Buscar

LLPT_Teoria_da_Literatura_impresso-67

Prévia do material em texto

i) “Mal comeu os doces, a marmelada, da terra, que se cortava 
bonita, o perfume em açúcar e carne e flor.”
j) “Liso como o ventre 
de uma cadela fecunda,
rio cresce (...)”
k) “Eu classifico São Paulo assim: O Palacio, é a sala de visita. A 
prefeitura é a sala de jantar e a cidade é o jardim. E a favela é o quintal 
onde jogam os lixos.”
l) “Sentava-se, inteiro, dentro do macio rumor do avião: o bom 
brinquedo trabalhoso.”
m) “... a casa que ele fazia 
Sendo a sua liberdade 
Era a sua escravidão.”
n) "De repente do riso fez-se o pranto".
o) “Uma bandeira 
que tivesse dentes:
como um poeta puro (...)”
Oportunamente comunicaremos quando e onde encontrar as 
respostas deste exercício. 
Chegamos aqui ao término do curso de Teoria da Literatura I. 
Esperamos que você tenha tido o melhor aproveitamento possível, e que se 
saia bem nas avaliações. Antes da prova final, releia cuidadosamente todas 
as aulas, e procure tirar suas dúvidas conversando com seus colegas e com 
o professor-tutor de sua turma. Felicidades!
 REFERÊNCIAS
ANDRADE, Carlos Drummond de. Contos plausíveis. Rio de Janeiro: 
José Olympio, 1985, p. 149.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Sentimento do mundo. Rio de 
Janeiro: Record, 2001, p. 75.
ASSIS, Machado de. Memórias póstumas de Brás Cubas. São Paulo: 
Jackson, 1961, p. 376.
AZEVEDO, Manuel Antônio Álvares de . Lira dos vinte anos. Rio de 
Janeiro: Garnier, s/d.
BANDEIRA, Manuel. Libertinagem & Estrela da manhã. Rio de 
Janeiro: Nova Fronteira, 1995.
CAMPOS, Geir. Pequeno dicionário de arte poética. 3 ed. São Paulo: 
Cultrix, 1978.
COELHO, Jacinto do Prado. Dicionário de literatura. 3 ed. Porto: 
Figueirinhas, 1973.
64

Continue navegando