Livro - Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos 1ed 2002 Sunil Chopra e Peter Meindl

@gestao-da-cadeia-de-suprimentos ESTÁCIO

Pré-visualização

Parcel 
Service (UPS) e a FedEx para enviar os livros aos clientes. Como a Amazon.com ainda não 
se tornou lucrativa, existem várias questões a serem respondidas sobre o uso do canal do e- 
commerce para varejo, no geral, e para a venda de livros, no particular.

Livrarias tradicionais como a Borders ou a Barnes and Noble também começaram a usar 
a Internet como canal de vendas. A Barnes and Noble fundou a Barnes and Noble.com como 
uma empresa separada. As duas cadeias de suprimento, entretanto, dividem depósitos e meios 
de transportes comuns a ambas, uma mudança na estratégia de cadeia de suprimento original 
da Barnes and Noble existente antes da fundação da Barnes and Noble.com.

Podemos levantar diversas questões sobre o modo como a Amazon.com foi estruturada 
e qual a reação das livrarias tradicionais:

1. Por que a Amazon.com está construindo mais depósitos conforme ela cresce? Quantos 
depósitos deveria ter e onde deveriam ser instalados?

2. Que vantagens a venda de livros pela Internet tem sobre as livrarias tradicionais? Existe 
alguma desvantagem nas vendas pela Internet?

3. Por que a Amazon.com estoca best sellers, mas compra outros títulos de seus distribuidores?
4. O canal de vendas pela Internet é mais vantajoso para uma livraria como a Borders com 

pontos-de-venda no varejo ou para um e-business como a Amazon.com?
5. Livrarias tradicionais como a Barnes and Nobles devem integrar o e-commerce à sua ca­

deia de suprimento existente ou gerenciá-lo separadamente da cadeia de suprimento?
6. Para que produtos o e-commerce proporciona mais vantagens? O que caracteriza esses 

produtos?

CAPÍTULO I Compreendendo a Cadeia de Suprimento 2  I

íSeremdamsanto cia Cadete, de Suprimentos 
Sumii Chopra e  IPeter Mlcindl



3í
rs

'ío
s 

R
es

er
va

do
s 

- 
Co

py
rto

h:
 

Pe
er

so
n 

Sc
j^

cs
Ko

n 
- 

97
88

58
7S

I3
24

SC
Â

PG
1 

D
’rs

íto
s 

R
es

ar
ve

do
s 

- 
C

op
yr

ts
ht

 
Ps

sr
so

n 
Eâ

^c
sti

on
 

- 
37

88
38

7§
i8

24
SC

A
F,

0i 
D

irs
ltc

s 
R

es
er

va
do

s 
- 

C
op

yi
 

ES
TA

CI
O 

- 
13 

PÂ
ST

A;
 

11
92

55
 

- 
D

X
TA

A
P

R
C

V
.:

 
10

/6
/2

01
0 

17
:1

1:
39

 
- 

DA
TA

 
GE

RA
.: 

13
/3

/2
01

2 
03

:4
5:

53
 

ES
TA

CI
O 

- 
ID 

PA
ST

A;
 

11
92

55
 

- 
DA

TA
 

AP
RO

V.
: 

Í0
/S

/2
O

1O
 

17
:1

1:
39

 
- 

DA
T.

P A S I A  »  CS
PIIOFESSOR

22 PARTE I Construindo uma Estrutura Estratégica para Análise de Cadeias de Suprimento

1.6 R E S U M O  D O S  O B JETIV O S DE A P R E N D IZ A G E M _____________________

1. Descrição das visões cíclica e push/pull de uma cadeia de suprimento.
A visão cíclica de uma cadeia de suprimento divide processos em ciclos, sendo que 

cada um ocorre na interface entre dois estágios sucessivos de uma cadeia de suprimento. 
Cada ciclo começa com um pedido localizado em um estágio da cadeia de suprimento e 
termina quando o pedido é recebido do estágio fornecedor. A  visão push/pull de uma ca­
deia de suprimento caracteriza processos baseados no tempo que terão para atender a um 
pedido. Os processos pull ocorrem em resposta a um pedido de um cliente e os processos 
push em antecipação aos pedidos.

2. Identificação das três fases decisivas na cadeia de suprimento e explicação do significado 
de cada uma.

As decisões na cadeia de suprimento podem ser classificadas em estratégicas (proje­
to), de planejamento ou operacionais dependendo do período de tempo em que cada uma 
se aplica. As decisões estratégicas estão relacionadas à configuração da cadeia de supri­
mento. Tais decisões refletirão resultados a longo prazo, podendo durar alguns anos. As 
decisões de planejamento abrangem um período que varia de três meses a um ano e englo­
bam decisões como produção, planos, subcontratos e promoções durante aquele período. As 
decisões operacionais se estendem por alguns dias e incluem produção seqüenciada e atendi­
mento a pedidos específicos. As decisões estratégicas definem os limites para as decisões 
de planejamento que, por sua vez, determinam os limites para as decisões operacionais.

3. Discussão sobre o objetivo de uma cadeia de suprimento e explicação do impacto das de­
cisões da cadeia de suprimento sobre o sucesso da empresa.

