Buscar

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 28 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 28 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 28 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

—--------------------------------------------------------------------------------- 
 SISTEMA DE ENSINO SUPERIOR 
 EM RADIOLOGIA 
 
 
 
 
SABRINA MACHADO 
 
 
CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS DOS SISTEMAS 
TEGUMENTAR,REPRODUTOR E LOCOMOTOR 
 
 
 
 
 
Guarapari/ES 
2024 
 
 
SABRINA MACHADO 
 
 
 
 CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS DOS SISTEMAS 
TEGUMENTAR,REPRODUTOR E LOCOMOTOR 
 
 
 
 
 Aula pratica apresentado à Universidade 
Unopar como requisito parcial para a 
obtenção de média semestral nas 
disciplinas norteadoras do semestre letivo. 
 Tutor (a): Deisiane Angélica Ferreira 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Guarapari/ES 
2024 
 
 
 
 
 
 
 
 SUMÁRIO 
 
 
INTRODUÇÃO 1..............................................................................4 
DESENVOLVIMENTO 2..................................................................5 
ATIVIDADE1....................................................................................5 
ATIVIDADE 2.................................................................................10 
ATIVIDADE 3.................................................................................12 
ATIVIDADE 4.................................................................................18 
CONCLUSÃO…………….………………………………..………..…27 
REFERÊNCIA……………….……………………………………..….28 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Introdução 1 
 
 A compreensão da estrutura e do funcionamento das células é um pilar 
fundamental da biologia, pois permite desvendar os intricados processos que 
regem a vida. Ao explorar a interação entre as células, desvendamos os 
mecanismos biológicos essenciais que constituem e mantêm os organismos. 
Além disso, essa análise minuciosa nos proporciona insights sobre a origem dos 
tecidos, órgãos e sistemas complexos que compõem um organismo, lançando 
luz sobre a complexidade da vida e suas origens evolutivas. 
 
 Os avanços no estudo das células não se limitam apenas à compreensão 
teórica, mas também têm implicações práticas significativas. A investigação 
celular é a base para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras, bem como 
para a criação de novos tratamentos e medicamentos destinados a uma ampla 
gama de doenças. Esses avanços não apenas promovem uma compreensão 
mais profunda da biologia, mas também oferecem esperança e perspectivas 
promissoras para a saúde humana, proporcionando soluções cada vez mais 
eficazes e personalizadas. 
 
 Além disso, a pesquisa em biologia celular desempenha um papel crucial na 
promoção da medicina personalizada e da saúde preventiva. Ao entendermos 
melhor como as células respondem a diferentes estímulos e interações, 
podemos desenvolver abordagens mais precisas e direcionadas para o 
tratamento e a prevenção de doenças. Isso abre caminho para uma era de 
cuidados de saúde mais personalizados e eficazes, onde a intervenção precoce 
e específica pode ser realizada com base na compreensão profunda dos 
processos celulares subjacentes. 
 
 
 Desenvolvimento 2 
 
 ATIVIDADE 1 :Observação das estruturas da pele 
A pele apresenta uma estrutura com duas camadas distintas, a epiderme e a 
derme. A epiderme é a camada mais externa, sendo formada por tecido epitelial. 
A epiderme e formada por cinco camadas: estrato córneo, estrato lúcido, estrato 
granuloso, estrato espinhoso e estrato germinativo 
 
 
 
• Pele grossa(cão )He 
A epiderme apresenta um epitélio pavimentoso estratificado queratinizado, 
constituída pelos queratinócitos, e podem ser distintas cinco camadas nela: 
Camada basal ou germinativa: é constituída por células prismáticas ou 
cubóides, que repousam sobre a membrana basal, que separa a epiderme da 
derme. São responsáveis pela constante renovação do epitélio, com intensa 
atividade mitótica. 
 Camada espinhosa: apresenta células poligonais ou cubóides, com núcleo 
central e com expansões citoplasmáticas que se unem através de 
desmossomas, o que dá a célula um aspecto espinhoso. 
 Camada granulosa: composta de células achatadas com núcleo central, que 
contém numerosos grânulos de querato-hialina (basófilos). 
 Camada lúcida: composta por uma delgada camada de células achatadas, 
eosinófilas, cujos núcleos e organelas foram digeridos por enzimas lisossômicas 
e desapareceram. 
 Camada córnea: camada superficial de células achatadas, mortas, sem núcleo 
e sem organelas. Membrana celular bem espessa e citoplasma cheio de 
queratina. 
 
