A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
81 pág.
Apostila-UML

Pré-visualização | Página 4 de 18

 Visão de Organização: Esta visão é representada pelos diagramas de instalação ou 
de execução. A visão de organização mostra a organização física do sistema, os 
Visão de Organização Visão de Concorrência 
 
 
 
10 
computadores, os periféricos e como eles se conectam entre si. É executada pelos 
engenheiros de sistemas (programadores, integradores e testers). 
Levantamento de Requisitos 
 
 Entender os requisitos de um problema está entre as tarefas mais difíceis 
enfrentadas por um engenheiro de software. A engenharia de requisitos ajuda os 
engenheiros de software a compreender melhor o problema que eles vão trabalhar para 
resolver. Inclui um conjunto de tarefas que levam a um entendimento de qual será o 
impacto do software sobre o negócio, do que o cliente quer e de como os usuários finais 
vão interagir com o software. A engenharia de requisitos começa com a concepção – tarefa 
que define o escopo e a natureza do problema a ser resolvido. Ela avança para o 
levantamento – tarefa que ajuda o cliente a definir o que é necessário; e depois para a 
elaboração – em que os requisitos básicos são refinados e modificados. À medida que o 
cliente define o problema, ocorre a negociação – quais são as prioridades, o que é 
essencial, o que é necessário? 
 Mas será que é fácil? 
 
 
 
 
 
11 
 
Segundo dicionário da Língua Portuguesa: 
 “Requisito: Condição a ser preenchida necessariamente pelo produto ou serviço.” 
 É uma condição ou capacidade que deve ser alcançada ou possuída por um sistema 
ou componente deste para satisfazer um contrato, padrão, especificação ou outros 
documentos formalmente impostos. 
 Não importa quão bem projetado ou codificado está um programa, se ele for mal 
analisado e especificado desapontará o usuário e trará aborrecimentos ao desenvolvedor. 
 A atividade de levantamento de requisitos é a etapa de compreensão do problema 
aplicado ao desenvolvimento de software. O principal objetivo é que os desenvolvedores e 
usuários do sistema a ser construído tenham a mesma visão do problema a ser resolvido. 
 É de suma importância que antes da escrita de uma única linha de código, seja 
“concluída” a etapa do levantamento de requisitos, vale a máxima que é quase impossível 
concluir esta etapa devido à natureza flexível que os sistemas de softwares exigem. 
 Normalmente os requisitos de um sistema são identificados a partir do domínio do 
negócio. O produto do levantamento de requisito é o documento de requisitos, que declara 
os diversos tipos de requisitos do sistema. O vocabuláriqo utilizado que deve ser utilizado 
neste documento deve ser acessível ao usuário (cliente) do sistema e preferencialmente que 
não possua nenhuma referência à tecnologia. 
 Imagine que um determinado software tenha sido desenvolvido aplicando as 
melhores práticas e técnicas de programação, mas que quando entram em produção os 
usuários não conseguem operá-los, ou não conseguem extrair/trabalhar as informações que 
ele normalmente está acostumado a obter. Então logo eles irão começar a reclamar do 
sistema e em muitos dos casos irão se antepor a utilizá-lo. É para evitar situações como 
essa que a fase de levantamento de requisitos existe. 
 Uma das formas de se medir a qualidade de um sistema de software é através de sua 
utilidade. E um sistema será útil para seus usuários se atender aos requisitos definidos. 
 Portanto, os requisitos devem ser expressos de uma maneira tal que eles possam ser 
verificados e comunicados a leitores técnicos e não-técnicos. Clientes (leitores não-
técnicos) devem entender esses documentos para que possam priorizar o desenvolvimento 
dos requisitos, conforme as necessidades da organização. 
 Não importa qual seja o processo de desenvolvimento utilizado: o envolvimento do 
usuário final no desenvolvimento de um sistema de software é de fundamental 
importância. 
 
 
 
12 
 
 A engenharia de requisitos consiste no estudo de viabilidade do sistema, na 
extração, na análise, na especificação, na documentação e validação de requisitos. O 
produto final do processo de extração de requisitos é um documento de Especificação de 
Requisitos de Software (ERS), que descreve o que o sistema proposto deverá fazer, sem, 
entretanto descrever como o software fará isso. 
Estudo de Viabilidade 
 
 Para todos os sistemas novos, o processo de engenharia de requisitos deve começar 
com um estudo de viabilidade. A entrada para o estudo de viabilidade é uma descrição 
geral do sistema e de como ele será utilizado dentro de uma organização. Os resultados do 
estudo de viabilidade deve ser um relatório que recomenda se vale a pena ou não realizar o 
processo de engenharia de requisitos e o processo de desenvolvimento de sistema. 
 Um estudo de viabilidade é, na maioria das vezes, um estudo breve, direcionado, 
que se destina a responder algumas perguntas: 
 O sistema contribui para os objetivos gerais da organização? 
 O sistema pode ser implementado com a utilização de tecnologia atual dentro das 
restrições de custo e de prazo? 
 O sistema pode ser integrado com outros sistemas já em operação? 
 Preparar um estudo de viabilidade envolve avaliar e coletar informações e preparar 
relatórios. Depois de obtida as informações, as seguintes perguntas devem ser feitas: 
 Como a organização se comportaria, se esse sistema não fosse implementado? 
 Quais são os problemas com os processos atuais e como o sistema ajudaria a 
diminuí-los? 
 Quais serão as contribuições diretas advindas do novo sistema? 
 Essas informações podem ser transferidas para outros sistemas existentes na 
organização e/ou podem ser recebidas de programas já implementados? 
 O sistema requer tecnologia que não tenha sido utilizada anteriormente na 
organização? 
 Quais as compatibilidades que serão necessárias para com o sistema? 
 Entre as fontes de informação estão os gerentes dos departamentos no qual o 
sistema será implantado, os engenheiros de software acostumados com o tipo do sistema 
proposto, peritos em tecnologia, usuários finais do sistema, etc… (stakeholders - qualquer 
pessoa que tenha uma influência direta ou indireta sobre os requisitos do sistema). 
 
 
 
13 
 
 O relatório de estudo de viabilidade pode propor mudanças no enfoque, no 
orçamento e no cronograma e sugerir outros requisitos de alto nível do sistema. 
Processo de Extração de Requisitos 
 
 A tarefa de extração de requisitos não é fácil. As necessidades do usuário mudam à 
medida que o ambiente no qual o sistema funciona muda com o tempo. Além disso, 
frequentemente a ERS e o próprio processo de análise e especificação de requisitos dão 
novas ideias aos clientes sobre as suas necessidades e sobre as funções do sistema. 
Portanto, mudanças nos requisitos acontecem na maioria dos sistemas complexos. Embora 
muitas mudanças sejam devidas às mudanças das necessidades dos usuários, muitas advêm 
da interpretação ou especificação incorreta dos requisitos do sistema. Requisitos 
incompletos, incorretos ou mal entendidos são as causas mais frequentes da baixa 
qualidade, excesso de custo e entrega fora do prazo. 
 Essa tarefa não é encarada com a devida importância durante a maioria dos cursos. 
Normalmente o professor cria a especificação e os alunos sentam-se frente ao computador 
e começam a escrever o programa. Na vida real, isso não acontece. O software a ser 
desenvolvido pode ter escopos e complexidade diversificados e na maioria dos casos não é 
possível sentar à frente da máquina antes de obter mais informações sobre o que o software 
deve fazer, que serão obtidas através da extração de requisitos. 
 A habilidade de empregar um processo sistemático na extração de requisitos é um 
dos conhecimentos imprescindíveis para um engenheiro de software. Pesquisas têm 
mostrado que quase todo o software vendido não satisfaz as necessidades do usuário. A 
engenharia de requisitos, um dos termos utilizados para esse processo,