Buscar

A Neuroeducação na parentalidade - aula 1

Esta é uma pré-visualização de arquivo. Entre para ver o arquivo original

1
A NEUROEDUCAÇÃO NA 
PARENTALIDADE
AULA 1
Esp. Irajá Luiz da Silva
“Nosso cérebro é o melhor
brinquedo já criado: nele, se 
encontram todos os segredos, 
inclusive o da felicidade”.
(Charles Chaplin)
Neuroeducação
A Neuroeducação, em linhas gerais,
pode ser traduzida como uma
disciplina que busca compreender a
forma como o ser humano é capaz de
receber informações do meio onde
vive e aprende.
A Neuroeducação pode se utilizar de 
algumas áreas distintas do 
conhecimento, como:
 Pedagogia, em primeiro lugar, como 
matéria que estudo os processos de 
aprendizagem;
 Neurociência, extraída da Biologia, 
que estuda o funcionamento do Sistema 
Nervoso Central;
 Psicologia, por último, enquanto 
disciplina que estuda os processos 
mentais e o comportamento humano.
A Neurociência e seus princípios
A Neurociência na educação aponta a
emoção como essencial ao ensino e à
aprendizagem. As emoções, quando
sentidas de forma mais positivas, são
capazes de potencializar nossa criatividade,
bem como nosso raciocínio lógico.
Neuroplasticidade
Se refere a capacidade do cérebro de
mudarem em decorrência da maturação do
organismo de aprendizagem ou de ajustes
para compensar prejuízos no
funcionamento do cérebro resultantes de
envelhecimento ou danos cerebrais.
2
O cérebro social
A maioria das pessoas sabem que o que fez
a espécie humana a sobreviver a 70 mil
anos no meio de uma savana selvagem e
chegar ao topo da cadeia alimentar,
vivendo em uma sociedade complexa, foi a
nossa inteligência perante os outros
animais.
Seu cérebro cria toda a sua realidade
O cérebro cria toda a sua realidade,
podemos exemplificar por meio de uma
história mais famosa da neurociência,
conhecida como acidente ferroviário do dia
13 de setembro 1848.
Imagem de Phineas Gage
Fonte: 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Phineas_Gage
O que é Realidade e o que é Imaginação
Podemos perceber que tudo que
imaginamos e focamos é capaz de mudar
totalmente o que estamos sentindo, isso
fica claro quando você pensa em alguém
que você ama ou quando você imagina um
grande objetivo sendo conquistado.
Nosso cérebro está sempre se adaptando
O nosso sistema nervoso trabalha a partir
das diferenças que ele percebe no
ambiente, sendo assim, tudo aquilo que se
mantem o mesmo, igual ou parado, são os
poucos ignorados pela nossa mente e tudo
aquilo que muda e é diferente chama nossa
atenção.
O Negativismo Biológico
O fato é que existe, sim, mais pessoas
pessimistas que otimistas no mundo, e isso
se deve principalmente pelo fato do nosso
cérebro ter uma programação biológica de
dar mais atenção e intensidade para aquilo
que é negativo.
3

Teste o Premium para desbloquear

Aproveite todos os benefícios por 3 dias sem pagar! 😉
Já tem cadastro?

Mais conteúdos dessa disciplina