Buscar

1sociedadesclassicas-110820162842-phpapp02

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 85 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 85 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 85 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Sociedades Clássicas
Conceito de Tempo:
Tempo Histórico:compreendido nessa complexidade utiliza o tempo institucionalizado (Tecnologia)
Tempo Cronológico: calendários e datas.
História
Cristão / Gregoriano
a.C.
d.C.
2009
Muçulmano
Fuga de Maomé
622 d.C.
Nascimento de Cristo
1386
Divisão Tradicional da Historia
Pré-História
Surgimento do Homem
Aparecimento da escrita
Paleolítico
Mesolítico
Neolítico
Idade dos Metais
Idade Antiga
Escrita 
Queda do 
Imp.Romano
Ocidente
Mesopotâmia
Egito
Palestina
Grécia
Roma
Idade Média
Fim do Império
 Romano do Ocidente
Fim do Império
Romano do Oriente 
(Turcos)
Idade
Moderna
Tomada de Constantinopla
(Turcos)
Revolução Francesa
Idade Contemporânea
Revolução Francesa
Dias atuais
		São divisões da escala de tempo geológico que podem ser subdivididos em períodos a fim de se conhecer a longa vida do planeta.
As eras geológicas
As eras são caracterizadas pelas formas em que os continentes e os oceanos se distribuíam
Seres viventes que neles se encontravam.
 As eras geológicas são: 
Pré-Cambriana, 
Paleozóica,
Mesozóica
Cenozóica.
É a era mais antiga que se conhece onde não se pode afirmar com precisão o seu início, mas acredita-se que esta se prolongou por 4 bilhões de anos.
Era Pré-Cambriana 
Marca o início da vida no planeta que são mostrados em fósseis de 2 bilhões de anos originados de algas, medusas, bactérias. 
		Neste período que durou entre 325 e 280 milhões de anos, surgiram os primeiros animais invertebrados.
Por ser dividida em seis períodos:
Cambriano,
Ordoviciano,
Siluriano,
Devoniano,
Carbonífero
Permiano, 
Também se pode destacar a formação da Pangea a partir de vários blocos de rochas menores que se colidiram. 
Era Paleozóica 
É bastante conhecida como a Idade dos Répteis por causa do aparecimento dos dinossauros neste período, além de moluscos e outros.
Seu período se dividem em:
Triássico, 
Jurássico 
Cretáceo.
Durante estes períodos ocorrem grandes transformações no cenário do planeta como a extinção dos dinossauros,
Ocorreu também o surgimento das aves, peixes, mamíferos e plantas angiospermas.
Era Mesozóica 
Os dinossauros surgiram em nosso planeta na Era Mesozóica, conhecida por isso como Era dos Grande Répteis.
 Esta era  durou de 248 milhões a 65 milhões de anos atrás.
Era dos Grandes repteis
A teoria da extinção dos dinossauros 
A idéia mais aceita para explicar a extinção dos dinossauros é a que defende a queda de um asteróide na região do atual México, no período Cretáceo
Iniciou a 60 milhões de anos.
 
Marca o surgimento da vida humana sobre a Terra e o aperfeiçoamento das espécies já existentes.
Observa-se a formação de Alpes, Andes e do Himalaia a partir da grande movimentação vulcânica.
Grande número de mamíferos que passam a dominar a Terra após a extinção dos dinossauros.
Era Cenozóica 
Os seres humanos, existi há pouco mais de 3 milhões de anos.
Em 1859, o naturalista britânico Charles Darwin criou a teoria da evolução, com a publicação do livro A origem das espécies por meio da seleção natural.
Charles Darwin
“todas as espécies de animais e vegetais se transformam ao longo do tempo, sobrevivendo apenas aquelas que se adaptam melhor ao ambiente.”
( 1809-1882 ), naturalista inglês
(1744-1829 ), naturalista francês
Evidencias da evolução
Pré - História
Podemos definir a pré-história como um período anterior ao aparecimento da escrita.
 Portanto, esse período é anterior há 4000 a.C, pois foi por volta deste ano que os sumérios (mesopotâmicos) desenvolveram a escrita cuneiforme.
Do surgimento do Homem ao Surgimento da escrita
Nesta época, o ser humano habitava cavernas, muitas vezes tendo que disputar este tipo de habitação com animais selvagens. 
Quando acabavam os alimentos da região em que habitavam, as famílias tinham que migrar para uma outra região (Nômades)
Vivia da caça de animais de pequeno, médio e grande porte e da coleta de frutos e raízes. 
Paleolítico ou Idade da Pedra Lascada
Usavam instrumentos e ferramentas feitos a partir de pedaços de ossos e pedras. 
Os bens de produção eram de uso e propriedade coletivas.
Outros dois grandes avanços foram o inicio do desenvolvimento da agricultura e a domesticação dos animais.
Mesolítico
Neste período intermediário, o homem conseguiu dar grandes passos rumo ao desenvolvimento e à sobrevivência de forma mais segura.
O domínio do fogo foi o maior exemplo disto. 
Com o fogo, o ser humano pôde espantar os animais, cozinhar a carne e outros alimentos, iluminar sua habitação além de conseguir calor nos momentos de frio intenso. 
Nesta época o homem atingiu um importante grau de desenvolvimento e estabilidade. 
Com a sedentarização,  a criação de animais e a agricultura em pleno desenvolvimento, as comunidades puderam trilhar novos caminhos.
A produção de excedentes agrícolas e sua armazenagem, garantiam o alimento necessário para os momentos de seca ou inundações.
 
