Buscar

atividade respondida

Prévia do material em texto

RESUMO DIREITO CONSTITUCIONAL
1. Acerca de formas de estado, discorra sobre: estado simples e unitário, estado autônomo/regional e estado composto.
ESTADO SIMPLES OU UNITÁRIO - Neste modelo, há centralização política, em que existe apenas uma pessoa jurídica de direito público, e deste poder central decorrem todas as decisões. Subdivide-se nas seguintes possibilidades: 
· Estado centralizado ou puro: em que não há divisões internas. Em regra ocorre em Estados muito pequenos, conhecidos como microestados, como no caso do Vaticano e de Mônaco; 
· Estado descentralizado: aqueles divididos em regiões, sendo que essas regiões podem exercer funções administrativas ou em alguns casos até funções políticas, por exemplo, Portugal, Equador, Peru etc.
ESTADO AUTÔNOMO e REGIONAL - em ambas há descentralização administrativa e legislativa e há a necessidade de se manter a unidade territorial. Há diferenças como a forma de descentralização:
· No Estado regional a descentralização ocorre de cima para baixo, ou seja o poder é centralizado, por meio de lei, transfere-se uma parcela de competência, seja ela administrativa ou legislativa, para as regiões, podendo estas competências ser ampliadas ou reduzidas pelo poder central. 
· No Estado autônomo, de baixo para cima, ou seja , há a união de vários aglomerados para se criar, por meio de uma assembleia, um estatuto soberano e autônomo, em que as províncias ou grupos se unem com o objetivo de criar o Estado.
ESTADO COMPOSTO - Nesta forma de Estado, há uma organização do poder que cria dois planos distintos de governo, um central e outro regional, cada qual com sua autonomia política, administrativa e judiciária. O Estado composto pode ser uma Confederação ou uma Federação.
Confederação: caracteriza-se pela associação de Estados soberanos, criada, em regra, por meio de tratados internacionais, com a finalidade de trabalhar conjuntamente para lidar com determinados assuntos como defesa, comércio internacional, relações exteriores, aspectos monetários etc. 
Federação: temos um único Estado soberano, ou seja, soberania é da Federação, e não dos estados membros, e há uma divisão em regiões, sendo que estas terão autonomia política e administrativa.e Podem ser denominadas de várias formas, Estados, Províncias etc.
---------------------------------------------------------------------------------
2. Discorra sobre formas de governo, descrevendo suas características principais.
O governo pode possuir as seguintes formas:
- Monarquia – essa forma de governo é marcada pela: Hereditariedade (utiliza o critério de filiação), vitaliciedade (o governante, via de regra, permanece no poder até sua morte) e irresponsabilidade (na monarquia tradicional, o rei não erra).
- República – essa forma de governo é marcada pela efetividade (habitualidade das eleições), periodicidade (governante exerce um mandato eletivo port tempo determinado) e responsabilidade (responsabilização por seus atos).
-----------------------------------------------------------------------
3. Discorra sobre sistemas de governo, descrevendo suas características principais.
O sistema de governo analisa como se dará a relação entre o Chefe de Estado e o Chefe de governo. 
No presidencialismo, o presidente é ao mesmo tempo Chefe de Estado, enquanto desempenha papel simbólico e cerimonial, e Chefe de governo, exercendo suas funções executivas. No presidencialismo há também a tripartição de poderes. No parlamentarismo há a dualidade de poder, pois o chefe de Estado será o presidente ou monarca, enquanto o Chefe de governo será o Primeiro-Ministro. Não há tripartição de poderes, e o Primeiro-Ministro pode ser destituído se perder o apoio do parlamento.
-----------------------------------------------------------------
4. Conceitue e estabeleça a diferença entre Voto, Sufrágio e Escrutínio.
Voto – É o ato de votar, e escolher quem irá ocupar os cargos politico-eletivos em nosso país.
Sufrágio – Diz respeito ao direito de participar do sistema democrático.
Escrutínio – É o modo pelo qual o direito do voto é realizado.
- Por meio do escrutínio que se concretiza o voto, garantido pelo sufrágio.
---------------------------------------------------------------
5. Conceitue e estabeleça a diferença entre plebiscito, referendo e iniciativa popular de lei.
Plebiscito é uma forma direta de exercer a democracia, onde a população é ouvida previamente sobre a aprovação de determinada norma, ou seja, antes de sua entrada em vigor. O Poder Legislativo não pode agir de forma contrária ao que foi decidido. Depende de convocação do Congresso Nacional, Câmara dos Deputados ou Senado.
Referendo também é uma forma direta de democracia, onde a sociedade é ouvida posteriormente a criação de uma lei, para verificar se concorda ou não. Depende de convocação do Congresso Nacional, Câmara dos Deputados ou Senado.
Iniciativa popular de lei se dá pela apresentação na Câmara dos Deputados de um projeto subscrito por: 1. mínimo de 1% do eleitorado nacional; 2. Distribuído em pelo menos 5 Estados; 3. mínimo de 0.3% dos eleitores de cada um deles. Após isso, é apresentado na Câmara dos Deputados para seguir o processo legislativo.
