Buscar

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 21 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 21 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 21 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

ETEC RUBENS DE FARIA E SOUZA 
CPS – CENTRO PAULA SOUZA 
TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA 
DAVID TOBIAS NUNES 
MOTOR TRIFÁSICO DE INDUÇÃO 
ESPECIFICAÇÕES DE MOTORES TRIFÁSICOS DE 6 TERMINAIS 
SOROCABA – SP 
2019 
DAVID TOBIAS NUNES 
MOTOR TRIFÁSICO DE INDUÇÃO 
ESPECIFICAÇÕES DE MOTORES TRIFÁSICOS DE 6 TERMINAIS 
Trabalho complementar da Matéria Comandos 
Elétricos, apresentado ao Curso Técnico em 
Eletrotécnica, Turma B do 2º Módulo Noturno do 
ano de 2019 da ETEC Rubens de Faria e Souza 
(CEETEPS), 
Sob orientação do Professor 
Nelson Guerra 
SOROCABA – SP 
Abril de 2019 
 
 
 
EPÍGRAFE 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
“Se você quiser descobrir os segredos 
do Universo, pense em termos de 
energia, frequência e vibração.” 
(Nikola Tesla) 
 
 
 
 
 
MOTOR TRIFÁSICO DE INDUÇÃO, Especificações de motores trifásicos de 6 terminais. 20 f. Trabalho 
Complementar da Matéria Comandos Elétricos do Curso Técnico em Eletrotécnica, CEETEPS, 
Sorocaba-SP, 2019. 
 
RESUMO 
Este trabalho complementar de comandos elétricos, visa apresentar a história 
e evolução dos motores elétricos baseado na experiência de grandes cientistas cujo 
um complementou a área de estudo de outro, apresenta o motor trifásico por campo 
magnético indução, suas vantagens em relação aos motores monofásicos e bifásicos, 
as normativas de construção a qual são estabelecidos, circuito acionador de motores 
conhecido como Comandos Elétricos, e considerações sobre estes tipos de 
equipamentos, aplicações, seus tipos de fechamento de bobinas aplicando a ligações 
de vários sistemas elétricos para diversas aplicações. 
 
Palavras-chave: 1.Motor Elétrico, 2.Motor de Corrente Alternada, 3.Motor 
Trifásico de Indução, 4.Motor Trifásico de seis Terminais, 5. Circuitos 
Acionadores de Motores Trifásicos, 6.Tipos de Fechamento Elétrico e 
Tensão Aplicada em Motores de Seis Terminais. 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
 
PREFÁCIO ............................................................................................................................................ 6 
HISTÓRICO ........................................................................................................................................... 7 
Ano de 1600 ..................................................................................................................................... 7 
CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO ............................................................................................................ 9 
1.1 Motor Trifásico de Indução ................................................................................................... 9 
1.2 Constituição de motor de Indução ...................................................................................... 9 
1.2 Tipos de motor de indução ................................................................................................. 10 
1.3 Construção e princípio de funcionamento do motor de indução ............................. 10 
CAPÍTULO 2 LIGAÇÃO DE MOTORES TRIFÁSICO DE 6 TERMINAIS ................................ 12 
2.1 Sistemas de Partida .............................................................................................................. 12 
2.1.2 Partida Direta ................................................................................................................... 12 
2.1.2.1 Partida Direta com Reversão ................................................................................... 12 
2.1.3 Partida Estrela-Triângulo ............................................................................................. 12 
2.1.4 Partida Compensadora ................................................................................................. 13 
2.2 Fechamento do Motor Trifásico de 6 Terminais ............................................................ 14 
CAPÍTULO 3 COMANDOS ELÉTRICOS PARA ACIONAMENTO DE MOTORES .............. 16 
3.1 Tipos de Circuitos Projeto de implementação ............................................................... 16 
NORMATIVA TÉCNICA .................................................................................................................... 18 
CONSIDERAÇÕES FINAIS ............................................................................................................. 19 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................................................................................... 20 
 
 
 
 
 