Neolítico ou Idade da Pedra Polida
Um avanço importante foi o desenvolvimento da metalurgia. 
Idade dos Metais
Criando objetos de metais, tais como, lanças, ferramentas e machados, os homens puderam caçar melhor e produzir com mais qualidade e rapidez.
As Primeiras Civilizações
	
	As margens dos rios desenvolveram as primeiras civilizações, 
	Facilitava a irrigação favorecendo o trabalho agrícola das comunidades que passaram a produzir excedentes, possibilitando a organização do Estado e de uma sociedade mais complexa.
Com mais alimentos, as comunidades foram crescendo e logo surgiu a necessidade de trocas com outras comunidades. 
Foi nesta época que ocorreu um intenso intercâmbio entre vilas e pequenas cidades.
 A divisão de trabalho, dentro destas comunidades, aumentou ainda mais, dando origem ao trabalhador especializado.
As Sociedades Hidráulicas
O Crescente Fértil é uma região do Oriente Médio compreendendo os atuais Israel, Cisjordânia e Líbano bem como partes da Jordânia, da Síria, do Iraque, do Egito e do sudeste da Turquia. 
O termo « Crescente Fértil » foi criado pelo arqueólogo James Henry Breasted, da Universidade de Chicago, em referência ao fato de o arco formado pelas diferentes zonas assemelhar-se a uma Lua crescente.
Irrigada pelo Jordão, pelo Eufrates, pelo Tigre e pelo Nilo, a região cobre uma superfície de cerca de 400 000 a 500 000 km² e é povoada por 40 a 50 milhões de indivíduos. Ela estende-se das planícies aluviais do Nilo, continuando pela margem leste do Mediterrâneo, em torno do norte do deserto sírio e através da Península Arábica e da Mesopotâmia, até o Golfo Pérsico.
A zona oeste em torno do Jordão e da parte superior do Eufrates viu nascerem os primeiros assentamentos agrários conhecidos, há 11 000 anos. Os assentamentos mais antigos conhecidos atualmente localizam-se em Iraq ed-Dubb (Jordânia) e Tell Aswad (Síria), seguidos de perto por Jericó. As mais antigas cidades, estados e escritos de que se tem notícia apareceram mais tarde na Mesopotâmia. Essas descobertas permitiram apelidar a região de "Berço da Civilização".
Crescente Fértil
		A civilização egípcia antiga desenvolveu-se no nordeste africano (margens do rio Nilo) entre 3200 a.C (unificação do norte e sul) a 32 a.C.
		Como a região é formada por um deserto (Saara), o rio Nilo ganhou uma extrema importância para os egípcios. 
		O rio era utilizado como via de transporte (através de barcos) de mercadorias e pessoas. 
As águas do rio Nilo também eram utilizadas para beber, pescar e fertilizar as margens, nas épocas de cheias, favorecendo a agricultura.
Egito Antigo
Baixo Egito
Alto Egito
25
Sociedade Egípcia
Acreditavam na existência de vários deuses (muitos deles com corpo formado por parte de ser humano e parte de animal sagrado) que interferiam na vida das pessoas. 
As oferendas e festas em homenagem aos deuses eram muito realizadas e tinham como objetivo agradar aos seres superiores, deixando-os felizes para que ajudassem nas guerras, colheitas e momentos da vida.
Religião egípcia
Cada cidade possuía deus protetor e templosreligiosos em sua homenagem
Também foi algo importante para este povo, pois permitiu a divulgação de idéias, comunicação e controle de impostos. 
Existiam duas formas de escrita: 
Demótica (mais simplificada)
 
