Buscar

farmacologia

Prévia do material em texto

Farmacologia I
Prof° Paulo Henrique
Introdução a farmacologia
Farmacologia
Estuda como o organismo
 vivo é afetado 
por agentes químicos
Prática Clínica
+
Fisiologia
Do grego 
Pharmakon
A farmacologia como ciência nasceu em meados do século XIX, baseada mais em estudos de experimentação do que em dogmas. 
 
 experimentação X crença
A palavra Farmacologia tem origem grega (Farmakon = drogas e logos = estudo). A farmacologia é o estudo dos efeitos de uma substância química sobre a função dos sistemas biológicos. Na verdade a farmacologia é uma disciplina fundamentalmente dependente da interação droga/organismo. 
Farmacologia: é a ciência que estuda os medicamentos. Ações e efeitos produzidos pelas drogas quando interagem com o organismo.
“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose, em doses exageradas ambos podem matar e em doses insuficientes um não mata, porém o outro jamais cura”.
Por que estudar farmacologia?
Compreender o mecanismo pelo qual uma substância química administrada afeta o funcionamento do organismo;
Para se ter um sucesso terapêutico no tratamento de doenças;
Escolher o mais adequado para certas características fisiopatológicas;
Garantir que o fármaco atinja a concentração adequada.
Conceitos Básicos
Droga: qualquer substância que interaja com o organismo produzindo algum efeito benéfico ou maléfico. Substância ou matéria-prima que tenha a finalidade medicamentosa ou sanitária;
Fármaco: uma substância definida, com propriedades ativas, produzindo efeito terapêutico. É o princípio ativo.
 Medicamento: é toda substância química que tem ação profilática, terapêutica e auxiliar de diagnóstico. 
Ação profilática: prevenção de doenças – ex vacinas 
Ação terapêutica: cura ou alívio das enfermidades – ex antibióticos
Auxiliar diagnóstico: por exemplo o contraste 
Remédio: (re = novamente; medior = curar): substância animal, vegetal, mineral ou sintética; procedimento (ginástica, massagem, acupuntura, banhos); fé ou crença; influência: usados com intenção benéfica.
Forma Farmacêutica: é a forma final de como um medicamento se apresenta: comprimidos, cápsulas, injetáveis, etc.
Placebo: (placeo = agradar): tudo o que é feito com intenção benéfica para aliviar o sofrimento: fármaco/medicamento/droga/remédio (em concentração pequena ou mesmo na sua ausência.
Medicamento ético ou de referência: Sua principal função é servir de parâmetros para registros dos posteriores medicamentos similares e genéricos, quando sua patente expirar.
Medicamento genérico: é um medicamento com a mesma substância ativa, forma farmacêutica e dosagem e com a mesma indicação que o medicamento original, de marca.
Medicamento Similar: é o medicamento autorizado a ser produzido após prazo da patente de fabricação do medicamento de referência ou inovador ter vencido.
Posologia: é o modo como o medicamento deve ser administrado.
Dose: seria a quantidade necessária de fármaco para produzir um efeito em um organismo biológico.
Para um fármaco ter efeito 
Fármaco
Molécula Receptora
Efeito
image2.jpeg
image3.wmf

Continue navegando

Outros materiais