Buscar

02 06 MAUS TRATOS NA INFANCIA

Prévia do material em texto

Maus tratos na infância 
MAUS TRATOS NA INFÂNCIA 
Notificação compulsória ao conselho tutelar. 
Mais freqüente em âmbito intrafamiliar. 
O paciente/criança não refere diretamente, o profissional da saúde deve estar atento aos sinais indiretos. 
 
TIPOS DE MAUS TRATOS: 
 Negligência e abandono; 
 Abuso físico; 
 Abuso sexual; 
 Abuso psicológico → Síndrome de Munchausen por procuração: Responsável simula doença para benefício 
próprio. 
 
SÍNDROME DE CAFFEY – SÍNDROME DA “CRIANÇA ESPANCADA” 
 Resultado de agressões intencionais. São situações suspeitas: 
 Discrepância entre história e gravidade da lesão. 
 Largo intervalo entre agressão e atendimento médico. 
 Pais respondem evasivamente ou não obedecem orientação. 
 História de trauma divergente em diferentes relatos. 
 História de trauma repetido. Evidência de cicatrizes e faturas consolidadas. 
 Trauma genital ou perianal; Lesões periorais. 
 Lesões bizarras: Mordedura, queimadura por cigarro, marca de corda (lesões circulares de amarração). 
 Ruptura de víscera sem antecedente de trauma grave. 
 
CAI NA PROVA: 
 Hemorragia Retiniana/Hematoma Subdural/Edema Cerebral → Síndrome do bebê sacudido.* 
 Queimaduras não usuais de 2º-3º grau em dedo de luva, marcas de ferro ou ponta de cigarro. 
 Fratura de ossos longos com lesões espiraladas. Ou fraturas bilaterais, como em clavícula. 
 
6 
	MAUS TRATOS NA INFÂNCIA

Mais conteúdos dessa disciplina