A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
59 pág.
Apostila_Introdução à Criminologia

Pré-visualização | Página 1 de 15

1/59 
 
Introdução à Criminologia 
 
 
 
Índice 
 
Apresentação 02 
 
Contextualização 02 
 
Relevância 02 
 
Bibliografia 03 
 
Avaliação 05 
 
Aula 1 – Introdução ao estudo da criminologia 06 
 
Aula 2 – História da Criminologia 12 
 
Aula 3 - Teorias sociológicas do crime 19 
 
Aula 4 - Teorias sociológicas do crime II 27 
 
Aula 5 - Movimentos contemporâneos de política penal 36 
 
Aula 6 - Introdução ao estudo da Vitimologia 52 
 
Trabalho final 58 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2/59
 
 
 
Apresentação: 
 
Você esta iniciando a disciplina Introdução à Criminologia. Esperamos que esse estudo 
possa contribuir para sua formação como profissional da área de Segurança Pública ou 
como estudioso do assunto. 
 
A proposta dessa disciplina é apresentar as principais correntes do pensamento 
criminológico. Inicialmente serão trabalhados os conceitos principais da criminologia 
clássica de Beccaria no século XVIII, logo após destaca-se o início dos estudos científicos 
sobre o perfil do criminoso de Lombroso e a sociologia criminal americana que inovou na 
metodologia utilizada, como também nas diferentes abordagens propostas. 
 
Em seguida serão analisadas as tendências que hoje permeiam os debates na 
criminologia contemporânea: a contração do direito penal e redução ou abolição das 
penas e em sentido oposto, a maximização do direito penal e das formas punitivas do 
Estado. Por fim a vitimologia será estudada como um novo caminho de redução dos 
processos de vitimização, como também prevenção do crime, a partir das pesquisas que 
hoje revelam o perfil e as formas de vitimização mais comuns na sociedade brasileira. 
Esperamos que esses estudos e pesquisas que você passa a conhecer, possam contribuir 
de fato para sua melhor compreensão dos problemas relacionados à violência, à 
criminalização e à criminalidade na sociedade brasileira, e mais ainda, que estimule a 
produção acadêmica e cientifica em diferentes regiões do país, permitindo assim maior 
troca entre os pesquisadores brasileiros. 
 
Contextualização: 
 
A disciplina Criminologia será neste curso estudada em diferentes contextos históricos. 
Sua origem tem início com os pensadores Iluministas (Ocidentais) do século XVIII e até 
os dias de hoje produz diferentes interpretações e possibilidades de discutir os fatores e 
atores envolvidos com os conflitos sociais. 
 
Relevância: 
A disciplina Criminologia é de fundamental importância para a formação do profissional e 
estudioso da área de Segurança Pública, pois permite uma análise das diferentes 
variáveis envolvidas com o fenômeno da criminalidade, além de permitir uma 
compreensão maior das questões sociais, políticas, econômicas e culturais da sociedade 
brasileira que estão associadas às diferentes formas de violência e manifestação do 
conflito. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
3/59
 
 
BIBLIOGRAFIA BÁSICA 
ANITUA, Gabriel Ignácio. História dos pensamentos criminológicos. Rio de Janeiro: 
Revan / ICC, 2008. 
BARATTA, Alessandro. Criminologia crítica e crítica do Direito penal: introdução à 
Sociologia do direito. Rio de Janeiro: Revan, 1997 
BECCARIA. Dos delitos e das penas. São Paulo: Martins Claret, 2003. 
BELLI, Benoni. Tolerância Zero e a democracia no Brasil: visões da segurança 
pública na década de 90. São Paulo: Perspectiva, 2004. 
BITENCOURT, Cezar Roberto. Falência da Pena de Prisão. Rio de Janeiro: Saraiva, 
2004. 
DORNELLES, João Ricardo W. Conflito e Segurança. Entre pombos e falcões. Rio de 
Janeiro: Lumen Júris. 2003 
DOTTI. René Ariel. Bases e Alternativas para o Sistema de Penas. São Paulo: 
Revista dos Tribunais, 1998. 
GARCIA -PABLOS Molina. Antonio e Gomes. Luis Flavio. Criminologia. São Paulo: 
Revista dos Tribunais. 2002. 
 