------------------------------------------------------------------
6. Conceitue Constituição e descreva suas principais características.
A Constituição é a norma de maior hierarquia em um ordenamento jurídico, que organiza o Estado e os seus Poderes, além de tratar dos direitos e garantias individuais.
Características - A Constituição é entendida como a lei fundamental, representa o núcleo de todas as normas, fornece o arsenal político e jurídico para a organização do Estado e atribui validade a toda a ordem infraconstitucional.
--------------------------------------------------------------
7. Discorra sobre as “concepções de constituição” diferenciando-as.
- Concepções de Constituição é como o direito Constitucional se inter-relaciona com outras ciências. São elas:
. Sentido Sociológico de Constituição – Autor: Ferdinand Lassale, Tese: Uma Constituição só seria legítima se representasse a vontade popular, refletindo a somatória dos fatores reais de poder numa sociedade. Caso isso não aconteça, a Constituição não passaria de uma folha de papel. 
. Sentido Político de Constituição – Autor: Carl Schmitt, Tese: Constituição é a decisão política fundamental. A validade de uma Constituição não se apoia na justiça de suas normas, mas na decisão política que lhe dá existência. Ele também diferencia a Constituição de Leis constitucionais: Constituição trata somente das matérias de relevância jurídica (organização do Estado, princípio democrático e direitos fundamentais), enquanto as demais normas são leis constitucionais.
. Sentido Jurídico de Constituição – Autor: Hans Kelsen, Tese: a Constituição estaria no mundo do dever ser (como as coisas deveriam ser), e não no mundo do ser (mundo real, como as coisas são), caracterizada como fruto da vontade racional do homem, e não das leis naturais. A constituição seria uma norma pura, sem qualquer consideração de cunho sociológico, político ou filosófico. Kelsen se contrapunha às ideias de Lassale, por entender que a Constituição, por si, tinha eficácia jurídica, não precisando encontrar ressonância nos fatores reais de poder em uma sociedade.
. Sentido Normativo de Constituição – Autor: Konrad Hesse, Tese: A Constituição deve ser entendida como a ordem jurídica fundamental de uma comunidade. E, por ter status de norma jurídica, seria dotada de força normativa suficiente para vincular e impor os seus comandos. Konrad Hesse também contrariou a tese defendida por Lassale, dizendo que nem sempre os fatores reais de poder de uma sociedade prevaleceriam sobre a Constituição normativa. Para Hesse pelo fato da Constituição ter uma força normativa, ela seria capaz de imprimir ordem e conformação à realidade política e social. Nesse sentido, a Constituição até poderia não realizar as coisas sozinha, mas poderia impor tarefas e algumas mudanças.
. Sentido Culturalista de Constituição – Autor: JH Meirelles Teixeira, Tese: A Constituição é produto de um fator cultural, produzido pela sociedade e que sobre ela pode influir. A concepção culturalista levaria ao conceito de ‘Constituição Total’, por apresentar “ aspectos econômicos, sociológicos, jurídicos e filosóficos”. O sentido cultural de constituição seria a soma de todos os outros sentidos.
------------------------------------------------------------------
8. Discorra sobre a “classificação das constituições” quanto a: origem, forma, modo de elaboração, extensão, conteúdo, estabilidade, conteúdo ideológico, ideologia, correspondência com a realidade, finalidade, sistemas, unidade de documentação, modo de decretação e função.
---------------------------------------------------------------------
9. Diferencie ‘inconstitucionalidade de uma norma’ de “não-recepção da norma infraconstitucional”.
Insconstitucionalidade de uma norma é quando essa norma é posterior à Constituição e a mesma não se adequa ao conteúdo constitucional.
Não recepção é quando a norma objeto da inconstitucionalidade for anterior à Constituição.
----------------------------------------------------------------
10. Sobre aplicabilidade das normas constitucionais, explique e diferencie as normas constitucionais de eficácia plena, contida, limitada e absoluta.
Eficácia plena
11. Discorra sobre 5 princípios de interpretação constitucional.
12. Discorra sobre os fundamentos da República Federativa do Brasil.
13. Discorra sobre objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil.
14. Quais são os princípios de regência das relações internacionais da República Federativa do Brasil?
15. Qual o conceito e finalidade do Poder Constituinte?
16. Discorra sobre as espécies de Poder Constituinte indicando suas principais características.
17. Discorra sobre as limitações do Poder Constituinte.
18. Discorra sobre:
(a) a teoria da pirâmide de Kelsen.
(b) os elementos constitutivos do Estado (povo, território e poder/soberania).
19. Discorra sobre as audiências públicas.
20. Discorra sobre o preambulo da constituição e sua força constitucional.
image9.png
image10.png
image11.png
image12.png
image13.png
image14.png
image15.png
image1.png
image2.png
image3.png
image4.png
image5.png
image6.png
image7.png
image8.png

Continue navegando