 
 
 
• Pele fina (cão ) He 
A pele fina é encontrada no corpo inteiro exceto na palma das mãos e na 
planta dos pés. Ao menor aumento observa-se as 3 camadas da pele: 
epiderme, derme e hipoderme. 
A epiderme é constituída por um epitélio pavimentoso estratificado 
queratinizado. Na pele fina a camada granulosa existe, mas se apresenta 
descontínua e a camada lúcida não está presente. 
Abaixo da epiderme encontra-se a derme constituída por um tecido conjuntivo 
frouxo na região papilar, próximo às papilas dérmicas e tecido conjuntivo 
denso, na região mais profunda da derme a região reticular. Os fibroblastos 
são o tipo celular predominante e encontram-se entre os feixes de fibras 
colágenas e elásticas. Além dos vasos sanguíneos e linfáticos, e dos nervos, 
também são encontradas na derme de uma pele fina as seguintes estruturas: 
pelos, glândulas sebáceas e sudoríparas. 
A camada mais profunda da pele denominada hipoderme é constituída de 
tecido conjuntivo frouxo e tecido adiposo, que une a derme aos órgãos 
adjacentes. Glândulas sudoríparas também podem ser observadas na derme de 
uma pele fina, porém não estão presentes neste corte histológico 
 
 
 
 
. 
 
 
 
 
 
• Pele fina (cão ) Mallory 
A pele fina possui 3 camadas: epiderme, derme e hipoderme. A epiderme 
é constituída por um epitélio pavimentoso estratificado queratinizado. Na 
pele fina a camada granulosa existe, mas se apresenta descontínua e a 
camada lúcida não está presente. 
 
 
 
 
 
● Gordura Uni/mullocular(rato)He 
O tecido adiposo é caracterizado por células adiposas, às quais denominamos 
de adipócitos, que armazenam muita gordura. Estas células possuem um 
vacúolo central (pode aumentar ou diminuir de acordo com o metabolismo do 
indivíduo). A quantidade de gordura difere nas partes do corpo. 
Histologicamente os adipócitos são esféricos quando isolados, mas tem forma 
poliédrica quando justapostos para formar o tecido adiposo. Nos preparados 
histológicos de rotina, o lipídio é extraído durante o processo de desidratação 
com solventes orgânicos, o que dá o aspecto de uma rede delicada de polígonos 
irregulares 
 
 
 
• Espitélio Escamoso 
Epitélio escamoso ou epitélio pavimentoso é um epitélio 
caracterizado por sua camada de células mais superficiais e ser 
constituída por células planas parecidas com escamas. 
 
 
● Lâmina da Traqueia 
 
A lâmina própria é de tecido conjuntivo frouxo, onde estão presentes glândulas 
seromucosas, as quais apresentam ductos que se abrem no lúmen do 
órgão. As células caliciformes e as glândulas seromucosas são responsáveis 
pela secreção de muco, o qual recobre o interior do órgão. 
 
 
● Lâmina de Orelha cartilagem elástica 
É encontrada na orelha externa e interna, epiglote, cartilagem cuneiforme da 
laringe. É constituída de fibrilas de colágeno tipo II, de fibras elásticas e de 
substância fundamental (proteoglicanas, glicosaminoglicanas e glicoproteínas 
de adesão- condronectina). As principais funções são: sustentação e 
flexibilidade. A cartilagem elástica apresenta pericôndrio e cresce 
principalmente por aposição. 
 
 
• Orelha (cão ) Verheff 
• 
orelha do cachorro é dividida em três partes: - Ouvido externo: essa parte inclui 
a pina - região que apelidamos por orelha que é feita de cartilagem e coberta 
por pelos - e o canal auditivo.A primeira possui a função de captar as ondas 
sonoras e transportá-las para o tímpano através do canal auditivo. 
 
