Buscar

Hipoparatireoidismo

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

- É uma condição clínica rara. 
- Deficiência na secreção e/ou ação do PTH. 
- Efeitos ausentes do PTH no osso e nos rins resultando em hipocalcemia e 
hipofosfatemia. 
 
 
- Causas adquiridas: cirurgia da região cervical é a mais comum -> isquemia, 
remoção ou destruição da paratireoide durante o ato cirúrgico; comum em 
tireoidectomia por câncer da tireoide (confundir linfonodo com uma das 
paratireoides), Doença de Graves ou Bócio Multinodular. 
 
- Decorrem da excitabilidade neuromuscular, tanto da musculatura 
esquelética quanto miocárdica, decorrente da hipocalcemia. 
- Cãibras e parestesias (periférica e perioral). 
Giovanna Lopes 
- Casos mais graves: Tetania, espasmo carpopedal, laringoespasmo, 
convulsões e arritmias cardíacas. 
- Sinal de Trousseau: Inflando-se um esfigmomanômetro 20mmHg acima 
da pressão sistólica por 3 minutos. Observa-se a adução do polegar seguida 
de flexão das articulações metacarpofalangianas e flexão do punho. 
 
- Sinal de Chvostek: Percussão sobre o nervo facial em seu trajeto 
resultando na contração dos músculos faciais ipsilaterais e do lábio superior. 
 
- História e Exame Físico. 
- Hipocalcemia, hipofosfatemia na presença de função renal normal, PTH 
baixo ou indetectável (exceto na resistência -> pseudohipoparatireoidismo). 
- Albumina sérica (40% do cálcio + albumina): uma hipoalbuminemia reduz o 
cálcio em 0,8mg/dl para cada 1g/dl, mas o cálcio livre (cálcio iônico) está 
normal. A albumina é importante porque é a proteína carreadora mais 
importante; se ela der baixa, pode ser que tenhamos um falso resultado de 
cálcio. 
- 1,25(OH)2D3 é baixo ou normal, fosfatase alcalina normal, calciúria de 24 
horas reduzida (no hiperparatireoidismo se encontra tão elevada que chega 
a dar nefrolitíase). 
 
- Distúrbios relacionados a vitamina D (hipocalcemia + hipofosfatemia): 
o Síntese cutânea deficiente (baixa exposição ao sol). 
o Ingestão baixa. 
o Absorção intestinal reduzida. 
o 25-hidroxilação hepática reduzida. 
o Metabolização hepática aumentada. 
o 1-a-hidroxilação renal baixa. 
o Osteomalácia oncogênica. 
- Síndrome da Fome Óssea (retirada rápida de cálcio dos ossos): 
o Pós-operatório de paratireoidectomia (HPTP) -> é necessário fazer 
reposição de cálcio enquanto o adenoma está sendo retirado para 
evitar. 
o Hipocalcemia e hipofosfatemia. 
- Distúrbios do Magnésio: 
o Hipomagnesemia (mal absorção, alcoolismo crônico, terapia com 
cisplatina, nutrição parenteral, uso de aminoglicosídeo) -> depleção de 
cálcio. 
- Resistência ao PTH. 
- Diminui a secreção. 
o Hipermagnesemia (gestantes com eclâmpsia em uso de sulfato de 
magnésio) -> depleção do cálcio. 
- Diminui a secreção. 
- Por isso é importante pedir o ionograma: cálcio, fósforo e magnésio. 
- Hiperfosfatemia: 
o Aguda: Rabdomiólise ou lise tumoral -> frequentemente na vigência 
de IRS por depósito de cálcio no osso e tecidos. 
o Crônica: IRC -> inibição do efluxo ósseo de cálcio e da absorção 
intestinal de cálcio por redução do calcitriol. 
- Pancreatite Aguda: 
o Resulta do sequestro de cálcio através da saponificação de ácidos 
graxos produzidos no retroperitôneo por ação das lipases pancreáticas. 
- Metástases: 
o Metástases osteoblásticas. 
o Câncer de mama e próstata. 
- Drogas. 
- Sepse e queimaduras. 
- Cirurgia. 
- Quimioterapia. 
 
- Crise hipocalcêmica (tetania, convulsões, laringoespasmo): 
o 10 a 20ml de gluconato de cálcio a 10% EV em 10 a 20 minutos (diluir 
em 50 a 100ml de soro glicosado a 5%) seguido de infusão lenta de 
cálcio 0,5 a 1,5mg/kg por hora EV. 
- Hipocalcemia crônica: 
o Carbonato de cálcio (1,5 a 3g/dia de cálcio elementar, em doses 
divididas) + calcitriol (0,25 a 1,0mcg/dia VO) ou ergocalciferol (50.000 
a 100.000 UI VO).

Continue navegando