Buscar

Lei Maria da Penha

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

Lei Maria da Penha: Proteção à Mulher em Situação de Violência 
Introdução 
A Lei Maria da Penha, oficialmente conhecida como Lei nº 11.340, de 7 de 
agosto de 2006, é uma legislação brasileira que visa combater a violência 
doméstica e familiar contra a mulher. É uma das mais importantes leis de 
proteção aos direitos das mulheres no Brasil. Neste trabalho, abordaremos os 
principais aspectos, objetivos e impactos da Lei Maria da Penha na sociedade 
brasileira. 
 
1. Contexto Histórico 
Antes da promulgação da Lei Maria da Penha, a violência doméstica contra a 
mulher era tratada de forma genérica e muitas vezes negligenciada pelo sistema 
jurídico brasileiro. A luta pelo reconhecimento e combate à violência de gênero 
ganhou força com a trajetória de Maria da Penha Maia Fernandes, vítima de 
violência doméstica por quase duas décadas. 
 
2. Objetivos da Lei Maria da Penha 
• Prevenir e combater a violência doméstica e familiar contra a 
mulher. 
• Garantir a proteção às mulheres em situação de violência. 
• Promover a punição adequada aos agressores. 
• Educar e sensibilizar a sociedade sobre a gravidade da violência 
contra a mulher. 
 
3. Principais Dispositivos Legais 
• Medidas Protetivas de Urgência: São medidas judiciais que visam 
proteger a vítima de agressões e ameaças, como afastamento do 
agressor do lar, proibição de aproximação e contato com a vítima, entre 
outras. 
• Tipificação da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher: A lei 
define e tipifica os diferentes tipos de violência, como física, psicológica, 
sexual, patrimonial e moral. 
• Centros de Atendimento à Mulher: Estabelece a criação de serviços 
especializados de atendimento às mulheres em situação de violência. 
 
4. Impactos e Avanços 
• Aumento das Denúncias: A Lei Maria da Penha incentivou as mulheres a 
denunciarem casos de violência, contribuindo para a conscientização e 
enfrentamento do problema. 
• Redução dos Índices de Violência: A lei tem contribuído para a redução 
dos índices de violência doméstica e familiar contra a mulher. 
• Maior Acesso à Justiça: A legislação facilitou o acesso das mulheres à 
justiça e aos serviços de proteção e assistência. 
 
5. Desafios e Críticas 
• Efetivação das Medidas Protetivas: A implementação e efetivação das 
medidas protetivas ainda enfrentam desafios, como a demora na 
concessão das medidas e falta de estrutura adequada para sua aplicação. 
• Cultura de Tolerância à Violência: Ainda existe uma cultura de 
tolerância à violência contra a mulher, o que dificulta o combate efetivo à 
violência de gênero. 
• Necessidade de Educação e Conscientização: É fundamental promover 
a educação e conscientização da sociedade sobre a igualdade de gênero 
e a importância do respeito aos direitos das mulheres. 
 
Conclusão 
A Lei Maria da Penha representa um marco na luta pelos direitos das mulheres e 
no combate à violência doméstica e familiar no Brasil. Apesar dos avanços 
significativos, ainda há desafios a serem superados para garantir a plena 
efetivação da lei e a proteção adequada às mulheres em situação de violência. 
Referências 
1. Brasil. Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006 - Lei Maria da Penha. 
2. Waiselfisz, Julio Jacobo. "Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres 
no Brasil". FLACSO Brasil, 2015. 
3. Pimentel, Silvia. "Lei Maria da Penha: A aplicação da Lei 11.340/2006". 
Editora Juspodivm, 2019.

Continue navegando