Buscar

SIMULADO acelere sua carreira gabarito UNOPAR ANHANGUERA PEDAGOGIA E CURSOS

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 47 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 47 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 47 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

@luana.trabalhosacademicos 
GABARITO: D C D B D B B A B C D B D B B C B C C C B D D C A D A B D E D 
E C B D A C A A D 
 
 
 
1)TEXTO I 
 
Ha?, assim, uma diferenc?a entre saber ler e escrever, ser alfabetizado, e viver na 
condic?a?o ou estado de quem sabe ler e escrever, ser letrado (atribuindo a essa 
palavra o sentido que tem literate em ingle?s). Ou seja: a pessoa que aprende a ler 
e a escrever - que se torna alfabetizada - e que passa a fazer uso da leitura e da 
escrita, a envolver-se nas pra?ticas sociais de leitura e de escrita - que se torna 
letrada - e? diferente de uma pessoa que ou na?o sabe ler e escrever - e? 
analfabeta - ou, sabendo ler e escrever, na?o faz uso da leitura e da escrita - e? 
alfabetizada, mas na?o e? letrada, na?o vive no estado ou condic?a?o de quem 
sabe ler e escrever e pratica a leitura e a escrita. Socialmente e culturalmente, a 
pessoa letrada ja? na?o e? a mesma que era quando analfabeta ou iletrada, ela 
passa a ter uma outra condic?a?o social e cultural - na?o se trata propriamente de 
mudar de ni?vel ou de classe social, cultural, mas de mudar seu lugar social, seu 
modo de viver na sociedade, sua inserc?a?o na cultura - sua relac?a?o com os 
outros, com o contexto, com os bens culturais torna-se diferente. 
Considerando a distinção entre alfabetização e letramento e suas implicações na 
inserção social e cultural dos indivíduos, assinale a alternativa correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
A alfabetização é suficiente para garantir a plena participação do indivíduo 
nas práticas sociais que envolvem leitura e escrita. 
 b) 
Ser letrado implica apenas na capacidade de decodificar letras e palavras, 
não necessitando de práticas sociais de leitura e escrita. 
 c) 
A condição de letramento de um indivíduo não influencia sua capacidade de 
acessar e produzir conhecimento em contextos sociais e culturais. 
 d) 
O letramento envolve não apenas saber ler e escrever, mas também utilizar 
essas habilidades de forma crítica nas práticas sociais. 
Alternativa assinalada 
 e) 
O processo de letramento reduz-se ao ambiente escolar, não tendo 
relevância as práticas de leitura e escrita fora deste contexto. 
2) 
@luana.trabalhosacademicos 
TEXTO I 
 
O trabalho do educador, no que tange o desenvolvimento do processo de 
alfabetização e letramento, ganhou desafios nos últimos 20 anos? Para responder 
essa questão, deve-se considerar que no contexto da cibercultura, isto é, na cultura 
da internet, propo?e-se o uso do plural letramentos para enfatizar a ide?ia de que 
diferentes tecnologias de escrita geram diferentes estados ou condic?o?es naqueles 
que fazem uso dessas tecnologias, em suas pra?ticas de leitura e de escrita: 
diferentes espac?os de escrita e diferentes mecanismos de produc?a?o, 
reproduc?a?o e difusa?o da escrita resultam em diferentes letramentos. 
 
A cibercultura traz uma mutac?a?o da relac?a?o com o saber e passou a 
influenciar o trabalho do professor. Esse fenômeno decorre do potencial do 
ciberespaço para proporcionar o desenvolvimento de tecnologias que não 
apenas evidenciam, mas também modificam diversas facetas das capacidades 
cognitivas humanas. Nesse contexto, a memória emerge como um exemplo 
paradigmático, pois é cada vez mais objetivada em dispositivos automáticos, 
dissociando-se dos contextos individuais ou coletivos tradicionais. Tal situação 
levanta indagações acerca da própria pertinência do conceito de memória e 
suscita reflexões sobre se este conceito foi ou está sendo ultrapassado pela 
imaginação, que se enriquece através de simulações, ou mesmo pela 
percepção, que é amplificada pelas realidades virtuais. 
 
No contexto do letramento no contexto da cibercultura, avalie as seguintes 
asserções e a relação proposta entre elas. 
 
I.A presença cada vez mais marcante das tecnologias digitais no cotidiano dos 
alunos requer uma abordagem pedagógica que incorpore a alfabetização digital 
como parte integrante do processo educacional, visando preparar os estudantes 
para uma participação ativa na sociedade digital. 
 
PORQUE 
 
II. A transformação nas práticas de leitura e escrita, impulsionada pela cibercultura, 
não deve impor uma prioridade de reflexão sobre métodos tradicionais de ensino, 
uma vez que as habilidades cognitivas desenvolvidas nos ambientes virtuais são 
exclusivamente complementares e não substitutivas das habilidades desenvolvidas 
em contextos educacionais convencionais. 
 
 
A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
@luana.trabalhosacademicos 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não justifica a I. 
 b) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II justifica a I. 
Alternativa assinalada 
 c) 
A asserção I é uma proposição verdadeira e a II, falsa. 
 d) 
A asserção I é uma proposição falsa e a II, verdadeira. 
 e) 
As asserções I e II são proposições falsas. 
3) 
 TEXTO I 
 
A dinâmica de alfabetizar se desenrola em um processo dentro de um contexto 
social, ainda que muitos professores definam erroneamente o processo de 
alfabetizac?a?o como sino?nimo de uma te?cnica. Sabemos que os professores 
ensinam da mesma maneira como aprenderam quando eram alunos, e na?o 
aceitam os erros que seus alunos cometem. Isso impede que a alfabetização como 
processo ocorra nos moldes de desenvolvimento da criança. O educador, portanto, 
não deve ficar aprisionado às suas convicções pessoais, típicas de um adulto que já 
domina a leitura e a escrita. Para atuar de maneira adequada com as teorias 
educacionais, precisa ajustar sua perspectiva à da criança, o que representa um 
desafio considerável. Nesse sentido, é preciso considerar que, desde os estágios 
iniciais, incluindo a pré-escola, reconhece-se que todos os indivíduos na instituição 
escolar têm a capacidade de produzir e interpretar textos escritos, cada um em seu 
próprio nível de competência. Por isso, deve-se evitar a superestimação da criança, 
evitando a expectativa de que ela seja capaz de corrigir erros gráficos ou 
ortográficos imediatamente. Se fosse preciso resumir um caminho para a 
alfabetização, este seria: encorajar a interação da criança com a língua escrita em 
diversos contextos. 
 
Com base no processo de alfabetização, considere as afirmações a seguir: 
 
I. A alfabetização deve ser compreendida como um processo de memorização das 
letras e suas correspondências fonéticas. 
 
II. As crianças desenvolvem teorias próprias sobre a escrita antes mesmo de serem 
formalmente instruídas. 
 
III. A intervenção pedagógica deve respeitar as hipóteses construídas pelas 
crianças sobre a linguagem escrita. 
 
IV. O papel do educador é fundamental para desafiar e modificar as hipóteses 
iniciais das crianças sobre a escrita. 
Considerando o contexto apresentado, é correto APENAS o que se afirma em: 
@luana.trabalhosacademicos 
 
Alternativas: 
 a) 
I e III, apenas. 
 b) 
II e IV, apenas. 
 c) 
I, II e III, apenas. 
 d) 
II, III e IV, apenas. 
Alternativa assinalada 
 e) 
I, II, III e IV. 
4) 
TEXTO 1 
 
A promoção da educação no Brasil é amparada por artefatos estruturais, como o 
espaço físico das escolas e seus recursos, e por mecanismos políticos, 
materializados como políticas, programas e projetos específicos para as demandas 
educacionais. Quanto a isso, cabe destacar as políticas de infância e as práticas 
pedagógicas voltadas para as linguagens expressivas na infância, que ocupam um 
papel no desenvolvimento integral das crianças. Na prática, isso se manifesta por 
meio de iniciativas voltadas para a arte, música, dança, e outras formas de 
expressão, em que as crianças são motivadas não só para desenvolverem 
habilidades cognitivas e motoras, mas também para aprenderem a comunicar suas 
emoções, pensamentos e compreensões sobre o mundo. Nesse contexto, as 
políticas públicas que apoiam e promovemessas práticas reconhecem a 
importância da expressão individual e coletiva na formação da identidade e na 
construção de sociedades mais empáticas e criativas. 
 
TEXTO 2 
 
"As ideias das crianc?as, quando ouvidas, nos mostram que 'um mais um pode ser 
muito mais que dois', como ensinam alguns artistas, ou mesmo que e? possi?vel 
formular conhecimentos e saberes muito ale?m das linguagens verbais ou escritas. 
Essas crianc?as altamente capazes e desejosas de expressar-se utilizam diferentes 
linguagens, contudo, na?o sa?o raras as ocasio?es em que encontram certa 
resiste?ncia a?s suas manifestac?o?es expressivas (desenhos, pinturas, esculturas, 
@luana.trabalhosacademicos 
danc?a), nem sempre compreendidas pelas instituic?o?es pre?-escolares ou creches 
que frequentam (GOBBI, 2010, p. 1)." 
 
Tendo em mente as implicações das políticas de infância integradas às linguagens 
expressivas na formação infantil, analise as afirmativas a seguir: 
 
I. O fomento às linguagens expressivas na educação infantil é uma estratégia 
limitada ao desenvolvimento artístico, sem impactos significativos nas demais áreas 
do desenvolvimento infantil. 
 
II. A inclusão de práticas pedagógicas que valorizam as linguagens expressivas no 
currículo escolar é um reflexo das políticas de infância que visam ao 
desenvolvimento integral da criança. 
 