Hieroglífica (mais complexa e formada por desenhos e símbolos). 
Uma espécie de papel chamado papiro, que era produzido a partir de uma planta de mesmo nome, também era utilizado para registrar os textos.   
A escrita egípcia
Era baseada principalmente na agricultura que era realizada, principalmente, nas margens férteis do rio Nilo.
Os egípcios também praticavam o comércio de mercadorias e o artesanato. 
Os trabalhadores rurais eram constantemente convocados pelo faraó para prestarem algum tipo de trabalho em obras públicas (canais de irrigação, pirâmides, templos, diques).  
Economia egípcia
		A civilização egípcia destacou-se muito nas áreas de ciências. 
Matemática: usados na construção de pirâmides e templos.
Medicina: os procedimentos de mumificação, proporcionaram importantes conhecimentos sobre o funcionamento do corpo humano.
Legados
No Egito Antigo a religião seguida era politeísta, pois os egípcios acreditavam em vários deuses.
Acreditavam também na vida após a morte e, portanto, conservar o corpo e os pertences para a outra vida era uma preocupação.
 Mas somente os faraós e alguns sacerdotes tinham condições econômicas de criarem sistemas de preservação do corpo, através do processo de mumificação.
A pirâmide tinha a função abrigar e proteger o corpo do faraó mumificado e seus pertences (jóias, objetos pessoais e outros bens materiais) dos saqueadores de túmulos. 
As Pirâmides
As pirâmides foram construídas numa época em que os faraós exerciam máximo poder político, social e econômico no Egito Antigo.
Quanto maior a pirâmide, maior seu poder e glória.
Com mão-de-obra escrava, milhares muitas vezes, elas eram construídas com blocos de pedras que chegavam a pesar até duas toneladas. 
Para serem finalizadas, demoravam, muitas vezes, mais de 20 anos.
Desta forma, ainda em vida, o faraó começava a planejar e executar a construção da pirâmide. 
Mesopotâmia
Território correspondente ao atual Iraque
A palavra mesopotâmia tem origem grega e significa " terra entre rios".
 Essa região localiza-se entre os rios Tigre e Eufrates no Oriente Médio, onde atualmente é o Iraque. 
Esta civilização é considerada uma das mais antigas da história.
Mesopotâmia
Vários povos antigos habitaram essa região entre os séculos V e I a.C.
 Entre estes povos, podemos destacar : 
sumérios,
caldeus,
Amoritas (babilônicos)
Assírios,
Acádios.
 Vale dizer que os povos da antiguidade buscavam regiões férteis, próximas a rios, para desenvolverem suas comunidades. 
Dentro desta perspectiva, a região da mesopotâmia era uma excelente opção, pois garantia a população:  água para consumo, rios para pescar e via de transporte pelos rios. 
Outro benefício oferecido pelos rios eram as cheias que  fertilizavam as margens, garantindo um ótimo local para a agricultura.
		No geral, eram povos politeístas, pois acreditavam em vários deuses ligados à natureza. 
		No que se refere à política, tinham uma forma de organização baseada na centralização de poder, onde apenas uma pessoa ( imperador ou rei ) comandava tudo. 
		Organizavam-se em cidades-estados e a economia era baseada na agricultura e no comércio nômade de caravanas.
Palestina
		A Bíblia é a referência para entendermos a história deste povo. 
De acordo com as escrituras sagradas, por volta de 1800 AC, Abraão recebeu uma sinal de Deus para abandonar o politeísmo e para viver em Canaã (atual Palestina).
A Terra Prometida
Por volta de 1700 AC, o povo hebreu migra para o Egito, porém são escravizados pelos faraós por aproximadamente 400 anos.
 