O objetivo da cadeia de suprimento seria maximizar sua lucratividade total. Lucrati­
vidade da cadeia de suprimento é a diferença entre a receita gerada por um cliente e o 
custo total embutido em todos os estágios da cadeia. As decisões da cadeia de suprimento 
exercem um forte impacto sobre o sucesso ou fracasso de uma empresa porque influenciam 
significativamente tanto a receita gerada quanto o custo embutido. Cadeias de suprimento 
bem-sucedidas gerenciam os fluxos de produtos, de informações e monetário para oferecer 
ao cliente um alto nível de disponibilidade de produtos, mantendo os custos baixos.

Questões para discussão

1. Considere a compra de uma lata de refrigerante em uma loja de conveniência. Descreva 
os diversos estágios da cadeia de suprimento e os diferentes fluxos envolvidos.

2. Por que uma empresa como a Dell, ao tomar decisões, leva em conta a lucratividade total 
da cadeia de suprimento?

3. Exemplifique algumas decisões estratégicas, de planejamento e operacionais que devem 
ser tomadas por uma loja de roupas como a The Gap.

4. Considere a cadeia de suprimento aplicada quando um cliente compra um livro em uma 
livraria. Identifique os ciclos dessa cadeia de suprimentos e a localização da fronteira en­
tre os processos push e pull.

5. Considere a cadeia de suprimento aplicada quando um cliente faz um pedido de um livro 
na Borders.com. Identifique a fronteira entre as fases push e pull e descreva alguns pro­
cessos nelas inseridos.

6. De que maneira os fluxos da cadeia de suprimento afetam o sucesso ou o fracasso de uma 
empresa como a Amazon.com? Dê dois exemplos de decisões na cadeia de suprimento 
que exercem um impacto significativo na lucratividade da cadeia.

Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos
Sumil Ciiopra e Petsr MleSndl



Dl
rsi

ío
s 

R
es

er
va

do
s 

- 
Co

py
rig

ht
 

Ps
ar

so
n 

ic
fc

ca
íto

n 
- 

97
88

58
73

13
24

5C
A

P0
1 

D
í^

êí
ss

 
Rs

se
rv

iic
te

s 
- 

C
sp

yr
gh

t 
Ps

ar
so

n 
Et

iu
cs

tfo
ry

 - 
97

88
58

79
18

24
SC

ÃP
Q

1 
Dü

ret
tos

 
R

es
er

va
do

s 
•• 

C
®

p\
 

ES
TA

CI
O 

- 
ID 

PA
ST

A:
 

11
32

55
 

- 
DÃ

TÃ
 

Â
PR

O
V

.: 
10

/S
/2

01
0 

17
:1

1:
39

 
- 

DA
TA

 
<3

ER
Â=

: 
13

/3
/2

01
2 

09
:4

3:
53

 
IS

”Ã
CI

Q; 
- 

ID 
PA

ST
A:

 
11

S2
55

 
- 

DA
TA

 
AP

K.
OV

,: 
ÍG

/6
/2

01
0 

17
:1

1:
33

 
- 

DA
T

P A S T A D O
PROFESSOR

CAPÍTULO I Compreendendo a Cadeia de Suprimento 2 3

Bibliografia___________________________________________________________________

CHOPRA, S. “Seven Eleven Japan case”. Kellogg Graduate School o f Management, 1995.
FISCHER, Marshall L. “What is the right supply chain of your product?” Harvard Business Review, maio-junho de
1997. p. 83-93.
FULLER, J.B.; Ü’CONNER, J.; RAWLINSON, R. “Tailored logistics: the next advantage.” Harvard Business Review, 
maio-junho de 1993, p. 87-98.
MAGRETTA, Joan. “The power of virtual integration: An interview wilh Dell Computer’s Michael Dell.” Harvard 
Business Review, março-abril de 1998, p.72-84.
QUINN, Francis J. “Reengineering the supply chain: an interview with Michael Hammer.” Supply Chain Management 
Review, 1999, p. 20-26.
ROBESON, James F.; COPACINO, William C. (eds.). The logistics handbook. Nova York: The Free Press, 1994. 
SHAP1RO, Roy D. “Get leverage from logistics.” Harvard Business Review, maio-junho de 1984, p.l 19-127.

Gerenciamento da Cadete de Suprimentos
Sunil Chespra e IPeter íMieintilt



di
re

ito
s 

R
es

er
va

do
s 

- 
Ca

py
rlg

fâ
 

Ps
sr

so
n 

St
íu

ca
lis

rí
 - 

97
8S

58
7S

I8
24

SC
Ã

PÜ
3 

Df
re

fto
s 

R
es

er
va

do
s 

- 
Co

s>
yr

*g
fct

 
Pe

er
so

n 
Ed

yc
at

io
n 

- 
97

88
58

79
I8

24
6C

Â
P0

3 
Di

re
ito

s 
R

es
er

va
do

s 
- 

C
op

yi
ES

TA
CI

O 
- 

ID 
PA
Aline Peandresan fez um comentário
  • Nossa muito bacana!!! tenho prova amanhã e não tinha recebido a apostila ainda,ainda bem que consegui baixar aqui!
    • 0 aprovações
    Daniela Fagundes fez um comentário
  • Não tem as respostas destas questões da pagina 29??
    • 0 aprovações
    Carregar mais