III. A capacidade de expressão por meio de linguagens variadas não contribui para 
o desenvolvimento da empatia e do pensamento crítico em crianças. 
 
IV. Políticas públicas que incorporam as linguagens expressivas na educação infantil 
promovem a construção de sociedades mais inclusivas e propícias à criatividade e à 
autonomia. 
Considerando o contexto apresentado, é correto APENAS o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I e III, apenas. 
 b) 
II e IV, apenas. 
Alternativa assinalada 
 c) 
I, II e III, apenas. 
 d) 
II, III e IV, apenas. 
 e) 
I, II, III e IV. 
5) 
TEXTO I 
 
A Filosofia da Educação busca compreender os fundamentos, objetivos e métodos 
do processo educativo, analisando as práticas pedagógicas à luz de teorias 
filosóficas que discutem o significado e o propósito da educação na vida humana. 
Essa área do conhecimento propõe uma reflexão crítica sobre os valores, a ética e 
@luana.trabalhosacademicos 
os princípios que norteiam a educação, visando a formação integral do ser humano 
para o exercício consciente da cidadania e para a construção de uma sociedade 
mais igualitária. Nesse contexto, é preciso compreender que a Filosofia da 
Educação não se limita a uma abordagem teórica, mas implica também na prática 
pedagógica, influenciando currículos, métodos de ensino e políticas educacionais. 
Ao integrar a reflexão filosófica no cotidiano escolar, a Filosofia da Educação propõe 
uma prática educativa que é reflexiva, crítica e transformadora. Ela desafia alunos e 
professores a pensar sobre o que é ensinar e aprender, sobre o papel da educação 
na sociedade e sobre como as práticas educativas podem contribuir para a 
construção de um mundo mais justo e humano. 
 
Com base nas reflexões propostas pela Filosofia da Educação sobre as práticas 
pedagógicas e seu impacto na formação humana e social, analise as afirmações a 
seguir: 
 
I. Ainda que a Filosofia da Educação se restrinja ao estudo teórico dos conceitos 
educacionais, no contexto moderno não há aplicabilidade prática nas escolas e na 
formação de professores. 
 
II. Uma das contribuições da Filosofia da Educação é promover uma educação que 
transcende a mera transmissão de conhecimentos, de modo a priorizar a formação 
ética e cidadã do indivíduo. 
 
III. A reflexão filosófica sobre educação considera os aspectos sociais e políticos 
que influenciam o processo educativo, uma vez que a organização e normatização 
do ensino é dada a partir das necessidades da própria sociedade. 
 
IV. A integração de discussões filosóficas no contexto educacional incentiva o 
desenvolvimento do pensamento crítico, preparando os estudantes para uma 
participação ativa e consciente na sociedade. 
Considerando o contexto apresentado, é correto APENAS o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I e III, apenas. 
 b) 
II e IV, apenas. 
 c) 
I, II e III, apenas. 
 d) 
II, III e IV, apenas. 
@luana.trabalhosacademicos 
Alternativa assinalada 
 e) 
I, II, III e IV. 
6) 
TEXTO I 
 
A Antropologia da Educação, como campo de estudo, se debruça sobre a análise 
dos processos educativos em suas mais variadas manifestações culturais, buscando 
desvelar como a educação é percebida, organizada e praticada em diferentes 
sociedades. Este ramo da antropologia se interessa particularmente pelas formas 
como os conhecimentos são transmitidos, os valores são ensinados e as identidades 
são construídas dentro dos contextos educacionais, observando a educação formal, 
não formal e informal. A partir de uma abordagem etnográfica, os antropólogos da 
educação mergulham nas particularidades das práticas educativas, revelando a 
riqueza das experiências educacionais e a importância de considerar a diversidade 
cultural na formulação de políticas e práticas pedagógicas. Através do diálogo com 
as comunidades e a observação participante, este campo contribui para a 
construção de um entendimento mais amplo sobre como a educação pode 
promover a inclusão e o respeito às diferenças. Documentos oficiais, como as 
Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica do Brasil, elaboradas pelo 
Ministério da Educação (MEC), enfatizam a necessidade de uma educação que 
respeite as diversidades culturais, sociais e individuais, alinhando-se aos princípios 
da Antropologia da Educação. 
 
Com base na Antropologia da Educação e considerando os referenciais 
mencionados, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas. 
 
I. A compreensão antropológica da educação contribui para o desenvolvimento de 
práticas pedagógicas que valorizam as culturas locais, promovendo uma educação 
mais significativa e relevante para os estudantes de diferentes contextos culturais. 
 
PORQUE 
 
II. A implementação de políticas educacionais que ignoram as especificidades 
culturais das populações atendidas pode resultar na homogeneização das 
experiências de aprendizagem, comprometendo a proposta da educação de atender 
às necessidades reais dos estudantes. 
A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não justifica a I. 
@luana.trabalhosacademicos 
 b) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II justifica a I. 
Alternativa assinalada 
 c) 
A asserção I é uma proposição verdadeira e a II, falsa. 
 d) 
A asserção I é uma proposição falsa e a II, verdadeira. 
 e) 
As asserções I e II são proposições falsas. 
7) 
TEXTO I 
 
A Sociologia da Educação, como um ramo da sociologia, investiga as formas como a 
educação e os processos educativos estão imbricados nas estruturas sociais, 
econômicas e políticas da sociedade. Este campo analisa como a educação contribui 
para a reprodução das desigualdades sociais e explora as potencialidades 
transformadoras da educação na promoção da igualdade e justiça social. A partir da 
perspectiva sociológica, a educação é vista não apenas como um meio de 
transmissão de conhecimento, mas também como um mecanismo através do qual 
as normas, valores e hierarquias sociais são perpetuadas ou contestadas. Autores 
como Pierre Bourdieu, com sua teoria sobre o capital cultural, e Basil Bernstein, 
com suas ideias sobre códigos linguísticos, têm oferecido contribuições 
fundamentais para entender a relação entre capital cultural, poder e educação, 
argumentando que o sistema educacional tende a favorecer os grupos sociais 
dominantes através da legitimação de seus códigos culturais. Nesse contexto, 
políticas educacionais quevisam à inclusão e equidade, como as promovidas pela 
UNESCO e pelo Ministério da Educação de diversos países, procuram mitigar os 
efeitos da desigualdade social no acesso e na qualidade da educação, propondo 
modelos educacionais que reconhecem e valorizam a diversidade cultural e 
socioeconômica dos estudantes. 
 
Com base na Sociologia da Educação, avalie as seguintes asserções e a relação 
proposta entre elas. 
 
I. As práticas educativas que incorporam uma abordagem sociológica crítica têm o 
potencial de desnaturalizar e questionar as desigualdades sociais, promovendo uma 
maior conscientização dos estudantes sobre as estruturas de poder que moldam 
suas experiências educacionais e sociais. 
 
PORQUE 
 
@luana.trabalhosacademicos 
II. O reconhecimento e a valorização da diversidade cultural e socioeconômica no 
ambiente educacional podem contribuir para a redução das desigualdades 
educacionais, uma vez que políticas e práticas pedagógicas inclusivas tendem a 
criar oportunidades mais equitativas de aprendizagem. 
A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não justifica a I. 
 b) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II justifica a I. 
Alternativa assinalada 
 c) 
A asserção I é uma proposição verdadeira e a II, falsa. 
 d) 
A asserção I é uma proposição falsa e a II, verdadeira. 
 e) 
As asserções I e II são proposições falsas. 
8) 
TEXTO I 
 
Teorias que têm sido observadas sob lentes científicas evidenciam que a avaliação 
deve transcender a mera mensuração de resultados acadêmicos, a ponto de 
abranger uma análise crítica das práticas pedagógicas e dos contextos 
educacionais. Dar melhores notas aos alunos que são "bonzinhos" é uma das 
práticas que não devem compor o escopo de trabalho do professor-avaliador. Não 
se enquadra como avaliação educacional a avaliação que é baseada no 
comportamento, raça ou fatores que não sejam vinculados ao desempenho 
cognitivo. O objeto de avaliação, como por exemplo, a capacidade de leitura, deve 
ser o elemento norteador do processo avaliativo. Neste sentido, a avaliação deve 
ser utilizada como um processo contínuo de reflexão e reajuste, capaz de informar 
sobre políticas e práticas pedagógicas e assegurando que todos os estudantes 
tenham as mesmas oportunidades de aprendizagem, independentemente de suas 
condições socioeconômicas, culturais ou individuais. Dessa forma, a discussão em 
que o tema de avaliação educacional se encontra evidencia que ela deve ser 
entendida como um componente estratégico para o desenvolvimento de um 
sistema educacional que, além de mais democrático e inclusivo, seja embasado em 
critérios e instrumentos que permitem observar variações de desempenho do 
estudante em relação às habilidades e competências desenvolvidas a cada etapa do 
Ensino Básico. 
@luana.trabalhosacademicos 
 
Com base na discussão em questão sobre avaliação educacional, é correto afirmar: 
 
I. O(a) professor-avaliador(a) deve prezar pela elaboração de um instrumento a 
partir de competências e habilidades previstas na BNCC, ao invés de priorizar 
a avaliação de alunos com melhor comportamento durante a explicação. 
 
II. Dar nota por afinidade com alunos ou mesmo punir estudantes com mau 
comportamento propositalmente em avaliações é ser fidedigno a um processo de 
avaliação coerente com sua proposta de compreender o avanço do estudante no 
aprendizado. 
 
III. O problema não é a avaliação, mas sim o uso que se faz dela. Os alunos 
tendem a temer termos como "provas" e "exames" pois muitas vezes esse processo 
é posto como punição e não como um norteador do aprendizado tanto para alunos 
quanto para professores. 
 