A libertação do povo hebreu ocorreu por volta de 1300 AC. A fuga do Egito foi comandada por Moisés, que recebeu as tábuas dos Dez Mandamentos no monte Sinai. 
Durante 40 anos ficaram peregrinando pelo deserto, até receberem um sinal de Deus para voltarem para a terra prometida, Canaã.
O Cisma: as tribos dividem-se em dois reinos :
Reino de Israel
Reino de Judá. 
Diáspora: Dispersão dos judeus pelo mundo.
Fenícios
		A civilização fenícia desenvolveu-se na Fenícia, território do atual Líbano.
 No aspecto econômico, este povo dedicou-se e obteve muito sucesso no comércio marítimo.
Mantinha contatos comerciais com vários povos da região do Oriente. 
As cidades-estado fenícias que mais de desenvolveram na antiguidade foram Biblos, Tiro e Sidon.
Persas
		Os persas, importante povo da antiguidade oriental, ocuparam a região da Pérsia (atual Irã). 
Este povo dedicou-se muito ao comércio, fazendo desta atividade sua principal fonte econômica. 
A política era toda dominada e feita pelo imperador, soberano absoluto que mandava em tudo e em todos. 
O rei era considerado um deus, desta forma, o poder era de direito divino.
História dos Persas
Ciro, o grande, foi o mais importante imperador dos medos e persas.
 
Durante seu governo ( 560 a.C - 529 a.C ), os persas conquistaram vários territórios, quase sempre através de guerras.
 