LISTA DE FIGURAS 
 
Figura 1 – Campo magnético. soma de vectores a partir de 3 bobinas da fase. .................... 10 
Figura 2 – Estator/Rotor trifásico de indução ................................................................................ 11 
Figura 3 - Autotransformador (Trafo) para Chave Compensadora............................................ 13 
Figura 4 - Representação de ligação entre terminais (Estrela / Triângulo) .............................. 14 
Figura 5 - Tipos de fechamento possíveis com 6 terminais. ...................................................... 15 
Figura 6 - Fechamento Estrela / Triângulo - Motor 6 terminais 3 enrolamentos. .................... 15 
Figura 7 - Diagrama de Trabalho e Comandos de uma partida Estrela / Triângulo. .............. 16 
Figura 8 - Exemplo de uma plaqueta de identificação de motor. ............................................... 17 
6 
 
 
PREFÁCIO 
É notório que a humanidade, desde o princípio, buscou desenvolver e 
aprender com suas experiências, técnicas que lhe dessem um mínimo de conforto, 
desde as suas necessidades básicas tais como: moradia, segurança e auto 
realização. 
O Motor elétrico ou atuador elétrico, é uma máquina que realiza a 
transformação de energia mecânica para energia elétrica. Um motor elétrico se difere 
de um gerador, basicamente por sua construção de atividade fim, o qual transforma 
energia mecânica em elétrica, sendo construído especificamente para determinada 
aplicação. 
Os motores de corrente alternada, são amplamente utilizados nas indústrias 
desde a revolução industrial que permitiu que a energia elétrica fosse distribuída a 
longas distâncias e substituído sistemas à vapor por sistemas de energia elétrica e 
motores. Os motores atualmente estão empregados principalmente no meio industrial, 
como motores de grande, médio e pequeno porte e suas variantes como geradores, 
turbo geradores, hidrogeradores, entre outros; os motores também são amplamente 
utilizados em eletrodomésticos como sistemas de compressores de ar condicionado, 
de refrigeradores, batedeiras, liquidificadores, automatizadores de portões, porém 
estes em sua quase totalidade são motores monofásicos e outros bifásicos. 
Já os motores trifásicos, geralmente possuem diversas vantagens em relação 
ao monofásico e bifásico, que pode ter uma potência mecânica superior aos anteriores 
e sua construção física ser menor, e seus enrolamentos de cobre ou alumínio podem 
ser menores e oferecer uma potência equivalente, outra vantagem que o sistema 
elétrico trifásico de energia é superior pois pode usar demandas maiores de consumo 
elétrico e elas são distribuídas entre três fases, assim sendo podendo ligar um número 
maior de circuitos em um certo dimensionamento elétrico. 
 
 
Onde quer que haja progresso, a presença do motor elétrico é imprescindível. 
Desempenhando um importante papel para a sociedade, os motores são o 
coração das máquinas modernas, por essa razão é necessário conhecer seus 
princípios fundamentais de funcionamento, desde a construção até as 
aplicações. (WEBSITE WEG Indústrias – PDF.: A história do motor elétrico 
que você precisa conhecer) 
7 
 
 
HISTÓRICO 
Desde o princípio da evolução humana, o homem aprendeu a criar 
ferramentas conforme suas necessidades, e posterior começou a usar animais para 
tração mecânica, com a industrialização e o advento de máquinas a vapores para 
automatização de seusprocessos, surgiu ainda novamente a necessidade de ainda 
mais automatizar processos manuais e garantir cada vez mais uma padronização, 
tivemos um salto tecnológico, e essa cadeia de evolução foi possível por grandes 
renomes, cujo são responsáveis pela qualidade de vida e conforto que temos hoje. 
 
Ano de 1600 
No ano de 1600, último ano do século XVI, o cientista inglês William Gilbert 
publicou uma obra descrevendo a força de atração magnética. A primeira máquina 
eletrostática foi construída em 1663, pelo alemão Otto Guericke, e aperfeiçoada em 
1774 pelo suíço Martin Planta. 
Já o professor de Medicina italiano Aloiso Galvani notou, em 1786, que ao 
tocar com o bisturi em coxas de rãs que estavam penduradas numa grade de ferro, 
estas apresentavam uma contração, a qual chamou “eletricidade animal”. Outro 
italiano, Alessandro Volta, descobriu que entre dois metais diferentes, imersos em 
líquido condutor, surgia uma tensão elétrica. 
Em 1799 ele desenvolveu uma fonte de energia que chamou de “coluna de 
Volta”, que podia fornecer corrente elétrica. O físico dinamarquês Hans Christian 
Oersted, em 1820, verificou por acaso que a agulha magnética de uma bússola era 
desviada de sua posição norte-sul quando passava perto de um condutor no qual 
circulava corrente elétrica. Essa observação foi o primeiro passo em direção ao 
desenvolvimento do motor elétrico. 
O físico e matemático André-Marie Ampère, com base nesses e outros 
estudos e constatações, construiu o primeiro eletroímã. Esse dispositivo foi 
fundamental para a invenção de vários aparelhos, como o telefone, o microfone, o 
alto-falante, o telégrafo. Depois, o inglês Michael Faraday descobriu, em 1831, a 
indução eletromagnética. 
Em 1832 o cientista italiano Salvatore Dal Negro construiu a primeira máquina 
de corrente alternada com movimento de vaivém. No ano seguinte, o inglês W. Ritchie 
inventou o comutador, construindo um pequeno motor elétrico em que o núcleo de 
8 
 
