Buscar

A origem do Halloween

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

A origem do Halloween 
Em relação à etimologia do “Halloween”, a palavra deriva da expressão “All Hallows’ 
Eve”, uma expressão de origem escocesa. Até o século XVI, o termo designava a 
véspera do Dia de Todos os Santos, celebrado em 1º de novembro. A celebração 
do Dia das Bruxas tem duas origens que, no transcurso da história, foram se 
misturando: a origem pagã e a origem cristã. 
Historiadores apontam a origem do Halloween para um festival do calendário 
celta da Irlanda, o festival de Samhain, que significa “fim do verão”. 
O Samhain tinha a duração de três dias, iniciando em 31 de outubro, e era uma 
homenagem ao “Rei dos mortos”. Estudos mais recentes apontam que o festival 
celebrava a abundância de comida após a época de colheita e tinha a fogueira como 
parte da sua simbologia. 
Por volta do século VIII, o Papa Gregório III modificou a data de celebração do Dia 
de Todos os Santos de 13 de maio para o dia 1º de novembro, coincidindo com 
o Samhain. Com a intenção de “cristianizar” o festival celta, a celebração do Dia de 
Todos os Santos se tornou obrigatória. Com isso, a celebração cristã dos santos e 
o Samhain se misturam. 
A celebração do Halloween chega ao continente americano durante o período da 
“Grande Fome” na Irlanda. Nessa época, muitas pessoas tiveram que emigrar para 
os Estados Unidos e, junto a elas, levaram sua história e suas tradições. 
A comemoração do Halloween no Brasil 
No Brasil, ocorre grande influência da cultura estadunidense em 
diversos âmbitos culturais, e não foi diferente com o Dia das Bruxas. O Halloween 
chegou ao país por meio de séries, filmes e notícias e, dessa forma, foi conquistando 
adeptos. Contudo, apesar do movimento midiático, a comemoração da data entre 
brasileiros não ocorre nos mesmos moldes dos Estados Unidos, sendo a maior 
parte da propagação realizada por escolas de idiomas, festas e clubes. 
Doces ou Travessuras? – A tradição do 
Halloween 
“Doces ou travessuras” é a tradução literal da expressão “Trick or treat”, comumente 
escutada durante o Halloween em países de língua inglesa. Durante o Dia 
das Bruxas, as pessoas se fantasiam e vão, de casa em casa, pedindo doces e 
perguntando “doces ou travessuras?”. Se, por algum motivo, o morador não 
disponibilizar os doces, entende-se que ele optou pela travessura. O “trick” pode ser 
de vários tipos, como por exemplo pregar peças, sustos, ter a casa coberta por spray 
de espuma colorido ou papel higiênico (como se trata de uma brincadeira, o objetivo 
não é prejudicar os outros). 
Essa tradição tem origem no século IX, na Europa. No segundo dia do mês de 
novembro, “Dia de Todas as Almas”, os cristãos iam pedindo, de casa em 
casa, “bolos de alma” (“soul cakes”), feitos de pequenos pães embebidos em 
groselha ou mel. Acreditava-se que as almas ficavam em um limbo após a 
morte, e, para ajudá-las a chegar ao céu, quem ganhasse o bolo deveria realizar 
uma oração para um parente falecido do doador. 
Fonte: <https://www.englishstars.com.br/halloween-dia-das-bruxas-31-de-
outubro/#:~:text=Historiadores%20apontam%20a%20origem%20do,ao%20%E2%
80%9CRei%20dos%20mortos%E2%80%9D.> 
 
	A origem do Halloween
	A comemoração do Halloween no Brasil
	Doces ou Travessuras? – A tradição do Halloween

Outros materiais