Buscar

Previdência Social no Brasil

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

A política de previdência social no Brasil teve seu início com a Constituição de 1934, que estabeleceu a previdência como um direito dos trabalhadores urbanos e rurais. Logo após, Constituição de 1946 criou o Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários (IAPI), para trabalhadores da indústria, e o Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Marítimos (IAPM), para trabalhadores marítimos. A partir da década de 1960, com a criação do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) em 1966, a previdência foi unificada para todos os trabalhadores. A Constituição de 1988 consolidou o sistema previdenciário brasileiro, estabelecendo a Previdência Social como um dos pilares do sistema de seguridade social, juntamente com a saúde e a assistência social. Logo, ocorreram diversas reformas e mudanças na legislação previdenciária, visando garantir a sustentabilidade do sistema diante do envelhecimento da população e das mudanças no mercado de trabalho. No que diz respeito ao trabalho profissional do assistente social na Previdência Social, sua atuação é crucial na garantia dos direitos previdenciários dos cidadãos. O profissional desempenha um papel fundamental na mediação entre o beneficiário e os serviços previdenciários, buscando assegurar o acesso justo e equitativo aos benefícios. Além disso, o assistente social contribui para a compreensão e enfrentamento das desigualdades sociais que permeiam o acesso aos direitos previdenciários, atuando de forma ética e comprometida com a promoção da justiça social.

Continue navegando