 
ferro enrolado girava em torno de um ímã permanente. Para dar uma rotação 
completa, a polaridade do eletroímã era alternada a cada meia volta, através do 
comutador. 
O professor alemão Moritz Hermann von Jacobi, em 1838, desenvolveu um 
motor elétrico e aplicou-o a uma lancha. A aplicação prática da energia elétrica em 
trabalho mecânico ficou assim comprovada. Entretanto, toda a energia provinha de 
baterias, que eram caras e de uso restrito. A preocupação, então, voltou-se à geração 
de energia elétrica de baixo custo 
Fonte: http://museuweg.net/blog/a-historia-do-motor-eletrico/ 
 
http://museuweg.net/blog/a-historia-do-motor-eletrico/
9 
 
 
CAPÍTULO 1 
 INTRODUÇÃO 
1.1 Motor Trifásico de Indução 
O motor trifásico por indução ou motor de indução trifásico, é um equipamento 
eletromecânico cuja tem a função de transformação de energia elétrica em energia 
mecânica, a sua composição é formato 
O motor de indução trifásico é um tipo de motor elétrico que funciona a partir 
de dois campos magnéticos girantes, tanto rotor como estator são compostos por finas 
chapas de aço magnético em forma de anel, que são tratadas de forma a reduzir 
perdas do campo magnético, o motor trifásico ainda tem a vantagem de não precisar 
de capacitor de partida, pois as bobinas do motor trifásico, são defasadas em 120º e 
funcionam sempre com adiantamento ou atraso em relações das demais, e ainda eles 
podem possuir potência e torque maior para inúmeras operações de máquinas e 
equipamentos. 
Motor síncrono é um motor elétrico cuja velocidade de rotação é proporcional 
à frequência da sua alimentação, está em sincronismo. 
Motor assíncrono é um motor de indução, para haver corrente no induzido a 
velocidade desta precisa ser menor, é o chamado "escorregamento". Como precisa 
do escorregamento, a velocidade de rotação é diferente da frequência da rede, em 
velocidade assíncrona. 
 
1.2 Constituição de motor de Indução 
Um motor de indução é composto basicamente de duas partes: Estator e 
Rotor. O espaço entre o estator e o rotor é denominado entreferro. O estator constitui 
a parte estática e o rotor a parte móvel. 
O estator é composto de chapas finas de aço magnético tratadas 
termicamente ou de aço silício para reduzir ao mínimo as perdas por correntes 
parasitas e histerese. Estas chapas têm o formato de um anel com ranhuras internas 
(vista frontal) de tal maneira que possam ser alojados enrolamentos, os quais por sua 
vez, quando em operação, deverão criar um campo magnético no estator. 
10 
 
 
O rotor também é composto de chapas finas de aço magnético tratadas 
termicamente, com o formato também de anel (vista frontal) e com os enrolamentos 
alojados longitudinalmente. 
 
1.2 Tipos de motor de indução 
Existe dois tipos de motores de indução, sendo: 
• Motor de indução trifásico, rotor curto-circuito o (tipo gaiola de esquilo): No qual o 
rotor é composto de barras de material condutor que se localizam em volta do 
conjunto de chapas do rotor, curto-circuitadas por anéis metálicos nas 
extremidades. 
• Motor de indução trifásico, rotor bobinado: No qual o rotor é composto de 
enrolamentos distribuídos em torno do conjunto de chapas do rotor. 
 