 
 
 
ATIVIDADE 2:Estrututa morfuncional do sistema locomotor 
• Osso longo(cobaia)He 
Os ossos longos possuem uma diáfise, a parte média do osso, que conecta as 
suas duas extremidades, conhecidas como epífises. A cavidade medular é 
revestida pela diáfise, que é formada por osso compacto. A epífise é composta 
principalmente por osso esponjoso, e é revestida por uma fina camada 
de osso compacto. 
 
• Ossificações Intramembranosa(rato) He 
A ossificação intramembranosa é um dos dois tipos de formação óssea 
existentes e é responsável pelo desenvolvimento dos ossos chatos ou 
laminados, especialmente aqueles que se encontram no crânio. Esse tipo de 
ossificação acontece no interior das membranas do tecido conjuntivo, o chamado 
centro de ossificação primária 
 
 
 
• Tendão (cão )He 
Os tendões são rodeados por uma bainha de tecido conetivo frouxo denominada 
paratendão ou, alternativamente, em áreas que requerem lubrifica- ção, pelas 
bainhas sinoviais, compostas de camadas parietal e visceral, que continuam 
através do meso- tendão 
 
 
 
 
• Ossificações Endocontral 
 
A ossificação endocondral inicia-se sobre uma peça de cartilagem hialina do 
esqueleto que irá formar tecido ósseo. Esse tipo de ossificação é o responsável 
básico pela constituição dos ossos curtos e longos. 
No disco epifisário, começando ao lado da epífise, distinguem-se as cinco zonas, 
são elas: 
Zona de repouso: na qual existe cartilagem hialina sem nenhuma presença de 
alteração morfológica; 
Zona de cartilagem seriada ou de proliferação: os condrócitos dividem-se 
rapidamente e formam fileiras ou colunas paralelas de células achatadas e 
empilhadas no eixo longitudinal do osso; 
Zona de cartilagem hipertrófica: os condrócitos estão bem volumosos, 
possuem depósitos citoplasmáticos de glicogênio e lipídios. Os condrócitos 
morrem por apoptose; 
Zona de cartilagem calcificada: ocorre a mineralização da matriz cartilaginosa 
e termina a apoptose dos condrócitos; 
Zona de ossificação: aparece tecido ósseo. Capilares sanguíneos e células 
osteoprogenitoras originadas do periósteo invadem as cavidades deixadas pelos 
condrócitos mortos. As células osteoprogenitoras se diferenciam em 
osteoblastos, que por sua vez, depositam matriz óssea sobre os restos de matriz 
cartilaginosa. 
 
 
 
 
 
 
 
 
● ESTRUTURA DO CRÀNIO: 
O crânio é a estrutura esquelética da cabeça que sustenta o rosto e protege 
océrebro. É subdividido em ossos do neurocrânio e do viscerocrânio. 
Os ossos do viscerocrânio são aqueles que estão por trás das estruturas faciais, 
formam a cavidade nasal, envolvem os globos oculares e sustentam os dentes 
da mandíbula superior e inferior. O neurocrânio, arredondado, envolve e protege 
o cérebro e abriga as estruturas do ouvido médio e interno. 
No adulto, o crânio consiste em 22 ossos individuais, 21 dos quais são imóveis 
eunidos em uma única unidade. O 22º osso é a mandíbula, que é o único osso 
móvel do crânio. 
 
 
 
● PRINCIPAIS OSSOS DO CORPO HUMANO: 
Os principais são: costelas, crânio, esterno e escápulas; Irregular possuem 
formatos variados e complexos. Como exemplo temos as vértebras e os ossos 
da face. 
 
 
 
 
● Lâmina de Disco Invertebrado(rato)He 
 
A cartilagem fibrosa ou fibrocartilagem é um tecido com propriedades mediais 
entre o tecido conjuntivo denso e a cartilagem hialina. Pode ser identificada nos 
discos intervertebrais, nos pontos em que alguns tendões e ligamentos se 
inserem nos ossos, e na sínfise pubiana. A fibrocartilagem está constantemente 
relacionada ao tecido conjuntivo denso 
 
 
 
 
 
 
 
 ATIVIDADE 3:Sistema muscular 
 
• Músculo Estriado (gato)He 
As fibras musculares estriadas esqueléticas constituem o músculo estriado 
esquelético. As fibras são células longas em forma de cilindros que podem 
chegar a vários centímetros de comprimento. As células são multinucleadas e a 
posição de seus núcleos é periférica, junto à membrana plasmática. Os núcleos 
têm cromatina clara e são elípticos tendo uma forma que lembra um charuto. 
Além de seus núcleos periféricos, outra importante característica é a presença 
de estriações transversais no citoplasma. 
 
