A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
60 pág.
Algoritmos e Estrutura de Dados (Págs.60)

Pré-visualização | Página 11 de 17

for i:= 1 to 4 do //é o mesmo que para i de 1 ate 4
 read( aluno.nota[i]); //lê a Nota[1] Nota[2] Nota[3] e Nota[4] da 
end. estrutura de dados (registro) aluno
 
Program Leitura; 
uses crt;
type
 tipo_aluno = record
 nome: string[20];
 Nota1: array [1..4] of real; // Primeira nota
 Nota2: array [1..4] of real; // Segunda nota
 Nota3: array [1..4] of real; // Terceira nota
 end;
var
 aluno: array [1..10] of tipo_aluno; //Agora são 10 alunos
 i,j: integer;
 media,soma_medias: real;
begin
 for i:= 1 to 10 do begin
 clrscr;
 Writeln ('Nome do aluno ',i,' :');
 readln (aluno[i].nome);
 soma_medias:=0;
 for j:= 1 to 4 do begin
 Writeln ('Notas do ',j,' Bimestre:');
 readln( aluno[i].nota1[j]);
 readln( aluno[i].nota2[j]);
 readln( aluno[i].nota3[j]);
 media:=(aluno[i].nota1[j]+ aluno[i].nota2[j]+ aluno[i].nota3[j])/3;
 Writeln ('Media do Bimestre:',media:2:1);
 soma_medias:=soma_medias+media;
 end;
 Writeln ('Media do Ano: ',(soma_medias/2):2:1);
 readln;
 end;
end.
_________________________________________________________________________________________
Página - 41 
 Algoritmos e Estrutura de Dados I  
 
Aula Prática
AMBAP - ILA
Para iniciar com a programação, nada mais simples do que utilizar um interpretador que utiliza, ao invés de 
comandos em inglês, comandos em português, como os utilizados até agora. 
No início da parte prática desta disciplina, por motivos didáticos, será utilizado um ambiente de 
programação denominado AMBAP (Ambiente de Aprendizado de Programação). Este ambiente foi 
construído em JAVA e utiliza, na execução dos algoritmos, um interpretador (linguagem) denominado ILA 
(Interpretador de Linguagem Algorítmica), com pequenas modificações.
O AMBAP foi desenvolvido na UFAL (Universidade Federal de Alagoas) e o ILA foi desenvolvido pela 
UNISINOS, São Leopoldo – RS.
Convenções da linguagem utilizada pelo AMBAP
A tabela abaixo especifica as convenções utilizadas pelo AMBAP:
Formatação Indica
Projeto Ambap palavra reservada da linguagem
Projeto Ambap constante
Projeto Ambap expressão obrigatória
Projeto Ambap expressão opcional
Projeto Ambap trecho de código fonte
Operador de Atribuição
A atribuição é uma instrução que permite o armazenamento, em variáveis, dos dados gerados pela execução 
do programa. Sintaxe: <variavel> := <expressao>
O := é utilizado para diferenciar os operadores de atribuição do operando de igualdade (=).
Exemplo:
num := 12
 Estrutura Básica
A estrutura básica de um programa em ILA é a seguinte:
<Declaracao-de-variaveis>
<Declaracao-de-Funcoes>
inicio
 <Bloco-de-Instrucao> 
fim
Inicio e Fim
Indicam ao interpretador o início e fim da função ou de um bloco de intruções no algoritmo principal. Em 
ambas as situações seu uso é OBRIGATÓRIO.
_________________________________________________________________________________________
Página - 42 
 Algoritmos e Estrutura de Dados I  
 
Exemplo:
 // Menor algoritmo em ILA. 
 // -----------------------
 inicio
 fim
 Declaração de Variáveis
Variável é uma identificação dada a uma posição de memória. Utilizada para armazenar dados. Todas as 
variáveis definidas pelo usuário devem ser declaradas separadamente em um bloco especial denominado 
variaveis. Podem ser definidas duas classes distintas de variáveis, simples e compostas.
Variáveis Simples
Sintaxe: 
variaveis 
 numerico <expr1>, <expr2>, ... , <exprN> 
 logico <expr1>, <expr2>, ... , <exprN> 
 caracter <expr1>, <expr2>, ... , <exprN>
Variáveis Compostas
Sintaxe: 
variaveis 
 matriz numerico <expr1>[ <expr2>, <expr3>], ... 
 matriz caracter <expr1>[ <expr2>, <expr3>], ... 
 matriz logico <expr1>[ <expr2>, <expr3>], ...
Exemplo:
// Algoritmo para criar e imprimir um vetor de 100 posições. 
// --------------------------------------------------------- 
variaveis 
 numerico i 
 matriz numerico vet[100] 
inicio 
 limpar 
 para i de 1 ate 3 
 posicionar 10,10 
 escrever "Entre com um numero = " 
 posicionar 10,40 
 ler vet[i] 
 proximo 
 para i de 1 ate 3 
 escrever vet[i] 
 proximo 
fim
 
Falso
Constante lógica de valor FALSO.
 
Exemplo:
// Algoritmo para mostrar o valor de uma constante lógica falsa.
//-------------------------------------------------------------
variaveis 
 logico f 
inicio
 f := falso 
 escrever "constante f = ", f 
fim 
_________________________________________________________________________________________
Página - 43 
 Algoritmos e Estrutura de Dados I  
 
Verdadeiro
Constante lógica de valor VERDADEIRO.
Exemplo:
// Algoritmo que demonstra uma constante lógica verdadeira. 
//-------------------------------------------------------- 
variaveis 
 logico v 
inicio
 v := verdadeiro 
 escrever "constante v = ", v
fim
Operadores
Segue abaixo a lista de operadores da linguagem. A prioriodade é a mesma utilizada nos algoritmos:
Potenciaçäo: ^ Multiplicaçäo: * Divisäo:/ 
Soma:+ Subtraçäo: -
Negação: NAO Multiplicaçäo lógica: E Adiçäo lógica: OU 
Maior: > Menor: < Igual: = Diferente: <> Maior igual: >= Menor igual: <=
Concatenação de Caracteres: +
Exemplo:
// Concatenar dois campos tipo caracter em um terceiro.
// -------------------------------------------------- 
variaveis 
caracter pre_nome, sobrenome, nome 
 inicio 
 limpar 
 ler pre_nome 
 ler sobrenome 
 nome := pre_nome + " " + sobrenome
 escrever "aluno = ", nome
fim
Comandos
Escrever
Exibe no vídeo um texto, o conteúdo de uma variável ou o valor de uma expressão.
ESCREVER <variavel>,<"texto">,<expressao arit.>
Ler
Lê uma entrada do teclado e armazena o dado lido em uma variável.
LER <variavel>
Exemplo:
// Algoritmo para ler uma variável nome, número e imprimir: nome e número.
variaveis 
 caracter nome
 numerico numero
inicio 
 ler nome 
 ler numero 
 escrever "Nome = ",nome," Numero = ",numero
fim
_________________________________________________________________________________________
Página - 44 
 Algoritmos e Estrutura de Dados I  
 
Se
Estrutura que decide entre duas sequências de instruções qual será executada, ou apenas se uma dada 
sequência de instruções será ou não executada.
SE <expressao> ENTAO 
 <bloco-de-instrucoes1...> 
SENAO 
 <bloco-de-instrucoess2...> 
FIM_SE
Faca Caso
Estrutura que decide entre vários blocos de instruções qual aquele que deverá ser executado ou se nenhum 
deles deverá ser executado.
FACA CASO 
 CASO <expressao>:
 <bloco-de-instrucoes1...>
 OUTRO_CASO : 
 <bloco-de-instrucoes2...>
FIM_CASO
Para Proximo
Estrutura que repete a execução de um bloco de instruções um determinado número de vezes.
PARA <variavel> DE <expressao1> ATE <expressao2> PASSO <expressao3>
 <bloco-de-instrucoes> 
PROXIMO
Faca Enquanto
Repete um bloco de instruções enquanto a avaliação de uma expressão fornecida resultar verdadeiro.
FACA ENQUANTO <expressao> 
 <bloco-de-intrucoes>
FIM_ENQUANTO
Declaração de Função
funcao <identificador> ( <parametro...> ) 
 <Declaracao-de-variaveis-Locais>
inicio
 <Bloco-de-Instrucoes>
fim
 
Exemplo:
// Algoritmo para ler um nome usando uma funçäo para imprimi-lo.
variaveis 
 caracter nome
funcao imprime(nome) // parametro = nome 
inicio 
 posicionar 10,10 
 escrever "nome = " , nome 
fim 
//------- INICIO DO ALGORITMO PRINCIPAL ------------- 
inicio 
 limpar 
 escrever "Digite um nome: " 
 ler nome 
 imprime(nome)
fim
_________________________________________________________________________________________
Página - 45 
 Algoritmos e Estrutura de Dados I  
 
Retornar
Especifica qual valor deverá ser retornado pela função.
Sintaxe: 
RETORNAR ( <expressao> )
Comentário:
Uma função pode ou não retornar valores.
Limpar
Limpa