1.3 Construção e princípio de funcionamento do motor de indução 
O motor de indução é o motor de construção mais simples. Estator e rotor são 
montados solidários, com um eixo comum aos “anéis” que os compõem. O estator é 
constituído de um enrolamento trifásico distribuído uniformemente em torno do corpo 
da máquina, para que o fluxo magnético resultante da aplicação de tensão no 
enrolamento do estator produza uma forma de onda especialmente senoidal. A onda 
eletromagnética produzida pelo enrolamento é uma função senoidal do espaço e do 
tempo. 
Figura 1 – Campo magnético. soma de vectores a partir de 3 bobinas da fase. 
 
Fonte: 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Motor_el%C3%A9trico#/media/File:Stator_and_rotor_by_Zureks.JPG , 
Acesso em 2019. 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Motor_el%C3%A9trico#/media/File:Stator_and_rotor_by_Zureks.JPG
11 
 
 
A aplicação de tensão alternada nos enrolamentos do estator irá produzir um 
campo magnético variante no tempo que devido à distribuição uniforme do 
enrolamento do estator irá gerar um campo magnético resultante girante na 
velocidade proporcional à frequência da rede trifásica. O fluxo magnético girante no 
estator atravessará o entreferro e por ser variante no tempo induzirá tensão alternada 
no enrolamento trifásico do rotor. Como os enrolamentos do rotor estão curto-
circuitados essa tensão induzida fará com que circule uma corrente pelo enrolamento 
do rotor o que por consequência irá produzir um fluxo magnético no rotor que tentará 
se alinhar com o campo magnético girante do estator. 
Como o valor das tensões induzidas no rotor no caso de rotor bobinado 
dependem da relação de espiras entre o rotor e o estator, o estator pode ser 
considerado como o primário de um transformador e o rotor como seu secundário. 
Este tipo de motor quando acionado por uma turbina e operando com uma 
rotação acima da síncrona pode gerar potência ativa e entregá-la ao sistema onde 
está conectado, passando então a funcionar como gerador. 
 
Figura 2 – Estator/Rotor trifásico de indução 
 
Fonte: 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Motor_el%C3%A9trico#/media/File:Stator_and_rotor_by_Zureks.JPG 
.Acesso em 2019. 
 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Motor_el%C3%A9trico#/media/File:Stator_and_rotor_by_Zureks.JPG
12 
 
 
CAPÍTULO 2 
LIGAÇÃO DE MOTORES TRIFÁSICO DE 6 TERMINAIS 
2.1 Sistemas de Partida 
Existem diversos tipos de partida de motores, A partida direta implica 
diretamente no desempenho do motor e principalmente na infraestrutura da rede de 
alimentação onde esta máquina elétrica é instalada, dependendo 
 
2.1.2 Partida Direta 
A partida direta implica diretamente no desempenho do motor e 
principalmente na infraestrutura da rede de alimentação onde estamáquina elétrica é 
instalada, dependendo da aplicação é mais viável utilizarmos uma indireta, pois a 
direta o motor parte com a corrente de pico muito alta, ainda superior a corrente 
nominal de trabalho, sendo quase sempre inviável ou dependendo do porte do motor, 
dimensionar e possuir uma linha de alimentação, condutores, e outro circuitos para 
acionar diretamente, por esse motivo, motores de maior porte deve utilizar partidas 
indiretas, como é o caso do sistema estrela / triangulo, partida compensadora, 
 
2.1.2.1 Partida Direta com Reversão 
Quando existe a necessidade de realizarmos a inversão de rotação de um 
motor elétrico trifásico devemos interagir diretamente em seu campo magnético 
girante e sabemos também que este campo magnético só existe em função da 
defasagem de 120° entre as fases. Sendo assim deveremos realizar a inverter duas 
das três fases de alimentação deste motor. 
 
2.1.3 Partida Estrela-Triângulo 
A Partida estrela-triângulo, também chamada de Sistema Triângulo ou Delta, 
é um método de partida de motores elétricos trifásicos, que utiliza uma chave de 
mesmo nome. Esta chave, que pode ser manual ou automática, é interligada aos 
enrolamentos do motor, que devem estar acessíveis em 6 terminais. Esse sistema 
evita grandes problemas da partida direta de um motor elétrico, sendo uma partida 
indireta, as concessionárias de energia elétrica impõem no Brasil que os motores só 
13 
 
 
sejam feitos em partida direto somente motores abaixo de 5cv para instalações 
residenciais ou comerciais e abaixo de 10cv para instalações industrias. 
 
