessário, os Ensaios Destrutivos (ED), porém nestes
retira-se um testemunho da estrutura, revestimento, acabamento, entre
outros, ou seja, dani�ca o elemento.
Ensaios Destrutivos (ED)                      Ensaios não Destrutivos (EnD)
Densidade                                      -   Inspeção visual
Porosidade                                     -   Esclerometria
Capilaridade                                   -   Ultrassom
PH                                                    -   Líquidos penetrantes
Ataques                                           -   Emissão de som
Resistência                                     -   Radiogra�a
Para avaliar o concreto, devemos conhecer algumas de suas inter-relações,
como ilustra a Figura 4.9.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 31/45
Além dessas inter-relações, o concreto também é dotado de algumas
características provenientes desses elementos constituintes, como a
resistência que está diretamente ligada a sua densidade; uma vez que se
altera o peso especí�co do concreto, pode-se aumentar ou diminuir algumas
de suas propriedades* (RECENA, 2014) como:
Menor Porosidade:                                     Maior Porosidade:
menor absorção;                                        - maior absorção;
menor permeabilidade;                            - maior permeabilidade;
maior durabilidade;                                   - menor durabilidade;
maior resistência.                                      - menor resistência.
*Isso também irá depender do traço e da composição dos materiais utilizados
no concreto, como o caso de aditivos e adições.
Inspeção
A inspeção deve ser iniciada pelo visual da localidade afetada ou pela
inspeção preliminar, na qual será realizada uma vistoria dos ambientes
problemáticos. Para isso, deve-se seguir alguns procedimentos.
Figura 4.9 - Inter-relações do concreto 
Fonte: Elaborada pelo autor.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 32/45
1.    Identi�cação da gravidade do problema:
a. deve-se caracterizar o objeto inspecionado; 
b. identi�car o desempenho esperado do objeto e a situação atual; 
c. de�nir medidas de segurança para o objeto.
2.    Extensão da gravidade do problema:
a. de�nir e quanti�car a extensão do problema no objeto; 
b. identi�car os padrões de manifestações no objeto; 
c. identi�car a variabilidade das manifestações do objeto; 
d. registrar e cadastrar os resultados obtidos na inspeção.
3.    Investigar as pessoas envolvidas:
a. identi�car o início do problema e como ocorreu; 
b. identi�car intervenções realizadas; 
c. identi�car modi�cações nos projetos, especi�cações e
manutenções; 
d. identi�car ocorrências antes do problema; 
e. identi�car se houve agravamento do problema; 
f. identi�car relações entre situações climáticas ou de uso.
4.    Avaliação de projetos:
a. legal; 
b. arquitetônicos iniciais e de ampliação ou modi�cações; 
c. estruturais; 
d. executivos; 
e. documentos auxiliares.
5.    Avaliação por experimentos:
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 33/45
a. não destrutivos; 
b. destrutivos.
6.    Pesquisas:
a. bibliográ�cas; 
b. cientí�ca; 
c. tecnológicas; 
d. mercadológicas.
7.    Avaliação da situação:
a. criação de hipóteses: 
i.      sobre a origem do problema; 
ii.     sobre o aparecimento e os mecanismos de ocorrência; 
iii.    sobre fatores de redução ou aumento de desempenho. 
b. delimitação das hipóteses.
8.    Diagnóstico e tipos de ações:
a. alternativas e métodos de intervenções; 
b. de�nição da terapia: 
i.    grau de riscos e incertezas; 
ii.   desempenho x custo/benefício; 
iii.  disponibilidade de tecnologias para remediações.
Métodos de Inspeção
Deve-se estabelecer alguns critérios para a criação do relatório de inspeção.
Podemos avaliar no exemplo a seguir.
Identi�cação da localização:
1. Critérios de fotos:
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 34/45
a.    números das fotos; 
b.    todas as anomalias com nível de alerta; 
c.    equipamentos utilizados; 
d.   ensaios realizados.
2. Croquis:
a.    todas as anomalias com nível de atenção; 
b.    qual estrutura; 
c.    elemento estrutural; 
d.    numeração da ordem das anomalias; 
e.    sigla da anomalia; 
f.    localização da anomalia no elemento estrutural; 
g.    dimensões básicas das anomalias; 
h.outras informações complementares, caso necessárias.
3. Referencial:
a.    norte magnético; 
b.    marcos; 
c.    nível.
4. Numeração:
a.     quando retangular: iniciar da esquerda para a direita e de
cima para baixo (similar a planta de cargas); 
b.    quando circular: em relação ao norte magnético, aumentando
gradualmente no sentido horário.
Extensão das anomalias
A extensão das anomalias deve ser identi�cada nos croquis da seguinte
maneira, como ilustra a Figura 4.10.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 35/45
Deve-se gerar um relatório das informações da edi�cação ou obra de arte
especial inspecionada, que deve conter os seguintes registros apresentados
no Quadro 4.1.
Deve-se também identi�car as anomalias das estruturas. No Quadro 4.2
existe um exemplo de quais informações mínimas devem conter para gerar o
relatório.
Figura 4.10 - Croqui de anomalias nos pilares numerados 
Fonte: Elaborada pelo autor.
