Buscar

FACULDADE ALFA UNIPAC DE TEÓFILO OTON00000000-1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 9 páginas

Prévia do material em texto

FACULDADE ALFA UNIPAC DE TEÓFILO OTONI 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Gustavo Soares Silveira 
 
 
 
 
 
 
 FICHAMENTO 
 
JUDICIALIZAÇÃO, ATIVISMO JUDICIAL E LEGITIMIDADE DEMOCRÁTICA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 TEÓFILO OTONI 
 2023 
 Gustavo Soares Silveira 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 FICHAMENTO 
 
JUDICIALIZAÇÃO, ATIVISMO JUDICIAL E LEGITIMIDADE DEMOCRÁTICA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 TEÓFILO OTONI 
 2023 
Resumo 
 
Esse Fichamento abordará o presente tema “Judicialização, Ativismo Judicial e 
Legitimidade Democrática" aborda a interseção entre o sistema judiciário e a 
democracia. Destaca a judicialização como fenômeno crescente, evidenciando o papel 
ativo dos tribunais na formulação de políticas públicas. Explora o conceito de ativismo 
judicial, analisando o grau de intervenção dos juízes nas questões sociais. O texto 
ressalta os desafios para a legitimidade democrática diante do aumento da influência do 
Judiciário, questionando os limites dessa participação. Examina casos emblemáticos 
que ilustram a tensão entre a atuação judicial e a vontade popular, levantando questões 
sobre a separação de poderes. Também destaca a importância do debate público e da 
transparência no contexto da judicialização, enfatizando a necessidade de equilibrar a 
autonomia judicial com a responsabilidade democrática. Em última análise, o fichamento 
propõe uma reflexão sobre como garantir a legitimidade do sistema democrático diante 
do protagonismo do Judiciário. 
 
 
Palavra-chaves: Judicialização, Ativismo Judicial; Legitimidade Democratica. 
 
Abstract 
 
This Fact Sheet will address the present topic “Judicialization, Judicial Activism and 
Democratic Legitimacy" addresses the intersection between the judicial system and 
democracy. It highlights judicialization as a growing phenomenon, highlighting the active 
role of the courts in formulating public policies. Explores the concept of activism judicial, 
analyzing the degree of intervention of judges in social issues. The text highlights the 
challenges for democratic legitimacy in the face of the increase in the influence of the 
Judiciary, questioning the limits of this participation. It examines emblematic cases that 
illustrate the tension between judicial action and the will popular, raising questions about 
the separation of powers. It also highlights the importance of public debate and 
transparency in the context of judicialization, emphasizing the need to balance judicial 
autonomy with democratic responsibility. Ultimately, the document proposes a reflection 
on how to guarantee the legitimacy of the democratic system in the face of the 
protagonist of the Judiciary. 
 
 
 
Keywords: Judicialization, Judicial Activism; Democratic Legitimacy. 
 
 
 Sumário 
 
A judicialização...........................................................................................................4 
O ativismo judicial......................................................................................................5 
A legitimidade democrática.......................................................................................7 
Considerações Finais.................................................................................................8 
Referências.................................................................................................................9 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 A JUDICIALIZAÇÃO, ATIVISMO JUDICIAL E LEGITIMIDADE DEMOCRÁTICA 
 