 
2.1.4 Partida Compensadora 
A Chave Compensadora, se aplica em um cenário que exija que o motor 
parta com uma carga parcial. A partida compensadora ou chave compensadora é 
utilizada para partidas sob cargas de motores de indução trifásicos com motor em 
curto-circuito, onde a chave estrela-triângulo é inadequada. A norma prevê a utilização 
desta chave para motores cuja potência seja maior ou igual a 15 CV. 
 
Figura 3 - Autotransformador (Trafo) para Chave Compensadora 
 
Fonte: https://etnatransformadores.com.br/auto-trafo-compensador-partida/, acesso em 2019. 
 
 
14 
 
 
2.2 Fechamento do Motor Trifásico de 6 Terminais 
Há basicamente dois tipos de fechamento dos terminais, também conhecido 
como pontas, são 6 terminais, sendo o começo e o fim de 3 bobinas distintas, 
pegando qualquer uma como referencia e medimos a continuidade para achar o 
outro estremo, caso não esteja definido, assim sendo, sabendo que todos os 
enrolamentos são idênticos, neste caso 3 enrolamentos com um terminal em cada 
extremo, totalizando 6 terminais. 
Fechamento Triangulo: O fechamento em triângulo proporciona o 
fechamento na menor tensão suportada, por exemplo: um motor que suporte 380V e 
220V o fechamento em triângulo será para a tensão de 220V. 
Será possível entender na ilustração abaixo como realizar o fechamento em 
triângulo do motor elétrico trifásico, observe que os terminais 1-6, 2-4 e 3-5 são 
interligados entre si e estas pontas são interligadas com a rede de alimentação 
trifásica. 
Fechamento Estrela: realização do curto circuito dos terminais 4-5-6 e realiza-se a 
alimentação trifásica utilizando os terminais 1, 2 e 3. 
 
Figura 4 - Representação de ligação entre terminais (Estrela / Triângulo) 
 
Fonte: Google imagens. Termo de busca: Partida Estrela Triângulo. 
 
 
15 
 
 
Figura 5 - Tipos de fechamento possíveis com 6 terminais. 
 
 
Fonte: Sala da elétrica. Dísponível em (www.saladaeletrica.com.br). Acesso em 2019. 
 
Figura 6 - Fechamento Estrela / Triângulo - Motor 6 terminais 3 enrolamentos. 
 
Fonte: https://www.mundodaeletrica.com.br/dicas-de-como-fazer-fechamento-de-motor-6-pontas/ , 
aceso em 2019. 
*(Nota do coautor deste: (NUNES, DAVID TOBIAS) A imagem foi editada para melhor apresentação, foi removido logotipo do 
autor Mundo da Elétrica). 
 
 
http://www.saladaeletrica.com.br/
https://www.mundodaeletrica.com.br/dicas-de-como-fazer-fechamento-de-motor-6-pontas/
16 
 
 
CAPÍTULO 3 
COMANDOS ELÉTRICOS PARA ACIONAMENTO DE MOTORES 
3.1 Tipos de Circuitos Projeto de implementação 
No circuito de trabalho (circuito pesado que liga motor, motores e/ou 
máquinas) em modo trifásico, e nos comandos elétricos (lógica de acionadores e 
segurança para iniciar, parar, controlar o trabalho (equipamentos/cargas). No circuito 
abaixo no diagrama a esquerda (diagrama de trabalho) o motor parte inicialmente em 
sistema estrela, reduzindo a corrente elétrica para evitar fadigas no sistema, bem 
como acionando motores em partida direta conforma as normativas de 
dimensionamento de sua rede, disposição de corrente disponível para aplicação e 
atendendo as normas estabelecidas pela concessionária de energia elétrica local. 
 
Nota: A corrente de partida será de 1/3 da corrente nominal de trabalho, e a potencia 
do motor também será reduzida para 1/3 (torque). 
 
Figura 7 - Diagrama de Trabalho e Comandos de uma partida Estrela / Triângulo. 
 
Este sistema provera uma vantagem em relação a chave compensadora, o 
qual é o seu custo menor, evita fadiga na rede e superdimensionamentos, uma vez 
que a corrente é reduzida em 1/3. 
17 
 
 
Figura 8 - Exemplo de uma plaqueta de identificação de motor. 
 
 
 
18 
 
 
NORMATIVA TÉCNICA 
A normativa brasileira da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas): 
 
NBR 5410 – Instalações elétricas de baixa tensão. Esta Norma define e classifica o 
que é baixa tensão e os seus padrões de instalações. 
 
Portaria INMETRO nº 243/2009 – MOTORES ELÉTRICOS TRIFÁSICOS DE 
INDUÇÃO. Esta Norma estabelece procedimentos de fiscalização para análise de 
conformidades dos motores elétricos trifásicos de indução de rotor do tipo Gaiola de 
esquilo, normativas de funcionamento e segurança. 
 
NR – Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho 
 
NR 10 – NORMA REGULAMENTADORA Nº 10 – SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES 
E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE. 
 
NR 12 – NORMA REGULAMENTADORA Nº 12 – SEGURANÇA NO TRABALHO EM 
MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Esta normativa e anexos define, técnicas e 
procedimentos de trabalho, operação, bem como em sua fabricação define formas 
seguras de uso e manutenção de máquinas como os motores industriais em geral. 
 
David Tobias Nunes – (coautor) 
Registrado no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Sob nº 0076802/SP em 29/10/2015 
 
 
19 
 
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS 
Com esta pesquisa e montagem deste trabalho, conseguimos explanar mais 
sobre este tema, motores de indução trifásico, pudemos perceber que o principio 
trifásico em relação a outros não citado no trabalho como o sistema monofásico que 
exige uma partida auxiliar, o sistema trifásico por seu campo magnético possui uma 
construção mais simplificada, o seu custo também é menor tanto na produção uma 
vez que exige menos material em relação a um monofásico / bifásico de mesma 
potência, o custo também é menor na implementação, uma vez que exige 
dimensionamento de linhas menores por ser a corrente dividida em 3 fases em relação 
aos monofásicos e bifásicos. Também pudemos conhecer um resumo das ligações 
de baixa rotação e alta rotação como o conjugado variável, potencia constante e 
conjugado constante. 
Assim sendo, esta pesquisa apresenta um conhecimento prévio sobre o 
assunto de motores com 6 terminais, comumente conhecimento como 6 pontas, suas 
aplicações e dimensionamentos, esquema de trabalho de acordo com a necessidade 
de implementação. 
 
 
 
 
20 
 
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
Palavras-chave: 1.Motor Elétrico, 2.Motor de Corrente Alternada, 3.Motor 
Trifásico de Indução, 4.Motor Trifásico de seis Terminais, 5. Circuitos 
Acionadores de Motores Trifásicos, 6.Tipos de Fechamento Elétrico e 
Tensão Aplicada em Motores de Seis Terminais. 
1. A história do motor elétrico que você precisa conhecer. Disponível em: < 
http://museuweg.net/blog/a-historia-do-motor-eletrico/>.Acesso em: 02 de abril 
de 2019. 
 
 
2. Motor Elétrico – disponível em: 
<https://pt.wikipedia.org/wiki/Motor_el%C3%A9trico#>. Acesso em: 03 de abril de 
2019. 
 
3. ENIT – Secretaria do governo de Inspeção do Trabalho. disponível em: 
< https://enit.trabalho.gov.br/portal/index.php/seguranca-e-saude-no-trabalho/sst-
menu?view=default>. Acesso em: 05 de abril de 2019. 
 
 
Apostila: 
1. Introdução a Comandos Elétricos, Tipos de Motores e Aplicações; 
NUNES, Geraldo Tobias. 2007. 
 
2. Brochura: Implementação de Segurança e Saúde no Trabalho – Guia 
Geral; NUNES, David Tobias. 2016. 
 
 
Arquivo Digital: 
1. Ebook PDF. As 10 partidas de motores que você precisa conhecer; Guia 
Prático de Análise e Aplicação. MORAES, Everton Pacheco Pereira de. 
2014. 
2. Ebook PDF. Motores Elétricos – Guia de Especificação de Motores 
Elétricos WEG. WEG Industrias. 2019. 
http://museuweg.net/blog/a-historia-do-motor-eletrico/
http://museuweg.net/blog/a-historia-do-motor-eletrico/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Motor_el%C3%A9trico

Mais conteúdos dessa disciplina