O livro e o designer II - como criar e produzir livros
258 pág.

O livro e o designer II - como criar e produzir livros


DisciplinaProjeto de Editoração10 materiais276 seguidores
Pré-visualização50 páginas
2a edicão 
, 
Rosa ri 
Andrew Haslam 
\u2022 \u2022 
I 
Como criar e produzir livros 
Tradução 
Ju I ia na A. Saad e Sergio Rossi Fi I h o 
2a edição 
Rosa ri 
I 
O que é um livro? 
1 Passado, presente e futuro 6 
2 Criando um livro 13 
3 Abordando o design 23 
Manufatura 
12 Pré-produção 172 
13 Papel 19 1 
14 Engenharia do papel 200 
15 Impressão 21 0 
16 Encadernação 2 19 
A paleta do designer de livros 
4 Formato 30 
5 Grades 42 
6 Pa leta tipográfica 71 
7 Tipo 86 
Material adicional 
Preparando o estilo do texto 240 
Leitura complementar 249 
Glossário 251 
, 
lnd ice 253 
Tipografia e imagem 
8 A estrutura ed itor ial 101 
9 Comunicando 
por meio da imagem 11 O 
10 Layout 140 
11 Capas e sobrecapas 160 
Créd ito das imagens, agradecimentos 256 
Texto e design © 2006 And rew Haslam 
Publicado em 2006 por Laurence King Publish ing ltd. 
Título original Book Design 
Editores 
Ariovaldo Capano 
Rosa Maria Abad Capano 
Claudio Ferlauto 
Revisão 
Ira Nopaca 
Tradução 
Juliana A. Saad e Sérgio Rossi Filho 
Design e diagramas do autor 
Front ispício 8/ago des ign de Gordon Davey 
Fotografias Mart in Slivka 
Design no Brasi l QU4TRO Arquitetos SP 
Dados Internacionais 
de Cata logação na Publicação- CIP 
Câmara Brasilei ra do Livros, SP, Brasi l 
Haslam, Andrew 
O l ivro e o designer li - Como cria r e produzir 
l ivros/Andrew Haslam; t radução Jul iana A. Saad 
e Sérgio Rossi Filho 
- São Paulo: Edições Rosari, 2007 
Título original: Book Design 
1. Livros - Design - Manuais I. Titulo 
06· 7380 · CDD-686 
Índices para catálogo sistemát ico: 
l. Livros : Design: Criação e produção de livros 686 
ISBN 1 a edição 978·85-88343-46-7 
ISBN 23 edição 978·85-88343-10-8 
23 edição em julho de 2010 
Esta ed ição contempla as alterações em nosso idioma 
conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa 
em vigor desde janeiro de 2009. 
[20 10] 
Todos os d ireitos desta edição reservados 
a Ed ições Rosa ri Ltda. 
Rua Apeninos 930 5° con junto 5 1 
04104 020 São Paulo SP Brasil 
Tel 55 11 5571 7704 
55 11 5575 7760 
edirosari@uol.com. br 
:tWW.rosari .com. br 
Impresso na China 
_ ue é um ivro? 
Passado. presente e futuro 12t~""',i0_:~ 
<'-. 
o 
> 
o 
O que é um livro? 
O livro é a forma mais antiga de documentação; ele registra o conhecimento, as ideias 
e as crenças dos povos e sua história está intimamente ligada à história da humanidade. 
Nesta primeira parte iremos examinar brevemente suas origens; considerar definições 
do que seja um livro; analisar como ele é criado e identificar as várias funções 
dentro da indústria editorial; esclarecer alguns dos termos usados para descrever 
os componentes físicos de um livro; e, por fim, discutir as várias maneiras de fazer 
design de livros. 
Passado, presente e futuro 
Os livros têm uma longa história que se desdobra há mais de quatro mi l anos; este 
capítulo irá apresentar um breve vislumbre de suas origens remotas. Vamos examinar 
os termos relacionados ao livro, isso nos dará, além de uma perspectiva histórica, uma 
compreensão mais profunda sobre ele próprio. 
As origens do I ivro 
A palavra &quot;book&quot; deriva-se de uma velha palavra inglesa bok oriunda de &quot;beech tree&quot; 
(faia, tipo de árvore). Em português a palavra livro deriva-se do latim líber. Os saxões 
e os germânicos usavam as tábuas de faia para escrever, sendo a definição literal de um 
livro &quot;tábua para escrita&quot;. O termo códex, usado para se referir aos livros ancestrais, 
como, por exemplo, os manuscritos bíblicos, tem origens similares. O termo caudex , 
é a versão em latim para &quot;tronco de árvore&quot;, de onde se tiravam as tábuas que serviram 
como superfkie de escrita. Quando nos referimos às folhas de um livro, estas nos 
remetem ao material orgânico da superfície de escrita usada pelos antigos estudiosos 
egípcios - as largas folhas planas das palmeiras egípcias eram usadas para esse fim. Mais 
tarde, com o advento do papiro, seus talos foram triturados, entrelaçados c secos, 
formando uma superfície adequada à escrita, portanto, apta a receber tinta. 
Podemos dizer que os primeiros designers de livros foram os escribas egípcios, que 
redigiam seus textos em colunas e já faziam uso de ilustrações. A escrita egípcia não era 
apresentada na forma de livro como o conhecemos, mas em rolos -as folhas de papiro 
eram coladas umas às outras e enroladas em forma de cilindro que chegava a medir 
até 20m de comprimento. O papiro continuou sendo usado em todo o mundo antigo 
como o principal suporte de escrita, embora amostras de escritas egípcias, gregas 
c romanas também tenham sido encontradas ern couro e peles secas de animais. 
