A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Hunt - David Ricardo

Pré-visualização | Página 1 de 12

5
DAVID RICARDO
DavidRicardo(1772-1823)erafUhodeumricocapitalistainglês,quetinhafeitofor-
tunanabolsadevalores,apóstermigradodaHolandaparaaInglaterra.OjovemRicardo
tevemaisêxitoaindanabolsadevaloresdoqueseupai,tendo-setransformadonumho-
memmuitoricoantesdos30 anosdeidade.Em 1799,leuA RiquezadasNações,de
AdamSmith,e,desdeentão,atésuamorte,passouo tempoestudandoeescrevendosobre
questõesdeEconomiaPolíticaeaumentandosuafortuna.~deaceitaçãogeralconsiderá.
]0 o teóricomaisrigorosoentreoseconomistasclássicos.Suacapacidadedeconstruirum
modeloabstratodecomofuncionavao capitalismoedelededuzirtodasassuasimplica-
çõeslógicasfoi insuperável,emsuaépoca.Alémdisso,suateoriaeconômicaestabeleceu
umestilodemodeloseconômieosabstratosededutivosquevêmdominandoateoriaeco.
nômicaatéhoje.ComoAdamSmith,eledeveriaexercerumapoderosainfluênciatanto
sobreo marxismoradicalquantosobreastradiçõesneoclássicasconservadorasdateoria
econômicaemtodoo restantedoséculoXIX e noséculoXX. Ele foi, inquestionave].
mente,umdoscincoouseiseconomistasquemaisinfluenciaramaépocaatual.
ViveunamesmaépocaturbulentaqueMa]thuse,comoeste,foi influenciadopela
Revo]uçãoFrancesa,pelaRevoluçãoIndustrial,pelacrescenteinquietaçãodaclasseope-
ráriae a lutaentreoscapitalistaseosproprietáriosdeterrasingleses.Suaopiniãosobrea
classeoperárianãoeraessencialmentediferentedadeMalthus.Ricardoaceitoua teoria
dapopulaçãodeMalthusesuasconclusõesquantoànaturezaeàscausasdapobrezados
trabalhadores.Escreveuoseguinte:
Ficosatisfeitoporter,agora,aoportunidadedeexpressarminhaadmiraçãopeloEnsaiosobrea
População,doSr.Malthus.Osataquesdosoponentesdestagrandeobrasóserviramparaprovar
suagrandeforça,eestouconvencidodequesuafamasedifundirácomo cultivodaCiência,por
elatãovalorizada.I
Ricardofoi,porém,uminimigointelectualdeMalthusavidatoda,emborafosseseu
amigopessoal.A principalquestãosocialemquesuasopiniõesdiferiamerao conflitoen-
tre os capitalistase osproprietáriosdeterras.Ricardosempredefendiaosinteressesda
classecapitalista.Asprincipaisquestõesteóricasemquesuasidé~asdiferiameramateoria
dovaloreateoriadasuperproduçãodeMalthus.
A TEORIA DARENDAE DOLUCRO
.Em suaintroduçãoà obraPrincipies01PoliticaiEconomyandTaxation,Ricardode.
fmiuo queeleviacomooproblemacentraldaEconomiaPolítica:.
RICARDO,David.ThePrincipieso[PoliticalEconomyandTaxation.Londres,Dent,1962.p.
272.Estaéa principalobradeRicardosobreteoriaeconômica.Foi publicada,pelaplllllclravez,em
1817;apareceuumasegundaedição,em1819,eumaterceira,em1821.A ediçA'opublll'ldnpolaDcnt,
aquicitada,é umareimpressãodaterceiraedição.
110
. O produtodaterra- tudoo queé retiradodesuasuperfíciepeloempregoconjuntodo trabalho,
dasmáquinase docapital- é divididoentretrêsclassesdacomunidade,a saber:oproprietário
daterra,o donodo capitalnecessárioparao seucultivoe ostrabalhadoresqueentramcomo
trabalhoparao cultivodaterra..
OprincipalproblemadaEconomiaPolíticaédeterminarasleisqueregemestadistribuição.2.
MalthuspublicousuaobraAn Inquiry into theNature andCauses01Rent em 1815
I' I~jcardoa leu,logoapóssuapublicação.Reconheceuqueateoriadarendadaterra,de
~lllhhus,complementavaumateoriado lucro em queelevinhatrabalhandohaviaalgum
Il'illlpO.3Ele já tinhachegadoà conclusãodequeo preçodoscereais,emrelaçãoaopreço
II~_mercadoriasindustrializadas,era reguladopela tendênciado trabalhoe do capital,
'1lIUlldoempregadosem terrascadavezmenosférteis,aproduzircadavezmenoscereais.
IlIlIIbémtinhachegadoà conclusãodequea taxa de lucro eragovernadapelaprodutiví-
dlltlrdecrescentedo trabalhoagrícola.A teoriada rendadaterra,deMalthus,apresenta-
\11,explicitamente,portanto, as idéiasque já estavamimplícitasna teoriado lucro, de
Hlcurdo.Três semanasapósa publicaçãodo panfletode Malthus,Ricardopublicouum
III,w1io sobrea Influênciade umPreçoBaixodosCereaissobreos Lucrosdo Capital,
I/lImandoa InutilidadedasRestriçõesàImportação.Nele,formuloupelaprimeiravez
I" .,Iementosessenciaisdesuateoriadadistribuição..A teoriadarendadaterra,deRicardo,emseusPrindpios,eraumaelaboraçãocoe-
