Buscar

Quimica Basica relatorio pratica

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

1) Quais as funções dos seguintes aparelhos utilizados na rotina de laboratório de bioquímica:
phmetro, espectrofotômetro e capela.
R: A aula prática de Bioquímica sobre os Equipamentos Laboratoriais, que segue a baixo as
funções de cada um dos aparelhos que nos foram apresentados pela professora.
Phmetro = é um a parelho usado para medição do PH. O aparelho e calibrado (ajustado) de
acordo com os valores referenciados em cada solução de calibrações. Uma vez calibrado está
pronto para o uso. A leitura do aparelho e feita em função da leitura da tensão (usualmente
em milivolts) que o eletrodo gera quando submersos na amostra a intensidade da tensão
medida e convertida para uma escala usual de 0 a 14 PH. Para que seja realizada a leitura deve
ser colocado o agente dentro do copo Becker limpo para que não haja contaminações e só
então realizar o teste que indicara qual o potencial do reagente hidrogenionico das substancia
em questão.
Espectrofotômetro = é um aparelho amplamente utilizado em laboratórios, cuja função e a de
medir e comparar a quantidade de luz (energia radiante) a concentração desta substancia,
muitas reações químicas e enzimáticas mudam de cor ao longo do tempo, e os espectofometro
são muito uteis para medir essas mudanças.
Capela = é uma construção dentro do laboratório onde são processados analises com substancias tóxicas ou substancias que por intermédio de reações químicas, a principal função vapores, gases fumos que serve também para substancias químicas oferecendo assim uma proteção aos usuários e ao ambiente contra a exposição de gases nocivos tóxicos derreamentos de produtos químicos e fogos.
2) A reação da ninidrina é a uma reação de identificação de grupos funcionais de aminoácidos. Explique por que houve a formação da “Púrpura de Rühemann” na solução de triptofano e não na solução de prolina.
R: A ninidrina reage com os grupos amina livres dos aminoácidos. Essa reação forma um composto de coloração roxa-azulada a “purpura de Ruhemanne”. Isso acontece com a maioria dos aminoácidos, como o tritofano, que possuem a minas livres em sua cadeia. No entanto a
prolina não possui nenhum grupo amina livre: o nitrogênio, neste caso faz parte de um anel na
molécula, e a ninidrina não consegue reagir com ele. 
3) A reação de molisch é utilizada para pesquisa de carboidratos em geral. Explique por que há a formação de um anel roxo (lilás) no tubo de ensaio contendo glicose.
R: Este experimento é realizado mediante de uma exposição solução glicose (carbono simples)
a um processo de desidratação por ácido forte, neste caso ácido sulfúrico a partir desta reação
obtém-se uma substancia chamada de hidroxemetilfurfural, porém o produto desta reação é
transparente por tanto a olho nu, não é possível identificar se a reação ocorreu, não sendo possível identificar a reação da presença do carboidrato, para que haja uma coloração na solução o 
hidroxemetilfurfural formado, é submetido uma solução de alfa-naftol (reagente de MOLISH) dessa forma ocorre uma formação do complexo violeta que se forma um anel de coloração roxa, portanto de presença de o carboidrato 4.
4) Na aula prática sobre fermentação notou-se que no kitassato que continha glicose misturada à solução de fermento houve produção de algum gás. A formação desse gás resultou na alteração de cor da solução do erlemeyer. Justifique o porquê dessa alteração de cor considerando os produtos formados durante a fermentação.
R: Na solução utilizada onde houve alteração de cor, foi formada por água, açúcar e fermento, dessa forma agiu como substrato para a levedura (fermento) no outro eremeyer não ocorreu reação pois em sua solução foi utilizada somente com água e fermento. A diferença na coloração das soluções ocorreu, pois, o azul de bromo timol, utilizado tem a capacidade de indicar se a solução é neutra (ficando com a coloração verde) e quando se trata de solução ácida a (coloração é amarela). Portanto através da solução de fermento com açúcar a leve dura realizou o processo de fermentação, produzindo dessa forma etanol e dióxido de carbono, o CO2 passou pela mangueira e realizou uma reação formando bolhas na solução que se encontrava no erlemeyer baixando dessa forma na solução. A junção do CO2 com a água forma o ácido carbônico, esse ácido realiza a diminuição do PH, desta forma conseguimos ver a solução ficando de cor amarelada, através desta reação química podemos chegar no processo de fermentação alcoólica acontecendo.

Mais conteúdos dessa disciplina