' Foi provavelmente Eumênio li, rei de Pérgamo (197-158 a.C.) , na Asia Menor, quem 
primeiro pesquisou o uso de peles de animais como uma alternativa ao papiro, que teve 
sua exportação proibida por Ptolomeu Epifânio, de Alexandóa. Os sábios do reino 
de Pérgamo produziram uma pele de animal (carneiro) com dois lados, que após ser 
esticada em um caixilho, era secada, branqueada com giz e, então, polida e alisada com 
pedra-pomes. Daí a origem do pergaminho, de membrana pergamena, per,Rantenu.rn . 
As origens do códice de pergaminho encadernado podem estar ligadas às antigas 
práticas gregas e romanas de conectar, ao longo de uma das margens, blocos de madeira 
cobertos por cera. As propriedades materiais do pergarninho propiciaram o 
desenvolvimento do códex. O pergaminho era feito em tamanho maior que o frágil 
papiro e aceitava ser dobrado sem se danificar. O códex propiciou o fim da tradição 
do rolo de papiro; a partir dele as folhas podiam ser ligadas borda com borda, dobradas 
c depois empilhadas e atadas ao longo de uma das margens. A dobra das grandes folhas 
de pergaminho ao meio criou dois fólios (do latimfoliu termo usado atualmente para 
se referir ao número das páginas de uma publicação); quando se continuou a dobrar a 
\u2022 
PIOllOtaUÍi.qUÍ roiiõni ãtiqur ttâfiil< 
rionf rt)roiDriÔni5 nufruit-afimro rt 
nlír!n ín rfr lldln rr nrru omm upm; 
Jnliinvum5:ilum aurillurrfmr fatie 
IjUr mmua allttfurtant:aur fupflua 
quF!J) iuuularrrronfollrr: rr ma~mr 
11ur ruangrlillarü rr apollolorü nu~ 
plincipitJ u'ã~-
rt mram. beta- aumn ttat manta tt 
uanun mrrlirr rratttfupTarlê abiifr. 
n fiúntuSnüi fmtianit fuprr.mru as. 
D't1ittu nrua.jiar lu~.lft fadar lu~. 
1fr ninrr nrus lurrm tp rlfu bonn: rr 
ilíuiftt 1umn a rmrl:mtHlwrflaulrq; 
&quot; . ... ~ 
pt[rnr nm ar nodi:lllfuíllrM lumn 
ar ttndttaa. ftuillir !Pixp di'rr b:mü: 
rr faàii i ur[p rcr tt m anr ll irs 1111 art9. 
})i,nt rnam nrun. ~ronurant aqur 
rrpnlr animr oiurutl!! rr uolârilr fup 
trttam: rub ftmtamfro rrli.Lmntmu 
11tue rrcr gmnllia-rr umnê anim.ã J.Ü, . 
. . 
. doriraa pramutgauit.~u quib3 mf. 
ta llr uttm tdlammro lrgimus qur í 
nofuuHaniribun non l)abmrur: ur 
rll íl I u tHt rqipro u o raul ftl ru mrú: 1 
quoníã n~aimun unrâbírur: rr ui\u2022 
llebum in qur ropun.müc:l flu mina 
neurnrrc Eius flumr a que uiur:1 que 
ncc o duo uioir ncc nu rio. aullíuir nrc 
in ror 4ominin nfcmnír que prcrara\u2022 
ui r nlligmribuG ff: 1 multa ahn que 
propriú finranmn lHftllmmr. '(lntrt> 
rourmun rrno roa ublqrrfmprarur: 
rr rum llircrr non porucritir:llE hbrie 
lJrbraidn proftcam9. @rimü tríl'ltna· 
uiü rfrin ofre·frrüllum inyfaia-rrtriü 
i ~arqarín-tiunrtú in,pun'bije-!illírü 
rquein yfain :rv muln inuorãrro llp}· 
mfo.q trlícamfra fntani':lqibcraaur. 
niaa libría nut&ricia pfttür.!aufns 
nroria nõ rll mrü C[lllncte. 'lfur.ri pm\u2022 
ormi fmtü llirür rffr rõftlio: m pro lo\u2022 
mrua nní? r.ri rulrorrrifi npuil l};lmaf 
nupFcflliuiníralfromjil}rnllctct: qli 
mnamr inrirco fanruãr quia in pfa, 
touinougma ranrcr uíttbnt. })m'iq; 
ubirúq1 facraru ali!jll frriprura trilar 
nr prm ftli o 1 f11iriru ffícto a ut fllirrr 
inrrrprari für aurritiiino raruttiir: ut 
rrrrgi fanUarmr:
Fabricio
Fabricio fez um comentário
Consigo baixar para a máquina?
0 aprovações
eduardo
eduardo fez um comentário
Muito obrigado! ótima resolução!
0 aprovações
Andrea Giordana
Andrea Giordana fez um comentário
Livro Digitalizado, 256 páginas. Boa resolução, você consegue ler perfeitamente. Vale muito a pena baixar.
1 aprovações
Acilon
Acilon fez um comentário
Livro muito bom. Vale a pena baixar.
5 aprovações
Carregar mais