Buscar

CAP 01, PONTO 01 - DO LIVRO INTRODUÇÃO AOS DIREITOS CONSTITUCIONAL, TRIBUTÁRIO E ADMINISTRATIVO UM RÁPIDO PASSEIO ACERCA DOS SEUS PRINCIPAIS INSTITUTOS

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

REDES SOCIAIS 
INSTAGRAM FACEBOOK LINKEDIN JUSBRASIL YOUTUBE. 
CAP. 01, PONTO 01 - DO LIVRO: INTRODUÇÃO 
AOS DIREITOS CONSTITUCIONAL, TRIBUTÁRIO E 
ADMINISTRATIVO. UM RÁPIDO PASSEIO ACERCA 
DOS SEUS PRINCIPAIS INSTITUTOS. 
CAP. 01. DIREITO CONSTITUCIONAL 
01. CONCEITO DE DIREITO CONSTITUCIONAL 
Iniciaremos agora a nossa primeira aula, denominada de “Conceito de Direito 
Constitucional”. 
O Direito Constitucional é o ramo jurídico que objetiva estudar as leis 
fundamentais que regulam um determinado “Estado”, seja ele uma federação ou 
estado unitário, ou qualquer outra forma política de organização. 
É classificado como ramo do Direito Público, na velha dicotomia utilizada pelos 
doutrinadores, qual seja, a de ramos jurídicos de Direito Privado (direito do trabalho, 
direito civil, etc.) e Direito Público (Direito Tributário, Direito Administrativo, e por aí 
vai). 
Sucintamente, podemos informar que o objeto de estudo do Direito 
Constitucional é a forma de governo e o estabelecimento das regras de 
funcionamento dos poderes públicos (Ex: divisão dos poderes), bem como a 
proteção de direitos considerados inalienáveis, fundamentais. 
A sua principal fonte é a Constituição. 
A Constituição pode ser conceituada como: lei suprema de um Estado, ou seja, ela 
é uma norma jurídica hierarquicamente superior a qualquer outra em um respectivo 
país. Tudo que contrariar o seu texto, será tido por inconstitucional, equivalendo a 
dizer que todas as normas inferiores hierarquicamente a Constituição de um Estado, 
devem, necessariamente, buscar substrato/conteúdo no texto constitucional. 
Dirley da Cunha Júnior1, ao conceituar o referido ramo jurídico, dispõe: 
Direito Constitucional é o ramo fundamental do Direito que investiga, estuda e 
sistematiza as normas e instituições que dispõem sobre as bases e elementos 
fundamentais do Estado, determinando sua estrutura, organização e seus fins, a 
composição e o funcionamento de seus órgãos superiores, disciplinando o modo de 
aquisição e ascensão ao poder e os limites de sua atuação, assim como os direitos e 
as garantias fundamentais do indivíduo e da coletividade. Tem por objeto o 
conhecimento sistematizado das Constituições e das instituições políticas de um 
Estado, e por isso mesmo representa o Direito Supremo do Estado, o tronco do 
sistema jurídico do qual derivam e se desenvolvem todos os ramos do Direito 
positivo. 
https://www.instagram.com/professorjorgefrota/
https://www.facebook.com/profile.php?id=61550228615991
https://www.linkedin.com/in/jorge-henrique-sousa-frota-954999252/
https://jhfrota.jusbrasil.com.br/
https://www.youtube.com/channel/UCpZ72emKhlY52R55PhFE1OA
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.youtube.com/channel/UCpZ72emKhlY52R55PhFE1OA
 
 
Flávio Martins2, ao tratar do conceito de Direito Constitucional, informa: “Não 
obstante, embora haja várias definições do Direito Constitucional, preferimos 
conceituá-lo dessa maneira: é o ramo do Direito Público que investiga e sistematiza 
as instituições fundamentais do Estado, bem como estabelece a origem, a forma, o 
desenvolvimento e os limites da aquisição e do exercício do poder, tendo como 
elemento central a Constituição”. 
Dispõe da mesma forma o citado autor3 que: 
O Direito Constitucional tem por objeto o conhecimento científico e sistematizado 
da organização fundamental do Estado, através da investigação e estudo dos 
princípios e regras constitucionais atinentes à forma do Estado, à forma e ao sistema 
de Governo, ao modo de aquisição e exercício do poder, à composição e 
funcionamento de seus órgãos, aos limites de sua atuação e aos direitos e garantias 
fundamentais. 
Meirelles Teixeira apud Flávio Martins4 conceitua o referido ramo jurídico da 
seguinte forma: “o conjunto de princípios e normas que regulam a própria existência 
do Estado moderno, na sua estrutura e no seu funcionamento, o modo de exercício 
e os limites de sua soberania, seus fins e interesses fundamentais”. 
Vejamos o que informa Luciano Dutra5, ao dispor sobre o conceito de Direito 
Constitucional, verbis: 
Em breve síntese, podemos conceituar o Direito Constitucional como o ramo do 
Direito positivo público que estuda a Constituição Federal, considerada como norma 
jurídica suprema que organiza o Estado pelos seus elementos constitutivos (povo, 
território, governo, soberania e finalidade), atribuindo-lhe poder e, ao mesmo tempo, 
limitando o exercício desse poder pela previsão de direitos e garantias fundamentais 
e pela separação de poderes. 
José Afonso da Silva e Manoel Gonçalves Ferreira Filho, ambos apud Luciano 
Dutra6, conceituam o Direito Constitucional, respectivamente, do seguinte modo: 
Direto Constitucional é o ramo do Direito Público que expõe, interpreta e 
sistematiza os princípios e normas fundamentais do Estado. 
Direito Constitucional (pode ser conceituado) como o conhecimento 
sistematizado da organização jurídica fundamental do Estado. Isto é, conhecimento 
sistematizado das regras jurídicas relativas à forma do Estado, à forma do governo, 
ao modo de aquisição, exercício do poder, ao estabelecimento de seus órgãos e aos 
limites de sua ação. 
Superado o conceito de Direito Constitucional, insta informar que 
a Constituição possui diversas classificações, com inúmeras variações, que serão 
estudadas ao longo do curso. A título de exemplo, seguem as características da nossa 
atual Constituição: 
a) promulgada; 
b) formal; 
c) analítica; 
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
 
