Buscar

Prévia do material em texto

13º EMENDA 
 
Segundo Jelani Cobbi, professor de estudos afroamericanos da 
Universidade Connecticut, em depoimento no filme 13º Emenda:” Se olhar para 
história das várias lutas dos negros neste país há uma na tentativa de ser 
entendidos como seres humanos completos e complexos...” 
O racismo empeçado da cultura colonizadora, em que negros eram 
considerados mercadorias braçais, sem direitos, comparados a animais 
irracionais prontos para executarem e servirem aos seus respectivos “Senhores”, 
enraíza a discriminação até os dias atuais. Nota-se que a segregação histórica 
mostra-se tão aparente e é refletida no sistema carcerário, seja ele norte-
americano ou brasileiro. 
Nos Estados Unidos, por exemplo, incentivados por governos em que 
articulavam à manutenção do poder entre as classes elitizadas, 
consequentemente “brancas”, e maquiando a opressão com o lema “Se você é 
contra a polícia, você é contra a lei e a ordem”, é que se construiu a filosofia do 
encarceramento em massa. Ademais, o sistema prisional americano tornou-se 
um complexo industrial prisional, movimentando a economia, estimulando o 
capitalismo e credibilizando a reclusão. 
Já no Brasil, segundo o texto “O que é encarceramento em massa”, escrito 
por Juliana Borges, para o prosseguimento da dominação do Estado nas mãos 
da classe privilegiada, houve uma “reorganização” do racismo, pois o primeiro 
Código Penal, criminalizava os negros sem a mínima presunção, mas sim pelo 
simples fato de serem negros escravos. O segundo Código Penal pós-
escravatura, despersonaliza o racismo e cria subterfúgios para criminalizar a 
cultura afrodescente, como no caso da discriminação às religiões africanas. 
Fato é que, tanto no Brasil quanto no Estados Unidos, a segurança pública 
vem sendo midiaticamente inflamada no sentido de reprimir, excluir e 
marginalizar essa parcela da sociedade, ao contrário de conscientizar a 
população e fazer com que esta exija do Estado a busca por políticas públicas 
eficazes e efetivas. 
Em suma, a ênfase se volta à exceção que a 13º emenda do texto 
constitucional norte americano traz, ou seja, conceder a liberdade à todos, 
todavia, com a condição de excluir os criminosos, àqueles que historicamente e 
periodicamente foram e serão sempre os mesmos.

Mais conteúdos dessa disciplina