Em 539 a.C, conquistou a Babilônia, levando o império até as fronteiras da Índia.
A religião persa era dualista e tinha o nome de Zoroastrismo. 
Grécia (Hélade)
Mar Jônico
Mar Egeu
A civilização grega surgiu entre os mares Egeu, Jônico e Mediterrâneo, por volta de 6000 AC.
Formou-se após a migração de tribos nômades de origem indo-européia, como, por exemplo:
aqueus, jônios, eólios e dórios.
 		Grécia antiga tem uma vida cultural relativamente homogênea, expressa no idioma comum e em formas de organização política e crenças religiosas semelhantes.  
Origem
Período de desenvolvimento das civilizações de Creta e de Micenas.
1400 a.C . : aqueus invadem Creta e ocupam a ilha, aprendendo técnicas de agricultura, navegação e escritas.
Construíram palácios na parte continental da Grécia, em lugares montanhosos e fortificados. Mais famoso palácio aqueu foi o de Micenas.
O Estado micenico baseava-se na Talassocracia (domínio dos mares)
Período Pré-Homérico - Civilização Creto-Micênica
1200 a..C.: dórios invadiram a Grécia, atacando as cidades com armas de ferro e provocando a fuga das populações locais em direção ao continente.
Período Homérico.
Essa fuga ficou conhecida como Primeira Diáspora Grega.
Chegada dos dórios marca início do Período Homérico.
O violento processo de ocupação dórica, marcado pela destruição e o esvaziamento dos centros urbanos, motivou:
a dispersão dos povos gregos para outras regiões
a decadência da intensa atividades comercias observadas naquela região.
Os grupos familiares oriundos de um mesmo descendente se uniram em torno da chamada comunidade gentílica ou genos.
Os Genos
Nesse tipo de organização social, a família se mobilizava em torno da exploração extensiva das atividades agrícolas.
Cada comunidade contava com um pater, patriarca da família incumbido de tratar das questões religiosas, judiciárias e administrativas.
Economia
Economia dos gregos baseava-se na agricultura no cultivo de oliveiras, trigo e vinhedos. 
O artesanato grego, com destaque para a cerâmica, teve grande a aceitação no Mar Mediterrâneo.
Com o comércio marítimo os gregos alcançaram grande desenvolvimento, chegando até mesmo a cunhar moedas de metal.
Os escravos, devedores ou prisioneiros de guerras foram utilizados como mão-de-obra na Grécia.
Mão-de-obra na Grécia
		Cada cidade-estado tinha sua própria forma político-administrativa, organização social e deuses protetores.
As Polis
Ao longo dos anos, as comunidades gentílicas sofreram grandes transformações.
As técnicas agrícolas pouco elaboradas passaram a não atender ao aumento populacional dos genos.
Os amplos laços coletivos das comunidades gentílicas começavam a ruir. 
As famílias restringiram o número de parentes por elas abrigado. 
O pater e seus parentes próximos passaram a defender o direito de posse sob a terra e as riquezas. 
Os descendentesdiretos do pater conseguiram, nessa divisão, a propriedade das terras mais férteis.
Essa experiência trouxe uma diferenciação entre os indivíduos e a formação de uma aristocracia rural consolidada em torno do controle das terras cultiváveis.
Os chamados (“bem nascidos”) contavam com seu poder político para assim controlarem as armas de guerra, as instituições políticas e religiosas da época.
Nesse processo de apropriação de riquezas uma aristocracia firmou-se no cenário grego exercendo o domínio sob o instrumento de poder da época. 
A fragmentação dos genos vai, de fato, colocar a Grécia a frente de outras práticas e costumes. 
Ao mesmo tempo, o aparecimento das classes e desigualdades sociais será responsável por um duplo processo: 
a dispersão de populações para outras áreas da Península Balcânica e da Ásia menor; 
e a formação de instituições políticas oligárquicas controladas pela aristocracia rural. 
Todo esse conjunto de mudanças encerra o período homérico e abre portas para o surgimento das primeiras cidades-Estado gregas.
Principais cidades-estados
Atenas
Por volta dos anos 500 e 400 AC, esta cidade, fundada há mais de 3.000 anos, era a mais próspera da Grécia Antiga.
Nesta fase, a divisão hierárquica seguia a seguinte ordem:
(alta aristocracia, com direito a cidadania)
(pequenos comerciantes, sem direitos de cidadão) 
Guerras
Classes Socias	Eupatridas	Metecos	Escravos	8	20	70	
Atenas era uma cidade jônica, situada na pequena península da Ática. 
	Desde os tempos dos antigos, seus habitantes se entregavam a navegação marítima e, em contato com outros povos de civilizações adiantadas aprenderam e desenvolveram os elementos de uma vida espiritual e materialmente superior. 
Tal como nas demais cidades da Hélade, havia em Atenas a classe dos aristocratas, os eupátridas (bem nascidos), como ali eram chamados. 
Elegeram um magistrado vitalício, com o título de Arconde, 
responsável pelo governo, mas despojado das prerrogativas reais. 
Organização política
Mas tarde, tornaram aquele cargo temporário, limitando-o a dez anos de mandato.
Por fim, o Arcontado foi anual e passou a ser exercido por nove arcondes, um dos quais chamado arconde-rei, encarregado das funções religiosas.
 		Ao lado do Arcontado, com poderes administrativos militares e religiosos, funcionava o Areópago, assembléia ou conselho formado pelos ex-arcondes, com poderes judiciários e também políticos.  
O governo dos nobres era opressor e indiferente à sorte do povo. 
Com o tempo, formou-se uma nova classe social: a dos comerciantes e de industrias que desejavam participar dos atos de governo.
Uniram-se, por isso, aos demais e deram começo a uma série de lutas, visando a melhores condições de vida de toda a população. 
As primeiras leis escritas 
	No século VII a.C., surgiram as primeiras leis escritas, atribuídas a Drácon e que se tornaram famosas pela severidade e rigor. 
A história da democracia ateniense pode ser compreendida à luz de uma série de transformações sofridas pela sociedade e economia ateniense. 
Democracia
Até os séculos VII e VI, o poder político ateniense era controlado por uma elite aristocrática detentora das terras férteis de Atenas: os eupátridas ou “bem nascidos”. 
aboliu a divisão de classes 
permitiu que todos os domiciliados em Atenas fossem considerados cidadãos. 
Depois dividiu politicamente o território em dez tribos com direitos iguais 
Reunidos formavam à Eclésia maior qualidade de poderes. 
Clístenes, homem de origem aristocrática, mas de tendências populares. 
Nomeado arconde realizou reformas políticas de grande importância:
Esparta
		Esparta foi uma das principais polis (cidades-estado) da Grécia Antiga.
 Situava-se geograficamente na região sudeste da Península do Peloponeso. 
Destacou-se no aspecto militar, pois foi fundada pelos dórios. 
		Em Esparta a sociedade era estamental, ou seja, dividida em camadas sociais onde havia pouca mobilidade. A sociedade estava composta da seguinte forma: 
Sociedade Espartana
eram os cidadãos de Esparta. Esta camada social era composta por políticos, integrantes do exército e ricos proprietários de terras. Só os esparcíatas tinham direitos políticos. 
eram pequenos comerciantes e artesãos. Moravam na periferia da cidade e não possuíam direitos políticos. Não recebiam educação, porém tinham que combater no exército, quando convocados. Eram obrigados a pagar impostos. 
viviam uma vida miserável, pois eram obrigados a trabalhar quase de graça nas terras dos esparciatas. Não tinham direitos políticos e eram alvos de humilhações e massacres. Chegaram a organizar várias revoltas sociais em Esparta, combatidas com extrema violência pelo exército. 
Colunas1	Esparciatas	Periecos	Hilotas	10	20	70	
O princípio da educação espartana era formar bons soldados para abastecer o exército da polis.
Com sete anos de idade o menino esparciata era enviado pelos pais ao exército. 
Educação Espartana
Começava a vida de preparação militar com muitos exercícios físicos e treinamento.
Com 30 anos ele se tornava um oficial e ganhava os direitos políticos.
 