O tratado de Luís Roberto Barroso sobre Judicialização, Ativismo Judicial e 
Legitimidade Democrática inicia com uma análise meticulosa do cenário 
contemporâneo, onde a influência do Judiciário tem se expandido para além dos 
limites tradicionais. Barroso estabelece a relevância crítica do tema, delimitando as 
fronteiras entre a judicialização necessária para proteção de direitos e o risco de um 
ativismo judicial desmesurado. 
Barroso costuma contextualizar a judicialização como um fenômeno decorrente 
da crescente complexidade social e da necessidade de proteção de direitos 
fundamentais. Ele destaca como o Poder Judiciário, ao interpretar a Constituição, 
acaba por desempenhar um papel ativo na formulação de políticas públicas. 
Barroso questiona como essa dinâmica impacta a democracia, observando 
tanto seus benefícios na proteção de direitos quanto os desafios para a participação 
popular. 
O autor examina como a intervenção judicial pode fortalecer ou tensionar os 
princípios democráticos, ressaltando a necessidade de uma análise cuidadosa dos 
casos em que a judicialização é aplicada. 
Barroso destaca a crescente demanda por respostas judiciais a questões que, 
historicamente, eram predominantemente tratadas pelo legislativo ou executivo. Ele 
contextualiza a judicialização não apenas como uma evolução natural do papel do 
Judiciário, mas como uma necessidade decorrente da complexidade das questões 
sociais contemporâneas. 
O autor provavelmente aborda como a judicialização transcende as fronteiras 
tradicionais da interpretação e aplicação da lei, expandindo-se para áreas que 
envolvem políticas públicas e direitos fundamentais. Essa contextualização pode 
incluir exemplos específicos nos quais os tribunais têm sido chamados a intervir em 
temas prementes da sociedade. 
Ao explorar esse contexto, Barroso pode enfatizar a importância da 
judicialização como um mecanismo de proteção de direitos individuais e coletivos 
diante de uma legislação muitas vezes incapaz de acompanhar as mudanças sociais 
rápidas. 
 
 
ATIVISMO JUDICIAL 
 
Barroso inicia destacando a transformação do papel tradicional do Judiciário, 
que historicamente era visto como um órgão meramente interpretativo da legislação. 
Ele contextualiza o ativismo judicial como uma mudança na postura dos tribunais, que 
passam a ter uma participação mais ativa na formulação e implementação de políticas 
públicas. 
O autor provavelmente explora como o ativismo judicial se tornou uma resposta 
a lacunas legislativas, à inércia do poder legislativo e à urgência de proteger direitos 
fundamentais. Barroso contextualiza exemplos específicos nos quais os tribunais têm 
assumido um papel proeminente na promoção de valores constitucionais, muitas 
vezes ultrapassando suas funções tradicionais. 
Além disso, a contextualização pode incluir a visão de Barroso sobre os limites 
éticos do ativismo judicial. Ele pode abordar questões relativas à separação de 
poderes e à necessidade de equilíbrio entre a atuação judicial e a vontade popular. 
Essa contextualização não apenas prepara o terreno para as análises mais 
aprofundadas de Barroso sobre o ativismo judicial, mas também oferece uma 
compreensão mais completa de como ele enxerga a evolução desse fenômeno no 
contexto jurídico contemporâneo. 
A análise de Barroso sobre o ativismo judicial é detalhada, apresentando 
diferentes perspectivas sobre o conceito. Ele ilustra sua discussão com casos 
emblemáticos, evidenciando a atuação mais proativa do Judiciário na promoção de 
valores constitucionais. O autor enfatiza a importância de um ativismo responsável 
que respeite os limites democráticos. 
O autor reconhece a existência do ativismo judicial, mas defende uma 
abordagem responsável. Ele destaca a importância de os tribunais atuarem na 
proteção de direitos fundamentais e na defesa da Constituição, mas também adverte 
contra uma intervenção excessiva que possa comprometer a autonomiados outros 
poderes e desrespeitar o princípio democrático. 
 