IV. O problema é a avaliação, e não o uso que se faz dela. A avaliação é um 
processo estático propenso a gerar inconsistências e uma vez concluído, não deve 
ser utilizado para influenciar práticas educacionais, tampouco deve orientar 
políticas voltadas para a superação das desigualdades e a garantia da igualdade de 
oportunidades educacionais. 
Considerando o contexto apresentado, é correto APENAS o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I e III, apenas. 
Alternativa assinalada 
 b) 
II e IV, apenas. 
 c) 
I, II e III, apenas. 
 d) 
I, II e IV, apenas. 
 e) 
I, II, III e IV. 
9) 
@luana.trabalhosacademicos 
TEXTO I 
 
A avaliação educacional é um tema de grande relevância e complexidade no cenário 
pedagógico contemporâneo. Estudiosos, como Bauer (2019) defendem que a 
avaliação não deve ser vista apenas como um momento de verificação do 
cumprimento de objetivos educacionais, mas como um processo contínuo e 
integrador que contribui significativamente para o desenvolvimento do aluno e para 
a melhoria da qualidade de ensino. Ela deixa de ser associada a simples 
mensuração de conteúdos memorizados, assumindo um papel formativo e 
orientador. Nessa linha, pode-se dizer que a avaliação deve ser encarada como 
uma ferramenta diagnóstica que permite ao educador identificar não apenas as 
dificuldades e lacunas na aprendizagem dos alunos, mas também suas 
potencialidades e progressos. Esse processo avaliativo deve ser pautado em 
critérios claros e objetivos, estabelecidos de forma colaborativa entre professores e 
alunos, garantindo assim uma maior transparência ao longo do processo. 
Considerando a complexidade e a diversidade de interpretações sobre o que 
significa avaliar no ambiente educacional, complete a seguinte proposição: 
 
Avaliar é 
 
Alternativas: 
 a) 
regular - entendendo que a avaliação serve como um meio para penalizar 
os alunos por seus erros e falhas durante o processo de aprendizagem. 
 b) 
julgar - reconhecendo que avaliar envolve emitir um julgamento 
fundamentado sobre o desempenho e o progresso do aluno, com o objetivo 
de orientar e melhorar o ensino e a aprendizagem. 
Alternativa assinalada 
 c) 
memorizar - considerando que o principal objetivo da avaliação é verificar a 
capacidade de retenção de informações dos alunos. 
 d) 
entreter - sugerindo que o propósito da avaliação é engajar os alunos de 
maneira lúdica, sem focar em aspectos de desempenho ou compreensão. 
 e) 
medir - reconhecendo que a avaliação tem o papel de gerar um resultado 
por meio de seu processo, sem a preocupação de contextualiza-lo nas 
condições educacionais presentes no entorno desse resultado. 
@luana.trabalhosacademicos 
10) 
TEXTO I 
 
A interseção entre teoria e prática educacional emerge como um vetor crítico para 
no campo da Pedagogia, delineando um paradigma para o desenvolvimento de 
metodologias de ensino que são simultaneamente reflexivas e adaptativas. Este 
paradigma enfatiza a necessidade de um diálogo contínuo entre os fundamentos 
teóricos e as experiências práticas, uma abordagem que se mostra indispensável na 
formação de profissionais da educação capazes de responder dinamicamente às 
demandas e particularidades de cada contexto educativo. A prática pedagógica, 
informada por uma base teórica sólida, facilita a implementação de estratégias 
didáticas e promove um ambiente de aprendizagem que valoriza a investigação, a 
experimentação e o pensamento crítico. Este enfoque não apenas potencializa o 
processo de ensino-aprendizagem mas também contribui para a construção de um 
conhecimento que é profundamente enraizado nas experiências vivenciadas pelos 
alunos, permitindo uma maior personalização e relevância educacional. Ademais, 
reconhece-se a importância de uma prática reflexiva entre os educadores, que 
permite uma constante reavaliação e ajuste das abordagens pedagógicas em 
função dos resultados observados, alinhando-se assim às diretrizes de uma 
educação progressista que busca atender às necessidades individuais e coletivas 
dos discentes. 
 
TEXTO II 
 
Outra educação pela pedra: no Sertão(de dentro para fora, e pré-didática). 
No Sertão a pedra não sabe lecionar, 
E se lecionasse, não ensinaria nada; 
Lá não se aprende a pedra: lá a pedra, 
Uma pedra de nascença, entranha a alma. 
Considerando as perspectivas apresentadas sobre a interação entre teoria e prática 
na educação e o papel simbólico da pedra no processo educativo, assinale a 
alternativa correta. 
 
 
Alternativas: 
 a) 
A pedagogia contemporânea deixou de abranger as contribuições teóricas 
em favor de métodos exclusivamente práticos, pois a teoria é 
frequentemente desconectada das realidades educacionais. 
 b) 
A experiência prática na educação é um elemento facultativo, uma vez que 
apenas a teoria é capaz de fornecer os fundamentos necessários para um 
ensino de qualidade e promove uma formação que prepara o professor para 
os mais diferentes contextos educacionais. 
@luana.trabalhosacademicos 
 c) 
A interseção entre teoria e prática é fundamental para o desenvolvimento 
de metodologias de ensino que sejam reflexivas e adaptativas às 
necessidades dos alunos. 
Alternativa assinalada 
 d) 
O simbolismo da pedra evidencia como o aprendizado efetivo só pode 
ocorrer em ambientes rígidos e inalteráveis. 
 e) 
A prática reflexiva entre educadores é considerada obsoleta no contexto da 
educação moderna devido a urgência das outras demandas do trabalho do 
professor. 
11) 
 TEXTO I 
 
"No conflito entre inovar ou permanecer realizando propostas que trazem 
segurança ao professor, buscar novas perspectivas de atuação ou aproveitar os 
materiais e atividades já produzidos, conhecer novas possibilidades por meio de 
estudos recentes ou investir seu tempo em outras atividades, as escolhas feitas por 
muitos docentes, frequentemente, tendem a ser as segundas opções. Muitos destes 
profissionais nem possuem escolha mediante as condições de trabalho vividas. Esta 
tendência acaba gerando, além da perpetuação de práticas pedagógicas 
tradicionais, uma resistência à mudança dos paradigmas escolares. Ve?-se, de 
forma quase generalizada, a reproduc?a?o de atividades impressas ou 
desenvolvidas com os estudantes tal e qual eram feitas anos atra?s, na esperanc?a 
de que sejam aceitas e alcancem hoje os mesmos objetivos necessa?rios a?quele 
tempo. O que causa estranheza e? que, apesar de ter se passado muito tempo 
desde a instituic?a?o da escola ate? o presente momento, estas pra?ticas ainda 
sa?o muito comuns; familiarizar-se com a descric?a?o anterior na?o seria 
espantoso, pois e? a maneira como muitas pessoas foram e ainda sa?o 
'ensinadas'." (BITTENCOURT; SCATOLIN, p. 1) 
Considerando o conceito de educação ao longo da vida e a importância das práticas 
educativas inovadoras, qual seria o principal desafio enfrentado para a 
implementação dessas práticas no processo de aprendizagem de crianças, jovens e 
adultos? 
 
Alternativas: 
 a) 
A resistência à mudança por parte de professores e instituições 
educacionais, que frequentemente preferem aderir a métodos tradicionais 
de ensino por serem mais familiares e menos desafiadores. 
 b) 
@luana.trabalhosacademicos 
A falta de recursos tecnológicos disponíveis para todos os estudantes, 
limitando o acesso a práticas educativas inovadoras pois todas elas 
requerem o uso de novas tecnologias. 
 c) 
A falta de flexibilidade nos currículos educacionais em todas as escolas, o 
que impede a personalização dos conteúdos de acordo com as necessidades 
e interesses individuais dos alunos. 
 d) 
A ausência de formação específica para os educadores, que muitas vezes 
não estão preparados para implementar novas metodologias e ferramentas 
pedagógicas. 
Alternativa assinalada 
 e) 
O foco excessivo em avaliações padronizadas, que restringe o espaço para 
abordagens educativas mais criativas e menos convencionais. 
12) 
TEXTO I 
 
A história do currículo começa com a tentativa de organizar o que se aprende de 
maneira lógica, mas isso acaba gerando contradições. Isso mostra a importância de 
repensarmos como os currículos são elaborados. Contudo, curiosamente, esse 
esforço muitas vezes se afasta de uma compreensão completa e detalhada, criando 
um conhecimento que é fragmentado pelas características únicas dos temas 
estudados e as diferentes formas de estudá-los e entendê-los. Este paradigma 
constitui a fundação de um currículo orientado pelo prisma positivista, que, por 
vezes, deixa de priorizar uma compreensão mais integradora e fenomenológica do 
conhecimento. Neste contexto, cabe refletir sobre como o ambiente educacional 
contemporâneo pode transcender esta visão, fomentando a elaboração de um 
currículo que promova a integração dos saberes, responda às demandas sociais 
inerentes à instituição escolar e faculte aos discentes a aquisição de competências e 
habilidades que servirão para sua formação. 
 
Considerando o contexto apresentado sobre as teorias e práticas de currículo, 
analise as afirmativas a seguir: 
 
I. O envolvimento dos alunos no processo de construção curricular pode 
comprometer a qualidade e a seriedade do ensino, sendo recomendado manter as 
delimitações pedagógicas restritas aos educadores. 
 
II. A superação do paradigma positivista no currículo implica na integração dos 
saberes, promovendo uma visão abrangente do conhecimento. 
 
