A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
P1 15 09 12

Pré-visualização | Página 1 de 2

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL – 15/09/2012 
 
 
Nome: 
Nº de Matrícula: GABARITO Turma: 
Assinatura: 
 
 
 
Questão Valor Grau Revisão 
1a 2,5 
2a 2,5 
3a 2,5 
4a 2,5 
Total 10,0 
 
Dados 
 
R = 0,0821 atm L mol-1 K-1 
T (K) = T (°C) + 273,15 
1 atm = 760 mmHg 
Vm = 22,414 L mol
-1 
PV = nRT 
Pi = i P 
S = KH P 
1a Questão 
 
O elemento lítio, Li, e o gás nitrogênio, N2, reagem para produzir nitreto de lítio, 
Li3N, conforme representado na equação abaixo: 
 
6Li(s) + N2(g)  2Li3N(s) 
 
a) Calcule o rendimento teórico de Li3N, em gramas, quando 125 g de Li, com 
uma pureza de 95,0%, são colocados para reagir com 65,0 g de N2. 
 
b) Por que as quantidades de produtos formados em uma reação são 
determinadas somente pela quantidade de reagente limitante? 
 
c) Calcule a massa, em gramas, de Li3N obtida a partir de 5,00 g de cada um dos 
reagentes, considerando que o rendimento real (experimental) da reação foi de 
80,5%. 
 
d) Por que o rendimento real de uma reação é quase sempre menor do que o 
rendimento teórico (100%)? 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Resolução: 
a) M(Li) = 6,941 g mol-1 
 M(N) = 14,00 67 g mol-1 
 M(N2) = 28,0314 g mol 
 M(LiN3) = 34,830 g mol 
 
1 mol Li  6,941 g 
 x  125 g 
 x = 18,0 mol Li  100% 
 x  95,0% 
 x = 17,1 mol Li 
 
1 mol N2  28,0134 g 
 x  65,0 g 
 x = 2,32 g de N2 
 
1 mol N2  6 mol de Li 
2,32 mol  x 
 x = 13,9 mol Li 
Então: N2 é o reagente limitante. 
1 mol N2  2 mol Li3N 
2,32 mol  x 
 x = 4,64 mol de Li3N 
1 mol Li3N  34,830 g 
4,64 mol  x 
 
b) O reagente limitante regula a quantidade de produto porque é completamente 
usado durante a reação; nenhum produto pode ser obtido quando um dos 
reagentes estiver indisponível. 
 
c) 
1 mol N2  28,0134 g 
 x  5,00 g 
 x = 0,178 mol de N2 
x = 162 g de Li3N 
 
1 mol Li  6,941 g 
 x  5,00 g 
 x = 0,720 mol de Li 
 
1 mol N2  6 mol Li 
 x  0,720 mol Li 
x = 0,120 mol de N2 
 
Então: Li é o reagente limitante. 
6 mol Li  2 mol Li3N 
0,720 mol  x 
 x = 0,240 mol de Li3N 
1 mol Li3N  34,830 g 
0,240 mol  x 
x = 8,36 g  100% (teórico) 
 x  80,5% (real) 
 
d) Nenhuma reação é perfeita, pois, nem todas as moléculas reagentes formam 
produtos. Reações paralelas podem formar produtos secundários e reduzir a 
quantidade de produto desejada; ou então também nem sempre é possível isolar 
completamente o produto desejado da mistura. Outros fatores que afetam o 
rendimento são condições ambientais (T, P), a pureza dos reagentes, perdas 
durante as etapas de reação e contaminações. 
 
 
x = 6,73 g deLi3N 
2a Questão 
 
Parte A 
A potassa comercial é constituída de hidróxido de potássio, KOH, e impurezas 
inertes. Uma amostra de potassa com massa de 8,3334 g foi dissolvida com água 
pura em balão volumétrico de 500,0 mL. A um volume de 25,00 mL desta solução 
foi adicionado 0,5010 g de ácido sulfúrico, H2SO4 (eq. 1). O excesso de H2SO4 
reagiu exatamente com 40,92 mL de hidróxido de sódio, NaOH, 0,1003 mol L-1 
(eq. 2). 
 
2KOH(aq) + H2SO4(aq)  K2SO4(aq) + 2H2O(l) eq. 1 
2NaOH(aq) + H2SO4(aq)  Na2SO4(aq) + 2H2O(l) eq. 2 
 
a) Determine a porcentagem em massa (% m/m) de KOH na amostra de potassa. 
 
 
Parte B 
b) Determine o volume de uma solução concentrada de H2SO4 98,0% em massa 
(densidade igual a 1,80 g mL-1) necessário para preparar 900,0 mL de uma 
solução de H2SO4 0,200 mol L
-1. 
 
c) Em um laboratório, encontrou-se uma solução de H2SO4 com densidade 1,16 g 
mL-1. Neste caso, podemos afirmar que g mL-1, refere-se a uma unidade de 
concentração? Justifique a sua resposta. 
 
