Buscar

Urticária, angioedema e anafilaxia

Prévia do material em texto

Urticária, angioedema e anafilaxia
Urticária
· Aparecimento súbito de urticas e/ou angioedema
· Urticas
· Pápula eritemo-edematosa
· Diversos formatos e tamanhos
· Transitória à duração até 24h, resultante de vasodilatação
· Não deixa lesão residual
· Prurido intenso, pode se associar a queimação à relação com mastócitos
· Acometimento da derme superficial e média
Angioedema
· Edema da derme profunda, tecido celular subcutâneo e submucosa
· Com ou sem urticária
· Sem prurido
· Demora de 3-5 dias para regredir
· Mais comum na face, lábio, região do olho
· Edemas mediados pela bradicinina são mais graves e espalhados
· Caracterizado por alterações vasculares transitórias nos tecidos subcutâneos e derme profundo OU nos tecidos das mucosas/submucosas com aumento da permeabilidade LOCALIZADA de vasos sanguíneos resultando em edema tissular
· O que causa aumento da permeabilidade celular? Histamina, bradicinina e outros mediadores
Urticária à classificação
· Aguda à sintomas por < 6 semanas
· Crônica à mais de 6 semanas e de 3 a 4x por semana
· Espontânea à aparecimento espontâneo dos sintomas, sem estímulo externo
· Causas conhecidas (Ex: autoimunidade)
· Causas desconhecidas
· Urticária crônica espontânea
· Induzida à sintomas induzidos por estímulo específico
· Físicos
· Outros: aquagênica, colinérgica e contato
· Urticária crônica induzida (UCIND)
· Pode estar associada a angioedema
· 50% somente urticas
· 40% urticas e angioedema
· 10% somente angioedema
· Desencadeantes
· Mastócitos cutâneos ativados liberam mediadores em resposta a estímulo (drogas, peptídeos, aminas vasoativas)
· Indução de sintomas via mediadores (interleucinas, histamina)
· Sintomas
· Prurido à ativação
· Eritema à vasodilatação
· Edema à extravasamento
· Infiltrado à recrutamento 
Caso clínico
Mulher de 37 anos acordou com lesões em placa, eritematosas, evanescentes e pruriginosas no corpo e edema labial. No dia anterior com cefaleia, espirros e coriza clara. Refere que na última refeição as 20h ingeriu camarão, 22h fez uso de dipirona 1g e foi se deitar 23h sem lesões na pele
Antecedentes à rinite alérgica usando regularmente mometasona tópica nasal (corticosteroide)
Urticárias agudas – causas
· Idiopática à 30 a 70%
· Infecciosa à viral, bacteriana e outros
· Drogas: anti-inflamatórios não hormonais e analgésicos, antibióticos
· Urticária-angioedema induzida por AINEs à induzida por inibição da COX-1
· Doença cutânea exacerbada por AINEs à urticária crônica espontânea
· Doença respiratória exacerbada por AINEs à rinosinusite e/ou asma
· Reações mistas à provavelmente inibição da COX-1
· Anafilaxia induzida por AINEs dependente de exercício à alergia alimentar
· Seletivo 
· Urticária-angioedema e anafilaxia induzidos por um AINEs à < 24h, mediada por IgE
· Reação de hipersensibilidade tardia por um AINEs à > 24h, mediada por linfócitos T
· Alimentos
· Miscelânea
· Urticária aguda pode representar 19% das manifestações dermatológicas nos pacientes com COVID-19
Urticária aguda tratamento
· Uso de anti-histamínicos H1 segunda geração (até 4x a dose de bula)
· Não usar os que penetram na BHE, como polaramine e fenergan, por dar sono
· Corticosteroides 5-7 dias à 0,5mg-1mg/kg
Urticária crônica
· VHS, PCR, Hemograma, IgE e anti-TPO
· Relação forte com doença autoimune da tireoide
· Eosinopenia
A partir daqui ele passou os slides mto rápido e não deu pra olhar nada J
Urticária aguda pode dar anafilaxia!! 
· Sintomas de pele + sintomas sistêmicos = anafilaxia
· Anafilaxia + hipotensão = choque anafilático
· Adrenalina pra dentro
· Critérios para anafilaxia
· Aparecimento súbito de lesões de pele ou edema
· Pelo menos um sintoma respiratório súbito ou sintomas de hipotensão e/ou RNC à se houve exposição recente a provável agente, pode dar sintoma gastrointestinal
· História clínica é fundamental
· História de alimentos e medicamentos nas últimas 4-6h
· Tempo médio para manifestações cardíacas e respiratórias
· 30min para alimentos
· 15min para veneno de insetos
· 5min para drogas ou contrastes EV
· Reações
· Unifásicas
· Surgimento tardio
· Bifásicas à sempre dar alta ao paciente com prescrição de corticosteroide
· Principais desencadeantes
· Drogas, alimentos, insetos, látex, exercício, imunoterapia... etc.
· Pode ser IgE específico, não IgE específico e não imunológica à anafilaxia é um quadro CLÍNICO! Basta degranular muitos mastócitos
· Diagnóstico clínico + dosagem de triptase sérica
· Tratamento 
· Adrenalina na lateral da coxa
· Elevação dos membros inferiores acima do nível do coração
Sinais de alerta do angioedema hereditário
· Hereditariedade
· C4 baixo e falta do inibidor de C1 esterase à maior produção de bradicinina
· Angioedema recorrente de início precoce + dor abdominal recorrente
· Ausência de urticas e de resposta a anti-histamínicos
· Associação com estrogênio – atenção com anticoncepcionais em mulheres à usar apenas com progesterona

Continue navegando