Buscar

atividadeDescricaoCW1COACHINGEMENTORING

Prévia do material em texto

Você está entrando em contato com um assunto que não é, necessariamente, novo na literatura organizacional,
contudo, não há nada mais novo e desa�ador do que trabalhar a gestão das pessoas no mundo complexo como
o do século XXI. Nesta webaula vamos abordar a formação das competências organizacionais e o papel dos
gestores neste processo.
O que é o comportamento organizacional ?
Esteja você atuando na gestão de equipes ou, quem sabe, ainda buscando entrar no mundo corporativo,
independentemente da sua posição, algo que é e será relevante durante toda a sua carreira é a compreensão das
nuances do comportamento organizacional. Naturalmente que, ao falarmos desse tipo de comportamento,
estamos diferenciando-o do individual; isso, basicamente, para dizer que as pessoas quando reunidas em times
tendem a ter um comportamento enquanto grupo que pode ser diferente do comportamento individual. 
Para ir �cando mais claro, vamos iniciar com esta de�nição: “O comportamento organizacional é um campo de
estudos voltado a entender, explicar, prever e modi�car o comportamento humano que ocorre no contexto
organizacional” (WAGNER; HOLLENBECK, 2020, p. 5).
Características ambientais e hereditárias são: 
Percepção e comunicação. 
Motivação no trabalho. 
Inteligência emocional. 
 Liderança de equipes.
Cultura e clima organizacional.
Ambiente politico interno. 
Poder nas organizações.
 Comportamento individual e em grupo
Fonte: Shutterstock. 
Saiba mais
O comportamento organizacional é fruto das pessoas que compõem determinado grupo, e essas pessoas
contribuem para os seus comportamentos individuais. Porém, aspectos como clima, cultura e
poder organizacional impactam diretamente as pessoas e, por consequência, o
comportamento organizacional. 
Competências e comportamento organizacional: há relação direta no dia
a dia das organizações?
Uma de�nição-chave do que é competência. 
Competência = Conhecimentos + Habilidades + Atitudes (CHA)
A primeira questão que pode vir a sua mente é: como há relação entre competências e comportamento
organizacional, se o comportamento nem é parte constituinte das competências? 
Coaching e Mentoring
O que é o comportamento organizacional
Sem dúvida, as competências podem ser individuais ou organizacionais, logo, essa já é uma semelhança com o
comportamento. 
Porém, de fato, as competências devem ser desenvolvidas por meio de um programa de educação corporativa,
por exemplo, para que impactem o comportamento organizacional, que é responsável direto pelos resultados
positivos ou negativos de determinada organização. 
Além do que, os conhecimentos, as habilidades e as atitudes das pessoas, individualmente e em grupo, estão
presentes antes mesmo de determinado comportamento ser observável. 
Práticas de gestão de pessoas,
educação corporativa e o
comportamento organizacional 
Para que você possa dar mais um passo na
compreensão da importância de analisarmos como as
competências e o comportamento organizacional se
relacionam na prática, no dia a dia das organizações,
vamos avaliar o seguinte:
“No dia a dia, os gestores são responsáveis,
modernamente, pela ativação da atitude dos
empregados, um atributo comportamental
que compõe a competência dos empregados.”
(JOHANN, 2013, p. 3). 
 Gestão de pessoas
Fonte: Shutterstock. 
Saiba mais
Tenha tido contato com a gestão por competências, ou não, vale saber que o conceito de  CHA
(conhecimentos + habilidades + atitudes) é questionado por muitos autores. 
Johann (2013) trata a competência como CHAVE (conhecimentos + habilidades + atitudes + valores +
entorno).
Assim, a questão que resta para você é: não há a necessidade de você ser um expert em gestão por
competências. Porém, você nunca conseguirá ser um excelente pro�ssional se não conseguir desenvolver as
próprias competências. Além de conseguir avaliar a relação entre as competências do time e o comportamento
organizacional. 
Sustentabilidade, e�ciência e e�cácia: como se relacionam com o comportamento organizacional e a liderança 
Sustentabilidade 
Pegando emprestada a visão de Johann (2013, p. 6), temos que esse tema já vem sendo discutido desde
meados do século XX: “[...] recebeu atenção pioneira da Comissão Brundtland/WCED que, em 1987, de�niu
que o desenvolvimento sustentável deve satisfazer às necessidades da geração presente sem comprometer
as necessidades das gerações futuras.”
E�ciência
Para manter a nossa linha de raciocínio, vamos buscar, novamente, a ajuda de Johann (2013, p. 6), que diz:
“A e�ciência está focada na execução bem‐sucedida dos processos, operações, �uxo de trabalho, dando
ênfase à forma como as atividades são realizadas”. Como já �cou evidente que o exercício da liderança
impacta diretamente o comportamento organizacional, é natural pensarmos que impacta, por
consequência, a e�ciência de determinada equipe.
E�cácia
Por �m, com relação ao termo e�cácia, temos: “A e�cácia, por sua vez, está centrada na obtenção de
resultados organizacionais” (JOHANN, 2013, p. 6). Para que você consiga conectar tais conceitos com o
exercício da liderança no dia a dia das empresas e entender como isso impacta diretamente o
comportamento das pessoas, analise a seguinte consideração: “Trata‐se, na realidade, de encontrar pessoas
capazes de dar respostas aos desa�os da complexidade que caracteriza o macroambiente em que as
organizações atuam” (JOHANN, 2013, p. 5). O que isso quer nos dizer? A função das pessoas que exercem a
liderança, na verdade, recai cada vez mais em conseguir engajar as pessoas do seu time para que trabalhem
focadas nos objetivos organizacionais a serem atingidos.
Saiba mais
Para enriquecer os seus estudos, você pode avaliar com atenção alguns materiais, em especial os vídeos da
biblioteca da SBDC (Sociedade Brasileira de Desenvolvimento Comportamental). Nesse repositório, você
encontrará alguns itens relevantes que complementarão e apresentarão cases da aplicação dos conceitos
que tratamos aqui. Clique aqui para conhecer. 
https://sbdc.com.br/biblioteca

Continue navegando