11'111.,daidéiapresenteemseuEnsaio,de1815.Defmiarendadaterracomo"apartedo
1111111\110daterraqueépagaaoseuproprietáriopelousodospoderesoriginaiseindestru-
IIVt'lsdosoI0".4Suateoriadadeterminaçãodarendabaseava-seemduashipóteses:apri-
1111'1111eraa dequea terraeradiferente,emsuafertilidade,e quetodasasterraspodram
~I'Iordenadasapartirdamaisfértilparaa menosfértil;asegundaeraadequeaconcor-
/i1llrlasempreigualavaa taxadelucrodosfazendeiroscapitalistasquearrendassemterra
dll1proprietários,Suateoriadarendadaterranãopodeserresumidamelhordoqueele
1111'''1110o fez.Suadiscussãodadeterminaçãodarendadaterraserá,portanto,citadaem
111111111suaextensão.Mas,antesdelerestetrecho,o leitordeveentenderadefiniçãoque
UI\'oIrdodeuparaprodutolI'quido"produtolíquidoeraaquantidadetotalproduzida,me-
IIII~1\)(lososcustosdeproduçãonecessários,inclusiveasubstituiçãodocapitalusadona
1lllIdllç:ioe os saláriosdosoperários.Produtolíquidoera,portanto,todoo valorexce.
,h'l1ll1criadopelotrabalho,quepoderiaserdestinadoaoslucrosou à rendadaterra.A
'1'111ludarendadaterra,deRicardo,éaseguinte,segundosuasprópriaspalavras:.
..r apenas...porquea terranãoéilimitadaemsuaquantidadenemuniforme~msuaqualidade
I' porque,como aumentodapopulação,éprecisousarterradequalidadeinferior,quesepaga
Il1ld,. p. 1.
VI'! \)01113,Maurice.Theories01 Va/ueandDistributionsinceAdamSmith.Cambridge,Cambrld-
MIlJlllvl'fsityI'ress,1973,p. 67-69.Grandepartedestecapítulodevemuitoaesteexcelentelivro.SI'
11'11"1qUisercompreenderasquestõesconceituaiseanalíticas,bemcomoasquestõesideológieus1'111
1"~III1IJdebutequeprossegueentreosproponentesdateoriado valor-trabalhoc dateoriadautilidIHI".
IHIIlIlachuquI'o livrodeOobbé,delonge,amelhorfonte.
· ItICA I«)(), J'rillcljJ/m, 1'.33.
III
.emlapclo seuuso.Quando,como progressoda sociedade,secultivamterrasdo segundogtau
dl' lerlilldade,a terradeprimeiraqualidadecomeçaimediatamenteadarrenda,eo volumedesta
lelldadependerádadiferençadeqúalidadedasduasterras.
(.)Ulllldosecomeçaa cultivara terradeterceiracategoria,a~terradesegundacategoriacomeçaIo-
ga a darrenda,queé determinada,comoantes,peladiferençade suacapacidadeprodutiva.<Ao
mesmotempo,a rendada terradeprimeiracategoriaaumentará,poisterásemprequeestaraci-
madarendadasegunda,porcausadadiferençaentreseusprodutoscomdeterminadaquantidade
de capitale trabalho.Toda vezquea populaçãoaumenta,o paísé obrigadoarecorrerà terrade
pior qualidadeparapoderaumentara ofertade alimentos,e a rendade todaa terramaisfértil
aumenta.,.
Suponhamos,então,queasterras- nO~1,2 e 3 - produzam,comomesmoempregodecapital
e trabalho,um produtolíquido de 100,90e 80quartosdecereal...Logoquea populaçãotives-
seaumentado,tornandonecessáriocultivara terra-n\?2 '" a terran\?1começariaa receberren-
da;isto porque ou precisariahaverduastaxasdelucrosobreo capitalagrícolaoudezquartos...
teriamqueserretiradosdo produto-daterran!?1paraoutrocultivo.
Paraquemquerquecultivassea terran\?1 - seuproprietárioou qualqueroutrapessoa- estes
dezquartosconstituiriam,damesmaforma,rendadaterra;istoporquequemestivessecultivando
a terran\?2 conseguiriao mesmoresultadocomseucapitalquercultivassea terran\?1,pagando
dezquartosderenda,quercontinuassecultivandoa terran9 2, sempagarrendaalguma.Damesma
forma,poder-se-iamostrarque,quandoa terran\?3 começassea sercultivada,a rendada terra
n\?2 teriaqueserdedezquartos'" enquantoadaterran\?1subiriaparavintequartos;istopor-
quequemestivessecultivandoa terran\?3 teriao mesmolucro sepagassevintequartospelaren-
da da terran\?I, dezquartospelarendada terran!?2 oucultivassea terran\?3sempagarrenda
alguma.S
. Eraaconcorrênciaentreosfazendeiroscapitalistasquegarantiaesteaumentodaren-
da.Suponhamosqueo fazendeirodaterran<?I, noexemplodeRicardo,pagassesomente
15quartosderendaapósaterran<?3tercomeçadoasercultivada.Nessecaso,eleestaria
tendo85quartosdelucro(100quartosdeprodutolíquidomenos15quartosderendà
paga)sobreo mesmocapitalcomo qualosoutrosdoisfazendeiroscapitalistasestariam
ganhandosomente80quartosdelucro.Osoutrosdoisfazendeiroscapitalistaspoderiam
aumentarseuslucrosdispondo-seapagarmaisrendaaodonodaterran<?I

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.