III. O desenvolvimento de um currículo que atenda às funções sociais da escola 
requer a distância da compreensão fenomenológica do conhecimento. 
@luana.trabalhosacademicos 
 
IV. A necessidade de sistematização e unificação do conhecimento deve ser 
ponderada no sentido de atribuir um padrão de qualidade para as escolas 
vinculadas a uma mesma rede de ensino, ainda assim, concedendo espaço para as 
escolas trabalharem os temas de forma abrangente. 
Considerando o contexto apresentado, é correto APENAS o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I e III, apenas. 
 b) 
II e IV, apenas. 
Alternativa assinalada 
 c) 
I, II e III, apenas. 
 d) 
I, II e IV, apenas. 
 e) 
I, II, III e IV. 
13) 
TEXTO I 
 
A complexidade inerente ao processo de ensino-aprendizagem na 
contemporaneidade demanda uma reavaliação crítica das práticas didáticas 
tradicionais, que frequentemente se limitam à transmissão de conteúdos. A 
perspectiva moderna de Didática enfatiza a importância de uma abordagem 
mais reflexiva, que considera o ensino como uma atividade interativa, imersa em 
contextos específicos e repletos de desafios. Esta visão reconhece a sala de aula 
como um espaço dinâmico, onde o conhecimento é construído coletivamente 
através de experiências compartilhadas entre professores e alunos. A formação de 
professores, portanto, deve mirar além do domínio do conteúdo; deve também 
cultivar habilidades críticas e reflexivas, preparando-os para navegar e facilitar 
aprendizagens significativas em um cenário educacional em constante 
transformação. A didática contemporânea, assim, posiciona-se no cruzamento entre 
teoria e prática, buscando equipar os educadores com as ferramentas necessárias 
para responder efetivamente às exigências de um ambiente educacional cada vez 
mais complexo e diversificado. 
 
TEXTO II 
@luana.trabalhosacademicos 
 
Significado de Didática 
 
di·dá·ti·ca 
 
1. Técnica ou arte de ensinar, de transmitir conhecimentos. 
2. Ramo ou seção específica da pedagogia que se concentra nos conteúdos do 
ensino e nos processos próprios para a construção do conhecimento; ciência e arte 
do ensino. 
 
palavra feminina 
etimiologia: didaktik?. 
 
Com base no contexto apresentado sobre a Didática e seu papel no processo de 
ensino e aprendizagem, avalie as seguintes afirmativas: 
 
I. A Didática envolve não apenas a transmissão de conteúdos, mas também uma 
abordagem interativa que prioriza a vivência contextualizada e complexa no 
processo de ensino-aprendizagem. 
 
II. O papel do professor, enquanto articulador do trabalho pedagógico,é 
posicionado para fomentar um processo de aprendizagem significativa, que não 
apenas engaja os alunos com o conteúdo de maneira profunda, mas também os 
empodera com as ferramentas necessárias para a autonomia intelectual e prática. 
 
III. Segundo os princípios teóricos sobre Didática, o papel do professor deve 
limitar-se à transmissão de conhecimentos, sem a necessidade de estabelecer 
conexões com a vida real dos alunos ou motivá-los a aplicar o que aprenderam em 
contextos fora da sala de aula. 
 
 
IV. Considerar a prática reflexiva como um elemento secundário na formação de 
professores subestima seu valor fundamental na construção do conhecimento 
pedagógico e no desenvolvimento profissional contínuo dos educadores. 
Considerando o contexto apresentado, é correto APENAS o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I e III, apenas. 
@luana.trabalhosacademicos 
 b) 
II e IV, apenas. 
 c) 
I, II e III, apenas. 
 d) 
I, II e IV, apenas. 
Alternativa assinalada 
 e) 
I, II, III e IV. 
14) 
TEXTO I 
 
A avaliação de currículos e programas educacionais representa um componente 
crítico na manutenção da qualidade e pertinência da oferta educacional por 
instituições de ensino. Essa atividade, com raízes históricas em iniciativas como a 
conduzida em Boston em 1845, demonstra a contínua preocupação em alinhar os 
currículos com as exigências sociais e as necessidades dos alunos. As técnicas de 
avaliação, desenvolvidas desde os primeiros trabalhos de Joseph Rice no final do 
século XIX, buscam não somente quantificar o desempenho dos estudantes, mas 
também fornecer dados fundamentais sobre a efetividade dos currículos aplicados. 
Este processo evolutivo de avaliação adotou métodos mais complexos e detalhados, 
combinando análises qualitativas e quantitativas para uma compreensão completa 
do impacto educacional. Por meio dessas avaliações, torna-se possível identificar 
deficiências, fortalecer aspectos positivos e orientar reformas educacionais que 
atendam de forma adequada às mudanças sociais e aos novos modelos de ensino, 
garantindo assim um ensino de alta qualidade que esteja em constante adaptação e 
acordo com as demandas atuais. 
 
Considerando o processo de avaliação de currículos e programas educacionais 
descrito acima, analise as afirmativas a seguir: 
 
I. A avaliação de currículos deve focar exclusivamente nos resultados de testes 
padronizados, pois estes fornecem uma medida objetiva do desempenho dos 
alunos. 
 
II. O envolvimento do aluno no processo educacional é um aspecto crítico que deve 
ser considerado na avaliação de currículos, refletindo sobre o engajamento e a 
interação com o conteúdo proposto. 
 
III. A relevância do conteúdo programático é avaliada apenas por sua conformidade 
com padrões educacionais nacionais, sem considerar as necessidades específicas da 
comunidade local ou global. 
@luana.trabalhosacademicos 
 
IV. O conteúdo programático, quando avaliado considerando padrões educacionais 
nacionais, urgências específicas das escolas, o engajamento do estudantes e a 
pertinência das temáticas em relação à formação de um indivíduo, fornece uma 
visão mais aprofundada do impacto educacional. 
Considerando o contexto apresentado, é correto APENAS o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I e III, apenas. 
 
 b) 
II e IV, apenas. 
 
Alternativa assinalada 
 c) 
I, II e III, apenas. 
 
 d) 
I, II e IV, apenas. 
 
 e) 
I, II, III e IV. 
15) 
TEXTO I 
 
Eu queria usar palavras de ave para escrever. 
Onde a gente morava era um lugar imensamente e sem nomeação. 
Ali a gente brincava de brincar com as palavras 
tipo assim: Hoje eu vi uma formiga ajoelhada na pedra! 
A Mãe que ouvira a brincadeira falou: 
Já vem você com suas visões! 
Porque formigas nem têm joelhos ajoelháveis 
e nem há pedras de sacristia por aqui. 
Isso é traquinagem da sua imaginação. 
O menino tinha no olhar um silêncio de chão 
e na sua voz uma candura de Fontes. 
O Pai achava que a gente queria desver o mundo 
para encontrar nas palavras novas coisas de ver 
assim: eu via a manhã pousada sobre as margens do 
@luana.trabalhosacademicos 
rio do mesmo modo que uma garça aberta na solidão de uma pedra. 
Eram novidades que os meninos criavam com suas palavras. 
Manoel de Barros (2010) 
 
TEXTO II 
 
A criança, ao transformar a linguagem, reconfigura o ato de "brincar com palavras" 
em uma prática de atribuição de novos significados, desprovida de inibições ou 
limitações. Esse processo caracteriza-se por sua inventividade, dinamismo e 
interatividade, através do qual busca-se, conforme indicado na epígrafe, "encontrar 
nas palavras novas maneiras de perceber" o mundo. Tal empreitada visa a 
decifração da complexidade do universo engendrado pela cultura letrada. Este 
universo, permeado pela escrita, não apenas envolve e fascina, mas também gera, 
a cada interação, uma multiplicidade de interpretações e compreensões. Nesse 
contexto, as políticas de infância e as linguagens expressivas na infância são 
fundamentais para o desenvolvimento integral das crianças. Essas políticas devem 
garantir o acesso a uma educação que valorize as múltiplas formas de expressão, 
como a arte, a música e a literatura, reconhecendo a importância da criatividade e 
da imaginação no processo educativo. No entanto, a implementação dessas 
políticas enfrenta desafios significativos, variando de acordo com o contexto 
socioeconômico e cultural de cada país. 
Considerando as políticas de infância e a importância das linguagens expressivas na 
formação integral das crianças, complete a afirmação a seguir para que ela seja 
verdadeira: 
 
A implementação efetiva das políticas de infância que promovem as linguagens 
expressivas é crucial para o desenvolvimento integral das crianças, pois estas 
políticas 
 
Alternativas: 
 a) 
dependem exclusivamente do nível de investimento financeiro dos governos 
em infraestrutura educacional, sem considerar a formação de professores e 
a inclusão de currículos culturalmente relevantes. 
 b) 
necessitam reconhecer e integrar as diversas formas de expressão cultural 
e artística das crianças, respeitando seus direitos e fomentando sua 
capacidade de interpretação e expressão do mundo ao seu redor. 
Alternativa assinalada 
 c) 
são eficazes apenas quando limitadas às disciplinas tradicionais do currículo 
escolar, como matemática e língua materna, desconsiderando a arte, a 
música e outras formas de expressão criativa. 
@luana.trabalhosacademicos 
 d) 
devem ser implementadas sem levar em consideração as especificidades 
culturais e sociais das comunidades locais, aplicando um modelo 
educacional uniforme em todos os contextos. 
 
 e) 
focam unicamente na avaliação quantitativa do desempenho acadêmico das 
crianças, subestimando a importância da expressão criativa e do 
desenvolvimento emocional. 
16) 
TEXTO I 
 
