A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
102 pág.
Pascal 2

Pré-visualização | Página 6 de 30

78 
1. Introdução ......................................................................................................................................... 78 
2. Declaração ........................................................................................................................................ 78 
3. Operações com tipo Record ............................................................................................................... 79 
4. O comando WITH .............................................................................................................................. 80 
5. Record dentro de Record ................................................................................................................... 80 
6. Constante Record.............................................................................................................................. 81 
7. Array de Records ............................................................................................................................... 81 
8. Record com Variante ......................................................................................................................... 82 
 
CAPÍTULO XVIII – TURBO DEBBUGER................................................................................................ 84 
1. Definição........................................................................................................................................... 84 
2. Execução Linha-a-linha Usando o Debugger....................................................................................... 84 
 
CAPÍTULO XIX – I/O CHECKING .......................................................................................................... 86 
1. Run-time Error ................................................................................................................................... 86 
 
CAPÍTULO XX – O TIPO TEXT - ARQUIVOS......................................................................................... 87 
1. Introdução ......................................................................................................................................... 87 
2. Arquivos de Dados ............................................................................................................................ 87 
3. Tipos de Arquivos .............................................................................................................................. 87 
4. Declaração e Assinalamento de Arquivos-Texto .................................................................................. 88 
5. Abrindo um Arquivo-Texto.................................................................................................................. 89 
6. Escrevendo Dados num Arquivo-Texto ............................................................................................... 90 
7. Fechando um Arquivo-Texto............................................................................................................... 91 
Apostila de Turbo Pascal 7.0 7 
8. Lendo Dados de um Arquivo-Texto..................................................................................................... 91 
 
APÊNDICE A – ERROS DE COMPILAÇÃO ........................................................................................... 93 
 
APÊNDICE B – ERROS DE EXECUÇÃO............................................................................................... 96 
 
APÊNDICE C – PALAVRAS RESERVADAS .......................................................................................... 97 
 
APÊNDICE D – TECLAS DE FUNÇÃO.................................................................................................. 99 
 
APÊNDICE E – GRÁFICOS NOS PASCAL .......................................................................................... 100 
1. Introdução ...................................................................................................................................... 100 
2. Inicialização da BGI ........................................................................................................................ 100 
1.1. Escrita de um Programa Básico Usando a BGI ........................................................................... 100 
1.2. Trabalhando com Coordenadas ................................................................................................. 101 
1.3. Endereçamento por linha e coluna da tela .................................................................................. 101 
3. Padrões de Preenchimento Pré-Definidos ........................................................................................ 102 
4. Padrões de preenchimento pré-definidos .......................................................................................... 102 
5. Estilos de Linhas ............................................................................................................................ 102 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Apostila de Turbo Pascal 7.0 8 
APRESENTAÇÃO 
 
Algoritmo não é a solução de um problema, pois, se assim fosse, cada problema teria um único algoritmo. 
Algoritmo é um caminho para a solução de um problema, e em geral, os caminhos que levam a uma 
solução são muitos. 
 
O aprendizado de algoritmos não se consegue a não ser através de muitos exercícios. Não se aprende 
algoritmos apenas copiando e estudando. Algoritmos só se aprendem construindo e testando. 
 
 
 
 
"A rocha é imensa e dura. O cortador bate uma, duas, três, dez vezes, 
nenhuma rachadura. Ele dá 100 marteladas, só tirando lascas. Na 
centésima primeira batida, a rocha imensa e dura se parte em duas. O 
cortador de pedras sabe que não foi somente aquela martelada a que 
conseguiu, mas também todas as que vieram antes". 
 
 
"E na próxima pedra, o cortador pode pegar uma ferramenta mais 
apropriada e cortar a pedra mais rapidamente". 
 
 
 
 
Comentários, críticas e sugestões serão muito bem-vindos e podem ser enviados para o email 
giselle@ucam-capos.br. 
 
Home page da disciplina: 
http://www.ucam-campos.br/graduacao/computacao/disciplinas/matriz2/2periodo/tec_prog1/tec_prog1.htm 
 
 
Giselle Teixeira de Almeida 
 
Campos dos Goytacazes, março de 2003. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Apostila de Turbo Pascal 7.0 9 
CAPÍTULO I – INTRODUÇÃO 
 
Este capítulo tem por objetivo dar ao leitor os principais conhecimentos necessários ao aprendizado da 
Linguagem Turbo Pascal. 
 
 
 
 
1. A Linguagem Pascal 
 
A Linguagem Pascal destina-se à programação de computadores. Seu nome trata-se de uma homenagem 
ao matemático e filósofo francês, Blaise Pascal (1623-1662), criador da primeira calculadora mecânica. Esta 
linguagem foi desenvolvida por volta de 1968, por Niklaus Wirth, no Technical University, em Zurique, na 
Suíça, com o objetivo de ensinar aos seus alunos a programar em ALGOL e PLI. Desde então, as 
qualidades da Linguagem Pascal vêm sendo universalmente reconhecidas. 
 
A criação da Linguagem Pascal teve por objetivo a obtenção de uma linguagem simples, capaz de 
incentivar a confecção de programas claros e facilmente legíveis, favorecendo a utilização de boas técnicas 
de programação. Suas características foram criteriosamente escolhidas visando a permitir a obtenção de 
programas confiáveis, modularizados e bem estruturados, processáveis por compiladores compactos, 
eficientes e econômicos. 
 
Sob outros aspectos, a Linguagem Pascal inovou, em relação às linguagens existentes até então, ao 
apresentar e utilizar outros conceitos: criação de novos tipos e subtipos dentro de um programa; 
manipulação de tipos enumeráveis; a estruturação de dados, que permite criar e manipular, além de 
arranjos, também registros, conjuntos e arquivos; a alocação dinâmica de variáveis, com o auxílio de 
ponteiros; declaração de identificadores para constantes: utilização de procedimentos que