Buscar

ATIVIDADE CONTEX DE BIOSSEGURANÇA

Prévia do material em texto

De acordo com o Ministério da Saúde (2010), a biossegurança configura-se enquanto um aglomerado conjunto de medidas e procedimentos fundamentais no tocante à garantia da segurança dos trabalhadores da área da saúde, bem como dos pacientes e de toda a comunidade em geral inseridos em um contexto dos ambientes de saúde. Dessa forma, tendo em vista a importância desse tema, é crucial que os profissionais de saúde estejam atentos e familiarizados com os essenciais aspectos da biossegurança para que haja sucesso e eficiência de seu trabalho quotidiano.
Em primeiro plano, deve-se destacar que é fundamental a adoção de práticas de higiene adequadas, por exemplo, lavagem suficiente e correta das mãos de maneira frequente, o uso de antissépticos e de procedimentos técnicos corretos para garantir uma assepsia e antissepsia eficazes. Ademais, é importante trazer à lume que o uso adequado dos EPIs é de extrema necessidade e importância, haja vista que tais equipamentos são utilizados visando à garantia da proteção de riscos de cunho biológicos, químicos, físicos e também ergonômicos no ato de realização das atividades (MORAIS, 2016).
Outrossim, o uso adequado dos EPIs nos ambientes de saúde é fundamental, pois também assegura a proteção dos profissionais no que se refere à transmissão de doenças infectocontagiosas. Os EPIS mais comuns são as luvas, aventais, máscaras, os óculos e também os respiradores. O uso de tais itens de acordo com cada situação é extremamente significativo e por isso todas as normas de biossegurança devem ser seguidas à risca.
Nesse contexto, outro aspecto bastante relevante da área de biossegurança é o correto descarte dos resíduos provenientes dos serviços de saúde. Os resíduos dos serviços de saúde podem ser classificados de acordo com grupos diferentes com base em suas características específicas de perigo e assim devem ser manuseados e descartados de maneira segura com intuito de evitar ricos à saúde das pessoas bem como ao meio ambiente.
De acordo com o que está supracitado, podemos identificar os grupos da seguinte maneira:
GRUPO A: nele estão inseridos os resíduos infectantes ou que estão contaminados por agentes biológicos, apresentando assim risco potencial de infecção. Exemplo: materiais perfurocortantes, culturas e seus meios, residuais de laboratório.
GRUPO B: Constam no grupo B os resíduos de natureza química a saber: reagentes, medicamentos com prazo de validade vencido, além de produtos químicos destinados a serem utilizados em procedimentos de laboratórios.
GRUPO C: Nesse grupo estão os resíduos de natureza radioativo, por exemplo: materiais usados em procedimentos e ações radioterápicas e os radiofármacos.
GRUPO D: Pertencem a tal grupo os resíduos comuns como os papéis, os plásticos, além de resíduos alimentícios e demais materiais não contaminados.
O desrespeito às normas de biossegurança pode acarretar consequências gravíssimas tanto para os profissionais da área quanto para os pacientes bem como para a comunidade em geral, pois a exposição a tais agentes biológicos, químicos e físicos podem originar acidentes de trabalho, infecções e contaminação ambiental, propiciando assim a propagação de doenças de natureza infecciosa (BUTANTAN, 2016).
A partir do exposto, conclui-se que é essencial que os profissionais de saúde estejam preparados e vigilantes para que as medidas de biossegurança sejam tomadas com base nas normas vigentes, pois ao atender aos protocolos e recomendações estabelecidas a segurança será garantida.
REFERÊNCIAS
BUTANTAN. Guia Prático de Descartes de Resíduos. São Paulo. 1ª edição. São Paulo. Disponível em: https://gestaoderesiduos.ufsc.br/files/2016/02/Butantan_guia_pratico.pdf 
MINISTÉRIO DA SAÚDE (BR). Biossegurança em saúde: prioridade para o Brasil. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.
MORAIS, Yane Marinheiro De et al.. A importancia da biossegurança e utilização de epis no manejo de pacientes na uti. Anais I CONBRACIS... Campina Grande: Realize Editora, 2016. Disponível em: https://editorarealize.com.br/artigo/visualizar/18796 . Acesso em: 17/04/2024 00:12
A saúde mental na carreira profissional configura um fator essencial que certamente exerce influência direta quanto ao bem-estar e ao desempenho dos indivíduos no tocante à sua vida pessoal, acadêmica e de natureza profissional. Subjetivamente falando, aprendi que o cuidado com a saúde mental é demasiadamente importante, assim como também é fundamental o cuidado com a saúde física. Nesse sentido, um dos aprendizados mais significativos que passei a aplicar em minha vida é de que é essencial o estabelecimento de limites saudáveis entre a vida pessoal e a vida profissional, pois assim passamos a buscar meios de equilibrar as responsabilidades e os momentos de descanso e lazer.
Ademais, passei a reconhecer também a necessidade de promoção do gerenciamento de tempo de maneira eficaz. Dessa forma, passei a evitar as sobrecargas e a procrastinação, o que, sem dúvidas, contribui muito quanto à redução da ansiedade e estresse, viabilizando assim a produtividade. Outrossim, passei a reconhecer a imprescindibilidade de lidar com o estresse e com a pressão de maneira saudável, passando a ir a busca de estratégias de apoio emocional sempre que necessário for. Nesse sentido, a prática de atividades físicas, bem como hobbies também são preciosos meios de condicionar um bem-estar mental. 
Além disso, no âmbito profissional, passei a compreender o quanto é importante e positivo a criação de um ambiente saudável e inclusivo, de modo que o respeito, a empatia, o zelo e o apoio de forma mútua sejam valorizados e frequentes. Assim sendo, a prática da comunicação não violenta e aberta, a honestidade e o estabelecimento de metas realistas não só facilitam o reconhecimento do trabalho realizado, assim como também tornam possíveis experenciar situações agradáveis no trabalho e até mesmo na vida pessoal.
Logo, nota-se que a saúde mental na carreira profissional e acadêmica envolve o efetivo cuidado de si mesmo, além do estabelecimento de limites, a busca por apoio sempre que necessário, bem como a criação de um ambiente harmônico, empático e inclusivo. Tais lições são praticáveis em todas os âmbitos da vida e, portanto, são essenciais quanto à promoção do equilíbrio, da felicidade e do sucesso pessoal e também profissional.

Mais conteúdos dessa disciplina