A interação entre legislação, políticas educacionais e práticas pedagógicas no Brasil 
evidencia um processo multifacetado, em que a evolução do currículo é 
profundamente influenciada por contextos sociais, políticos e econômicos. As 
teorias críticas e pós-críticas de currículo apontam para a necessidade de entender 
o currículo como um espaço de luta, onde se confrontam visões de mundo e se 
reproduzem ou contestam desigualdades sociais. Este panorama é complexificado 
pela legislação educacional que, em diferentes momentos históricos, tem procurado 
responder às demandas da sociedade civil por uma educação que seja ao mesmo 
tempo inclusiva, democrática e capaz de promover a justiça social. Dessa forma, 
ao considerar a evolução do currículo no Brasil, desde as primeiras legislações 
educacionais até as políticas atuais, observa-se que alinhar as práticas pedagógicas 
com as demandas sociais e os marcos legais é um desafio constante. 
Neste contexto, a implementação de políticas curricularesque visam à equidade e à 
inclusão revela-se como um esforço para 
 
Alternativas: 
 a) 
reforçar a autonomia das instituições educacionais no desenvolvimento de 
currículos que reflitam exclusivamente suas visões e necessidades 
particulares, potencialmente ampliando as disparidades educacionais. 
 b) 
promover a padronização rígida do currículo em todo território nacional, 
ignorando as especificidades regionais e culturais que caracterizam a 
diversidade do país. 
 
 c) 
equilibrar a necessidade de um currículo comum que assegure um padrão 
mínimo de qualidade educacional em todo o país, com a flexibilidade para 
incorporar conteúdos locais e regionais que valorizem a diversidade cultural 
@luana.trabalhosacademicos 
e social brasileira. 
 
Alternativa assinalada 
 d) 
direcionar o foco curricular exclusivamente para competências técnicas e 
profissionalizantes, desconsiderando a formação cidadã e crítica que 
permite aos estudantes questionar e transformar sua realidade social. 
 e) 
promover a padronização com certa flexibilidade do currículo em todo 
território nacional, ignorando as especificidades regionais e culturais que 
caracterizam a diversidade do país. 
17) 
TEXTO I 
 
A importância dos métodos de ensino utilizados em sala de aula constitui um eixo 
vital dentro do amplo espectro da pedagogia e da didática contemporâneas. De 
acordo com o que é exposto no Dicionário de Filosofia, bem como nas análises de 
estudiosos, os métodos de ensino são compreendidos como um conjunto de 
procedimentos meticulosamente organizados, que possuem a capacidade de serem 
repetidos e ajustados, visando sempre garantir a obtenção de resultados 
pedagógicos válidos e efetivos. Esses métodos transcendem a mera aplicação de 
técnicas isoladas; eles representam, de fato, estratégias teóricas que fomentam 
uma interação rica e dinâmica entre os alunos e professores, promovendo um 
ambiente propício à construção ativa do conhecimento. Na prática pedagógica, a 
seleção criteriosa dos métodos de ensino emerge como um desafio complexo, que 
exige do educador não apenas um profundo entendimento das teorias educacionais 
que sustentam tais métodos, mas também uma sensibilidade aguçada às 
necessidades e características particulares dos alunos. Por conta disso, a escolha 
metodológica deve ser informada por uma série de considerações fundamentais. 
Diante da importância dos métodos de ensino na prática pedagógica, complete a 
afirmação a seguir. 
 
É crucial que o professor ao selecionar os procedimentos de ensino considere 
 
Alternativas: 
 a) 
a exclusividade de métodos tradicionais, como a aula expositiva, 
desconsiderando a necessidade de adaptação às diversas formas de 
aprendizagem dos alunos. 
 b) 
@luana.trabalhosacademicos 
a adequação dos objetivos de ensino e aprendizagem, a natureza do 
conteúdo, as características dos alunos, e as condições físicas e temporais 
disponíveis. 
Alternativa assinalada 
 c) 
a adequação dos objetivos de ensino e avaliação, a natureza do conteúdo, 
as características dos gastos das escolas, e as condições físicas e temporais 
disponíveis. 
 d) 
a utilização de uma única estratégia didática para todos os conteúdos, 
independente da sua natureza e da diversidade de perfis dos alunos. 
 e) 
o foco em atividades altamente padronizadas que limitam a participação 
ativa dos alunos e a construção do conhecimento. 
18) 
 TEXTO I 
 
Há uma importância crítica do financiamento adequado para a universalização do 
direito à educação. Apesar dos avanços observados nas últimas décadas, ainda 
existem lacunas significativas que precisam ser preenchidas para garantir o acesso 
e a qualidade da educação para todos os brasileiros. Deve-se considerar os 
mecanismos de financiamento existentes e identificar suas limitações, propondo 
caminhos para aprimorá-los. A organização e financiamento da educação brasileira 
são temas complexos que envolvem uma série de mecanismos e fontes de 
recursos, destacando-se o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação 
Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) como um dos 
pilares. Este fundo, que passou por uma recente atualização em sua legislação, visa 
garantir uma distribuição mais equitativa dos recursos para a educação básica 
pública. O custo de um aluno da rede pública no Brasil é um dado que varia 
consideravelmente, dependendo de vários fatores, como o nível educacional 
(Educação Básica, Ensino Fundamental, Ensino Médio), a localização geográfica e as 
características específicas de cada sistema educacional (municipal, estadual ou 
federal). Baseando-se em dados mais antigos (2014), o custo médio de um aluno 
do Ensino Fundamental nos municípios brasileiros era aproximadamente R$ 5,5 mil 
por ano, enquanto para o Ensino Médio era cerca de R$ 4,5 mil por ano. Essas 
cifras podem dar uma ideia do custo por aluno, mas é importante notar que esses 
valores mudam conforme mudanças na inflação e mudanças nas políticas de 
financiamento da educação. Para fazer uma alocação de recursos que seja capaz de 
manter todos os alunos da rede pública de ensino, é importante investir em 
mecanismos de gestão eficientes que assegurem a aplicação adequada dos 
recursos. Isso porque há uma necessidade de transparência e prestação de 
contas nas políticas de financiamento educacional, uma vez que apenas aumentar 
os investimentos não é suficiente. É crucial garantir que os recursos sejam 
utilizados de maneira adequada, contribuindo efetivamente para a melhoria da 
qualidade da educação. 
Considerando os desafios da organização e financiamento da educação brasileira, é 
essencial que as políticas públicas voltadas para o setor educacional priorizem 
@luana.trabalhosacademicos 
 
Alternativas: 
 a) 
a redução dos investimentos em educação para equilibrar o orçamento 
federal, focando exclusivamente na eficiência administrativa. 
 b) 
a manutenção de um modelo de financiamento estático que não considere 
as mudanças socioeconômicas e as necessidades específicas das diferentes 
regiões do país. 
 c) 
o aumento do financiamento em educação, vinculado a mecanismos de 
gestão transparentes e compreensíveis, para garantir a equidade e a 
qualidade do ensino. 
Alternativa assinalada 
 d) 
a centralização do financiamento educacional na União, de modo a reduzir o 
custo por aluno e gerar mais receitas, afinal, a educação pública deve 
passar a ter como finalidade gerar lucro. 
 e) 
o aumento dos investimentos em educação para equilibrar o orçamento 
federal, focando exclusivamente em escolas de Ensino Médio e diminuindo 
recursos financeiros para a promoção do Ensino Fundamental. 
19) 
TEXTO I 
 
 A história da educação é marcada por profundas transformações que refletem as 
mudanças sociais, políticas e culturais de cada época. Desde as primeiras formas de 
educação informal nas comunidades primitivas até os sistemas educacionais 
modernos, a educação tem se adaptado para atender às necessidades e 
expectativas das sociedades em constante evolução. Ao longo dos séculos, 
filósofos, educadores e reformadores contribuíram com teorias e práticas que 
moldaram o ensino e a aprendizagem. No entanto, a educação também foi palco de 
disputas ideológicas, refletindo as tensões entre diferentes visões de mundo. Um 
aspecto particularmente relevante na história da educação é a luta pelo acesso 
universal à educação, que evidencia as desigualdades sociais e a busca por justiça 
educacional. 
 
Considerando a evolução histórica da educação e seus desafios contemporâneos, é 
possível afirmar que um dos maiores avanços no campo educacional foi a 
 
@luana.trabalhosacademicos 
Alternativas: 
 a) 
implementação da educação presencial, permitindo que indivíduos em 
regiões remotas ou com limitações de mobilidade tenham acesso ao 
conhecimento. Este avanço reflete não apenas uma mudançaparadigmática 
na forma como a sociedade percebe o papel da educação, mas também 
destaca a importância da tecnologia como ferramenta democratizante. 
 b) 
consolidação do ensino baseado em memorização, reforçando o papel da 
repetição e da disciplina no processo de aprendizagem. Este avanço reflete 
não apenas uma mudança paradigmática na forma como a sociedade 
percebe o papel da educação, mas também destaca a importância 
dos métodos tradicionais no desenvolvimento cognitivo. 
 c) 
introdução da educação obrigatória para todos, garantindo que crianças e 
adolescentes de diferentes classes sociais tenham acesso à educação 
básica. Este avanço reflete não apenas uma mudança paradigmática na 
forma como a sociedade percebe o papel da educação, mas também 
destaca a importância das políticas públicas inclusivas. 
Alternativa assinalada 
 d) 
consolidação do ensino baseado em tecnologia, reforçando o papel da 
internet e da disciplina no processo de aprendizagem. Este avanço reflete 
não apenas uma mudança paradigmática na forma como a sociedade 
percebe o papel da educação, mas também destaca a importância de 
professores com formação tecnológica. 
 e) 
adoção de currículos padronizados em âmbito nacional, assegurando que 
todos os estudantes recebam o mesmo conteúdo educacional. Este avanço 
reflete não apenas uma mudança paradigmática na forma como a 
sociedade percebe o papel da educação, mas também destaca a 
importância da uniformidade curricular na equidade de oportunidades 
educacionais. 
 