A menina espartana também passava por treinamento militar e muita atividade física para ficar saudável e gerar filhos fortes para o exército.
	Reis: a cidade era governada por dois reis (Diarquia) que possuíam funções militares e religiosas. 
Assembléia: constituída pelos cidadãos, que se reuniam na Apella (ao ar livre) uma vez por mês para tomar decisões políticas como, por exemplo, aprovação ou rejeição de leis.
Gerúsia: formada por vinte e oito gerontes (cidadãos com mais de 60 anos) e os dois reis. 
Elaboram as leis da cidade que eram votadas pela Assembléia. 
Éforos: formado por cinco cidadãos, tinham diversos poderes administrativos, militares, judiciais e políticos. Atuavam na política como se fossem verdadeiros chefes de governo.
Política Espartana
	Os conflitos e desentendimentos entre as colônias da Ásia Menor e o Império Persa ocasiona as famosas Guerras Médicas ou Púnicas (492 a.C.-448 a.C.), onde os gregos saem vitoriosos.
Gregos X Persas
Gregos X Gregos
Esparta e Atenas envolvem-se na Guerra do Peloponeso (431 a.C. a 404 a.C.), vencida por Esparta. 
No ano de 359 a.C., as pólis gregas são dominadas e controladas pelos Macedônios.
Cultura	Grega
Atenas destacou-se muito pela preocupação com o desenvolvimento artístico e cultural de seu povo, desenvolvendo uma civilização de forte brilho intelectual. 
Educação em Atenas
Desta forma, a educação ateniense refletiu os anseios e valores desta sociedade. 
A educação ateniense tinha como objetivo principal à formação de indivíduos completos, ou seja, com bom preparo físico, psicológico e cultural. 
		As atividades físicas também faziam parte da vida escolar, pois os atenienses consideravam de grande importância a manutenção da saúde corporal.  
	Por volta dos sete anos de idade, o menino ateniense era orientado por um pedagogo. 
	Na escola, os jovens estudavam música, artes plásticas, Filosofia, etc.
Já as meninas de Atenas não freqüentavam escolas, pois ficavam aos cuidados da mãe até o casamento 
Na arquitetura, destacam-se os lindos templos erguidos em homenagens aos deuses, 
Arquitetura grega
Jogos Olímpicos
Foi na Grécia Antiga, na cidade de Olímpia, que surgiram os Jogos Olímpicos em homenagem aos deuses.
Os gregos também desenvolveram uma rica mitologia. 
Até os dias de hoje a mitologia grega é referência para estudos e livros. 
Mitologia Grega
A filosofia também atingiu um desenvolvimento surpreendente, principalmente em Atenas, no século V ( Período Clássico da Grécia). 
Platão e Sócrates são os filósofos mais conhecidos deste período. 
Filosofia
A dramaturgia grega também pode ser destacada. 
Quase todas as cidades gregas possuíam anfiteatros, onde os atores apresentavam peças dramáticas ou comédias, usando máscaras.
O teatro
 Poesia, a história , artes plásticas e a arquitetura foram muito importantes na cultura grega.
Prof. Rogério Ribeiro Rodrigues
email:profrogerio1@hotmail.com
http://lattes.cnpq.br/4912035968628922
Historia Antiga
Fontes:
COC – Sistema de Ensino
Objetivo – Sistema de Ensino
Expoente – Sistema de Ensino

Outros materiais