A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
475 pág.
LIVRO Aplicativos em PHP

Pré-visualização | Página 20 de 50

foi totalmente 
reescrita por Andi Gutmans e Zeev Suraski, programadores israelenses. Inicia o suporte à orientação 
a objetos e a sua extensibilidade, que atraiu muitos programadores. Rebatizado de PHP: Hypertext 
Processor. Já estava presente em 10% dos servidores web da Internet.
- Versão 4 sai em maio de 2000. Melhora de performance, suporte a muitos servidores web, a 
session, entre outros. Já está presente em 20% dos domínios da Internet.
- Versão 5 sai em julho de 2004. Seu foco principal é a orientação a objetos, que corrije deficiências 
e traz novos e amplos recursos para a orientação a objetos.
Delimitadores do PHP
Para que o interpretador reconheça quando tem que interpretar o script em PHP e quando não, usa-
se delimitadores para que quando os encontre ele interprete corretamente. Quando ele encontra o 
delimitador <?php ele começa a processar como PHP e quando encontra ?> ele pára de processar e 
tudo o mais envia para o browser como está. Existem outros tipos de delimitadores do PHP mas 
estes <?php ... ?> são os recomendados, por serem os mais abrangentes e terem suporte inclusive a 
XML.
Grandes Forças do PHP
- Sua simplicitade é muito importante para o programador que se inicia no PHP.
- Seus recursos atendem ao programador experiente.
- Sua documentação rica em conteúdo e exemplos facilita a solução de problemas, além da busca 
online.
- O suporte de maneira simples à maioria dos SGBDs do mercado atende às necessidades de sites 
dinâmicos com acesso a bancos de dados.
O Que é Possível Realizar em PHP?
- Em sendo uma linguagem de uso geral, podemos realizar praticamente qualquer atividade 
realizada com outra linguagem. Ele roda no lado servidor, como aplicação Web e também roda no 
lado cliente, com o PHP-GTK.
- Existem edições para os principais sistemas operacionais (Linux, BSDs, Windows, Mac OS X, 
etc).
- Suportado pela maioria dos servidores Web, especialmente pelo Apache.
- Bom suporte à orientação a objetos, em especial com a chegada da versão 5.
- Comunicação com Java.
- Suporte aos principais SGBDs do mercado (MySQL, PostgreSQL, Oracle, SQL Server, etc), 
atualmente são mais de vinte os suportados.
http://pt.wikibooks.org/wiki/Aplicativos_em_PHP
Aplicativos em PHP (WikiBooks - democratizando o conhecimento) - Página 118/475
- Suporte a LDAP, IMAP, SNMP, NNTP, POP3, HTTP, COM (em Windows somente), a IRC, 
compressão (gzip, bz2, rar), PDF, GD, Flash, XML, etc..
- TUTORIAL SIMPLES
Para continuar você deve ter um servidor web instalado e com suporte a PHP e, caso queira usar 
bancos de dados, instale um SGBD.
Os arquivos em PHP somente funcionam corretamente no navegador, se estivem no diretório 
reconhecido pelo servidor web, que é o DocumentRoot. Considerando que o PHP e Apache tenham 
sido instalados com o Xampp e que o diretório web seja o default, este fica em:
C:\Arquivos de Programas\Xampp\htdocs
Além disso qualquer script que contenha algo em PHP deve ter a extensão .php para que seja 
corretamente processado pelo Apache.
Criar um arquivo chamado olamundo.php na pasta C:\Arquivos de Programas\Xampp\htdocs, com 
o conteúdo:
<?php echo "Olá PHP!"; ?>
Startar o Apache e abrir no browser assim:
http://127.0.0.1/olamundo.php
Visualizar resultado de script PHP no Browser
Após ter executado o olamundo.php no Browser solicite a visualização do código fonte da página 
exibida.
Veja que nada chega de PHP. O PHP é processado no servidor e envia apenas o resultado em HTML 
para o browser.
Alerta sobre Editores e Processadores de Texto com PHP Para criar scripts PHP evite o uso de 
processadores de texto e de editores como o Bloco de Notas, pois deixam sujeira no código e 
dificultam o salvamento do arquivo.
Preferentemente use uma IDE especializada em PHP, que inclusive tem outros recursos úteis, a 
exemplo do PHPEclipse ou um editor de texto como o freeware Win32pad.
Informações sobre o PHP
Para obter diversas informações úteis sobre o PHP instalado no seu servidor, execute um script com 
a função:
<?php
 phpinfo();
?>
http://pt.wikibooks.org/wiki/Aplicativos_em_PHP
Aplicativos em PHP (WikiBooks - democratizando o conhecimento) - Página 119/475
Checar navegador em uso
if (strstr($_SERVER["HTTP_USER_AGENT"], "MSIE")) {
 echo "Seu navegador é o Internet Explorer!";
} else {
 echo "Seu navegador não é o IE!";
}
strstr - procura substrings.
Teste com echo e print
<?php
// Teste de echo e print
//print "primeiro, ", "segundo"; // Gera erro de parser
echo "primeiro, ", "segundo, ", "terceiro"; //Funciona
// Ou seja, print pode trabalhar apenas com uma string de cada vez e echo com 
várias
?>
print retorna valor enquanto que echo não retorna.
<?php
$print = print "";
echo "Retorno do print: " . $print;
?>
Agora teste esse:
<?php
 $echo = echo "";
 echo "Retorno do echo: " . $echo;
?>
Irá receber um erro fatal (do parser).
- CONFIGURAÇÕES
php.ini
register_globals = off (por questões de segurança)
No Xampp o php.ini traz register_globals ativo por default.
GD, pgsql, mysql e outras extensões que queira usar deverá descomentar no php.ini, seção 
Extensions.
http://pt.wikibooks.org/wiki/Aplicativos_em_PHP
Aplicativos em PHP (WikiBooks - democratizando o conhecimento) - Página 120/475
httpd.conf
Para poder alterar o diretório web default deverá mudar dois parâmetros no arquivo httpd.conf do 
Apache:
DocumentRoot "/opt/lampp/htdocs"
<Directory "/opt/lampp/htdocs">
Os diretórios acima são para a edição for Linux do Xampp. Para o Windows observe que o Apache 
utiliza, não barras, que são utilizadas neste SO, mas sim contra-barras e as vezes contra-barras 
duplas.
No caso queremos mudar o diretório default para /home/www, então alteramos o httpd.conf para 
que fique assim:
DocumentRoot "/home/www"
<Directory "/home/www">
No Windows fica assim:
DocumentRoot "c:/Arquivos de Programas/Xampp/htdocs"
<Directory "<c:/Arquivos de Programas/Xampp/htdocs">
Que devem ficar assim:
DocumentRoot "c:/1www"
<Directory "<c:/1www">
Configuração das extensões suportadas. Altere a linha:
DirectoryIndex index.html index.html.var index.php index.php3 index.php4
Veja que acima configurou-se para perceber inclusive arquivos com as extensões .php3 e .php4.
Caso não fossem incluídas, arquivos com extensão .php3 e .php4 não poderiam ser abertos neste 
servidor.
- Referência da Linguagem
Separador de Instruções
O ponto e vírgula ; é o separador de instruções em PHP (como em Perl e em C).
Sempre que uma instrução terminar devemos digitar um ponto e vírgula (echo "ola"; ).
http://pt.wikibooks.org/wiki/Aplicativos_em_PHP
Aplicativos em PHP (WikiBooks - democratizando o conhecimento) - Página 121/475
Comentários
Em PHP podemos usar 3 tipos de comentários (/* ... */, // e #) mas devemos utilizar somente os dois 
primeiros e o primeiro é o mais eficiente, que é o /* ... */, que veio do C, já que # está em processo 
de obsolescência. Ou seja, devemos usar // ou /* ... */, de preferência este último.
- Tipos de Dados
O PHP suporta os oito tipos primitivos:
- boolean, integer, float e string (básicos) - array e object (compostos) - resource e NULL 
(especiais)
float é sinônimo de double em PHP.
Tipo de Variável
O tipo de uma variável em PHP não é controlado pelo programador, depende do valor da variável e 
é avaliado em tempo de execução. Não é permitido ao programador declarar o tipo de variáveis.
Funções que Retornal o Tipo
gettype
todas as is_type
Casting
(tipo) variavel;
Boleanos
Pode ser TRUE ou FALSE (case-insensitive)
Exemplos
<?php
echo gettype((bool) "")."<br>"; // bool(false)
echo gettype((bool) 1)."<br>"; // bool(true)
echo gettype((bool) -2)."<br>"; // bool(true)
echo gettype((bool) "foo")."<br>"; // bool(true)
echo gettype((bool) 2.3e5)."<br>"; // bool(true)
echo gettype((bool) array(12))."<br>"; // bool(true)
echo gettype((bool) array())."<br>"; // bool(false)
?>
http://pt.wikibooks.org/wiki/Aplicativos_em_PHP
Aplicativos em PHP (WikiBooks - democratizando o conhecimento) - Página