Buscar

INTRODUÇÃO A identificação de problemas de farmacoterapia é o coração do método clínico farmacêutico. Para o farmacêutico, saber interpretar dados do paciente, aplicar um raciocínio clínico e identifi

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Olá, aluno(a)! Está com dificuldade ou sem tempo para elaborar 
essa MAPA? Iremos te ajudar! 
Entre em contato 
 (63) 99129-5554 
MAPA – FAR - ATENÇÃO FARMACÊUTICA E SERVIÇOS 
FARMACÊUTICOS - 54/2023 
MAPA DE ATENÇÃO FARMACÊUTICA E SERVIÇOS FARMACÊUTICOS 
 
CARO(A) ESTUDANTE: 
Seja bem-vindo(a) ao MAPA (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem) da disciplina 
de Atenção Farmacêutica e Serviços Farmacêuticos. 
 
Instruções iniciais: 
1. Utilize o modelo de MAPA padrão para realizar esta atividade. Ele se encontra em 
"Material da Disciplina". Siga todas as instruções constantes nesse modelo. 
2. Assista ao vídeo com as instruções para a realização do MAPA, que estará na "Sala do 
Café”. 
 
INTRODUÇÃO 
A identificação de problemas de farmacoterapia é o “coração” do método clínico 
farmacêutico. Para o farmacêutico, saber interpretar dados do paciente, aplicar um 
raciocínio clínico e identificar problemas farmacoterapêuticos e suas causas é tão 
importante quanto é para o médico saber formular hipóteses e chegar ao diagnóstico de 
 
 
uma doença. 
 
Fonte: CORRER, C.; OTUKI, M. A prática farmacêutica na farmácia comunitária. Porto 
Alegre: Artmed: 2013. 
 
RELATO DE CASO 
Mulher de 60 anos, com sobrepeso moderado (IMC=26). Tratada de hipertensão há 15 
anos, ela faz uso de seus medicamentos anti-hipertensivos de forma regular. 
Recentemente, ela teve várias elevações de pressão arterial, apesar de seguir os 
tratamentos anti-hipertensivos. Durante estas situações de urgência hipertensiva, ela teve 
dor de cabeça moderada e tensão craniana. Devido a problemas familiares, sua vida foi 
estressante nos meses anteriores. 
Queixa-se também de episódios esporádicos de vertigens. Menciona que foi diagnosticada 
com labirintite há 10 anos. Ela também pergunta ao farmacêutico se poderia continuar 
tomando cápsulas de Valeriana (Valeriana officinalis) 200 mg. 
 
Medicamentos em uso 
- Ramipril 5 mg + Hidroclorotiazida 25 mg, há um ano, um comprimido/dia pela manhã. 
- Anlodipino 5 mg, há um ano, um comprimido/dia à noite. 
- Betaistina 8 mg, há 10 anos, um comprimido pela manhã e um à noite, quando apresenta 
vertigens. 
- Alprazolam 2 mg, nova prescrição, três comprimidos, três vezes ao dia. 
- Valeriana 200 mg, há três meses, um comprimido/dia à noite, ocasionalmente, sem 
melhora percebida. 
 
Estilo de vida e trabalho 
Paciente não fumante, trabalha em escritório. Bebe um pouco de álcool ocasionalmente. 
Faz atividade física regularmente (caminhar ou andar de bicicleta por uma hora, 3 ou 4 
vezes por semana). Prefere alimentos com baixo teor de gordura e come frequentemente 
peixe (pelo menos uma vez por semana). Dedica-se a seguir uma dieta variável, rica em 
vegetais, usando um livro de receitas que recebeu no ano passado, projetado 
especialmente para pacientes cardiovasculares. Graças a sua dieta e ao exercício físico 
regular, ela perdeu gradualmente 5 kg durante o ano passado. 
A paciente possui um esfigmomanômetro eletrônico/digital automático de braço que usa 
regularmente. Ela registra leituras em um diário. Costumava fumar (4-5 cigarros por dia), 
mas parou de fumar há um ano. Ela bebe regularmente um café com leite leve pela manhã. 
 
ENTÃO, O QUE DEVO FAZER NESTA ATIVIDADE? 
Imagine que você é o farmacêutico que atende regularmente esta paciente em uma 
farmácia comunitária. Ao notar que ela tem tido dificuldade em controlar a pressão arterial, 
oferece o serviço de atenção farmacêutica e marca um horário para uma consulta. Após 
fazer a coleta de dados do paciente, você deve realizar as próximas etapas: identificar 
problemas relacionados à farmacoterapia (problemas de necessidade, efetividade e 
segurança) e elaborar um plano de cuidado. 
 
Para isso, vamos utilizar o Método Dáder desenvolvido pelo Grupo de Investigação em 
Atenção Farmacêutica da Universidade de Granada. Você deverá realizar as seguintes 
etapas: 
1) Estado de situação 
2) Estudo. 
3) Avaliação. 
4) Proposta de intervenção. 
 
 
 
DESENVOLVENDO O TRABALHO 
Levando em consideração as informações disponíveis no relato de caso, execute as 
seguintes etapas do Método Dáder, utilizando os formulários disponíveis no Modelo de 
MAPA Padrão. 
 
1) Estado de situação: preencha o Formulário 1 – Estado de Situação o mais 
completamente possível, conforme os dados do relato de caso. 
- Medicamento: início, princípio ativo, dose e posologia. 
- Problemas de saúde: início, problemas de saúde e se está controlado (responder S (Sim) 
ou N (Não)). 
* Observação: para cada linha de um medicamento, deve constar ao lado o problema de 
saúde correspondente. 
2) Estudo: faça uma pesquisa sobre os medicamentos em uso pela paciente. Consultar a 
bula dos medicamentos em uso no Bulário da Anvisa: 
https://consultas.anvisa.gov.br/#/bulario (caso o site não carregue corretamente, aperte F5 
para atualizar). 
3) Avaliação: avalie necessidade, efetividade e segurança, conforme o Segundo Consenso 
de Granada, e preencha o seguinte item no Formulário 1: 
- Avaliação – PRM: coloque o código do PRM identificado na coluna correspondente. Não é 
necessário preencher todas as colunas. 
4) Proposta de intervenção: descreva uma proposta de intervenção que englobe todos os 
problemas identificados, e preencha o seguinte item no Formulário 1: 
- Proposta de intervenção 
 
BOM TRABALHO!! 
 
ALGUMAS ORIENTAÇÕES FINAIS 
Sobre o arquivo a ser enviado: 
O arquivo deve ser enviado única e exclusivamente pelo seu Studeo, no campo "MAPA" 
desta disciplina. Toda e qualquer outra forma de entrega desse Modelo de Resposta MAPA 
não é considerada. Apenas o formato de PDF será aceito. 
SOMENTE UM ARQUIVO PODE SER ANEXADO NO STUDEO. 
A qualidade do trabalho será considerada na hora da avaliação. Então faça tudo com 
cuidado, responda à demanda adequadamente e mostre sempre o seu raciocínio de modo 
claro e direto. 
 
Problemas frequentes a evitar: 
→ Coloque um nome simples no seu arquivo. Se o nome tiver caracteres estranhos 
(principalmente, pontos) ou for muito grande, a equipe de correção pode não conseguir abrir 
o seu trabalho, e ele pode ser zerado. 
→ Para evitar incompatibilidades, ao finalizar o trabalho, salve o arquivo em .pdf, e verifique 
se aparece a extensão “.pdf” no nome do arquivo. 
→ Verifique se você está enviando o arquivo correto! Identifique o arquivo com o seu 
primeiro e último nome e a disciplina, para evitar que você troque o arquivo na hora de 
anexar. 
Ex.: MAPA_AtençãoFarmacêutica_JoãodaSilva.pdf. 
 
Como enviar o seu arquivo: 
→ Ao final do enunciado desta atividade, no Studeo, tem uma caixa de envio de arquivo. 
Basta clicar e selecionar sua atividade ou arrastar o arquivo até ela. 
→ Antes de clicar em FINALIZAR, certifique-se de que está tudo certo, pois uma vez 
finalizado, você não poderá mais modificar o arquivo. Sugerimos que você clique no link 
gerado da sua atividade e faça o download para conferir.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes