Buscar

Socialização Conceitos Linguísticos

Prévia do material em texto

Socialização - Seminário III
Tutora: Lisângela Rossi Sityá Pazetto
Acadêmica: Caroline Michels Schwab
CONCEITOS LINGUÍSTICOS
 GÊNEROS DISCURSIVOS EM SALA DE AULA
INTRODUÇÃO
 
A presente prática interdisciplinar têm por objetivo apresentar a importância dos gêneros discursivos para o ensino da língua materna em sala de aula. Para abordar tamanha importância sobre o tema escolhido, foi utilizada a perspectiva teórico-analítica, embasada a partir dos postulados de Bakhtin, entre outros autores.
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
 
Para o filósofo e linguista Bakhtin, todos os campos da atividade humana estão ligados diretamente ao uso da linguagem e, nos diferentes contextos de interação a utilização da língua sempre ocorre por meio de enunciados “concretos e únicos, proferidos pelos integrantes desse ou daquele campo da atividade humana.” (BAKHTIN, 2003, p. 261).
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
 
Trabalhar o desenvolvimento das formas de discurso, seja da leitura, da escuta, da produção de textos de forma oral ou escrita, é uma forma de ofertar aos educandos a possibilidade de utilizar a língua com responsabilidade e propiciar o exercício da cidadania. 
No componente Língua Portuguesa, amplia-se o contato dos estudantes com gêneros textuais relacionados a vários campos de atuação e a várias disciplinas, partindo-se de práticas de linguagem já vivenciadas pelos jovens para a ampliação dessas práticas, em direção a novas experiências. (BRASIL, 2018, p.136).
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
 
Na Figura 1, podemos ver algumas características dos gêneros textuais.
Figura 1.
Fonte: STORCK, Damaris. Os gêneros textuais no ensino de Língua Portuguesa, 2021.
RESULTADOS E DISCUSSÕES
 
	No referido projeto, buscou-se analisar a importância dos gêneros discursivos para o ensino da língua materna em sala de aula, pois, o trabalho com gêneros discursivos é muito importante no ensino da Língua Portuguesa. 
	Abordar os gêneros discursivos é fundamental para o desenvolvimento dos alunos no processo de ensino e aprendizagem da leitura e da escrita, principalmente nas produções textuais. É de extrema importância que os educandos conheçam a fundo as características reais de cada gêneros, para que compreendam como se constituem e saibam interpretá-los. 
	Sendo assim, quando estudam a língua a partir das noções de gênero do discurso, os alunos desenvolvem competências sociocomunicativas que possibilitam o enfrentamento de experiências de forma eficaz, obtendo maior sucesso. O acesso às habilidades comunicativas corresponde, de alguma forma, com o ato de exercer o direito a escrita.
REFERÊNCIAS
 
BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003. 
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Versão final. Brasília: MEC/SEB, 2018
BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros 
Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação, 1999. 
BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Introdução. Ensino Fundamental. Brasília: 
MEC/SEF, 1998.
KOCH, Ingedore Villaça. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2017. 
MARCUSCHI, L.A. Da fala para a escrita: atividade de retextualização – 4ª ed. – São Paulo, Cortez, 2003.
MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.
STORCK, Damaris. Os gêneros textuais no ensino de Língua Portuguesa. Curitiba, PR: Editora Aprende Brasil Ltda, 2021.
LINK DO VÍDEO DE SOCIALIZAÇÃO
https://youtu.be/RsxOKe1jXu8
image1.png
image2.png
image3.png
image4.jpeg

Continue navegando

Outros materiais