DADOS: 
M (KOH) = 56,11 g mol-1 
M (NaOH) = 40,00 g mol-1 
M (H2SO4) = 98,07 g mol
-1 
 
Resolução: 
 
21TSOH
SOHSOHTSOH
nn)(n
KOHnNaOHn)(n
42
424242


 
 98,07g  1 mol 
0,510 g  
TSOH )(n 42
 
g 98,07
mol 1 x g 0,5010
)(n TSOH 42 
 
TSOH )(n 42
 = 5,109 x 10-3 mol 
1000 mL  0,1003 mol 
40,92 mL  
OHNn a
 
mL 1000
mol 0,1003 x mL 40,92
nNaOH 
 
 
NaOHn
= 4,104 x 10-3 mol 
Pela reação (2): NaOH : H2SO4 
 2 : 1 
 
42SOH
n
 : n1 
 
NaOHn
=2 n1  n1 = 
2
n OHNa
 
n1 = 
mol10 x 2,052
2
mol10 x 4,104 3
3



 
 
n2 = (
42SOH
n
)T – n1= 5,109 x 10
-3 mol – 2,052 x 10-3 mol = 3,057 x 10-3 mol 
 
Pela reação (1): H2SO4 : KOH 
 1 : 2 
 3,057 x 10-3 mol : 
KOHn
 
 
KOHn
= 2 x 3,057 x 10-3 mol = 6,114 x 10-3 mol 
 
 
 
25,00 mL  6,114 x10-3 mol 
500,0 mL  x 
 
 x = 
moL 0,1223
mL 25,00
moL 6,114x10 x mL 500,0 3

 
 
1 mol  56,11 g 
0,1223 mol  
KOHm
 
 
 
g 6,862
mol 1
56,11g x mol 0,1223
mKOH 
 
 
 KOH : Amostra 
6,862 g : 8,3334 g 
 % : 100% % = 
g 8,3334
1100 x g 6,862
 % = 82,34% 
 
b) 
(H2SO4)f 1000 mL  0,200 mol 
0,180mol
mol 1000
 mol 0,200mLx 900,0
n 
 
 dil 900 mL  n 
 
 1 mol  98,07 g 
17,65g
1mol
 g 98,07 x mol 0,180
m 
 
 0,180 mol  m 
 
98,0 %  17,7 g 
18,1g
98,0
 g 17,7 x 100
msolução 
 
100%  msolução 
 
 
1,80 g  1 mol 
mL 10,1
g 1,80
 mol 1 x g 18,1
v 
 
18,1 g  v 
 
 
C) Não, g mL-1 não se refere a unidade de concentração, porque se refere a uma relação 
entre massa da solução e volume da solução. 
3a Questão 
 
Parte A 
Um sistema fechado é constituído pela mistura dos gases hidrogênio, H2, 
nitrogênio, N2, e oxigênio, O2, a uma temperatura de 27 ºC e pressão de 4,0 atm. 
Considere o comportamento ideal para todos os gases. 
 
a) Calcule a quantidade de matéria, em mol, de cada um dos gases considerando 
um volume total igual a 36,5 L e pressões parciais para o H2 e N2 de 2,0 e 1,0 
atm, respectivamente. 
 
b) Calcule a fração em mol do gás H2 na mistura gasosa. 
 
c) Explique o efeito da compressão e resfriamento simultâneos na pressão total 
desta mistura gasosa. 
 
Parte B 
d) A ureia, CO(NH2)2, substância utilizada como fertilizante, é obtida pela reação 
entre o gás carbônico, CO2, e a amônia, NH3, conforme a equação abaixo. Calcule 
a massa, em gramas, da CO(NH2)2 formada pela reação entre 89,6 L de NH3 e 
excesso de CO2, a 0 
0C e 1,00 atm. Considere a reação completa e o 
comportamento ideal para todos os gases. 
 
 CO2(g) + 2NH3(g) 

 CO(NH2)2(s) + H2O(g) 
 
DADOS: 
M (NH3) = 17,0 g mol
-1 
M (CO2) = 44,0 g mol
-1 
M (H2O) =18,0 g mol
-1 
M (CO(NH2)2) = 60,1 g mol
-1 
Resolução: 
 
a) T= 27 ºC + 273,15 = 300 K P= 4,0 atm 
Vt = VH2 + VN2 + VO2 = 36,5 L 
PH2 = 2,0 atm PN2 = 1,0 atm 
PO2? PO2 = 1,0 atm 
PV = nRT 4,0 x 36,5 =n 0,0821 x 300 n total =6,0 mol 
 
Para cada um dos gases: 
nN2 = n O2 1,0 x 36,5 =n 0,0821 x 300 n N2 = n O2 = 1,5 mol 
n H2 2,0 x 36,5 =n 0,0821 x 300 n H2 = 3,0 mol 
 
b) fração em mol do gás H2
 na mistura gasosa. 
x A = 3,0 / 6,0 = 0,50 
 
c) Efeito da compressão e resfriamento simultâneos na pressão desta mistura 
gasosa: 
Considerando a lei dos gases perfeitos combinada: 
PiVi = PfVf 
Ti Tf 
onde Pi = pressão inicial, Vi = volume inicial, Ti= temperatura inicial, 
Pf = pressão final, Vf= volume final, Tf = temperatura final 
Sendo Pi = 4,0 atm, Vi = 36,5 L e Ti = 300 K, tem-se que: 
PfVf= 4,0 x 36,5 
Tf 300 
Pf = 0,49 Tf / Vf 
A compressão aumenta a pressão, mas o resfriamento abaixa a pressão. 
No caso desta mistura gasosa, quando a compressão e resfriamento simultâneos 
obedecerem a relação Tf / Vf igual a 8,2 , a pressão