Buscar

DIREITO ADMINISTRATIVO

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 6 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 6 páginas

Prévia do material em texto

Acerca do decreto autônomo, podemos afirmar que 
 
 
 a extinção de funções ou cargos públicos vagos não consiste em ato normativo. 
 
a atribuição de dispor sobre suas matérias não pode ser delegada. 
 
trata-se de ato que pode ser utilizado, ilimitadamente, para organizar o 
funcionamento da administração pública. 
 
 
foram objeto de previsão pelo constituinte originário. 
 
o Poder Legislativo possui competência para disciplinar as hipóteses de sua 
edição. 
Respondido em 19/07/2023 20:13:21 
 
Explicação: 
A extinção de funções ou cargos públicos vagos não consiste em ato normativo. 
 
 
 
2a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
(FGV/2020) Um particular proprietário de veículo automotor, atendendo ao que 
determina o ordenamento jurídico, levou seu veículo para ser submetido à 
fiscalização pelo DETRAN no Estado da Federação Alfa. No caso em tela, o poder 
administrativo que embasou a realização de vistoria veicular é o poder: 
 
 
 
disciplinar, que pode ser delegado para pessoa jurídica de direito privado 
para alcançar o bem comum. 
 
de império, que emana do Legislativo em razão de sua supremacia sobre o 
Executivo. 
 de polícia, para adequar e condicionar a propriedade individual em prol do 
interesse público. 
 
hierárquico, para limitar direitos individuais de acordo com a 
discricionariedade do administrador público. 
 
regulamentar, que permite inovação na atividade legislativa para satisfazer à 
coletividade. 
Respondido em 19/07/2023 20:13:34 
 
Explicação: 
Poder de polícia é aquele que condiciona, restringe, limita o exercício de direitos. 
Pode ser entendido em sentido amplo, enquanto toda ação restritiva do Estado e em sentido 
estrito, enquanto ação dos agentes da administração ¿ atos administrativos. 
Vale destacar que há um conceito legal de poder de polícia no artigo 78 do CTN, em virtude 
da previsão de uma taxa de polícia. 
Considera-se poder de polícia atividade da administração pública que, limitando ou 
disciplinando direito, interesse ou liberdade, regula a prática de ato ou abstenção de fato, 
em razão de interesse público concernente à segurança, à higiene, à ordem, aos costumes, 
à disciplina da produção e do mercado, ao exercício de atividades econômicas dependentes 
de concessão ou autorização do Poder Público, à tranquilidade pública ou ao respeito à 
propriedade e aos direitos individuais ou coletivos. Parágrafo único. Considera-se regular o 
exercício do poder de polícia quando desempenhado pelo órgão competente nos limites da 
lei aplicável, com observância do processo legal e, tratando-se de atividade que a lei tenha 
como discricionária, sem abuso ou desvio de poder. (LEI Nº 5.172/1966) 
 
 
 
3a 
 Questão 
Acerto: 0,0 / 1,0 
 
Uma das características dos atos administrativos: 
 
 
 a possibilidade de sua revogação, quando praticados com vícios que os 
tornem ilegais. 
 
A possibilidade de revogação de atos ilegais. 
 a presunção de legitimidade. 
 
a sujeição ao regime jurídico de direito privado, de conformidade com ao 
Código Civil. 
 
a possibilidade de anulação, quando inconvenientes ou inoportunos em 
relação ao interesse público. 
Respondido em 19/07/2023 20:16:40 
 
Explicação: 
A resposta correta é: A presunção de legitimidade. 
 
 
 
4a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
Sobre a extinção e a convalidação dos atos administrativos, assinale a 
alternativa correta: 
 
 
 
Os vícios no motivo e na finalidade dos atos administrativos admitem 
convalidação. 
 
Não há prazo para anulação de atos ilegais, uma vez que a violação ao 
princípio da legalidade acarreta a necessária anulação. 
 Os atos administrativos que apresentam vícios sanáveis podem ser 
convalidados pela Administração Pública. 
 
O prazo para a Administração Pública federal anular os seus atos ilegais é 
de 2 anos. 
 
Os atos administrativos ilegais devem ser sempre anulados, não sendo 
admitida a sua convalidação. 
Respondido em 19/07/2023 20:24:20 
 
Explicação: 
A resposta correta é: Os atos administrativos que apresentam vícios sanáveis 
podem ser convalidados pela Administração Pública. 
 
 
 
5a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
(FCC - 2005 - TCE-MA - Analista de Controle Externo) 
Determinado servidor público foi condenado em processo administrativo, no qual lhe 
foi assegurada ampla defesa, à pena de demissão a bem do serviço público, pelo 
recebimento de propina. Tratando-se, também, de crime contra a Administração, foi 
instaurado o competente processo criminal, no qual o servidor foi absolvido em 
função do reconhecimento da inexistência material do delito de recebimento de 
propina. Diante da decisão no processo criminal, a decisão administrativa deverá ser: 
 
 
 
Mantida, porque a absolvição em sede penal somente repercute na esfera 
administrativa quando fundada na negativa de autoria do fato. 
 Anulada, tendo em vista que a decisão administrativa fundou-se na prática 
do delito. 
 
Mantida, pois diversos são os requisitos materiais do ilícito administrativo e 
do delito. 
 
Mantida, em razão da autonomia das instâncias penal e administrativa. 
 
