Buscar

Atividade de geografia Anny G EDIF3

Prévia do material em texto

IFG- EDIFICAÇÕES 
DATA:09/04/2023 
ALUNA: ANNY GABRIELLY SEVERIANO SANTOS 
DA SILVA 
MATÉRIA: GEOGRAFIA III 
 
ATIVIDADE: PALAVRAS-CHAVE. 
 
TEMA I – A CONSTITUIÇÃO DO TERRITÓRIO 
BRASILEIRO. 
 
• Nação: Termo utilizado para se referir a um grupo de pessoas ou habitantes que compartilham 
de uma mesma origem étnica, de um mesmo idioma e de costumes. 
 
• Estado-nação: Refere-se a uma massa de cidadãos que se considera parte de uma mesma 
nação. 
 
• Thomas Hobbes: Foi um filósofo e teórico político, autor de inúmeras obras que abrangem 
conceitos de política, psicologia, física e matemática. 
 
• Estado-nação segundo Milton Santos: Estados-nações, são todas as sociedades modernas 
as quais estão organizadas sob o comando de um governo instituído que controla e impõe 
suas políticas. 
 
• Soberania: É uma autoridade superior, a qual não pode ser restringida por nenhum outro 
poder. 
 
• Fronteira: É uma marco histórico geográfico , ou uma linha imaginária, que separa duas ou 
mais nações. 
 
• Limite geográfico: É a linha que divide um espaço do outro. Os limites indicam onde começa 
o território de um país e onde termina o de outro. 
 
• Quantidade de países segundo ONU: A ONU possui 193 estados membros. 
 
• O Brasil foi descoberto, ocupado ou invadido, justifique: Na realidade, o Brasil foi 
invadido/ ocupada pela colônia de Portugal, submetendo diversas nações indígenas. 
 
. 
• DIT o que é: O DIT é a Divisão Internacional do Trabalho, conceito utilizado para descrever 
a forma pela qual se dão os diferentes processos de produção nos países e áreas econômicas. 
 
• Tratado de Tordesilhas: Esse tratado definiu os limites de exploração entre portugueses e 
espanhóis na América do Sul. 
 
• União ibérica: A União Ibérica foi a união da Coroa portuguesa com a espanhola entre 1580 
e 1640, a qual teve grandes consequências na colonização do Brasil, como a invasão 
holandesa. 
 
• UTI Possidetis: Foi estabelecido o princípio do uti possidetis, que determinou que alguns 
territórios pertenceriam a quem os ocupava. 
 
• Tratado de Madri: Tal tratado redefiniu as fronteiras entre as posses das duas nações na 
América e foi realizado para encerrar as disputas de terra travadas pelos colonos das duas 
nações. 
 
• Barão do Rio Branco: Foi um advogado, diplomata, historiador e político brasileiro. Foi 
Ministro das Relações Exteriores durante o governo de quatro presidentes. Foi o segundo 
ocupante da Cadeira nº. 34 da Academia Brasileira de Letras. 
 
• Países fronteiriços do Brasil: Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, 
Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela. 
 
• Fronteiras terrestres e marítimas do Brasil e sua extensão: Com uma fronteira marítima 
de 7.367 quilômetros, o Brasil tem limites terrestres com nove países da América do Sul: 
Uruguai, Argentina, Paraguai, Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela, Guiana e Suriname, e 
com o Departamento Ultramarino Francês da Guiana, numa extensão da ordem de 16.886 
quilômetros. 
 
• Pontos extremos do Brasil: O ponto mais ocidental (oeste) do Brasil fica na nascente do rio 
Moa, em Mâncio Lima, no Acre. O ponto mais oriental (leste) é a Ponta do Seixas, em João 
Pessoa, Paraíba. E o ponto mais meridional (sul) é o Arroio Chuí em Santa Vitória do Palmar, 
no Rio Grande do Sul. 
 
• Fronteiras terrestres do Brasil: O Brasil apresenta fronteiras terrestres com 9 países da 
América do Sul: Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela, 
Suriname e Guiana. O país também apresenta limites com o Departamento Ultramarino 
Francês da Guiana, que é conhecido como Guiana Francesa. 
 
• Fronteiras marítimas do Brasil: As fronteiras marítimas do Brasil estende-se da foz do rio 
Oiapoque, no cabo Orange, na divisa do Amapá com a Guiana Francesa, ao norte, até o arroio 
Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai, ao sul. 
 
• Mar territorial do Brasil: O mar territorial brasileiro compreende uma faixa de doze milhas 
marítima de largura, medidas a partir da linha de baixa-mar do litoral continental e insular. 
 
• Xenofobia: A xenofobia é o medo, aversão ou a profunda antipatia em relação a estrangeiros, 
ao que vem do estrangeiro ou ao que é estranho ou menos comum, com uma cultura, hábito, 
etnias ou religião diferente. 
 
• Autóctone/ Aborígene/ Nativo: Aquele que pertence ao povo natural de um território. 
 
• Solstícios: É um fenômeno que marca o início do verão ou do inverno. Ocorre duas vezes por 
ano. 
 
• Equinócios: É um fenômeno que marca o início da primavera e do outono. Esse evento ocorre 
duas vezes por ano. 
 
• Etnocentrismo: Está relacionado ao ato de julgar a cultura do outro baseado na sua própria 
crenças, moral, leis, costumes e hábitos. 
 
• Eurocentrismo: a visão centralizadora de que os países da Europa são superiores aos demais 
povos e culturas do planeta. 
 
• Caucasoide: Indivíduo pertencente à divisão étnica da espécie humana que inclui grupos de 
povos nativos da Europa, Sudoeste da Ásia, Norte da África, ou seus descendentes 
 
• Negroides: Relativo ou semelhante a negro ou a pessoa de pele muito escura. 
 
• Mongolóides: Os amarelos, mongolóides são um agrupamento de povos e uma raça humana 
originária da Ásia, Polinésia e relativamente das Américas. 
 
• Miscigenação: consistem na mistura de raças, de povos e de diferentes etnias. Assim, 
multirraciais ou mestiças são as pessoas que não são descendentes de uma única origem. 
 
• Conurbação: É um fenômeno que ocorre quando duas cidades limítrofes expandem-se ao 
ponto de encontrar-se, compondo um único núcleo urbano. 
 
• A montante: Refere-se à direção da nascente, remete para o ponto mais alto. 
 
• A jusante: É o sentido da correnteza num curso de água (da nascente para a foz). 
 
• Sinônimos dos pontos cardeais: Norte, inicial N, também chamado "Setentrional ou 
Boreal". Sul, inicial S, também chamado "Meridional ou Austral". Leste ou Este, inicial L ou 
E, também chamado "Oriente, Nascente ou Levante" por indicar o lado, e não o ponto, onde 
o Sol nasce.

Continue navegando