 
 
• Músculo Cardíaco(porco)He 
O tecido muscular é um tecido de origem mesodérmica caracterizado pela 
presença de células alongadas, denominadas de fibras musculares ou miócitos, 
com um citoplasma rico em fibras proteicas, que conferem a esse tecido a 
capacidade de contração.Em virtude dessa capacidade de contração, o tecido 
muscular é responsável por diversos movimentos que ocorrem no organismo, 
como a contração de órgãos. . 
. 
 
 
 
• Músculo Esquelético(coelho)He 
O músculo estriado esquelético é constituído por células (fibras) cilíndricas, 
longas e multinucleadas com estriações transversais bem evidentes pela 
microscopia de luz e disposição regular, em toda extensao da célula 
 
 
 
 
• Músculo Liso(útero Proliferativo ) 
 
O tecido muscular liso, também chamado de tecido muscular não 
estriado ou tecido muscular visceral, é constituído por células mononucleadas e 
alongadas. Esse tipo de músculo pode ser encontrado nas paredes dos órgãos 
ocos, como estômago, útero, bexiga, artérias, veias, vasos sanguíneos, etc. 
As células do músculo liso não apresentam estrias transversais como as vistas 
nas células musculares estriadas esqueléticas ou cardíacas. A ausência dessas 
estrias ocorre porque os filamentos de actina e miosina não se organizam 
seguindo o mesmo padrão apresentado pelas outras células musculares. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ATIVIDADE 4:Sistema reprodutor masculino e feminino 
 
• Ovário (gata)He 
Se caracteriza pela presença do ANTRO FOLICULAR e ocorre também a 
presença de folículos atrésicos que variam seu estágio de degeneração, 
caracterizados de uma forma geral pela autólise do ovócito. Tecido conjuntivo 
frouxo ricamente vascularizado 
 
 
 
 
 Pênis (cão )He 
O pênis de cachorro é dividido em três partes: raiz (parte fixada ao arco isquiático 
na região da pelve), corpo (comprimento) e glande (ponta na região distal). Ele 
é composto por um músculo cavernoso, que possui espaços que enchem de 
sangue durante a ereção. Isso permite que ele fique inflado e se mantenha no 
interior da fêmea, até o inchaço diminuir. Além de músculos, o pênis também 
possui um osso, o chamado osso peniano. Ele ajuda a proteger a uretra e a 
permitir que o órgão se acople à fêmea 
 
 
● Próstata (cão)He 
 
A próstata é uma glândula sexual acessória (a única) presente 
nos cães machos. Com formato ovoide, bilobada e simétrica, fica localizada 
próxima do reto e bexiga. A principal função desse órgão é produzir o fluido 
prostático, essencial para o transporte e suporte dos espermatozoides durante a 
ejaculação. 
 
 
● Testículo e Epidídimo (rato)He 
Os epidídimos são dois tubos que conectam os testículos ao canal 
deferente e estão localizados na bolsa escrotal. Eles são responsáveis 
parte do processo de maturação, às vezes do armazenamento e também 
do transporte dos espermatozoides. 
 
● Cordão Umbilical (humano)He 
O cordão umbilical é uma estrutura importante que conecta o bebê em 
desenvolvimento à placenta. Ele mantém uma conexão vascular que permite que 
sangue rico em oxigênio chegue até o feto e que sangue rico em gás carbônico 
seja retirado de seu corpo, além de fornecer os nutrientes necessários. 
 