20) 
 TEXTO I 
 
A Psicologia da Educação é uma área que se dedica ao estudo dos processos de 
aprendizagem e ensino, buscando entender como os indivíduos se desenvolvem e 
aprendem em contextos educativos. Essa área abrange uma ampla gama de temas, 
desde o desenvolvimento cognitivo e emocional até as estratégias de ensino e 
avaliação. A compreensão dos princípios psicológicos aplicados à educação pode 
auxiliar no desenvolvimento de práticas pedagógicas mais eficazes, promovendo 
@luana.trabalhosacademicos 
um ambiente de aprendizagem que atenda às necessidades dos alunos. Isso leva à 
compreensão que a motivação e o engajamento dos estudantes são fatores cruciais 
que influenciam diretamente o sucesso do processo educativo. Por fim, ao integrar 
teorias psicológicas com práticas pedagógicas, a Psicologia da Educação contribui 
significativamente para a transformação dos ambientes de aprendizagem, uma vez 
que envolve a criação de condições que não apenas facilitam a transmissão de 
conhecimento, mas também promovem o desenvolvimento integral do aluno. 
Com base na Psicologia da Educação, avalie as seguintes asserções e a relação 
proposta entre elas. 
 
I. Estratégias pedagógicas que promovem a autonomia do aluno e a aplicação 
prática do conhecimento tendem a aumentar a motivação e o engajamento dos 
estudantes, pois permitem que eles vejam o valor real do que está sendo 
aprendido. 
 
PORQUE 
 
II. A motivação intrínseca, que surge do interesse genuíno do aluno pelo conteúdo, 
é menos importante para o processo de aprendizagem do que a motivação 
extrínseca, gerada por recompensas externas como notas e aprovação dos 
professores. 
 
Alternativas: 
 a) 
 As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não justifica a I. 
 
 b) 
 As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II justifica a I. 
 
 c) 
 A asserção I é uma proposição verdadeira e a II, falsa. 
 
Alternativa assinalada 
 d) 
 A asserção I é uma proposição falsa e a II, verdadeira. 
 
 e) 
As asserções I e II são proposições falsas. 
@luana.trabalhosacademicos 
21) 
TEXTO I 
 
A intersecção entre trabalho e educação é um campo fértil para análises sobre 
como as transformações no mercado de trabalho influenciam as políticas 
educacionais e vice-versa. Num mundo onde a economia se torna cada vez mais 
baseada no conhecimento e na informação, a educação é vista não apenas como 
um meio de preparação para o trabalho, mas também como um elemento 
necessário na formação de cidadãos capazes de atuar criticamente dentro de uma 
sociedade complexa e multifacetada. Este cenário desafia o sistema educacional a 
transcender a tradicional entrega de um conjunto de habilidades técnicas, 
demandando uma abordagem mais ampla, que inclua o desenvolvimento de 
competências sociais, emocionais e éticas. A interação entre trabalho e educação 
sugere uma reflexão profunda sobre como as mudanças tecnológicas e as novas 
configurações econômicas redefinem o conceito de trabalho e, por consequência, as 
habilidades e competências que são valorizadas socialmente. Nesse sentido, torna-
se imperativo que o sistema educacional esteja em constante diálogo com as 
tendências do mercado de trabalho, sem, contudo, perder de vista a sua missão 
fundamental de promover o desenvolvimento integral do ser humano. 
 
Com base na complexa relação entre Trabalho e Educação, avalie as seguintes 
asserções e a relação proposta entre elas. 
 
I. A implementação de políticas educacionais que priorizam exclusivamente as 
demandas imediatas do mercado de trabalho, enfatizando a formação técnica em 
detrimento de uma educação mais humanista, pode contribuir para uma visão 
reducionista do potencial humano, limitando a capacidade de inovação e adaptação 
dos indivíduos frente às rápidas mudanças econômicas e tecnológicas. 
 
PORQUE 
 
II. A valorização de uma educação que engloba tanto competências técnicas quanto 
habilidades socioemocionais e críticas é essencial para formar indivíduos aptos a 
navegar pela complexidade das relações de trabalho contemporâneas, promovendo 
não apenas a adaptação às novas demandas profissionais, mas também o exercício 
pleno da cidadania e a contribuição para uma sociedade mais justa e equitativa. 
A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não justifica a I. 
 b) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II justifica a I. 
Alternativa assinalada 
@luana.trabalhosacademicos 
 c) 
A asserção I é uma proposição verdadeira e a II, falsa. 
 d) 
A asserção I é uma proposição falsa e a II, verdadeira. 
 e) 
 As asserções I e II são proposições falsas. 
 
22) 
 TEXTO I 
 
Na contemporaneidade, o processo de ensino-aprendizagem nas diversas áreas do 
conhecimento - Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, História, Artes 
e Educação Física - enfrenta o desafio de integrar conteúdos tradicionais com 
metodologias inovadoras que atendam às demandas de uma sociedade em 
constante transformação. Este cenário exige dos educadores uma reflexão crítica 
sobre as práticas pedagógicas adotadas, visando não apenas a transmissão de 
conhecimento, mas também o desenvolvimento de habilidades e competências 
essenciais para o século XXI, como pensamento crítico, criatividade, colaboração e 
comunicação. Além disso, a inclusão e a diversidade cultural se apresentam como 
aspectos fundamentais que devem ser considerados na elaboração dos currículos e 
na seleção de metodologias de ensino, desafiando os educadores a promover um 
ambiente de aprendizagem que seja acolhedor e acessível a todos os alunos. 
Considerando a complexidade da integração de conteúdos tradicionais com 
metodologias inovadoras no ensino das diversas áreas do conhecimento, avalie as 
seguintes proposições e assinale a alternativa correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
A implementação de projetos interdisciplinares que envolvam Língua 
Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, História, Artes e Educação 
Física pode confundir os alunos ao diluir as fronteiras entre as disciplinas, 
comprometendo a profundidade do conhecimento em cada área específica. 
 b) 
O emprego de tecnologias digitais no processo educativo deve ser restrito 
às disciplinas científicas e matemáticas, onde os benefíciosde sua aplicação 
são mais tangíveis e mensuráveis, em detrimento das humanidades e 
artes. 
 c) 
A seleção de metodologias de ensino deve priorizar a manutenção rigorosa 
do conteúdo programático tradicional, sem abrir espaço para abordagens 
@luana.trabalhosacademicos 
inovadoras que possam desviar o foco dos objetivos curriculares 
estabelecidos. 
 d) 
A adoção de uma abordagem pedagógica que valorize a inclusão e a 
diversidade cultural nas diversas áreas do conhecimento é essencial para 
criar um ambiente de aprendizagem que promova o respeito mútuo, a 
empatia e a valorização das diferenças individuais e coletivas. 
Alternativa assinalada 
 e) 
A integração de práticas pedagógicas que estimulem o pensamento crítico, 
a criatividade e a colaboração entre os alunos é irrelevante para o 
desenvolvimento de competências relacionadas à comunicação efetiva e à 
resolução de problemas complexos. 
23) 
TEXTO I 
 
A pesquisa educacional desempenha um papel fundamental na compreensão e no 
aprimoramento das práticas pedagógicas e políticas educacionais. Este campo de 
estudo abrange uma ampla gama de temas, incluindo metodologias de ensino, 
avaliação de aprendizagem, gestão educacional, inclusão, tecnologias educacionais, 
entre outros. Ante a isso, considere a situação de que em um recente estudo 
conduzido por um grupo de pesquisadores na área de educação foi utilizada uma 
metodologia que envolvia a observação direta de alunos em sala de aula sem o 
consentimento prévio dos envolvidos ou de seus responsáveis. Além disso, os 
dados coletados foram compartilhados em uma conferência internacional sem a 
devida anonimização das informações, expondo detalhes que poderiam levar à 
identificação dos alunos e de suas escolas. O caso gerou um debate significativo na 
comunidade acadêmica sobre as práticas éticas na pesquisa educacional, 
destacando a importância de seguir rigorosos padrões éticos para proteger os 
participantes da pesquisa e garantir a integridade do processo científico. 
Considerando a situação apresentada, que evidencia uma falta de ética em 
pesquisa educacional, avalie as seguintes proposições e assinale a alternativa 
correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
A observação direta de alunos em sala de aula sem consentimento é 
justificável quando os resultados da pesquisa têm o potencial de contribuir 
significativamente para o avanço do conhecimento na área de educação. 
 b) 
A anonimização dos dados coletados em pesquisas educacionais é uma 
recomendação, mas não uma obrigação, especialmente quando os 
@luana.trabalhosacademicos 
resultados são apresentados em contextos acadêmicos fechados, como 
conferências. 
 c) 
A obtenção do consentimento prévio dos participantes da pesquisa ou de 
seus responsáveis é uma etapa a ser desconsiderada quando se trata de 
observações não intrusivas e que não interferem na dinâmica normal da 
sala de aula. 
 d) 
A importância da contribuição científica de uma pesquisa educacional não 
se sobrepõe às considerações éticas relacionadas à privacidade e ao 
consentimento dos participantes. 
Alternativa assinalada 
 e) 
A importância da contribuição científica de uma pesquisa educacional 
sobrepõe-se às considerações éticas relacionadas à privacidade e ao 
consentimento dos participantes. 
24) 
TEXTO I 
 
Na sociedade contemporânea, marcada por uma complexidade crescente e por 
transformações profundas na sociedade, o papel do professor na educação assume 
uma importância sem precedentes. Ademais, essas mudanças não podem levar a 
situações em que os professores passem a desempenhar papéis para além da 
docência, a qual não foi contratado para ocupar e o que não tem competência para 
desenvolver. O professor com aspecto acolhedor não pode ser acolhedor ao ponto 
de ocupar o posto do professor-psicólogo, por exemplo. O professor deve ser visto 
e respeitado como professor-educador. Tal situação é caracterizada pela perda de 
controle sobre o processo de trabalho desempenhado e pela desqualificação 
profissional por parte da sociedade. 
 