LEGITIMIDADE DEMOCRÁTICA 
 
Barroso pode começar contextualizando a legitimidade democrática como o 
fundamento que sustenta a aceitação e respeito das decisões judiciais pela 
sociedade. Ele provavelmente explora como, em um sistema democrático, é crucial 
que as decisões do Judiciário sejam percebidas como legítimas pelos cidadãos, uma 
vez que o poder judiciário não é diretamente eleito pelo povo. 
O autor possivelmente discute como a legitimação democrática é um fator 
crítico para a estabilidade e funcionamento saudável de uma democracia, 
especialmente em um cenário onde o ativismo judicial e a judicialização se tornam 
cada vez mais proeminentes. Barroso pode abordar casos específicos nos quais a 
legitimidade democrática foi desafiada ou fortalecida pela atuação judicial. 
Barroso provavelmente explora os desafios enfrentados pelo Judiciário ao 
buscar a legitimação democrática em um contexto de tensão entre a proteção de 
direitos individuais e a vontade popular. Ele pode abordar as estratégias propostas 
para equilibrar a autonomia judicial com a responsabilidade democrática, promovendo 
a participação informada do público nos debates jurídicos. 
Ao contextualizar a legitimidade democrática, Barroso oferece uma base sólida 
para suas análises subsequentes sobre como o Judiciário pode contribuir para a 
construção e preservação de sociedades democráticas sólidas. Essa 
contextualização não apenas esclarece a importância desse conceito, mas também 
destaca a complexidade e os desafios associados à interação entre o Judiciário e a 
legitimidade democrática. 
 
 
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS 
 
O autor provavelmente oferece insights sobre as perspectivas futuras do 
Judiciário e os desafios que ainda precisam ser enfrentados. Pode sugerir caminhos 
para aprimorar a relação entre judicialização, ativismo judicial e a legitimação 
democrática, incentivando reflexões críticas sobre o futuro dessas interações. 
Barroso provavelmente destaca a importância de encontrar um equilíbrio 
delicado entre a atuação judicial e os princípios democráticos. Reconhece a 
necessidade de uma intervenção judiciária para proteger direitos fundamentais, mas 
adverte contra o ativismo desenfreado que poderia comprometer a autonomia de 
outros poderes e a participação popular. 
Barroso pode concluir sua obra conclamando a sociedade, os juristas e os 
demais atores democráticos a refletirem sobre o papel do Judiciário e a se engajarem 
de maneira construtiva nos debates sobre a judicialização. Isso reforçaria a ideia de 
que a construção de uma democracia robusta exige o envolvimento ativo de todos os 
cidadãos. 
Em suma, as considerações finais de Luís Roberto Barroso provavelmente 
oferecem uma visão abrangente e ponderada sobre como a judicialização e o ativismo 
judicial podem coexistir de maneira saudável com os princípios fundamentais da 
democracia, destacando a importância da legitimação democrática como alicerce para 
o exercício responsável do poder judicial. 
 
 
 
 
 
 
 
 
REFERÊNCIAS 
https://www.oab.org.br/editora/revista/users/revista/1235066670174218181901.pdf 
Acesso dia 16 de nov. 2023. 
https://www.mprj.mp.br/documents/20184/2570844/Luis_Roberto_Barroso.pdf 
Acesso dia 16 de nov. 2023. 
https://doc-04-28 
appsviewer.googleusercontent.com/viewer/secure/pdf/51q96nndltfhc0iv0q3ipr3shr4b
641r/g4atn3stbs327bg94ipmlpfi0o9p8irc/1700143425000/gmail/15969919568518787
160/ACFrOgCkrZcWeJmmeWqN8Nk9e8q3jWBpRfSokWd4GQvMWe7xiU74gaN4pT
ac2IJT2Q2kZakbccpUZdRNV_ugMv5nw3UsY_Wjjdv55eTLspeboH6i7TUf7MMv2ga2
pbb_UmZUWO2sOvuUS4cl71?print=true&nonce=n07tmu7lqinqs&user=1596991956
8518787160&hash=7r76nktcq7noklek17h24k31g6qcpi5c Acesso dia 16 de nov. 
2023. 
 
 
 
 
 
https://www.oab.org.br/editora/revista/users/revista/1235066670174218181901.pdf
https://www.mprj.mp.br/documents/20184/2570844/Luis_Roberto_Barroso.pdf

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes