Buscar

Caso 1 Um paciente 40 anos foi encaminhado à fisioterapia

Prévia do material em texto

Caso 1: Um paciente 40 anos foi encaminhado à fisioterapia, diagnóstico patoanatomico 
de tendinopatia do manguito rotador do ombro direito. Durante avaliação paciente 
relatou que sentia dor a aproximadamente 3 meses, a dor piorava nos movimentos de 
elevação membro superior acima de 90• para abdução e flexão. Na avaliação física foi 
observado diminuição de força do serratil anterior, diminuição de força dos roteadores 
externos do ombro direito. Em relação a reabilitação funcional deste paciente, 
descreva 2 exercícios para fortalecimento de roteadores externos e 2 para 
fortalecimento de serratil anterior: 
Fortalecimento de serratil anterior: 
No exercicio inicial, solicito que com a resistencia imposta por um elástico realize 
movimento de protração das escapulas para fortalecer o músculo serrátil anterior. 
 
Fonte: livro texto unidade 2 cinesioterapia 
No segundo exercicio o paciente posicionado em quatro apoios, movimento de 
empurrar o solo com os membros superiores, gerando fortalecimento de serratil 
anterior. 
 
Fonte: livro texto unidade 2 cinesioterapia 
Fortalecimento de rotadores externos de ombro: 
Paciente em decúbito lateral com auxilio de halteres e braço em flexão realizará 
movimento de rotação lateral de ombro. 
 
Fonte: livro texto unidade 2 cinesioterapia 
Neste segundo exercicio o paciente em posição ortostática com cotovelo flexionado, 
ombro neutro e auxílio de um elástico realiza movimento de rotação externa de ombro. 
 
Fonte: livro texto unidade 2 cinesioterapia 
Caso 2: Sabendo que a tendinopatia da articulação do cotovelo pode causar dor, 
incapacidade e perda de produtividade. Descreva quais são os sinais e sintomas para 
tendinopatia medial de cotovelo e da tendinopatia lateral de cotovelo: 
Um dos sintomas é dor referida no epicôndilo lateral, podendo irradiar, a dor sofre piora 
com a realização de atividades que envolvam preensão e com a extensão resistida do 
punho, principalmente com o cotovelo estendido. Um sinal é a dificuldade na realização 
de movimentos comuns, como abrir uma porta e fazer um aperto de mãos.