TEXTO II 
 
Em uma escola de ensino médio, um grupo de professores decidiu implementar 
uma nova metodologia de ensino que enfatizava a aprendizagem colaborativa e o 
uso de tecnologias digitais em sala de aula. A iniciativa visava não apenas melhorar 
o engajamento dos alunos, mas também desenvolver habilidades essenciais para o 
século XXI, como pensamento crítico, criatividade e colaboração. No entanto, essa 
mudança gerou um debate entre os docentes sobre as especificidades do trabalho 
docente, incluindo a necessidade de constante atualização profissional e a 
adaptação às novas realidades educacionais. Alguns professores sentiram-se 
desafiados pela nova abordagem, questionando se a identidade docente estaria 
sendo comprometida pela pressão para incorporar constantemente novas 
tecnologias e metodologias. 
Considerando a situação apresentada, que envolve o desafio de implementar novas 
metodologias de ensino em meio às discussões sobre a identidade e as 
@luana.trabalhosacademicos 
especificidades do trabalho docente, avalie as seguintes proposições e assinale a 
alternativa correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
A resistência de alguns professores à implementação de novas 
metodologias e tecnologias é injustificada, dado que a principal função do 
docente é adaptar-se incondicionalmente às demandas contemporâneas da 
educação. 
 b) 
A incorporação de novas tecnologias e metodologias de ensino deve ser 
vista como uma ameaça à identidade docente, pois desvia o foco do 
desenvolvimento de relações interpessoais significativas entre professor e 
aluno. 
 c) 
A atualização profissional e a adaptação às novas realidades educacionais 
são aspectos intrínsecos à identidade docente e deve ser inserida no 
espectro de formação dos professores, especialmente, pelo incentivo a 
formação continuada, para que o professor não desempenhe uma função 
para a qual ele não foi preparado. 
Alternativa assinalada 
 d) 
A implementação de novas metodologias de ensino deve ser evitada em 
escolas em que haja resistência significativa por parte dos professores, 
priorizando-se métodos tradicionais de ensino. 
 e) 
A discussão sobre a identidade docente e a implementação de novas 
metodologias deve ser resolvida pela administração escolar sem a 
participação ativa dos professores, garantindo a uniformidade do processo 
educacional. 
25) 
A cultura surda é um universo rico e complexo, abarcando a vida e a identidade dos 
surdos, assim como o grupo social que formam. A ausência da audição não impede 
a interação linguística, participação social ou expressão cultural. Pelo contrário, 
abre caminhos alternativos para essas áreas. Ao explorarmos mais profundamente 
a realidade surda, seja através da vivência ou estudo, deparamo-nos com uma 
riqueza de elementos culturais intrincados e estimulantes, caracterizados por 
formas alternativas de comunicação e interação. Estes são nutridos e enriquecidos 
nas comunidades surdas, embora ainda sejam pouco compreendidos pelos 
ouvintes. 
Dentro desse contexto, alguns elementos fundamentais da cultura surda merecem 
destaque. A visualidade desempenha um papel central na vida dos surdos, sendo a 
@luana.trabalhosacademicos 
principal forma de perceber e dar significado ao mundo ao seu redor. As línguas de 
sinais, complexas e visuoespaciais, são vitais para a comunicação e são 
reconhecidas como línguas naturais para os surdos. A família desempenha um 
papel crucial, enfrentando questões como aceitação e concepções sobre surdez. 
Além disso, a comunidade surda, composta por surdos e apoiadores ouvintes, as 
associações e organizações, que promovem interação e lutas sociais, também são 
partes essenciais dessa cultura. A literatura surda, as artes visuais, incluindo o 
teatro surdo e as artes plásticas, e as adaptações materiais, como campainhas 
luminosase dispositivos de vibração, demonstram a diversidade e criatividade 
dessa cultura única. 
A partir das informações apresentadas, é correto afirmar que: 
 
Alternativas: 
 a) 
Há elementos que configuram a cultura surda, a exemplo da visualidade e a 
língua de sinais que são imprescindíveis para o desenvolvimento da pessoa 
surda, pois propiciam formas de comunicação efetivas. 
Alternativa assinalada 
 b) 
A comunidade surda é constituída unicamente pelas pessoas com 
deficiências auditivas ou surdez. 
 c) 
Associações ou instituições que se mobilizam para a interação das pessoas 
surdas com as outras têm o papel de garantir apenas a aquisição da língua 
de sinais. 
 d) 
Dispositivos de vibração ou luminosidade representam um prejuízo para a 
pessoa surda, pois prejudicam a possibilidade de oralização. 
 e) 
A família tem um papel importante na educação de uma pessoa surda, uma 
vez que ela precisa ser superprotegida para não correr risco de sofrer 
preconceitos sociais que a incapacitem a ser autônoma. 
26) 
A evolução tecnológica tem impactado diversos setores da sociedade e, em 
especial, a área da educação. As tecnologias educacionais são ferramentas e 
recursos utilizados para auxiliar no processo de ensino e aprendizagem em 
contextos educacionais diversos, nos diferentes níveis - da educação básica ao 
ensino superior - e modalidades de ensino, destacadamente na educação a 
distância. As tecnologias podem tornar a escola e o processo de construção de 
conhecimentos mais atraentes e agradáveis. Atualmente são muitos os tipos de 
tecnologias educacionais disponíveis, cada uma com suas características e 
funcionalidades. Tecnologias de comunicação e colaboração são aquelas que 
@luana.trabalhosacademicos 
permitem a interação entre estudantes e professores, incluindo ferramentas como 
videoconferências, fóruns online, chats e ambientes virtuais de colaboração, em 
tempo real. As tecnologias de aprendizagem online são aquelas que permitem o 
acesso a conteúdos educacionais, por meio da internet, podendo incluir plataformas 
de ensino a distância, cursos online, vídeos educacionais, podcasts e aplicativos de 
aprendizagem. Todos esses recursos podem contribuir para a solução de 
problemáticas do ensino, motivando os estudantes e promovendo resultados mais 
eficazes por meio de suas especificidades: grande quantidade de informações 
disponíveis; combinações de textos, imagens e animações; buscas por palavras-
chave; alterações dos conteúdos de forma rápida e organizada; interatividade; 
adaptação dos conteúdos conforme necessidade; organização de textos de forma 
não sequencial, dentre outros. 
Considerando as informações apresentadas, é correto afirmar que: 
 
Alternativas: 
 a) 
A evolução tecnológica envolve recursos que permitem que os estudantes 
busquem informações e construam conhecimentos, acessando plataformas 
virtuais, sem nenhuma necessidade de intervenção dos professores, o que 
promove muita autonomia. 
 b) 
As tecnologias educacionais digitais envolvem recursos que têm o potencial 
de transformar o processo de ensino e aprendizagem, porém de modo 
superficial, excludente e desmotivador para os estudantes. 
 c) 
Os recursos tecnológicos podem proporcionar uma experiência mais 
dinâmica, personalizada e engajadora para os estudantes, muito embora 
não contribuam para facilitar os processos de aprendizagem. 
 d) 
Nos últimos anos, a evolução tecnológica tem permitido que a educação se 
reconfigure e possa ampliar processos de ensino pautados em atividades 
remotas como aulas virtuais, games, aplicativos e todo tipo de atividades 
que possam ocorrer à distância. 
Alternativa assinalada 
 e) 
São exemplos de tecnologias educacionais: a gamificação, a realidade 
virtual, a inteligência artificial, os materiais concretos, as análises de dados, 
a aprendizagem online e os livros didáticos impressos. 
27) 
Texto 1 
@luana.trabalhosacademicos 
Educação Especial, segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - lei 
9394/96, é a modalidade de educação escolar, oferecida preferencialmente na rede 
regular de ensino para educandos que, por possuírem necessidades diferentes dos 
demais alunos no domínio das aprendizagens curriculares correspondentes a sua 
idade, requerem recursos pedagógicos e metodologias educacionais específicas 
e/ou adaptadas. As diferenças ocorrem em função de altas habilidades, condutas 
típicas, deficiência física motora, visual, auditiva, mental, bem como condições de 
vida material precária. 
 
Texto 2 
Deve haver garantia de atendimento educacional especializado em salas de 
recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou 
conveniados, nas formas complementar e suplementar, a todos (as) alunos (as) 
com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou 
superdotação, matriculados na rede pública de educação básica, conforme 
necessidade identificada por meio de avaliação. 
 