Quadro 4.1 - Registro de informações da Edi�cação ou Obra de Arte Especial 
Fonte: Elaborada pelo autor.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 36/45
O estado ou a condição das anomalias pode ser considerado da seguinte
maneira: seco, úmido, percolação de água, carreamento de materiais,
e�orescência ou bolor. Dessa forma, é possível diagnosticar as patologias de
um elemento estrutural, vedação, cobertura ou acabamento. E as anomalias
devem ser registradas por siglas.
praticar
Vamos Praticar
Para diagnosticar a patologia de um elemento estrutural, vedação, cobertura ou
acabamento, são necessários alguns passos ou procedimentos como inspeção
preliminar. Caso não dê para diagnosticar, passa-se para a inspeção detalhada. Se
esta não for su�ciente, o próximo passo é realizar exames nos elementos e, por �m,
pesquisas para identi�car qual a hipótese que se pode de�nir para o diagnóstico do
Quadro 4.2 - Registros e informações das anomalias 
Fonte: Elaborada pelo autor.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 37/45
problema. Em relação ao contexto de exames com ensaios destrutivos ou não,
assinale a alternativa correta.
a) A análise de PH é um ensaio não destrutivo.
b) Os ensaios destrutivos não são necessários em nenhuma hipótese para
avaliação da patologia.
c) Os ensaios não destrutivos só obtêm resultados com baixa probabilidade
de acerto.
d) Os exames com ensaios não destrutivos e ensaios destrutivos têm a
�nalidade de de�nir a patologia com baixas incertezas.
e) Os ensaios não destrutivos e os ensaios destrutivos são avaliados na
inspeção preliminar para diagnosticar o problema.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 38/45
indicações
Material
Complementar
FILME
Amor em Obras
Ano : 2019
Comentário : É um �lme de comédia romântica sobre
uma executiva que ganha uma pousada na Nova
Zelândia, porém não tem ideia do seu estado que
apresenta várias patologias, e com a ajuda de um
empreiteiro, que avalia a situação, identi�ca e
diagnostica os principais problemas da edi�cação. Um
bom �lme para analisar e avaliar as patologias de uma
edi�cação.
Para conhecer mais sobre o �lme, acesse o trailer a
seguir.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 39/45
TRA ILER
LIVRO
E ngenharia Diagnóstica em Edi�icações:
Vistoria, Inspeção, Auditoria, Perícia e
Consultoria
Editora : PINI
Autores : Tito Livio Ferreira Gomide, Jerônimo Cabral P.
Fagundes Neto e Marco Antonio Gullo
ISBN : 9788572664479
Comentário : Este livro apresenta os métodos de
inspeção de obras do início da construção até sua
�nalização, abordando as principais anomalias e os
problemas que podem ocorrer durante todas as
etapas, inclusive as ferramentas utilizadas nos
processos de levantamento de informações.
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 40/45
conclusão
Conclusão
Ao longo deste estudo, veri�cou-se a importância do gerenciamento de
projetos para o acompanhamento da obra, da criação de indicadores e dos
recursos necessários para a realização da construção. Também foi possível
identi�car como estimar os custos de uma obra e como desenvolver o
orçamento estimado e a importância de realizar o detalhado. Além disso, foi
essencial a apresentação de como realizar a quanti�cação dos materiais a
serem utilizados por metro quadrado e por volume. Vimos os novos sistemas
construtivos com per�s leves e lajes com esferas de plástico, os métodos de
redução de desperdícios com ferramentas na gestão de obras e, ao �nal,
foram apresentadas as patologias da construção e os métodos de inspeção
com as informações necessárias para diagnosticar o problema.
referências
Referências
Bibliográ�cas
BRASIL. Lei nº 4.591, de 16 de dezembro de 1964. Dispõe sobre o condomínio
em edi�cações e as incorporações imobiliárias. Diário O�cial [da] República
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 41/45
Federativa do Brasil , Brasília, 16 dez. 1964. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4591.htm . Acesso em: 3 jan. 2019.
CARVALHO, F. C. A. Gestão de projetos . 1. ed. São Paulo: Pearson Education
do Brasil, 2015.
CARVALHO, M. M.; RABECHINI JR, R. Fundamentos em gestão de projetos :
construindo competências para gerenciar projetos. 4. ed. São Paulo: Atlas,
2015.
CREA-MG.Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de
Minas Gerais. Boni�cação ou benefício e despesas indiretas (BDI) . Belo
Horizonte: Crea-MG, 2007.
KERZNER, H. R. Gestão de projetos : as melhores práticas. Tradução de
Christiane de Brito Andrei. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2017.
KOSKELA, L. Application of the new production philosophy to
construction . Standford: CIFE, 1992.
MENEZES, L. C. M. Gestão de projetos : com abordagem dos métodos ágeis e
híbridos. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2018.
NARVAES, P. Dicionário ilustrado do meio ambiente . São Caetano do Sul,
SP: Yendis, 2012.
RECENA, F. P. Retração do concreto . Porto Alegre: EDIPUCRS, 2014. E-book.
SINDUSCON-MG. Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de
Minas Gerais. Custo Unitário Básico (CUB/m²) : principais aspectos. Belo
Horizonte, 2007.
VALERIANO, D. Moderno gerenciamento de projetos . 2. ed. São Paulo:
Pearson Education do Brasil, 2015.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4591.htm
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 42/45
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 43/45
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 44/45
28/09/2022 18:39 Ead.br
https://student.ulife.com.br/ContentPlayer/Index?lc=G%2fLl7tiFf8kJIdKZRvhu9A%3d%3d&l=gPlqZ3If894W0V7w02R3gg%3d%3d&cd=HIHlskk… 45/45

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes