Buscar

REVISÃO - PROVA TEORIA DA PENA

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

REVISÃO PROVA - TEORIA DA PENA
1 - Anistia, Graça e indulto (Art 7 do código penal)
Anistia: diz respeito a fatos e não a pessoas, sendo o esquecimento da pena por lei,
podendo ser concedida antes da sentença e após.
Graça: pedido direito ao presidente da república para perdão dos crimes, ato administrativo,
concedida apenas após a sentença em trânsito em julgado.
Indulto: perdão destinado a um grupo após a sentença em trânsito em julgado, podendo
ser pedido ao presidente da república ou feito por ofício pelo presidente.
https://www.youtube.com/watch?v=wE0bSm4CExY (VÍDEO 01)
2 - ABOLICIO CRIMINIS (ART 2 DO CÓDIGO PENAL)
Abolicio criminis: quando a lei muda e o crime deixa de ser considerado crime,
independente de sentença em transito em julgado, deixa de ser crime pois a lei mudou, mas
os efeitos penais extinguem e os efeitos civeis permanecem.
(OBS: Extinção da punibilidade por retroatividade da lei).
https://www.youtube.com/watch?v=R9hJu8C-5YY (VÍDEO 02)
3 - PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA
Prescrição: Perda do direito de punir (prerrogativa do estado).
PPE: prescrição da pretensão executória, ocorre quando o estado perde o tempo para
executar a pena, e ocorre a prescrição da pena em trânsito em julgado.
https://www.youtube.com/watch?v=wE0bSm4CExY
https://www.youtube.com/watch?v=R9hJu8C-5YY
PPP: Prescrição da pretensão punitiva, ocorre antes da sentença em trânsito em julgado,
podendo ser objetiva e subjetiva.
modalidade l: objetiva é quando já se sabe a pena calculando com base na tabela.
modalidade ll: subjetiva é calculada de forma subjetiva, no máximo
(OBS: racismo e atentado terrorista contra o estado são imprescritíveis).
Decadência: se no prazo de 6 meses a vítima não propor a ação (protocolar dentro do
prazo), perderá o direito de propor, ocorrendo a decadência para a parte, já o ministério
público ainda poderá propor até o prazo máximo da prescrição do determinado crime.
https://www.youtube.com/watch?v=N0toqhXlePQ (VÍDEO 03)
https://www.youtube.com/watch?v=QC1FlQKEdYw (VÍDEO 05)
4 - PEREMPÇÃO (ART 485 DO CÓDIGO CIVIL)
Perempção: Prescrição do processo judicial quando o autor abandona a ação, podendo ocorrer até
três vezes o abandono ou desistência, logo, quando não existe movimentação no processo em 30
dias por desídia e 60 dias no CADI, acontecendo apenas em ação penal privada.
https://www.youtube.com/watch?v=sx2q5WYlooU (VÍDEO 06)
5 - RENÚNCIA E PERDÃO
6 - progressão de regime
7 - livramento condicional
8 - saida temporarea
9 - detração da pena
10 - unificação da pena
11 - SURSIS
SURSIS: Suspensão condicional da pena, ou seja um benefício que o condenado (o
já foi condenado) pode receber que evita que ele cumpra a pena privativa de
liberdade que foi imposta a ele.
Tempo que ele é colocado em liberdade, após a condenação, por um período de
prova, ficando em observação e vendo se ele vai se comportar e não cometa algo
que revogue o SURSIS. Se ele cumprir esse período de prova, sua pena será
extinta, ele não irá precisar cumprir a pena imposta
https://www.youtube.com/watch?v=N0toqhXlePQ
https://www.youtube.com/watch?v=QC1FlQKEdYw
https://www.youtube.com/watch?v=sx2q5WYlooU
- Concedido na sentença que condena, ele não inicia o cumprimento da pena
- Caberá somente se não couber a pena restritiva de direitos durante a aplicação da
pena, se não couber ai ele analisará o sursis
- Cabe apenas quando o réu for condenado com pena privativa de liberdade
12 - ITINERÁRIO DO CRIME (COGITAÇÃO, PREPARAÇÃO, TENTATIVA E EXECUÇÃO).
ITINERÁRIO DO CRIME: São as etapas ou caminhos para o crime, cogitação, preparação,
tentativa do crime e por fim a execução ou consumação do crime.
Cogitação: (é o pensar); OBS: Não é passivel de pena
preparação: se preparar para cometer o crime (Não é passivel de pena.)
execução: É a ato de pratica o crim
consumação:
Cogitação e preparação não são punidos, pois não se pune os atos preparatórios
o DP começa a atuar a partir da fase da execução.
- Na terceira fase ocorre a tentativa (quer prosseguir, mas não pode, não se
consuma por circunstâncias alheias a vontade do agente), desistência voluntaria
(pode prosseguir mas não quer, ocorre durante a execução) e o arrependimento
eficaz (após a execução, se arrente e impede que o resultado se produza). Em
ambos os casos responderá pelos atos praticados. Se executar responde pela
execução.
13 - CRIME IMPOSSÍVEL. (ART. 17 DO CODIGO PENAL)
Crime impossível: é necessário que o meio seja inteiramente ineficaz para a
obtenção do resultado.
É a impossibilidade de conclusão do ato ilícito, ou seja, a pessoa utiliza meio
ineficaz ou volta-se contra objetos impróprios, o que torna impossível a consumação
do crime, mesmo que tenha dolo ou culpa, não haverá crime.
14 - principios da execulsão
15 - humanização da pena
16 - SISTEMA TRIFÁSICO (CAPUT ART. 59)
Sistema trifásico: tem por objetivo individualizar a pena, logo, aplicando penas
diferentes para todos.
- Serve para individualizar a pena
- 1º fase fixação da pena (pena base)
- 2º fase circunstancias atenuantes e agravantes
- 3º fase situações específicas de aumento e redução da pena (toda vez q aparecer
alguma fração de aumento ou redução será essa fase)
17 - tipos penais (tipos de pena, multa, prestação pecuniária, serviços à comunidade,
privativa de liberdade e restritiva de direitos).
18 - caso da Cristinia (perdão judicial).
19 - Condicional na LEP.
20 - Intinerários do crime,( cogitação, preparação etc)
21 - princípios que regem a execução da pena
22 - privativa de liberdade não necessária se inicia no fechado
23 - detenção inicia-se no semi-aberto, mas pode regredir pro fechado
24 - penas restritivas de direito, saber quais e o q significa

Continue navegando