Texto 3 
A resolução nº 2 do Conselho Nacional da Educação e da Câmara de Educação 
Básica (CNE/CEB) define as diretrizes nacionais para a educação especial na 
educação básica, determinando que as escolas do ensino regular devem matricular 
todos os alunos em suas classes comuns, com os apoios necessários. No caso de 
instituições privadas de ensino, esse apoio pode constituir parte do atendimento 
educacional especializado e pode ser realizado em parceria com o sistema público 
de ensino. 
Considerando os textos apresentados, avalie as assertivas a seguir: 
I - Documentos oficiais determinam o direito de todas as crianças a estarem 
matriculadas na rede oficial de ensino regular e, no caso de necessidade de 
atendimentos especializados, pode haver parceria entre o sistema público e 
privado. 
II - Salas de recursos são espaços destinados ao atendimento de crianças com 
transtorno do espectro do autismo que apresentam impossibilidade de frequentar 
as salas regulares. 
III - A Lei de Diretrizes e Bases (LDB) reconhece, como público alvo da Educação 
Especial, as crianças que tiverem diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção e 
Hiperatividade (TDAH) ou Altas Habilidades, diferentemente daquelas que 
apresentam quadros de deficiência intelectual. 
É correto apenas o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I. 
Alternativa assinalada 
 b) 
@luana.trabalhosacademicos 
II. 
 c) 
I e II. 
 d) 
III. 
 e) 
II e III. 
28) 
Os debates sobre os objetivos e funcionamento da escola são recorrentes na 
história da educação, pois estão intrinsecamente ligados aos interesses de grupos e 
às relações de poder tanto em âmbitos nacional quanto internacional. Estas práticas 
educativas também refletem embates teóricos nas ciências humanas e da 
educação, abrangendo objetivos, organização, gestão e condução do processo de 
ensino-aprendizagem. A discordância sobre os propósitos e funções da escola é 
ampliada pela falta de consenso em torno do conceito de "qualidade de ensino", 
manifestando-se em diversas visões no campo progressista. Nas políticas oficiais, 
há uma evidente influência de orientações de organismos internacionais nas últimas 
décadas, impactando concepções de escola, conhecimento e formulação de 
currículos. Recentes estudos destacam que as políticas educacionais, muitas vezes, 
refletem diretrizes de organismos como o Banco Mundial, que promovem a 
institucionalização de políticas de alívio da pobreza, com a escola sendo vista como 
um local de acolhimento e proteção social. Isso frequentemente resulta na 
implementação de um currículo voltado para metas mensuráveis e específicas. No 
entanto, tais abordagens podem desvirtuar o propósito da escola como um espaço 
de formação cultural e científica, levando à desvalorização do conhecimento escolar 
significativo. 
Considerando o texto apresentado, avalie as asserções a seguir e a relação posta 
entre elas.I - A função da escola é um aspecto que precisa ser repensado com muita 
seriedade pela comunidade, numa perspectiva histórica, política, econômica e 
social. 
 
PORQUE 
 
II - Para os organismos internacionais, essa função está restrita aos interesses 
políticos e econômicos, em vez de ser um caminho para uma transformação social. 
 
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta. 
 
Alternativas: 
 a) 
@luana.trabalhosacademicos 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa 
correta da I. 
 b) 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma 
justificativa correta da I. 
Alternativa assinalada 
 c) 
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa. 
 d) 
A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira. 
 e) 
As asserções I e II são proposições falsas. 
29) 
As Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) dizem respeito aos 
dispositivos ou softwares utilizados para facilitar o acesso às informações como: 
computadores, internet, inteligência artificial, smartphones, wi-fi, bluetooth e 
câmeras fotográficas. Atualmente, existe uma relação intrínseca entre a Educação e 
as TICs, pois além de se complementarem, esses campos se tornaram 
indissociáveis. Os recursos tecnológicos tornam os processos educativos facilitados. 
Esses recursos são utilizados para comunicar, acessar e disseminar informações e 
também para produzir conhecimentos, resolver situações-problema, permitindo 
protagonismo individual e trabalho coletivo. Em sala de aula, as TICs propiciam 
leitura de textos em plataformas online; jogos digitais; exibição de filmes e 
produções audiovisuais; criação de murais virtuais; pesquisas de temas; etc. 
Considerando o texto apresentado, analise as afirmações: 
 
I. Com as transformações sociais e a evolução tecnológica, as TICs se tornaram 
imprescindíveis para os processos educacionais. 
II. Dispositivos como notebooks e smartphones não devem ser utilizados em sala 
de aula, pois prejudicam as aprendizagens. 
III. Recursos tecnológicos podem conectar alunos e professores, promovendo 
interatividade e produção de conhecimentos de forma colaborativa. 
 
É correto o que se afirma em: 
 
Alternativas: 
 a) 
I, apenas. 
@luana.trabalhosacademicos 
 b) 
I e II, apenas. 
 c) 
III, apenas. 
 d) 
I e III, apenas. 
Alternativa assinalada 
 e) 
I, II e III. 
30) 
As questões centrais no estudo da relação dos movimentos sociais com a educação 
envolvem a participação, a cidadania e o sentido político da educação. Movimentos 
sociais pela educação abrangem questões de conteúdo escolar, gênero, etnia, 
nacionalidade, religião, deficiência, meio ambiente, qualidade de vida, paz, direitos 
humanos, direitos culturais, dentre outros. Esses movimentos são fontes e agências 
de produção de saberes. Geralmente, esses movimentos surgem da iniciativa de 
grupos que compartilham valores comuns e possuem os mesmos incômodos e 
demandas. Identificadas as similaridades e a necessidade de lutar por mudanças, 
os grupos se unem e formam os movimentos sociais. Podemos identificar diversas 
fontes de demanda na área da educação: o setor formal, composto pelas 
instituições escolares, e o setor não-formal, que engloba práticas cotidianas ou 
atividades estruturadas com o objetivo de formar indivíduos em determinadas 
habilidades, alheias às grades curriculares e certificações tradicionais de níveis de 
ensino. 
Historicamente, as lutas pela educação formal/escolar nem sempre foram 
amplamente visíveis, geralmente ocorrendo entre os profissionais da educação 
através de associações de classe e sindicatos, com métodos tradicionais como 
greves, manifestações e extensas negociações. O foco dessas lutas tem sido 
principalmente o acesso à educação, desde o ensino infantil até o superior. No 
entanto, no século atual, uma nova dinâmica emergiu: manifestações de jovens, 
muitas vezes não ligadas a organizações tradicionais da sociedade civil, 
demandando não apenas acesso à educação, mas qualidade, indo além dos 
discursos políticos e promessas dos dirigentes. 
Considerando as informações apresentadas, é correto afirmar que 
 
Alternativas: 
 a) 
as lutas pela educação formal/escolar representam iniciativas 
desnecessárias, pois os direitos dos cidadãos já estão contemplados nos 
documentos oficiais. 
 b) 
@luana.trabalhosacademicos 
o “Compromisso Todos pela Educação” é um exemplo dos novos 
movimentos sociais na área da educação neste milênio que não tiveram 
grande repercussão. 
 c) 
as demandas educacionais salientadas em movimentos sociais não 
possuem relação com as agendas políticas. 
 d) 
as políticas de cotas e a instituição de programas como o Prouni não 
tiveram visibilidade por não permitirem mudanças significativas. 
 e) 
o “Compromisso Todos pela Educação” é uma coalizão de pessoas do 
mundo empresarial voltadas para o acompanhamento da educação como 
ferramenta para o desenvolvimento do país. 
Alternativa assinalada 
31) 
O Atendimento Educacional Especializado (AEE) é um conjunto de serviços, 
recursos e estratégias pedagógicas que auxiliam no acesso, acompanhamento e 
permanência de alunos com deficiência, Transtornos Globais do Desenvolvimento 
(TGD) e altas habilidades/superdotação na educação básica, conforme estabelecido 
pelo Decreto n° 7611/2011. Este serviço é oferecido de forma complementar ao 
ensino regular, visando atender às necessidades individuais dos alunos. O AEE 
inclui adaptação de materiais didáticos, equipamentos ergonômicos, 
acompanhamento por profissionais de apoio, intérpretes, leitores de telas, 
softwares e outros recursos, como definido pela tecnologia assistiva. É importante 
destacar que o público-alvo do AEE não se limita apenas a crianças com deficiências 
e transtorno do espectro autista, mas também inclui crianças com altas habilidades 
e superdotação. O AEE pode ser realizado em uma sala de recursos multifuncionais 
(SRM), mas também pode ocorrer em outros ambientes escolares, conforme 
necessário. O trabalho do profissional do AEE ocorre em períodos específicos por 
semana, no contraturno, e também envolve um diálogo constante com professores 
e estudantes. Essas práticas devem estar previstas no Projeto Político Pedagógico 
(PPP) de cada escola e ser organizadas em conjunto pelos gestores escolares, 
secretarias de Educação e educadores. A implementação da Educação inclusiva traz 
benefícios não apenas para os alunos com necessidades especiais, mas também 
para todos os estudantes e educadores envolvidos. 
Considerando as informações é correto afirmar que o AEE deve: 
 
Alternativas: 
 a) 
promover a inclusão em instituição especializada e adequada ao tipo 
específico de diagnóstico que o estudante possua. 
 b) 
@luana.trabalhosacademicos 
atender à criança com deficiência, de modo que ela não prejudique os 
demais estudantes da turma. 
 c) 
facilitar o acesso da criança que possui um diagnóstico clínico apenas à sala 
de recursos. 
 d) 
promover a inclusão em salas regulares, dando suporte necessário: 
professor de apoio, materiais adaptados, ações formativas para os 
profissionais, dentre outros aspectos. 
Alternativa assinalada 
 e) 
facilitar a inclusão de estudantes com deficiências físicas ou sensoriais, 
apenas. 
32) 
O transtorno do espectro autista (TEA) pode ser caracterizado por desenvolvimento 
atípico, manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interac?ão 
social, comportamentos repetitivos e estereotipados, além de um repertório restrito 
de interesses. O TEA pode ter múltiplas causas, dentre as quais são destacados 
fatores genéticos e ambientais. Existe uma heterogeneidade na influência de 
evidências genéticas e, sobre as questões ambientais, são relatadas exposições 
a agentes químicos e também carência de ácido fólico, vitamina D, além da 
prematuridade

Mais conteúdos dessa disciplina

  • Relacionados
  • Inteligência Artificial