Buscar

MATERIAIS PARA ENGENHARIA MECÂNICA atv1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

MATERIAIS PARA ENGENHARIA MECÂNICA 
 
1- Descreva a região elástica do material correlacionando com as seguintes 
propriedades mecânicas: rigidez, módulo de resiliência e módulo de elasticidade;
 
Rigidez -quanto mais Rígido menor será o fator elástico do material.
 
Resiliência- Está totalmente ligada ao fator elástico, pois é a capacidade do material de voltar 
a sua posição inicial após ter sofrido algum esforço e mudança em sua dimensão inicial 
geralmente sendo uma das características mais desejáveis de um material com característica 
elástica. 
Módulo de Elasticidade - Quanto maior seu valor maior capacidade o material terá de se deformar e voltar a sua forma original. 
2- Descreva a região plástica do material correlacionando com as seguintes 
propriedades mecânicas: limite de resistência à tração, ductilidade, módulo de 
tenacidade e limite de ruptura; 
Limite de resistência a tração - Quanto maior o valor de resistência a tração maior será o valor de força para que o material atinja a região plástica;
Ductilidade - É a capacidade de um material ser alongado em tensão. O material dúctil irá deformar (alongar) mais do que o material quebradiço. Os materiais dúcteis apresentam uma grande deformação antes da fratura. 
Modulo de Tenacidade - A tenacidade é a resistência à falha ou propagação de fissuras. É algo relacionado à força. Materiais muito resistentes terão baixa tenacidade, ou seja, baixa tolerância a falhas ou defeitos, ou seja, trincas incipientes. 
Limite de Ruptura - Está concentrado logo após a região da deformação plástica, após o material se deformar plasticamente, em seguida vem a Ruptura com aplicação de forças menores que a força total atingida na resistência a tração do material conforme demonstrado no gráfico Tensão deformação ;
3- Correlacione a diferença entre um material dúctil e um material frágil com a região elástica e região plástica dos materiais; 
Alguns materiais quebram-se muito acentuadamente, sem deformação plástica, naquilo a que se chama uma falha frágil. Outros, que são mais dúcteis, incluindo a maioria dos metais, experimentam alguma deformação plástica e, possivelmente, agarram antes da fratura. Na ciência dos materiais, a ductilidade é a capacidade de um material sofrer grandes deformações plásticas antes de falhar e é uma das características muito importantes 
Materiais Dúcteis - Ductilidade é a capacidade de um material ser alongado em tensão. O material dúctil irá deformar (alongar) mais do que o material quebradiço. Os materiais dúcteis apresentam uma grande deformação antes da fratura. Na fratura dúctil, a deformação plástica extensa (pescoço) tem lugar antes da fratura. A fratura dúctil (fratura de cisalhamento) é melhor do que a fratura frágil, porque há uma propagação lenta e uma absorção de uma grande quantidade de energia antes da fratura. A ductilidade é desejável nas aplicações a alta temperatura e alta pressão em reatores devido às tensões acrescidas sobre os metais. A ductilidade elevada nestas aplicações ajuda a prevenir a fratura frágil.

Continue navegando