SHECAIRA, Sergio Salomão. Criminologia. São Paulo: revista dos Tribunais, 2004. 
 
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR 
 
CARVALHO, Salo. Pena e Garantias. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 2003. 
COELHO, Edmundo Campos. A Oficina do Diabo e outros estudos sobre 
criminalidade. Rio de Janeiro: Record, 2005. 
 
HOLLANDA, Cristina Buarque de, Polícia e Direitos Humanos. Política de Segurança 
Pública no primeiro governo Brizola (Rio de Janeiro: 1983-1986). Rio de Janeiro: 
Revan , 2005. 
 
MISSE, Michel. Crime e Violência no Brasil Contemporâneo. Estudos de sociologia 
do crime e da violência urbana. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2006. 
 
PINTO, Nalayne Mendonça. Penas e Alternativas: Um estudo sociológico dos 
processos de agravamento das penas e de despenalização no sistema de 
criminalização brasileiro (1984-2004).Rio de Janeiro: UFRJ, PPGSA, IFCS, 2006. 
 
PASSETTI, Edson. Curso Livre de Abolicionismo Penal. Rio de Janeiro: Revan, 2004. 
 
THOMPSON, Augusto. A questão penitenciária. Rio de Janeiro: Forense, 2002. 
 
___________________. Quem são os criminosos. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 1998. 
 
 
 
 
 
 
 
4/59
 
 
 
 WACQUANT, Loic. As prisões da Miséria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003. 
 
 WACQUANT, Loic. Punir os Pobres. Rio de Janeiro: Revan, 2001. 
 
WAISELFISZ, Jacobo Julio - Mapa da violência IV: os jovens do Brasil. Disponível 
em: http://www.brasilia.unesco.org/publicacoes/livros/mapaiv. Acesso em 4 de 
novembro de 2008. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
5/59
 
 
Avaliação 
 
Em todas as disciplinas da pós-graduação online existem: 
 
Avaliação formativa 
Não valem ponto, mas são importantes para o aprofundamento e fixação do conteúdo: 
 
 Atividades de fixação: são atividades de passagem, presentes 
dentro das aulas; são testes contextualizados ao conteúdo 
explorado. 
 Exercícios de autocorreção: questões para verificação da 
aprendizagem; são essenciais, pois marcam a sua presença em 
cada aula; 
Avaliação somativa 
Formam a sua nota final nesta disciplina: 
 Temas para discussão em fórum: aprofundam e atualizam os temas 
estudados em aula, além de ser um espaço para tirar suas dúvidas. Sua 
participação vale ponto; 
 Prova em data especificada no calendário acadêmico do curso, que será 
realizada no seu Pólo; 
 Trabalho final da disciplina: O texto deve ser digitado em folha A4, letra 
arial ou times new 12, entre linhas 1,5. Desenvolver o tema em até 2 
laudas. Ao utilizar as citações diretas dos autores, não esquecer de colocar 
a referência, ex (SOUZA, 2008, p. 67). De mesma forma ao fazer 
paráfrase do autor coloque seu nome seguido do ano. Ex: Segundo Souza 
(2008) a criminologia... 
Colocar ao final do trabalho as referências consultadas conforme o modelo 
de bibliografia que consta da bibliografia geral do curso. 
 
Tema: No que consiste a Vitimologia (seu objeto e suas finalidades)? 
Podemos falar de vitimização de “grupos sociais” no Brasil? (Dê exemplos 
e analise casos de vitimização no Brasil) 
 
Orientações sobre a realização do trabalho podem ser obtidas com o professor on-line no 
Fórum de Discussão , no tópico Orientações do Trabalho. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
6/59
 
 
Aula 1: Introdução ao estudo da criminologia 
 
Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: 
1) Explicar os fundamentos da disciplina criminologia; 
 
2) Compreender os objetos de pesquisa da criminologia; 
 
3) Iniciar o estudo da Teoria do controle social e da Teoria Utilitarista. 
 
Estudo dirigido da aula: 
 
1. Leia o texto condutor da aula. 
2. Participe do fórum de discussão desta aula. 
3. Realize a atividade proposta. 
4. Leia a síntese da sua aula. 
5. Leia a chamada para a aula seguinte. 
6. Realize os exercícios de autocorreção.