Anulada, porque qualquer absolvição em sede penal deve repercutir na 
decisão administrativa. 
Respondido em 19/07/2023 20:27:14 
 
Explicação: 
Anulada, tendo em vista que a decisão administrativa fundou-se na prática do delito. 
 
 
 
6a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
(IF-PB - 2015 - IF-PB - Assistente em Administração) 
Nos artigos 81 a 91 do regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das 
autarquias e das fundações públicas federais (Lei nº 8.112/1990), quanto às 
disposições gerais acerca de possíveis licenças a serem pagas ao servidor público 
federal, é CORRETO afirmar: 
 
 
 Poderá ser concedida licença ao servidor por motivo de doença do cônjuge ou 
companheiro, dos pais, dos filhos, do padrasto ou madrasta e enteado, 
mediante comprovação por perícia médica oficial. 
 
O servidor terá direito à licença, com remuneração, durante o período que 
mediar entre a sua escolha em convenção partidária, como candidato a cargo 
eletivo, e a véspera do registro de sua candidatura perante a Justiça Eleitoral. 
 
A critério da Administração, poderão ser concedidas ao servidor ocupante de 
cargo efetivo, ainda que esteja em estágio probatório, licenças para o trato de 
assuntos particulares pelo prazo de até três anos consecutivos, sem 
remuneração. 
 
A licença por motivo de afastamento do cônjuge será por prazo determinado. 
 
É vedado o exercício de atividade remunerada durante o período da licença 
para capacitação. 
Respondido em 19/07/2023 20:27:49 
 
Explicação: 
Poderá ser concedida licença ao servidor por motivo de doença do cônjuge ou companheiro, 
dos pais, dos filhos, do padrasto ou madrasta e enteado, mediante comprovação por perícia 
médica oficial. 
 
 
 
7a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
A celebração de um contrato de fornecimento de suprimentos hospitalares: 
 
 
 Não impede a possibilidade de desfazimento em sede de controle realizado 
pela própria Administração Pública, observada a necessidade de demonstração 
de vício de legalidade nos casos de anulação do instrumento. 
 
Formaliza relação jurídica entre os poderes Público e Particular, sujeita a 
regime jurídico de direito público, excetuado quanto ao controle, 
exclusivamente judicial. 
 
Pode ser objeto de anulação, diante de vício de legalidade, mas não admite 
rescisão unilateral por parte da Administração Pública se submetido ao regime 
da Lei no 8.666/1993. 
 
Exige prévia realização de licitação, admitida em qualquer uma de suas 
modalidades, excetuado o pregão, por não atender aos requisitos legais 
necessários à sua instauração. 
 
Admite rescisão unilateral pelas partes, desde que qualquer uma comprove a 
alteração da situação fático-jurídica do momento da contratação, ocasionando 
excessiva oneração 
Respondido em 19/07/202320:28:10 
 
Explicação: 
A resposta correta é: Não impede a possibilidade de desfazimento em sede de controle 
realizado pela própria Administração Pública, observada a necessidade de demonstração de 
vício de legalidade nos casos de anulação do instrumento. 
 
 
 
8a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
De acordo com a Lei no 14.133/2021, no que tange ao contrato administrativo: 
 
I. Deve mencionar os nomes das partes e os de seus representantes, a finalidade, o 
ato que autorizou a sua lavratura, o número do processo da licitação ou da 
contratação direta e a sujeição dos contratantes às normas da Lei no 14.133/2021 e 
às cláusulas contratuais. 
 
II. É permitido a qualquer licitante o conhecimento dos termos do contrato e do 
respectivo processo licitatório e, a qualquer interessado, a obtenção de cópia 
autenticada, mediante o pagamento dos emolumentos devidos. 
III. As cláusulas econômico-financeiras e monetárias poderão ser alteradas, ainda 
que sem a prévia concordância do contratado, para que se mantenha o equilíbrio 
contratual, em observância ao princípio da supremacia do interesse público sobre o 
interesse privado. 
IV. A Administração tem a prerrogativa de modificá-los, unilateralmente, para melhor 
adequação às finalidades de interesse público, respeitados os direitos do contratado; 
rescindi-los, unilateralmente, nos casos especificados na Lei no 14.133/2021, e 
aplicar sanções em caso de inexecução total ou parcial do ajuste. 
 
 
 São corretas as afirmativas 1 e 4 
 
São corretas as afirmativas I, II e IV 
 
São corretas as afirmativas I e III 
 
São corretas as afirmativas II e IV 
 
São corretas as afirmativas I, II e III 
Respondido em 19/07/2023 20:30:45 
 
Explicação: 
A resposta correta é: São corretas as afirmativas 1 e 4 
 
 
 
9a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
Sobre as formas de intervenção na propriedade, aquela que se verifica na hipótese 
de iminente perigo público é a: 
 
 
 
Limitação administrativa. 
 
Desapropriação. 
 
Ocupação temporária. 
 
Servidão administrativa. 
 Requisição administrativa. 
Respondido em 19/07/2023 20:31:12 
 
Explicação: 
A resposta correta é: Requisição administrativa. 
 
 
 
10a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
De acordo com a classificação dos bens públicos, o imóvel que abriga e pertence à 
Câmara Municipal de um município é considerado: 
 
 
 
Bem de uso disponível. 
 
Bem público dominical. 
 Bem público de uso especial. 
 
Bem público de uso comum do povo. 
 
Bem privado pertencente ao Poder Legislativo. 
Respondido em 19/07/2023 20:31:29 
 
Explicação: 
A resposta correta é: Bem público de uso especial.

Outros materiais