Buscar

Resumo Nussbaum - Educação para o lucro educação para a cidadania

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E
TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE
TÉCNICO EM CONTROLE AMBIENTAL
FILOSOFIA
ATIVIDADE 1
Leonardo de Oliveira
Guilherme Guterres
Camaquã
2022
Resumo: Nussbaum - Educação para o lucro educação para a
cidadania
Educação de qualidade, um tema ainda muito pouco discutido, vem
sendo pauta fundamental quando falamos de assuntos como política,
economia e desenvolvimento social.
Este direito básico tem se tornado um privilégio, em um mundo onde
há um grande número de pessoas sem escolaridade e acesso a
leitura, logo torna-se um lugar onde a sociedade fica sujeita a
escrachadas manipulações governamentais.
O livro requerido traz com ênfase países como: Índia e Estados
Unidos, onde mostra que apenas uma pequena parcela da população
alcança um nível superior, isso se dá por falta de acesso a este
recurso, como por renda ou até mesmo por desconhecimento .É no
país americano que encontramos apenas universidades privadas, logo
apenas aqueles com um grande poder aquisitivo conseguem alcançar
as faculdades. Mas é na nação indiana, onde sua população é
estimada em cerca de Um bilhão de habitantes, que apenas metade
deste número chega às escolas.
A obra nos mostra especialmente o poder que a economia impõe
sobre a educação, chegando a níveis exorbitantes, segundo
Nussbaum, acontece uma série de censuras neste meio, professores
não levam todos os conteúdos as salas de aula, principalmente em
matérias como história, até porque se não soubermos o passado, não
podemos questionar o presente. Esta forma de aprendizado está
inserida em todo o mundo, em escolas e universidades, o mesmo
ocorre quando vemos cada vez menos disciplinas como artes, reflexo
dos mesmos objetivos citados acima, exemplo deste novo AI-5 seria o
partido politico nacionalista hindu da Índia, que pregava uma ideia
inquestionável, onde todos os problemas no país teriam sido causados
por extrangeiros.
Talvez jovens e adultos nunca tenham parado para pensar neste
assunto, isso ocorre porque estamos inseridos neste sistema, é
justamente isso que o livro traz à tona, onde mostra que, um país
desenvolvido economicamente, traz sérias consequências, tais como a
falta de democracia. Podemos tomar como exemplo o apartheid,
ocasião onde a África do Sul possuia uma vasta fortuna acumulada,
ignorando as inacreditáveis desigualdades distribuitivas, o brutal
regime imposto e as deficiências em saúde e educação.
“Se o país está bem, então você deve estar bem’’, esta ideia era
induzida as pessoas, onde elas eram desestimuladas a pensar como
indivíduo e estimuladas e se reconhecer como coletivo, independente
de desigualdades, como mostra na obra, onde a população se torna
ignorante, ou seja uma espécie de fantoche nas mãos do governo
como um todo.
Todas formas de artes são e vem sendo muito desvalorizadas pela a
sociedade nos últimos tempos, possuímos um exemplo claro disso em
países como a Índia, onde quando um filho é aprovado em uma
universidade inserida no meio artístico, torna-se motivo de vergonha
para a família, mas o oposto acontece quando a mesma aprovação
vem por cursos como administração e profissões que envolvem
tecnologia. A explicação mais aceita se dá porque as pessoas
acreditam que apenas aquilo que trará benefícios a este sistema
econômico desigualitário, será o melhor para a sociedade como um
todo.
Podemos ver exemplos do caráter acima no nosso país, onde o
capitalista sem capital se torna o maior defensor desse sistema, em
uma nacionalidade com tamanha desvalorização as artes como um
todo, torna-se inconcebível se manter em equilíbrio social, econômico,
igualitário e democrático.
Visto isso, podemos concluir que uma nação onde alcance níveis
sociais acessível a todos, é uma realidade muito distante diante desta
forma governamental.

Outros materiais