 
 
 
 
● Lâmina de Tuba Uterina(cobaia)HE 
Mucosa Dobras longitudinais, mais numerosas na região correspondente à 
ampola epitélio colunar simples: Células ciliadas: movimentam o muco que 
recobre sua superfície em direção ao útero 
 Células secretoras (células intercalares): secretam muco para o interior das 
tubas e fornecem nutrientes para o óvulo durantesua migração ao longo da tuba 
em direção ao útero Lâmina própria: tecido conjuntivo frouxo Muscular músculo 
liso com 2 camadas, uma circular interna e outra longitudinal externa realiza 
contração muscular necessária para o transporte do ovócito ou zigoto para o 
útero Serosa folheto visceral de peritônio; possui grandes vasos sanguíneos 
 
 
 
 
 
 
● Estrutura do sistema reprodutor masculino: 
O pênis e a uretra fazem parte dos sistemas urinário. 
O escroto, os testículos, o epidídimo, o canal deferente, as vesículas seminais e 
a próstata completam o sistema reprodutor 
 
 
 
 
● Estrutura do sistema reprodutor feminino: 
 O aparelho genital feminino é formado pelos órgãos genitais internos e 
externos. Os órgãos internos são: vagina, ovários, trompas de Falópio e 
útero (ou tubas). Os órgãos externos são: monte de Vênus (monte púbico) 
e vulva, que engloba os grandes lábios, os pequenos lábios e o clitóris., 
 
 CONCLUSÃO 4 
 
 A conclusão deste estudo destaca não apenas as principais 
características do lâminario e as diferentes conformações celulares que 
o compõem, mas também ressalta a importância vital do nosso sistema 
linfático na defesa do organismo. Além disso, observou-se que o timo 
desempenha um papel crucial na proteção do corpo durante o 
crescimento fetal e na infância, contribuindo significativamente para a 
maturação e regulação do sistema imunológico em seus estágios 
iniciais de desenvolvimento. 
 
 No contexto da defesa imunológica, a tonsila emerge como um 
componente fundamental do processo respiratório, desempenhando 
um papel essencial na proteção contra agentes patogênicos que 
podem entrar através das vias respiratórias. Além disso, sua 
participação ativa no sistema imunológico demonstra a interconexão 
entre diferentes órgãos e sistemas do corpo na manutenção da saúde 
e na resposta eficaz a ameaças externas. 
 
 É crucial destacar que a integração harmoniosa entre o lâminario, o 
sistema linfático, o timo e a tonsila exemplifica a complexidade e a 
sofisticação do corpo humano em sua defesa contra doenças e 
invasores externos. Essas estruturas e seus respectivos papéis na 
imunidade fornecem uma visão profunda sobre como o corpo humano 
é projetado para proteger-se e adaptar-se ao ambiente em constante 
mudança ao seu redor. Portanto, compreender a importância e as inter-
relações desses componentes é essencial para promover a saúde e o 
bem-estar ao longo da vida. 
 
 
 REFERÊNCIAS 5 
 
JUNQUEIRA, L. C.; CARNEIRO, José. Biologia celular e molecular. 9. ed. Rio 
de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012. 
 
JUNQUEIRA, L. C.; CARNEIRO, José. Histologia básica. 11. ed. Rio de Janeiro: 
Guanabara Koogan, 2013. 
 
MANUAL MSD – Versão para Profissionais da Saúde. Hipertireoidismo. 
Disponível em: https://msdmnls.co/3fcO62C. Acesso em: 9 out. 2020. 
MOURA, P. R.; VIDAL, F. A. P. Transdução de sinais: uma revisão sobre 
proteína G. Scientia Medica, Porto Alegre, v. 21, n. 1, p. 31-36, 2011. Disponível 
em: https://bit.ly/3uCvsrb. Acesso em: 9 out. 2020. 
 
OLIVEIRA, E. S. F. Unidade 8 – Sinalização celular. Eixo Biológico. Esalq – USP. 
Disponível em: 
https://bit.ly/3o1yUJm. Acesso em: 9 out. 2020. 
PORTAL SÃO FRANCISCO. Miastenia. Disponível em: https://bit.ly/3exXoXG. 
Acesso em: 9 out. 2020. 
 
TREBIEN, H. A. Medicamentos – benefícios e riscos com ênfase na 
automedicação. Curitiba, 2011. Disponível em: https://bit.ly/33sVlxB. Acesso em: 
9 out. 2020 
https://msdmnls.co/3fcO62C
https://bit.ly/3uCvsrb
https://bit.ly/3o1yUJm
https://bit.ly/3exXoXG
https://bit.ly/33sVlxB

Mais conteúdos dessa disciplina