 
d) dogmática; 
e) eclética, 
f) dirigente; 
g) normativa; 
h) rígida 
i) e escrita codificada. 
COMO ESSES TEMAS VÊM CAINDO NAS PROVAS DE CONCURSOS? 
01. PROVA: IBADE - 2019 - JARU-PREVI - RO - CONTADOR 
“___________ é, juridicamente, a lei fundamental e suprema de um Estado, 
contendo as normas referentes à estruturação do Estado, à formação dos poderes 
públicos, forma de governo e aquisição do poder de governar, distribuição de 
competências, direitos, garantias e deveres dos cidadãos”. O documento que 
completa corretamente a lacuna acima é: 
A) Constituição. 
B) Lei complementar. 
C) Lei ordinária. 
D) Resolução legislativa. 
E) Decreto presidencial. 
COMENTÁRIOS DO PROFESSOR 
Letra A correta. O informe acima pode ser utilizado como forma de conceituar 
a Constituição. 
Letras B e C. Leis complementares e ordinárias são um dos veículos legislativos 
presentes no ordenamento jurídico brasileiro (art. 59. II e III da CF). 
Conforme o art. 61 da CF “A iniciativa das leis complementares e ordinárias cabe a 
qualquer membro ou Comissão da Câmara dos Deputados, do Senado Federal ou do 
Congresso Nacional, ao Presidente da República, ao Supremo Tribunal Federal, aos 
Tribunais Superiores, ao Procurador-Geral da República e aos cidadãos, na forma e 
nos casos previstos nesta Constituição”. 
Letra D. Resolução legislativa, também um veiculo legislativo presente no texto 
constitucional vigente (art. 59, VII da CF). 
Letra E. Decreto Presidencial é um ato administrativo de competência do 
Presidente da República. Tem como função regulamentar as leis e dispor sobre a 
organização da administração pública. 
02. PROVA: QUADRIX - 2018 - CODHAB-DF - ANALISTA - DIREITO E LEGISLAÇÃO 
Acerca da Constituição: conceito; elementos; objeto; classificações; e 
interpretação, julgue o item 
Uma das funções da Constituição é limitar o governo da maioria, mediantea 
enunciação dos valores e direitos fundamentais a serem preservados, inclusive os das 
minorias. 
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
 
 
Certo 
Errado 
COMENTÁRIOS DO PROFESSOR 
Certo. É correto dispor que “Uma das funções da Constituição é limitar o governo 
da maioria, mediante a enunciação dos valores e direitos fundamentais a serem 
preservados, inclusive os das minorias”. 
No próximo capítulo trataremos acerca da Constituição Política, Sociológica e 
Jurídica. 
QUESTIONÁRIO 
01. O que objetiva estudar o Direito Constitucional? 
02. Qual é o objeto do estudo do Direito Constitucional? 
03. Qual é a principal fonte do Direito Constitucional? Indique um conceito para 
essa fonte. 
04. Como Dirley da Cunha Júnior conceitua o Direito Constitucional? 
05. Como Flávio Martins conceitua o Direito Constitucional? 
06. Como Luciano Dutra conceitua o Direito Constitucional? 
07. Qual é a classificação da nossa atual Constituição? 
REFERÊNCIAS 
01. CUNHA JR, Dirley da. Curso de Direito Constitucional. 13ª ed. Bahia: Juspodivm, 
p. 49. 
02. MARTINS, Flávio. Curso de Direito Constitucional. 3º edição. Editora Saraiva: 
São Paulo. Pp. 150-151. 
03. MARTINS, Flávio. Curso de Direito Constitucional. 3º edição. Editora Saraiva: 
São Paulo. Pp. 150-151. 
04. MARTINS, Flávio. Curso de Direito Constitucional. 3º edição. Editora Saraiva: 
São Paulo. Pp. 150-151. 
05. DUTRA, Luciano. Direito Constitucional Essencial. 3º edição. Editora Metódo: 
Rio de Janeiro. Pp. 22-23. 
06. DUTRA, Luciano. Direito Constitucional Essencial. 3º edição. Editora Metódo: 
Rio de Janeiro. Pp. 22-23. 
 
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988
https://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129432/constituicao-da-republica-federativa-do-brasil-1988

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes